História Lábios Vermelhos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Angel, Anna Heartfilia, Aries, Azuma, Bickslow, Brandish μ, Cana Alberona, Câncer, Carla (Charle), Droy, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Knightwalker, Erza Scarlet, Flare Corona, Gildartz, Happy, Irene Belserion, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Levy McGarden, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Mystogan, Sting Eucliffe, Tauros, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Erza, Hentai, Irene, Natsu, Natsu X Erza, Natsu X Irene, Natsu X Mira
Visualizações 343
Palavras 1.452
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - O Beijo da Rosa Vermelha


Fanfic / Fanfiction Lábios Vermelhos - Capítulo 1 - O Beijo da Rosa Vermelha

Nada era comum na rotina de quem mora na cidade chamado de Limbo, já que ela foi construída segundo a lendas em cima do que os antigos chamam de "Rachadura" ou portas para o inferno, e por causa disso diversas pessoas afirmam ver espírito e monstros rondando seus quintais, eu meu caso já posso afirma a vocês que sim eles existem e sim eu posso velos já que moro em limbo e sim eu sou Médium e por isso eu posso velos normalmente andando pelas ruas e tomando formas humanas, ate tem algum aqui perto já que e meu vizinho, claro que tem os espírito dóceis e sociáveis, mais também tem o hostis, porem isso não e problema meu.

E quem seria você? Vocês esteja perguntando agora bom, como disse sou um morador dessa peculiar cidade grande, meu nome e Natsu Dragneel, tenho 17 anos sou magro com um corpo rustico pra minha idade já que trabalho pra poder compra minhas coisas e meus games e mangas, sim aquilo que vocês chamam de otaku porém não sou nem popular na minha escola, já que não gosto ser o centros das atenções,sou mais na minha, ate gostava de uma menina mais ela acabou namorando o cara mais popular da escola, obvio que ela prefere ele do que eu não porque sou feio pelo contrário sou ate bonito, e pira e simplesmente por status social, aquelas coisas estereotipada de líder de torcida e jogador de futebol, e blá blá blá.

Logo de manhã saio de minha casa que não e tao pequena pra um homem solteiro já que e bem espaçosa, vou andando pra escola e depois para o trabalho ate que me esbarro sem quere em uma freira.

- Oi tudo bem com você?

- Sim obrigada pela ajuda - logo percebo o qual ela e bonita ha que era albina e olhos azuis, e claro reparei no seus belos seios que quando olhei me segurei pra não sair nada do nariz - Com licença acho que pode soltar minha mao agora - disse ela corada.

- Desculpe! - fiquei vermelho de repente e então ela sorriu e soltou uma risadinha.

- Você fica fofo quando cora sabia?

- Não diga essas coisas que eu fico mais vermelho ainda.

- Hihihihi tudo bem vou para de provoca lo apesar de eu gostei disso - nisso ela me olha de um jeito estranho, pra uma feira ela e bem fogosa vamos dizer assim - Porem vamos mudar de assunto a propósito eu sou Mirajane mais pode só me chamar de Mira e você quem seria?

- Bon meu nome e Natsu, Natsu Dragneel e um prazer te conhecer Mira.

- O prazer foi todo meu a propósito Nat kun poderia ne dizer onde tem uma igreja aqui perto?

- Acho que tem uma no caminho do meu trabalho acho que posso te levar ate lá se você não se importa e claro.

- Não por mim tudo bem - Nisso ela sorriu tao doce pra mim que quase senti meu coração sair pela boca de tao linda que ela é porém volto do meu devaneio quando esculto ela - Vamos Nat kun?

- Sim!

E assim foi meu dia de hoje acabei conhecendo uma bela garota, no qual acabei fazendo uma amiga, porém como já falei essa e Limbo e como todo dia tem uma esquisitice o meu dia não foi totalmente normal digamos assim.

Não muito longe dali

Vivia sobre um morro no alto da cidade uma casa de formato estranha era a casado velho referendo Makarov, ele vivia sozinho porem muitos que passavam perto pensavam telo escutado discutindo com alguém o que pra muitos e a prova que o velho estava ficando louco, quando na verdade era bem siente e não estava ficando caduco, na verdade ele foi escolhido pra ser o mentor de duas criaturas divinas ou era divinas, sim dois anjos caídos ambas com uma coloração incrível de vermelhos seus cabelos assim como  vermelho de adão

Seu nomes era Erza e Irene duas irmas que antes de descerem pra o mundo louco dos humanos as duas era anjos e que tinham a função de orientar e de proteger,porem quando decidiram visitar o mundo mortal acabaram que o pecado as contaminaram, Irene acabou sendo viciada no bom e velho sexo, não importava com quem pra ela era divertido selecionar e seduzir qualquer homem já que se considerava irresistível, já sua irmã Erza ficou viciada nos doces humanos principalmente pelo bolo de morango, mesmo que ela comece todo dia por maneira sobrenatural seu corpo nunca engordasse, já que as duas tinha belos corpo tirando o fato de Irene ser nais volumosa na parte da frente, porem não se engane elas são ótimas lutadoras, Erza e seu estilo espadachim e Irene e uma grande maga conhecia qualquer encanto.

O responsável por elas era Makarov Dreyar um padre que em tempos antigos era um incrível mago branco, e agora o tutor das duas desmioladas e junto dele Happy um gato falante.

- Espero que estejam felizes por isso!

- O que aconteceu mestre? - diferentes de sua irma ela e responsável e disciplinada sempre respeitando Makarov.

- Onde esta sua irma Erza?

- Onde você acha que ela esta?

- Happy vai chama la fala que e assunto serio

- Aye!

Nisso o gato sai voando e vai para o quarto onde Irene dormia e quando entrou encontrou monte de roupas sujas e calcinhas meladas ( Com o bom velho doce de amor) e claro a ruiva dormindo com seus grandes seios a mostra mirando no teto, o gato então acabou pousando em cima de seus seios e falou.

- Irene acorde o mestre ta chamando - nisso ela agarra o gato e segura com força e então o encara com ma cara de poucos amigos.

- O que foi gato???

- O mestre está chamando vocês e assunto importante.

- Ele sempre tem assuntos importantes, pois fale pra ele só mais 10 minutos de sono.

- Irene e assunto bem bem serio!

- Ta bom fala pra ele que vou indo já nais antes Happy você se importaria em sair do meu quarto?

- Aye - nisso ela o arremessar bem longe fazendo bater na parede e assim criando um buraco na parede, ela sabia ser assustadora quando acorda, ela então desce claro ainda enrolada em uma toalha e ainda arrumando o cabelo o cabelo.

- Qual a nova velho?

- Você esta mal como sempre e melhor arruma uma roupa e ir tomar banho.

- Achou que tenho que te lembra que e a naus velha aqui!

- Chega vocês duas o assunto e sério, escutem o trabalho de vocês era simples tudo o que tem que fazer e matar qualquer demônio ou espírito que ameacem a vida dos humanos e em troca vocês ganharem uma moeda de Pedro assim juntando o suficiente voces voltam para o céu e eu viro santo e como estamos ate agora só temos são só três moedinhas de bronze que não dao nem pra compra uma bala de goma no céu.

- Eu não tenho culpa disso!

- Nem eu!

- E como se isso não bastace não temos dinheiros pra pagar o aluguel e por causa disso iremos ser despejados daqui a três dias.

- Isso e bem ruim - disse Erza com a mao no queixo.

- Aye!

- Quem sabe se eu conversa com o dono da Casa eu consiga um adiantado ou um perdão de divida sabe eu sei ser bem persuasiva - Disse Irene lambendo os lábios.

- Sexo não resolve nossa situação tudo o que nós reta e arrumar um lugar pra mora.

- E o que o senhor sugere?

- Eu vi uma casa perfeita pra nossa ocasião além do que e uma casa de um médium.

Natsu pov...

Volto do trabalho e estou ansioso pra vikrar pra casa e desfrutar do meu belo video game em paz e sem infortúnios, e claro aqueles coisas de limbo que eu queria poder não enxerga,aquelas fantasmas zumbido no meu ouvido, mortos vivos que não andam e claro qualquer tipo de ser sobrenatural ou demoníaca, pro meu alúvio chego na minha casa e encontro as luzes acesas e a porta arrombada e então acabo por ficar apreensivo por saber que pode ser um ladrão então pego um pedaço de pau e entro de mansinho  e encontro duas silhuetas na sala então me aproximo quando tento chegar no comodo acendo a luz e vejo algo que qualquer um de bom senso não acreditaria, uma ruiva deitada completamente nua no meu sofá ne encarando e a outra semi nua sentado no chão com as pernas aberta e jogam video game enquanto comia minha sobremesa e junto dela um velho anão jogando com o outro controle enquanto um gato em cima de sua cabeça e então todos me encaram e disseram.

- Boa Noite!

- Mais que merda vocês estão fazendo na minha casa?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...