História Labirinto dos mortos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 3
Palavras 376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Survival, Suspense
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Pesadelos


Fanfic / Fanfiction Labirinto dos mortos - Capítulo 1 - Pesadelos

Victor acordou assustado.

Acabara de ter um pesadelo perturbador pela terceira noite seguida. Encarou o quarto escuro e começou a distinguir o formato de seu guarda roupa, da cadeira, da pequena mesa com livros e da cesta onde colocava as roupas sujas para serem lavadas. Suspirou pesadamente e passou a mão pelo cabelo loiro tentando pensar em qualquer coisa, menos no pesadelo onde corria por um corredor escuro e era perseguido por alguém - ou alguma coisa - que gritava sem parar. Sentia o suor escorrer pelo pescoço e fazer a camiseta fina grudar no peito. Desejou poder dormir tranquilamente outra vez sem imagens horríveis navegando por sua cabeça.

Sentou-se na cama e então olhou para a janela aberta por onde entrava uma brisa refrescante. O verão chegara mais cedo e as altas temperaturas já estavam começando a se tornar uma tortura tanto para quem tinha de sair na rua quanto para quem ficava em casa. O ar abafado era a desculpa que o rapaz dava a si mesmo para justificar os pesadelos seguidos, era o sono sendo afetado pelo calor, era a única explicação plausível. O pior - e mais estranho - disso tudo era que o pesadelo era sempre igual: corredor escuro recheado de gritos e muita correria desesperada.

Na primeira noite acordara assustado e não conseguira cerrar os olhos para dormir outra vez. Agora já estava acostumado em certa parte, porém mesmo assim sentia-se desconfortável no próprio quarto, como se houvesse alguém em algum canto observando, talvez tivesse uma pessoa oculta atrás da cortina vermelha...

Victor sacudiu a cabeça e levantou-se. Não podia ficar pensando bobagens, tampouco ser dominado pelos pesadelos. Andou pelo quarto com passos cuidadosos, aproximou-se da cortina e puxou com força o pedaço do tecido. Ao ver nada além da parede clara sentiu-se um completo idiota por achar que realmente estava sendo observando por alguém. Será que loucura iria tomá-lo? Pesadelos, sensação de estar sendo assistindo... Isso não podia ser normal.

Caminhou até a cama outra vez e deitou para tentar dormir. Queria que o sol surgisse logo e pintasse tudo de dourado para afugentar as coisas ruins da noite, principalmente os pesadelos. Ficou esperando sem se mexer embaixo dos lençóis até que sentiu os olhos pesarem. Dormiu outra vez.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...