História La tua cantante - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~AutorAbstrato

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alec, Bella Swan, Edward Cullen, Jacob Black, Renesmee Cullen
Tags Alec, Amor, Drama, Nessie, Reneslec, Renesmee, Volturi
Visualizações 239
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá! Fique muuuuuito empolgada, então decidi já postar o Capítulo 1! Bem, esse está bem corrido e dramático (nem gosto né), espero que curtam bastante e deixem o comentário bonitinho lá embaixo para que a gente saiba como está indo, o que está acontecendo e o que podemos melhorar!!

Sem mais delongas, BOA LEITURA!

Capítulo 2 - O princípio do fim


Fanfic / Fanfiction La tua cantante - Capítulo 2 - O princípio do fim

Corri o mais rápido que pude, lembro-me de sentir cada fibra de meu corpo lutar para se manter em pé. Minha mente estava turbulenta enquanto minhas pernas apenas seguiam o extinto de se afastarem. A vista embaçada dificultava o reconhecimento do caminho, mas eu segui, segui a diante para nunca mais voltar... 

Avistei Seattle a frente, as luzes encandearam-me mostrando o final da área florestal, não sabia quanto tempo estava em movimento sendo que já era noite, corri até o perímetro urbano e voltei a velocidade humana. Caminhei desnorteada pelas ruas obscuras da cidade indo em direção ao nada, as lágrimas teimavam em cair enquanto lembrava daquela cena , o beijo, o toque... Balancei a cabeça fortemente tentando a todo custo esquecer, mas cada vez que o fazia o filme voltava a mente como um replay maldito inundando-me de fúria e ressentimento. Como puderam fazer isso comigo? 

Não queria chorar, não queria ser fraca, mas estava tão irritada com tudo aquilo. O que foi minha vida, afinal? Uma grande mentira? De um dia para outro ela passou de um perfeito conto de fadas para um pesadelo que achara não ter fim. 

A raiva guiou-se rasteira pelos meus pensamentos até transbordar perante meus olhos. Eu os odiava, odiava o fato de terem me enganado por tanto tempo. 

- Olá, belezinha. - Virei-me para onde a voz me chamava. 

Deparei-me com um garoto alto de olhos claros que encarava-me maliciosamente. Seus cabelos loiros pendiam para o lado enquanto seus músculos estavam cobertos por uma apertada camiseta dos Yankees. Por um momento lembrou-me Jacob. Fitei-o raivosa. 

- Bravinha, gata? - aproximou-se sorrateiro, senti sua pulsação aumentar e eu o deixei pensar que estava no controle. 
Em uma volúpia de impulso sorri igualmente ele o incentivando a prosseguir e fui proporcionalmente a seu encontro. Seus braços rodearam-me firmes, descendo por minhas costas e sua boca foi de encontro a minha, permiti-me testar o contato antes do que planejava fazer então deixei que me beijasse. Foi um beijo fervoroso e apressado, uma de suas mãos puxaram-me o cabelo fazendo estremecer. Sorri, com Jacob sempre fora muito sem sal, ele pensava demais. Aprofundei ainda mais o contato descendo os beijos por sua mandíbula e pescoço, passei o nariz por sobre sua veia pulsante e depositei meus lábios naquele ponto , beijei-o e apertei-me mais em seu pescoço . Seria agora, pensei, antes de mordê-lo.

- O que? – Ele gritou tentando desvencilhar-se. O abracei ainda mais forte, tal qual faria com um leão da montanha.
Estávamos próximos a um beco, voluntariamente empurrei-o para o local encurralando minha presa. Seus olhos me encaravam aterrorizados e eu me deleitei com aquilo , queria que realmente fosse Jacob. Andei a passos lentos enquanto ele parecia um animal assustado.

- O que foi, benzinho? – Murmurei agora mais próximo. Ele acompanhou-me com os olhos, recuo, mas fui mais rápida ee lancei-me sobre ele novamente.

Seu sangue escorria lentamente por minha garganta servindo como um bálsamo a ardência da sede, como um vinho dos deuses degustei-o até a ultima gosta da primeira lufada, estava deliciada e delirante, nunca havia provado nada melhor, sangue animal não chegava nem perto daquilo. Seus gritos eram altos e estridentes , não liguei. Algumas casas próximas davam alguns sinais de vida enquanto suas luzes era acedidas, provavelmente em busca da causa de todo aquele alvoroço, naquele instante nada mais importava. 

O sangue do homem escorreu por meu rosto sujando minha blusa, quando estava prestes a continuar algo aconteceu. 

- “Não faça isso, Renesmee” – arregalei os olhos sentindo-me ordinariamente envergonhada pelo meu ato impulsivo. Soltei o homem que caiu ao chão atônito, seus gritos agora parecendo um eco ao longe. – “Você não deve” – Meu pai falava em algum lugar da minha consciência. 

Minha visão turva tenta identificar o que estava acontecendo.

- Cai fora daqui! – Gritei largando o homem  a minha frente. Ele levantou-se cambaleante e correu, porém foi até perceber borrões negros que esgueiravam-se pelo beco, os gritos cessaram. Toquei meu rosto tentando limpar o sangue que já escorria por minha camiseta, ao lado, onde estava o homem agora flamejava altas labaredas trepidando um corpo sem vida. 

Virei-me e foquei melhor minha visão então os vi, quatro figuras encapuzadas que olhavam-me assustadoramente. Já devia imaginar que desde a quase guerra na clareira eles estariam nos vigiando. Encarei-os , não tinha mais nada a perder de qualquer forma.

- Os Volturi, - Murmurou Jane com um sorriso diabólico em seus lábios. – não dão segunda chance. – Suas palavras eram cortantes.

Olhei ao meu redor e meu caminho de escape era coberto por altas paredes de depósitos, não teria como correr mesmo que eu quisesse então, como em uma volúpia de impulso encarei Jane. A mais perigosa dentre os Volturi. Seus olhos vermelhos sangue causavam-me arrepios, mas tentei não demonstrar medo, todos eles estavam ao lado da pira de fogo.

Seus olhos fixaram-se nos meus, frios, densos, mals, não me abalei e continuei encarando enquanto liberava todo meu poder. Há algum tempo vinha treinando isso com Jasper, uma forma de expandir meu dom. Eu precisaria dele agora. 

Esforcei-me ao máximo enquanto tentava ganhar tempo a encarando. De repente senti a fina película desprender-se de mim e em instantes eu já estava em um local totalmente antigo, cheio de paredes de pedras altas, um castelo, supus. De repente a visão correu para um grande salão de bailes com detalhes em mogno, centralizado a frente encontravam-se três impotentes tronos com Aro, Caius e Marcus. Andou-se até eles em reverência e segui para seu lado direito, antes encarando com devoção um garoto de olhos vermelhos. Irmão. Alexander. Ela o amava. Em instantes sua mente focou no loiro que entrou pelos grandes portões junto a outro vampiro maior. Sua mente expandiu-se em satisfação e o nome flutuou em seu subconsciente, Demitri.. 

- Jane, - uma voz grave e preocupada chamava-a – irmã, o que houve? 

Percebi então que tinha dado certo, agora eu morreria pela ousadia, mas deu certo de qualquer forma. Senti-me anestesiada pelo esforço repentino, mas a adrenalina no meu sangue não deixou-me cair. Continuei vagando por entre os pensamento de Jane. Alexandre, Alexander... Demitri... Maestro... Alexander... 

- Eu... – ouvi sua voz entrecortada. – Ela... 

Meus olhos arregalaram-se quando o foco mudou para uma garota em pé, seus olhos vidrados. Suas roupas cheias de sangue davam-lhe um ar psicótico. A minha própria visão... 

- Ela está na minha mente, Alec. 

E a inconsciência me atingiu.
 


Notas Finais


E ai, o que acharam? Espero que tenham curtido de montão o capítulo! Não esquece de comentar o que achou hein. :)

Beijinhos e até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...