História La Proposition G!P - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Camreng!p, Lauren Jauregui, Norminah, Vercy
Exibições 779
Palavras 2.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um meus amore <3

Olha como to legal ;)

Capítulo 57 - Capítulo 57


Lauren Jauregui
 

Uma pessoa vendo toda essa situação de fora pode achar que eu estou ficando maluca ou que não tenho nenhum amor a minha própria vida. Mas eu tinha todos os motivos do mundo para tomar essa atitude.

Quando eu vi aquela foto que Camila mandou para Selena e olhei para aquele bebê pensei mesmo que fosse nosso filho que ela estava me escondendo, então não pensei duas vezes antes de pegar o primeiro vôo para Toronto tirar essa história a limpo. Mas não foi isso que aconteceu, Camila deixou bem claro que o Luiz Otavio não é meu filho e não tive nem como argumentar, por que ela iria mentir para mim?

Passei uma duas horas rolando na cama pesando em tudo isso o que tinha acontecido, foi quando eu tive a idéia de chamá-la para voltar a Atlanta comigo. Já perdi essa mulher uma vez e não vou perdê-la novamente.

- Lauren você só pode estar ficando maluca – ela estava parada na minha frente encarando o chão – Como assim ir para Atlanta com você?

- É exatamente isso, quero que você vá para Atlanta comigo – repeti – Não me parece algo absurdo.

Camila não disse nada. Ficou enrolando a ponta do cabelo com o dedo, era óbvio que estava totalmente nervosa com toda essa situação.

- Olha, eu entendi que você disse que o Tavinho não é meu filho – continuei – Mas ele continua sendo irmão do Luca e da Lara, os dois tem direito de conhecer o irmãozinho.

- E eles irão conhecer – garantiu – Já disse que quero trazê-los para passarem uns dias aqui comigo e conhecer o Tavinho, se for possível ainda nessas férias.

- Não estou querendo te impedir de trazê-los aqui, até porque os dois ainda estão muito empolgados com a idéia de vir a Toronto – falei – Mas estou pedindo para adiar isso um pouco e ir comigo para Atlanta.

- Por que isso agora Lauren? - cruzou os braços e me encarou.

- Pode parece estranho, afinal eu só segurei o Tavinho uma vez, mas desenvolvi um carinho muito grande por ele e um sentimento de proteção – expliquei – Quero tê-lo perto de mim mesmo sabendo que não é meu filho.

- As coisas não são tão simples assim – deu um longo suspiro – Não posso simplesmente pegar as minhas coisas e mudar de pais, eu tenho meu trabalho e toda a minha família aqui em Toronto.

- Não estou te pedindo isso – deixei bem claro, embora no fundo eu quisesse isso – Fique somente por algumas semanas, até o casamento.

- Casamento? - me olhou confusa, pensei que Selena podia ter comentando com ela sobre o casamento de Will e Taylor, já que as duas parecem ser tão amigas, mas pelo jeito eu me enganei.

- Sim... - antes que eu tivesse a oportunidade de responder ouvimos passos vindos da escada, era Sofia.

- Mila será que você pode me ajudar aqui – pediu – Não sei qual a temperatura eu deixo a água para o banho do Tavinho.

- Claro já estou indo – avisou antes de se virar para mim – Lauren, eu preciso ir ver isso.

- Tudo bem, vai lá – disse – Preciso mesmo ir para o hotel responder alguns e-mails lá da editora.

- Estou te esperando lá em cima – a irmã dela avisou – Vou deixar vocês se despedirem sozinhas.

Vi que Camila estava revirando os olhos por conta daquele comentário.

- Tudo bem Lauren, eu aceito a sua proposta – disse por fim – Vou para Atlanta com você.

- Sério? - foi inevitável sorrir como uma boba e sem nem ao menos pensar direito, me aproximei e a abracei – Muito obrigado!

- Vou ficar até o casamento, como você sugeriu – explicou me afastando de perto dela – Assim eu vou ver os meus filhos, estou com saudade deles.

- Imagino – ainda não tinha conseguido parar de sorri – Bom, agora eu vou mesmo embora, afinal você precisa dar banho no Tavinho.

- E como vamos fazer para ir a Atlanta? - decidiu perguntar – Você está com o avião dos seus pais?

- Não, na verdade eu vim em um vôo comercial mesmo – respondi – Mas pode deixar que vou comprar nossas passagens assim que chegar no hotel, te mando uma mensagem assim que estiver tudo certo.

- Vou ficar esperando – garantiu.

- Então tchau, a gente se vê em breve – me aproximei e dei um beijo na sua bochecha, Camila ficou alguns segundos me encarando, totalmente sem graça – Vai abrir a porta para mim?

- Claro! - avisou antes de se afastar e abrir a porta.

Consegui pegar o táxi na entrada do prédio e fui direto para o hotel, que ficava no centro da cidade. Não posso negar que estou feliz, apesar de Camila ter dito que só vai para poder ver os filhos e só ficará até o casamento, agora eu tenho duas semanas para poder reconquistá-la. Será poderemos ser uma família novamente? Eu, ela, os gêmeos e o Tavinho, apesar de ele não ser meu filho, quero criá-lo com o mesmo amor e carinho que eu dei para o Luca e para a Lara.

A primeira coisa que fiz quando cheguei ao meu quarto foi providenciar as passagens e consegui para um vôo que sairia amanhã na hora do almoço, já mandei a mensagem para Camila e ela me confirmou que iria arrumar a sua mala hoje mesmo. Depois eu decidi olhar os meus e-mails, estava lendo uma das mensagens quando chegou um pedido de conversa por vídeo com a minha irmã, aceitei o pedido na mesma hora.

- Taylor! - disse assim que a imagem dela apareceu na tela do meu tablet – Como estão as coisas por ai? Os gêmeos estão se comportando direito?

- Sim, eles são uns anjinhos, sabe que eu adoro tomar conta deles – lembrou – Só liguei mesmo para saber como você está. Já conseguiu falar com a Camila?

- Falei sim, mas as coisas não foram exatamente como eu imaginava – expliquei – Em resumo, o Tavinho não é meu filho.

- Oh Lauren, eu realmente sinto muito – deu um sorriso triste – Mas você sabia que isso poderia acontecer, não é mesmo?

- Sim! - afirmei com a cabeça – Mas isso não me impediu de convidá-la para ir para Atlanta comigo.

- Você fez o que? - gritou mais alto do que estava planejando.

- E ela disse sim – ignorei a pergunta dela – Vamos viajar amanhã de tarde, nós três. Eu, ela e o Tavinho.

- Eu concordei de você ir atrás dela quando você achou que o menino era seu filho – continuou – Mas agora que você sabe que não, não tem por que esta querendo ela perto de você.

- Ela continua sendo mãe dos meus filhos Taylor – dei um longo suspiro enquanto continuava.

- Só porque ela os carregou por nove meses – revirou os olhos – Alguém que abandonou os filhos não pode ser chamada de mãe, espero mesmo que ela não faça isso com esse bebê também.

- Tudo bem Taylor, agora chega, não culpe só a Camila pelo que aconteceu – decidi dar um basta nisso, estava cansado da minha irmã a criticando por tudo – A culpa foi meio que minha também.

- Como a culpa pode ser sua também? - quis saber – Não foi você quem a fez ir embora e deixar os gêmeos.

- Eu posso não ter feito, mas esse era o plano original – agora eu já tinha começado e iria com a história até o final.

- Como assim? - sua expressão totalmente confusa – O que você quer dizer com isso, Lauren?

Foi então que eu contei tudo para ela sobre ‘’a proposta’’ que eu fiz para a Camila, o contrato, a nossa viagem a Nova York, a aproximação ao longo da gravidez, a decisão de criarmos os bebês juntas, o nascimento dos gêmeos e por fim, ela decidindo ir embora. Acho que eu nunca tinha me aberto sobre isso com ninguém, somente com a Vero.

- Uau! - minha irmã estava totalmente chocada nesse momento – Um contrato para ter um filho com ela, acho que nunca poderia imaginar uma coisa dessas.

- Acho que todo aquele problema no passado tinha mexido muito comigo, eu queria ter filhos, mas tinha medo de me envolver com alguém novamente – continuei – Então tive essa idéia de contratar uma mulher para ter um filho meu.

- Começo a entender melhor a Camila, eu fui dura demais com ela – admitiu – Acho que se eu estivesse no lugar dela teria a mesma atitude.

Fiquei totalmente surpresa com a atitude de Taylor. Se eu soubesse que isso acabaria com as críticas, teria contado a verdade a ela antes.

- Você ainda a ama, não é mesmo? – perguntou de repente.

- Sim! - afirmei, essa resposta surpreendeu até a mim mesma – Eu ainda a amo e muito.

- Então corra atrás da sua felicidade – sugeriu – Aproveite que ela está vindo para cá com você, se quiser eu posso falar com ela.

- Obrigado Taylor – sorri.

- Só quero ajudar – completou – É a minha forma de me redimir por ter sido uma completa megera com a Camila desde que ela reapareceu nas nossas vidas.

Aquela conversa com Taylor me fez sentir muito melhor, ela me fez perceber que eu tinha chance de ser feliz ao lado da mulher que eu amo e iria fazer de tudo para conseguir isso. Dormi muito bem a noite e no dia seguinte mal podia esperar para que chegasse logo à hora de ir buscar Camila para ir ao aeroporto.

Quando finalmente cheguei ao prédio dela, fui até o porteiro.

- Boa tarde, você poderia chamar Camila Cabello – disse – Sou Lauren Jauregui, ela está esperando por mim.

- Um minuto que irei avisá-la – disse enquanto pegava o interfone e colocava na orelha, fiquei algum tempo esperando enquanto o homem falava com ela, quando desligou virou-se para mim novamente – Ela disse que era para a senhora subir.

Agradeci e fui até o elevador. Quando cheguei ao andar dela a porta do apartamento já estava aberta e Camila estava andando de um lado para o outro da sala falando no celular.

- Tudo bem Clary, eu prometo que vou continuar escrevendo enquanto estiver em Atlanta, no mínimo dez páginas por semana – esperou alguns segundos enquanto, provavelmente ouvia sua empresária falando – Fica tranquila que o livro estará pronto no prazo. Agora eu preciso desligar que a Lauren está aqui.

Ela desligou e foi colocar o telefone dentro da bolsa, que estava em cima do sofá.

- Sinto muito por isso, a Clary é meio paranóica com prazos – explicou enquanto revirava os olhos – É bem útil grande parte das vezes, mas costuma ser um pouco irritante também.

- Pode falar para ela que eu não vou te deixar perder o seu prazo – disse – E então, vamos? Precisamos chegar cedo para fazer o Check-in e o táxi está esperando por nós lá embaixo.

- Claro, vamos! - afirmou – Pega as malas enquanto eu levo o Tavinho.

Então eu me abaixei para o olhar dentro do carrinho, ele estava totalmente acordado, me encarando com os seus enormes olhos verdes.

- Oi garotão, você vai conhecer os seus irmãozinhos hoje – disse calmamente para ele – Você está empolgado com isso?

- Estou sim, tia Lauren! - Camila começou a imitar voz de bebê, estava em pé ao meu lado – Quero logo conhecer a Lara e o Luca, mamãe fala tanto deles.

- Agora a Lara vai ter você e o Luca para vigiarem ela dos garotos mal intencionados – continuei – Fico bem mais tranquila com isso.

- Sério mesmo Lauren? - Camila perguntou chocada, já estava usando a sua voz normal – Lara tem apenas quatro anos e você já está pensando em espantar os possíveis namorados.

- Nunca é cedo demais para cuidar desses detalhes – expliquei – E é melhor eu começar a vigiar logo, os meninos já ficam atrás dela na saída da escola. Você precisa ver só.

- Tadinha da minha filha – revirou – Mas sabe, eu achei que você estivesse com pressa de ir embora.

- Tem razão, vamos – eu me levantei por fim.

Então nós saímos, Camila trancou a porta antes de entrarmos no elevador. Estou com muitas expectativas a respeito dessa viagem e espero que todas elas possam se realizar.


Notas Finais


Ai, será que a Lauren vai conseguir conquistar a Camila antes do casamento da Tay?
E a Lauren contando para a Tay sobre a proposta? Será mesmo que as duas vão voltar a ser amigas?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...