História La Vista Nueva - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Maluma
Personagens Maluma, Personagens Originais
Visualizações 89
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Orange, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nesse capítulo é aberta as portas para uma nova vida de Ana, o que está por vir?

Capítulo 2 - Descobertas


 

Abracei Katy forte, sentir seu perfume doce e agradavél mais uma vez era reconfortante, Katy estava muito diferente, Seu cabelo estava longo, ela esbanjava um sorriso lindo, Fiquei surpresa ao ver a mudança do corpo dessa garota.


_Annnnaaaaaa.

_Aaaah Katy, que saudadeees.

_É bom ver você novamente.
 

O abraço continuou por mais um minuto, eu realmente sentia falta da katy. Seu cabelo longo e macio roçava em meu rosto, suas mãos delicadas entrelassavam minha cintura, eu amava a ideia de ter seu corpo junto ao meu, o final de semana com a prima katy vai fazer bem pra mim.

_É bom ver você também, vem, entra, estou faminta.

Katy deixou sua mala perto da porta, abraçou mamãe e se sentou na mesa junto com ela.

Lembramos de nossa infância e rimos bastante.

Mamãe a cercou de perguntas, perguntando sobre sua vida e o que andava fazendo; Eu a salvei depois de quase 1h de conversa.

_Venha Katy, vou te mostrar onde vai dormir.

Pude ver sua gratidão em seu rosto com um largo sorriso.

Subimos as escadas correndo,  Katy parecia enérgica e pronta para me soltar mil novidades de uma vez; Eu a conduzi até meu quarto, o caminho até ele foi rápido, nem havia de ter percebido que colocava um passo na frente do outro sem reclamar da preguiça, ela ficou surpresa ao entrar nele.
 

_Quem é esse?

Deu um suspiro, colocando suas malas em meu quarto.
_É meu namorado. Brinquei.

Ela me olhou com cara de deboche, prendendo o riso.

_Como assim não conhece o Maluma?. Peguntei tirando sarro da sua cara.

_Não tenho tempo pra isso, me perdoe... mas, são belos posters, tem poster no quarto todo, garota.

_É..., Olha, você pode colocar suas coisas aqui. Disse apontando para um pequeno espaço no guarda-roupa.

Deitei na cama e a observei guardar suas coisas. Katy tinha um quadril pequeno, uma silhueta fina e peitos medianos, que pecado essa garota.

_É, só é isso, eu preciso de um banho.
Vasculhei meu guarda-roupa atrás de uma toalha limpa.


Katy saiu do quarto me deixando só, pude ter alguns minutos de privacidade de volta. Abri meu feed e levei um baque; Maluma iria fazer shows em algns países! Puxei imediatamente a lista dos países, Pulei radiante ao ver que Brasil era o primeiro da lista, o grito despercebido saiu de minhas cordas vocais sem eu nem percebesse, Katy saiu do banheiro assustada com sabão por toda parte do corpo.

_Ana???? O que houve??!

_Ahhh, Katy, olheee, veja, que maravilha!!!

Katy não entendia motivo de tal desespero; Eu pulava de felicidade *MEU HOMEM VAI VIR PRO BRASIL, SOCORRO* Eu não acreditava no que lia, só deixava a felicidade invadir me ser e me tomar por completo. Katy voltou para o banheiro confusa.
Deitei em minha cama procurando por mais informações, me decepcionei ao ver que não tinha ainda uma data exata, mas o que importava? ele estaria aqui, estaria no Brasil.

Katy saiu do banho enrrolada em uma toalha, a água que escorria de seu cabelo fazia um contorno de sua mandibula até seu queixo, repingando goticulas pelo chão.

_Já se recuperou de seu surto?

_Um pouco. Disse eu um pouco sem graça.

Me surpreendi quando tirou sua toalha, Katy estava de costas e me dava uma bela visão de sua bunda linda e redonda, me concentrei em meu celular com todas minhas forças; Senti um alivio quando ela estava de pé e vestida. Acomodou-se de meu lado.
 

_Estou completa agora. Disse rindo.
_Me conta as novidades! Eu estava interessada.

_Aah, minha vida é bem corrida, estudo a noite agora, confesso que ando mais tempo ocupada com a loja de mamãe do que com meus estudos.

_É com isso que disse que ‘’Anda muito ocupada’’?

_É sim, haha; viver é São paulo é bom, tem uma boates maneiras. Mordeu os lábios

_Frequenta boates?

Seus olhos se encontraram com os meus, uma de suas sobrancelhas arquearam, pude sentir suas palavras pasmas.

_Você não? Em que mundo vive? Caralho Ana, isso dá uma boa grana, devia tentar depois.

O som estralava na porta de mármore velho do meu quarto, Era mamãe.

_Como estão as coisas aqui?

O rosto de Katy de pedrificou, ficou tensa.

_Oi tia, ah, está tudo bem, a Ana me serve bem. Bagunçou meu cabelo, tirando um sarro.

_Ah meninas, vocês são uma figura; Ana, irei sair para as compras, podem sair se quiser, mas deixem um aviso para onde for, vejo vocês mais tarde.

_Tchau mamãe.

_Até logo, tia.

Ouvi os passos de mamãe descer a escada, eram lentos e despreocupados, não parecia apressada.

_Será que ela ouviu algo?

_Não ouviu não. Gargalhei.

_O que você faz aqui? Aqui parece ser tão calmo...

_Eu não saio, não tenho onde ir...

Conversamos por horas, A noite estava caíndo e as estrelas aparecendo, Katy tinha me dado todos os detalhes do que haverá de ter feito nesses últimos anos, me surpreendi com o que a menina doce e inocente tinha se tornado.

_Qual a desse Maluma aí? Parecia curiosa.

_Aaaah, é o homem da minha vida, olhe esse rostinho.

_Um puta gato, imagina o que isso aqui faz? Tocou com o indicador na tela do meu celular.

Senti minhas areolas eriçar, um calor soava por meu pescoço, levei minha mão até a orelha tentando não ter pensamentos eróticos.

_É, imagina... Mas o que quer fazer?

_Você que manda.

Sugeri um jogo, estavamos fofocando a um bom tempo, já sabia a vida de Katy de trás para frente.

Decermos e procuramos um jogo, eu era a rainha do Just dance, então propus um desafio.

_Vamos uma melhor de 3, quem perder paga uma prenda.

Ela concordou rindo, Katy quase nunca aceitava perder, era um desafio.


Notas Finais


Aqui termina mais um capítulo, espero que gostem, eu queria esperar bater 20 views, mas eu estava ansiosa demais, é minha primeira vez, então é algo muito novo, é nós s2.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...