História La familía Burkhardt! - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Sarah1865

Postado
Categorias Grimm
Personagens Capitão Sean Renard, Hank Griffin, Juliette Silverton, Monroe, Nick Burkhardt, Personagens Originais, Rosalee Calvert, Sargento Wu
Tags Adanick, Drama, Família, Nadalink, Policial, Romance
Visualizações 36
Palavras 1.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - My daughter


Fanfic / Fanfiction La familía Burkhardt! - Capítulo 1 - My daughter

Era só mais um dia,como todos os outros,Nick estava sentado em sua mesa com vários documentos empilhados era sempre a mesma coisa,casos para resolver e assassinos para prender, para um detetive, nem sempre vamos voltar bem para casa.Talvez com os sentimentos alterados,mas nunca levamos os problemas de casa para o trabalho...Apesar de algumas vezes levamos os problema do trabalho para casa.

Nick On   

Antes,tinha alguém me esperando em casa,eu podia está alterado,mas ela sempre estava lá.Segurando minha mão enquanto o mundo caia ao meu redor.     

 Hoje cada lembrança dela mim machucar...é por mais que doecer a alma eu precisava seguir em frente e tenta construir uma nova vida sem a Juliette,mais as vezes deixar o passado pra traz não e tão fácil assim.

Esse foi sem duvidas um dos anos mais locos da minha vida, digamos que a maior loucura mesmo foi mim depara com Adalind pedindo a minha ajudar,   imagina minha surpresa ao chega em casa e mim depara com uma Hexenbiest na minha sala pedindo minha ajuda para proteger ela e a criança que ela estava esperando, apesar do choque inicial de mim depara com a Adalind na minha casa conseguimos pela primeira vez desde de que nos conhecemos ter uma conversa civilizada sem tenta mata um ao outro então ela começou a explicar o por que de estar desesperada ao ponto de vim mim pedir ajuda, ela estava grávida, é claro que não foi surpresar alguma quando ela disse que o pai da criança era o Sean, o que eu ate entendia o medo dela já que como filha do Sean a criança assim como ele pertenceria a família real, é o rei faria de tudo para ter a criança ao lado dele, assim com a resistência faria de tudo para em pedir que o rei ficasse com ela no final das contas tanto Adalind e a criança acabariam no meio de uma guerra entre a realeza e a resistência, mais  o que mim surpreendeu foi Adalind disse que não poderia deixa o Sean sabe que ele era o pai da criança por que ele tava envolvido com uma celta Wesen que queria da um golpe de estado e ela estava com medo de que ele acabasse usando a filha como uma arma de guerra já que por causa das misturas de sangue e pelo fato  de Sean ser metade Zauberbiest e ela uma Hexenbiest os poderes que o filho que ela espera será imprevisivel e difícil de se controla. É claro que tudo isso caiu como uma bomba em cima de mim ate porque eu confiava no Sean afinal foi ele que mim ajudou depois que eu mim tornei um Grimm, é não era com se eu fosse vira as costa para ela não depois de tudo que ela falou e ate por que eu tinha que proteger aquela criança. E foi assim que de um dia para noite eu virei basicamente o guarda costa pessoal da Adalind,

Não era como se eu fosse simplismente vira as costa para ela diante aquela situação e deixa-la enfrenta a família real a resistência e o Sean sozinha, e como ser tudo isso não fosse o bastante para garantir a segurança dela e da criança nos tivemos que mentir e disse que o filho que ela esperava era meu o que não foi tão difícil de acreditarem já que eu mal mim desgrudava dela nos últimos tempos todos aceitaram o fato de estamos juntos, só quem sabia a verdade sobre Adalind e a criança era os meus amigos(Morou, Rosalee,Hank e Wu)fora eles todos os outros achavam que eu e a Adalind realmente estávamos juntos.

A única coisa que eu quero e não mim arrepender de ter ajuda a Adalind, é principalmente não mim arrepender de assumir o filho de outro homem.    

 

Apesar de tudo não posso nega que com o passa do tempo eu comecei gosta de verdade da Adalind, mais ainda assim algumas vezes mim pego pensado na Juliette, apesar que já fazer 3 anos desde sua morte parece que essa ferida ainda esta a aberta.O que mais mim espanta disso tudo e que quando estou perto da Adalind e como ser essa mesma ferida começar-se a se cicatrizar as poucos.  

Nick Off

Enquanto preenchia alguns documentos, o celular de Nick começou a tocar... era a Rosalee.

_Rosalee?

_Ta muito ocupado agora?-perguntou meio aflita

_Mais ou menos, aconteceu alguma coisa?-perguntou ele

_É que a Adalind, ela entrou e trabalho de parto minutos atrás estamos no hospital ela ta preste a da a luz – disse agoniada -Vêm logo...

_Tudo bem,estou a caminho.-disse esligou o celular.

Ele levantou-se de pressa da mesa e pegou a jaqueta que estava sobre a cadeira...Andou até a porta,assustou-se ao ver Cap.Renard entrar pela porta,nem ao menos notou quando ele tinha saído.

_Burkhardt?-Disse Sean

_Preciso sair agora, mais amanha eu terminarei e ter entregarei o relatório sobre o caso  -encarou ele.

-Aconteceu alguma coisa?- perguntou -Você ta muito nervoso- disse

 -Minha filha vai nascer – disse

_Parabéns -Ergeu a mão para parabenizar-lo que aceitou o cumprimento –Não se preocupe com os documente pode ir.

_Obrigado –disse e logo em seguida saiu de la..

Não demorou nem vinte minutos para ele esta no hospital, mais e claro que isso se deu ao pequeno fato dele de atravessado vários sinas vermelhos, sem fala de ter passado perto de atropelado um pobre gatinho preto que estava tranquilamente atravessando a rua despreocupado com a vida quando um ser desgovernado quase que leva de uma vez só todas as suas sete vidas, coitado do bichinho esse nunca mais chega perto um carro outra vez, mais não era como se ele fosse receber alguma multa o ate mesmo ser preso por simplismente atravessa um ou dois sinas vermelhos(que na verdade foram mais de quinze) ate por que quem serie o maluco a dar uma multa o uma ordem de prisão para o detetive afinal policia prendendo policia não pegaria muito bem, afinal que nunca passou um sinal vermelho que atire a primeira pedra que nuca quase fez purê de batata com um pobre e inocente gato que a única coisa que fez de errado na vida foi resolver atravessa a rua para ir para sua queria moradia quando um maluco que acha que esta numa pista de formula 1 resolveu ignora pela décima quinta vez um sinal vermelho que por pouco não resultou em purê de batata de gato e mais sete anos de azar para cota do nosso Grimm que já não um homem de muita sorte.

Ao chega no hospital ele foi direto para secretaria para sabe onde Adalind estava.   .

_Você poderia mim disse onde esta Adalind Schad? –perguntou

_O senhor é?-o perguntou a atendente  .

Antes mesmo dele pensa em fala uma voz atrás dele respondeu por ele

-Ele é o pai da criança. – disse Rosalee

_Ok- confirmou enquanto olhava a fixa.-Ela foi lavada para sala de cirurgia a mais ou menos meia hora e agora já deve está dando a luz no segundo anda –disse .-Mas assim que ela acabar ele vai para o quarto 285.

_Muito obrigado.- disse foi até o quarto junto com a Rosalee.

Entramos no quarto os dois se sentamos em um sofá-cama que ficava de frente a cama.

_E onde está o Moroe?

_Ele decidiu cuidar da loja, têm muitos clientes hoje.-disse  -Adalind me ligou quando começou a sentir as dores.

_Eu não esperava que ela fosse da á luz hoje,o parto estava previsto só para daqui a uma semana. – disse

_E o Sean?-perguntou preocupada

_Ele sabe que Adalind ta dando a luz a minha...-Respirei-Dando a luz hoje-me corrigi.

_Falando na criança...-Sorriu-Que nome ela vai receber?

_Eu não sei, pensamos em vários nomes.-Sorri.

Passou-se trinta minutos,eu já estava ficava maluque andando de um lado para o outro impaciente o medo mim consumia a única coisa que eu conseguia pensar era que algo deveria ter dado errado.

          Mim acalmei quando vir entrando no quarto, ela estava em uma cadeira de rodas, é em seus braços estava um pequeno montinho rosa. Ela era linda, puder ver o quando Adalind estava feliz com a filha.

   Me aproximei e Adalind me entregou ela ,eu nunca havia pegado em um bebê antes por isso fiquei com medo de acaba machucando ela, ela era tão pequena e tão frágil que eu tinha medo e por mais que eu soubesse que ela não carregava o meu sangue e não era a minha filha eu a amor como ser fosse e faria qualquer coisa para proteger-la.

._ Como foi?-perguntei entregando-a para Adalind 

_Foi tudo bem, ela nasceu saudável .-Ela sorriu.

Rosalee aproximando-se disse:

_Ela é...Simplismente linda-passou a mão no rostinho do bebê.

_Obrigado.-disse Adalind

_Já escolheu o nome?-perguntou Rosalee.

_Eu e Nick discutimos sobre isso e pensamos em vários nomes mais eu acho que Diana e realmente o melhor.-Disse

_Diana Burkhardt Schad -elas me olharam enquanto eu falava -Minha filha.-Sorri

Pois e isso que Diana e para mim minha filha, é eu faria de tudo para proteger-la mesmo que isso custasse a minha vida

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...