História Lack of Pleasure - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hentai, Hetero, Jeon Jungkook, Jungkook, Personagens Originais, Threesome, Yuri
Visualizações 426
Palavras 4.605
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Harem, Hentai, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello amorecos, trouxe esse Threesome diferente para vocês, como tem no meu long " Dividida ", dois meninos e uma menina resolvi ousar e trazer algo diferente. Espero que gostem!!

¥ Aviso:
- Yuri ( ou seja tem relação sexuais entre duas mulheres)
- O conteúdo é +19 porque é algo um pouco pesado além da conta.

Então quem não gostar de coisas assim não lê, Okay! Tem meu aviso, se ler mesmo não gostando é algo que eu não poderei me meter.

É isso um beijo é até as notas finais! Boa leitura. E qualquer erro ortográfico relevem kkk 😘😘😘

Capítulo 1 - Capítulo Único: Se tem uma primeira vez para tudo.


Fanfic / Fanfiction Lack of Pleasure - Capítulo 1 - Capítulo Único: Se tem uma primeira vez para tudo.

Estava sozinha no meu apartamento, em meu quarto junto as suas cores claras, pequenas rosas espalhadas por sua decoração, nada muito atrativo para quem não gosta dessa cor, tipo meu namorado o Jungkook, ele não suportava a cor do meu quarto.

Ele disse que era pelo simples fato de eu não ser mais uma menininha e sim uma mulher.

Eu não ligo para a cor do meu quarto contanto que meu Kookie esteja aqui comigo, ao meu lado. Eu quero sentir seus beijos molhados pelo meu corpo, seus lábios, sinto falta dos seus abraços, seus braços fortes envolvendo meu corpo.

Do jeito que sua pele fica vermelhada pelo meus maltratos de amor. Sentia falta do seu cheiro... Enfim sentia falta dele.

Já fazia dois meses que não o havia, ele ficou de me ajudar com a nova cor e decoração do quarto, nós concordamos em “ vinho," é uma cor escura e deixava meu Daddy excitado.

Pelo menos foi o que o mesmo me disse.

Eu faço tudo pelo meu Daddy, o conheço muito bem, todos os seus gostos, seus desejos, suas vontade. Coisas do tipo, meu Daddy tinha gostos e desejos diferentes e peculiares, mas tinha alguns desejos e fetiches do Kookie que eu me recusava em fazer, ou até mesmo obedecê-los.

Qual seria não é? Eu me pergunto se faço tudo que o Daddy quer e gosta, por que não este? É tão simples não é?

Pois não é! O Jungkook sempre quis ter relações comigo e com outra garota, mas eu o pedi para que esquecesse essa idéia maluca, eu jamais o dividiria, não ligo de ter relações com outra garota acho até algo diferente, mas em pensar que a veria tocando ou até mesmo beijando em algo que é meu, já me deixa louca de ciúmes.

Meu Daddy gosta dos meus ciúmes acha até engraçado, e respeita minha decisão. Ele sempre é muito carinhoso comigo, me trata como princesa, é... Eu sei que não sou uma, mas não custa sonhar.

Antes de ir viajar com os seus amigos a trabalho ele disse que voltaria em menos de três meses.

Já se passaram dois meses sem seus toques e suas carícias, eu já não aguento mais.

Às vezes as noites eu me tocava só ouvindo sua voz em chamadas que o mesmo fazia, ele dizia que eram recompensas por eu estar o esperando como uma boa menina, tinha meus brinquedinhos para brincar sozinha, ou com alguma “amiguinha”, eram as deixas que o Jungkook soltava para mim do outro lado da linha.

Quando o Daddy não podia me ajudar com minhas tensões sexuais, eu usava um estimulo que acredito que a maioria das pessoas usam, filmes educativos... Isso mesmo filmes e vídeos educativos.

              -_______________-

                    

                     15:00 PM

Estava fazendo calor lá fora, minhas janelas encontrava-se abertas uma fraca ventania pairava sobre as cortinas das mesmas, eu estava quente, estava suada. Havia a pouco tempo tomado um banho, mas já estava suada novamente.

Ainda não havia recebido notícias do meu Daddy, talvez ele me ligará mais tarde.

Estava entediada, o clima estava quente, deitei na cama peguei o controle e uma revista que estavam em cima do meu criado mudo próximo ao meu telefone fixo. Ligo a TV e olha que só que maravilha... Ainda estava em meu canal alternativo para minhas noites quentes solitárias.

Deixei no mesmo, estava passando filmes apimentados coisas que sempre passa nesse canal afinal por isso teria que criar uma conta, deveria cadastrar seus dados de idade e data de nascimento. Para certificarem que menores não assistiram nada daquilo.

Acho que por segurança, não sei.

Abro a revista em minhas mãos e começo a folhear , até que vejo um anúncio tentador e interessante. Era um anúncio de um site de garotas e rapazes para apimentarem a relação de couples, ou até mesmo matar suas vontades, desejos e fetiches.

Achei bem engraçado de começo a roupa que o anúncio mostrava que alguns rapazes usavam, como não havia nada para fazer achei interessante entrar nesse site, para procurar algo para me divertir. Pulei da cama em fração de segundos já estava em meu notebook, entrei no site e comecei a verificar o conteúdo dele.

Vi garotas e rapazes com roupas diferenciadas coisas que nunca havia visto na vida. “ Nossa que loucura”.

Continuo vagando pelo site até que os meus olhos batem em uma garota, uma linda garota...” De algum modo ela me atraiu”.

O que eu estou pensando? Meu Daddy não iria gostar disso. Mas ele não está aqui, então não poderá ver eu me divertir.

Cliquei na foto da bela moça para olhar seus dados, no site ela se chamava Litter Kitten, ela era um ano mais nova que eu, seus cabelos um tom escuro, rostinho de boneca, lábios carnudos e rosados, seios fartos e redondinhos. Era lindíssima, o tipo de garota que o Daddy iria adorar para realizar o seu fetiche.

Mas hoje ela realizará o meu.

Nunca me relacionei com uma garota antes.

“ Bom, se tem uma primeira vez para tudo.”

Rapidamente entrei no User da garota e cliquei em “ saber mais “, nesse link mostrava como poderia contratá-la então fui em seu passo a passo, no final da contratação dos serviços do site, a mesma que eu contratei mandaria uma mensagem para saber minha localização para que pudesse chegar até mim.

Mandei o endereço do meu apartamento, o andar e o número do mesmo.

A algumas horas ou minutos não sei, a garota estaria em meu apartamento, antes de finalizar mandei uma mensagem para a mesma avisando que meu apartamento ficaria com a tranca aberta para que ela pudesse entrar sem precisar que eu fosse até ela.

Me direcionei até a porta principal e destranquei a mesma voltando para o meu quarto.

Peguei meu celular olhei o mesmo e vi a foto do meu Daddy, comecei a admirá-lo, nossa como meu namorado é bonito, seus traços, seu corpo, seus lábios. Tudo nele me excitava, sua voz em meu ouvido falando coisas sujas, me deixava cada vez mais molhada. Me senti cada vez mais quente, deixe meu celular de lado e voltei a assistir o que estava assistindo anteriormente.

Meu corpo estava cada vez mais suado, sentia minha intimidade pulsar, não pelo que assistia, mas só em pensar meu daddy me fodendo com todas as forças, senti-lo dentro de mim, suas palmadas em meu bumbum me deixa mais que excitada. Senti minha calcinha molhar dentro do meu shorts de ceda rosado.

Estava usando o conjunto que meu Kookie mais gosta.

Embora ele não gostasse da cor, mas o tecido, dava para ver meus biquinhos rijos dentro do tecido, me desfiz logo do conjunto ficando apenas de calcinha, apertei firme meus seios para aliviar toda minha excitação, passei de leve os dedos por cima da minha intimidade ainda coberta pela calcinha, pensei em meu Daddy me tocando meu corpo estremeceu.

Precisava muito do meu Kookie-ah comigo, para me satisfazer por inteira. Coloquei o tecido de lado e adentrei dois dedos em minha entradinha molhada, tirando-me um suspiro, começo a fazer movimentos de vai e vem lentos, ainda apertando um de meus seios. Começo a gemer baixo manhosa, com os olhos fechados me dando ainda mais prazer.

Aumento o ritmo das estocada de meus dedos, me fazendo gritar e gemer não tão alto, meu corpo estava arrepiado de tanto prazer, mau poderia esperar para ver meu Daddy novamente, ele estava demorando demais...

Retiro meus dedos do meu interior, logo abrindo minha gaveta e pegando meu vibrador em mãos, não gosto de usar aquilo, mas era necessário por hora que estava a só. Liguei o mesmo e encostei levemente em minha intimidade dando outro gemido manhoso em resposta. Adentrei o objeto em minha entrada, fazendo movimentos de vai e vem, agora estava gemendo bem mais alto que antes, estava louca de tesão.

Peguei o vibrador e o coloquei de pé na cama usando o apoio para deixa-lo fixo para não cair, encaixei em minha entrada escorregadia e comecei a cavalgar sobre o mesmo. Deixando escapar vários gemidos manhosos e suspiros.

Continuo com meus movimentos em busca do meu prazer, até que sinto meu celular vibrar.

.... vuh’’ vuh’’ vuh’’...

Ligação por vídeo do Daddy Kookie-ah.

~ Oh, justo agora você me liga Daddy.~

Atendo a ligação e aguardo o carregamento da mesma.

Iniciando chamada por vídeo...

- Oi princesa. – Ele posiciona seu celular mostrando todo seu rosto e o corpo, mostrando o quanto estava elegante e gostoso em um terno preto com detalhes cinza.

- Oi a-amor. – Respondo a sua chamada com certa dificuldade, mesmo falando com o Kookie-ah, continuo o que estava fazendo, tentando me mostrar o mais normal possível na frente do Daddy. Só mostrando meu rosto.

- Baby, estou morrendo de saudades de você. – Dita de forma manhosa e carinhosa.

- D-Daddy, você me prometeu que não ficaria fora mais de dois meses. Falta pouco para fazer três meses. Eu preciso de você. – O respondo manhosa, ainda com meus movimentos no vibrador.

- Baby, sei o que eu disse, mas confia em mim. Não vou esperar dar três meses para poder te ver minha princesa. Voltarei o quanto antes.

- Espero Jeon, porque se não ficarei zangada com você. Ah-h. – Deixo um gemido escapar.

- O que houve baby?! Se machucou? O que está fazendo Melissa?

- Nada Daddy, não me machuquei, e-eu estou bem.

Ouço uma voz diferente na chamada do meu Daddy.

- Oi Melissa, como vai a minha princesa? – Era o Namjoon, um dos amigos do Kookie.

- Ela não é sua hyung, ela é minha princesa.

Observando os dois discutirem sobre o assunto, sinto o vibrador adentrar em meu interior de uma maneira forte e profunda me fazendo gemer baixo chorosa, logo notada pelos rapazes que estavam na chamada.

- Amor, você está bem mesmo? Está suando muito Melissa. Por que não se deita e mais tarde eu te ligo.

- Você não vai contar a el... – Antes do maior concluir o que dizia, pareceu ter sido atingido por algo . – Aish, você me machucou pirralho.

- Hyung, por favor agora não. – O Kookie faz um sinal colocando o seu indicador nos lábios.

- Ah, certo. Então já vou, até mais Melissa foi bom te ver, melhoras para você. – O mais velho pisca em seguida me mandando um beijo ensinado pelo Jin eu acho.

- Baby, agora eu tenho que ir. Deite-se e descanse, mais tarde eu ligo okay.

Me vendo assentir o maior encerra a chamada de vídeo.

Fazendo-me ouvir algumas batidas na porta do meu quarto, provavelmente seja a Litter Kitten. Ela recebeu habilmente aos meus comandos sobre sua entrada.

- Pode entrar!! – Dito de maneira que a mesma do outro lado possa me ouvir.

Vejo a porta do meu quarto se abrir por completo, continuando os movimentos em que estava, vejo a linda moça entrar no quarto, vestida com um sobretudo marrom com detalhes rosas, eu sabia muito bem o que estava por baixo de tudo aquilo.

- Olá, sou a Litter Kitten! – Solta as palavras me analisando de maneira cuidadosa.

- Eu sei, sou a Melissa. – Sorrio de forma maliciosa sem tirar meus olhos da mesma, e continuando meus movimentos.

– Você não vem me ajudar? - A pergunto soltando um tom de voz um tanto manhoso vendo ainda a moça me observar.

- Não vai haver nenhum rapaz moça? – Pergunta a mais nova ainda mantendo seus olhos em meus movimentos, ela não tinha uma cara de inocente.

Aparentava ser bem safada.

A analisei rapidamente, novamente deixando um sorriso malicioso escapar no canto dos meus lábios.

- Não, não. Hoje só haverá eu e você.

Levanto da cama deixando o vibrador em cima da mesma e vou até a moça, me pondo a sua frente vejo a mesma assentir, e retirar com cuidado o seu sobretudo. Observo que a mais nova vestia um pequeno vestido rosa cheio de grandes buracos, estava sem sutiã só apenas de calcinha por baixo da roupa.

Seguro em seu pulso direciono a mais nova até a cama, sentando a mesma na ponta, desligo a TV e me sento próximo a mesma, a olhando da cabeça aos pés admirando a linda moça. Não sou tão corajosa quando estou longe do meu Daddy, ele tem várias ideias, mas eu... Eu nunca passei por isso.

- Então... Eu vou ser super sincera com você. Nunca tive relação com mulheres, então você tem que me ajudar. Eu quero tentar pelo meu Daddy.

- Seu... Daddy? – Me olhou com dúvida.

- Sim Litter, meu namorado. – Peguei meu celular e mostrei a foto do meu Kookie e a vi sorri ao ver o rapaz.

- Uou, ele realmente é muito bonito. Deve ser bem excitante ter ele só pra você.

- É... é sim. – Por um minuto fiquei com ciúmes do que a mais nova falou, mas relevei em seguida.

- Eu te ajudo com isso, já passei por isso muitas vezes, não sou só contratada por homens ou casais. – Observo a moça me virar para si, assim ganhando ainda mais minha atenção. – Só fica tranquila e relaxa.

Por impulso fechei os olhos e senti suas delicadas mãos passearem por todo meu corpo, ombros, seios, pernas, colo.

Sinto beijos molhados por todas as minhas costas, solto um suspiro baixo, ainda sentindo seus movimentos próximos a mim.

Ainda com os olhos fechados sinto a Litter começar a dar leves mordiscadas pelos meus ombros, subindo até meu pescoço, e sentindo suas mordidas chegarem em meu queixo, depositando em seguida um beijo naquela área.

Sinto seus lábios carnudos em contato com os meus, começando um beijo intenso, cheio de desejo. Posso sentir suas mãos entre minhas pernas alisando as mesmas.

Solto um arfar entre seus lábios ao sentir seus dedos em minha intimidade, me penetrando sem o menor aviso, separa nossos lábios, abro os olhos e observo seus movimentos, retira seus dedos do meu interior e os passa nos lábios, nunca pensei que poderia ficar tão louca de tesão por uma garota.

Como meu Daddy sempre diz “ Se tem uma primeira vez para tudo.”

Observo a mais nova retirar seu vestido e sua calcinha aos poucos, ajudo a mesma a retirar suas vestis até está completamente nua. Encosta suas costas na cabeceira da cama e abre suas pernas fazendo me contemplar sua intimidade rosada e molhada. E me chama com o seu dedo indicador.

               [ Jungkook On ]

Tinha finalizado a chamada com minha baby, não me senti seguro para avisa-lá que terei um imprevisto hoje, queria fazer uma grande surpresa após essa sessão de fotos.

Assim que acabar essa sessão de fotos eu voltaremos para Coréia. Enquanto os hyungs se reunirão para resolver alguns assuntos, vou correndo para a casa da minha coelhinha manhosa, para lhe fazer uma surpresa.

A boba pensa que ficarei aqui mais de dois meses, bem eu iria ficar, mas como surgiu esse imprevisto enorme teremos que voltar após essa sessão fotográfica. Mal posso esperar para vê lá, cuidar dela, a ver sorrir. Estou empolgado para ver sua reação a me ver...

                         [ ... ]

- Acabamos a sessão. Vocês podem ir para os quarto arrumar as malas, vamos sair daqui a alguns minutos. – Ouço um dos nossos staff’s falar.

Logo em seguida recebemos o comando os atendendo indo em direção aos quartos fazer o que se foi mandado.

- A Melissa vai gostar muito da sua volta Kookie. Será uma grande surpresa para ela. – O Jiminnie hyung fala me ajudando com as malas vendo o grande sorriso em meu rosto.

- Tenho certeza que ela vai. – Fecho a mala a erguendo indo em direção a fora do quarto, junto com todos.

Estávamos aguardando a todos no aeroporto para seguirmos com nossa viagem de volta, assim que se pós todos presente adentramos no avião seguindo viagem.

O vôo não duraria muito tempo afinal não estávamos muito longe de onde vivemos, minha ansiedade estava maior que tudo, podia sentir meu coração acelerar a cada vez que eu pensava na minha princesa. Ela me tira o fôlego.

Chegamos no aeroporto da Coréia, com eu disse não demorou muito já estava em casa.

Todos entraram em uma vam que deixaria a todos na empresa, mas dessa vez meu destino será outro, agradeci a todos, peguei minhas duas malas e aguardei avistar um táxi próximo dali, assim que o vi fiz sinal para o mesmo que parou e me ajudou com as malas. Entrei no veículo e segui caminho ao apartamento da Melissa.

Chegando em frente ao mesmo, senti meu coração palpitar de alegria cada vez mais.

Finalmente vou ver minha baby.

Entrei no prédio, e depois no elevador me direcionando até o seu apartamento, em frente a porta respirei fundo e resolvi bater, sem querer acabei fazendo força na maçaneta abrindo a mesma.

- Que?! Por que a porta da Melissa está aberta?! Será que houve alguma emergência com minha baby?!

Entrei no cômodo colocando minhas malas próximas ao sofá da sala, e tranquei a porta da frente. Caminhei pelo apartamento mais nada de diferente e nenhum sinal da minha garota, onde será que ela se meteu?

Caminhei próximo ao seu quarto a porta estava fechada, não sei se está trancada.

Decidir bater mais uma vez mas antes de bater ouço um barulho estranho vindo do mesmo, aproximo meu rosto da porta de maneira que eu possa ouvir mais do som, para poder decifrar o que era tudo aquilo.

Ouço gemidos vindos do mesmo...

- Então é isso, minha baby está brincando sozinha novamente. – Deixo um sorriso malicioso escapar dos meus lábios ainda do outro lado da porta, mas ele logo se desfaz ao ouvir outro gemido não conhecido por mim no recinto. – Espera isso não veio da Melissa? Mas que caralhos está acontecendo aí?

Deixo aumentar minha curiosidade e verifico se a porta realmente estava trancada, giro a maçaneta e a mesma se abre, então eu a abro por completa vendo uma cena que pensei que nunca poderia ter visto em toda minha vida...

~ A Melissa na cama com outra garota. ~

De começo achei estranho, elas duas estáticas me olhando surpresas. Mas na verdade aquela surpresa toda foi para mim.

- S-Surpresa Melissa... – Forço um sorriso deixando ambos constrangidas, vendo as garotas se cobrirem com os lençóis.

- A-Amor, o que faz aqui? – Ela levanta ainda envolvida no coberto, e vem em minha direção.

- Vim te fazer uma surpresa, mas parece que você é bem melhor do que eu nisso. – Encaro a desconhecida ainda enrolada em cima da cama, que não parava de me analisar.

- Daddy, não fica bravo comigo, pensei que você fosse ficar mais tempo fora, ai quis tentar algo para fazer com você assim que voltasse, para que já estivesse mais acostumada. – Dita em um tom manhoso, que cai entre nós eu não consigo resistir.

- Então você teve a ideia de trazer uma amiguinha para não brincar sozinha? – Puxo a mais nova pela cintura apertando seu corpo ao meu.

- Eu a contratei na verdade, queria fazer algo para te agradar Kookie, mas entendo se não gostar. – Entrelaça os braços em volta do meu pescoço e cola nossos lábios em um beijo calmo.

- Não, não. Eu adorei a surpresa. – Sussurro próximo ao seu ouvido, direcionando meu olhar para a moça desconhecida, a lançando um sorriso de segundas intenções no canto dos lábios. – Então bonequinha... Como se chama?- Me aproximo da mesma trazendo a Melissa junto a mim.

- Eu sou a Litter Kitten.- Responde se encolhendo, parecendo uma gatinha indefesa.

- Eu falei de você para ela Daddy, e mostrei sua foto. Ela pareceu gostar de você. Te achou excitante. – Minha menina dita me sentando na cama, sentando ao meu lado e dando leves mordidinhas pelo meu queixo e pescoço.

- Achou?! – Vejo a garota assentir. Então novamente um sorriso deixo escapar. – Bom, então o que vocês acham de me incluir na brincadeira de vocês, vocês deixam? – Observo as garotas que não esperaram nem um minuto para assentir e sorrirem animadas, essas garotinhas são bem safadas.

Começamos a nossa brincadeira a três. As belas moças me ajudam a tirar as roupas que poderia me atrapalhar me deixando apenas de cueca, sinto beijos molhados por toda região da minha nuca, era a Melissa sempre tão carinhosa comigo.

Observo a Litter sentar em meu colo e rebolar lentamente me tirando arfares apoiando seu pescoço em meus ombros deixando meus lábios perto daquela área, sinto sua respiração tocar uma área sensível do meu pescoço algo que me faz arrepiar.

A mesma envolve seus braços em volta do meu pescoço e começa a simular cavalgadas em meu membro ainda coberto, enquanto minha baby alisa lentamente meus braços me deixando cada vez mais arrepiado e excitado. A Litter se retira do meu colo, me ajudando a fica totalmente em cima da cama, me deitando na mesma.

Sinto meu corpo ser castigado rudemente pelas duas garotas, a Melissa morde meus lábios, enquanto a Litter deixa fortes mordidas e chupões em várias partes do meu corpo, até as mais visivelmente fáceis de serem vistas.

- Okay meninas, já fizeram maldades demais comigo não acham?! – Observo uma olhar para outra com um sorriso malicioso em seus lábios e uma divertida gargalhada de ambos. – Agora vamos a parte mais divertida. Na qual uma me chupa e a outra senta aqui. – Aponto para o meu rosto direcionando um dos dedos aos meus lábios, passando levemente pela região.

Afasto um pouco meu corpo da cabeceira da cama e deito novamente, sinto a Melissa se direcionando para próximo o meu rosto, enquanto a Litter abaixa minha cueca a tirando completamente, observo a minha baby se posicionar colocando sua intimidade em meu rosto centralizando-a.

Começo a chupar e a lamber a mesma como se estivesse a beijando, um beijo de língua molhado e excitante, ouço seus gemidos manhosos que estava com saudades.

Fecho os olhos com força ainda fazendo movimentos com a língua na intimidade apertada da minha baby, sinto os lábios quentes da Litter em contato com minha glande que encontrava-se inchada e úmida esperando atenção.

Ainda consigo ouvir os gemidos da minha baby, agora dava chupadas duras e fortes, sentindo a garota se contorcer em meu rosto.

Adentro dois dedos em sua intimidade molhada, fazendo movimentos lentos sentindo suas pernas tentarem se fechar, as impeço as forçando a ficar mais aberta que antes, me desconcentro em meus movimentos com os dedos ao sentir fortes chupadas na minha área sensível, fazendo me arfar contra a intimidade apertada da minha baby. Fecho os olhos novamente e continuo afundo com as estocadas com o dedo na entradinha da minha menina.

Ouço gemidos além dos da Melissa no quarto, sem ver o que a Litter estava fazendo apenas a sentia mamar meu pau com gosto, até sentir sua intimidade molhada em contato com a minha barriga, ela estava sentada em cima de mim, roçando sua entradinha molhada em minha pele, podia sentir sua pele se arrepiar com o contato me deixando cada vez mais duro.

Antes da Melissa chegar ao seu ápice a mesma se retira de cima de mim, agora chamando atenção da outra garota para que sentasse em meu rosto enquanto a Melissa faria algo que eu ainda não sabia.

Observei as moças mudando de lugares. Agora a Litter se posicionava em meu rosto, na qual abocanhei sua intimidade gostosa com muito bom grado, sentindo seu melzinho deslizar em minha boca com facilidade.

Deixei um gemido escapar quando senti a Melissa se posicionar em meu corpo e encaixar sua entrada inchada em meu pênis, e começar a cavalgar lento e ritmado, sentia ondas gostosas por todo o meu corpo.

Continuava a chupar densamente a Litter usando as forças que tinha para abrir ainda mais suas pernas, ela apóia suas mãos na cabeceira da cama rebolando contra meu rosto, procurando ainda mais contato com minha língua que a lambia e chupava com se fosse um delicioso picolé.

Agora a Melissa sentava com força, aumentando a velocidade de suas reboladas, já estava quase perto de gozar, sinto o corpo da mais nova estremece e ela se desfaz em minha boca, me fazendo lamber todo seu melzinho. Aquilo estava me deixando louco, ela sai de cima de mim e vai em direção a Melissa, que como uma boa garota continua seus movimentos.

Apoio minhas mãos na cintura da minha baby, intensificando as estocadas na mesma, observo a danada da Litter beijar os ombros da Melissa, e depois a beija-la, vejo suas línguas uma se entrelaçar com a outra, aquilo me deixou com mais tesão. Observo as duas me olharem com sorrisos perversos em seus rostinhos de bonecas, sinto meu ápice mais próximo.

- Você gosta disso Daddy? – Minha garota me ver assentir como resposta.

A Litter envolve seus lábios aos meus, formando um intenso e excitante ósculo, e direciona seus lábios ao meu pescoço, o chupando e mordendo novamente.

- Você são bem safadas, hm?! Vão me enlouquecer assim.

A última e forte estocada sinto meu orgasmo chegar, e o da Melissa também, fazendo a mesma sujar todo meu corpo e o seu.

- Vamos pequena, agora é a sua vez, quero você de quatro. – Aponto para a Litter que logo atende ao pedido.

- Melissa minha princesa, você vai ficar em frente a Litter, quero ver o que essa garotinha safada pode fazer com essa boquinha.

A vejo se posicionar a frente da mais nova como foi mandada, me direciono atrás da mais nova, pincelo com delicadeza meu membro em cima da sua entrada escorregadia, fazendo a mesma soltar um gemido manhoso, continuo esfregando a cabecinha em seu pontinho sensível.

Observo a Melissa se posicionar e abrir suas pernas com cuidado, tendo sua intimidade tomada pelos lábios grossos da mais nova.

Minha menina gritava segurava firme nos lençóis da cama, fechando seus olhos fortemente sentindo cada vez mais sua intimidade sendo molhada pela saliva alheia.

Adentro meu membro na intimidade da mais nova, ouvindo a mesma gritar contra a vagina da Melissa, começo a estoca-la com lentidão, fazendo movimentos de vai e vem lentos, os tornando cada vez mais suplicantes para ambos.

- Chupa direitinho ela bonequinha, você está indo bem.

Aumento os movimentos de minhas estocadas, sentindo meus quadris se chocar fortemente com suas nádegas, vendo a mais nova se contorcer de prazer.

Voltei meu olhar para a Melissa que agora estava com os dedos em sua intimidade alisando seu pontinho sensível enquanto ainda sentia os toques da mais nova.

- Estou quase, eu vou gozar.. Awhh... – Avisa a Melissa mordendo fortemente os lábios, e fechando os olhos.

Já estava próximo ao meu ápice, meu corpo suava, estava embreagado de tesão, aquela foda inesperada, foi a melhor que tive, nunca havia passado pela minha cabeça que minha namorada super ciumenta iria me fazer uma surpresa dessas.

Confesso que a mesma me surpreendeu de várias formas.

Senti a entrada da mais nova me apertar, dei uma última estocada forte tendo meu orgasmo, a preenchendo com meu líquido branquinho. Tiro meu membro da sua intimidade vendo o liquido esbranquiçado escorrer de sua vagina melando as suas pernas.

Que visão linda, jamais poderia esquecer desse dia, a Melissa resolveu deixar seus ciúmes de lado para poder me agradar. Ela é perfeita.

Ouço um longo gemido vindo das duas garotas, e ambos caírem na cama, suas respirações ofegantes, não diferentes da minha, o som poderia se ouvir dos outros condomínios.

Observo as moças deitarem na cama, com os olhos fechados e ainda respirando intensamente, deito junto a elas, e fecho os olhos conseguindo ouvir a misturas de todas as nossas respirações descomparçadas.

- Melissa minha baby, você me surpreendeu. Deixou seu ciúmes de lado por mim. – Logo me pronuncio cortado o suposto silêncio do lugar.

- O que eu não faço por você, Jeon?! Se bem que eu também gostei da experiência. – Abro os olhos e vejo a duas garotas de olhos fechados sorrirem felizes.

- Imaginei que iria gostar, mas não esqueça você ainda é toda minha. – Dito olhando as garotas gargalharem.

- E você é todo meu.

... Sempre tentamos apimentar a relação de alguma forma, todos os dias a mesma coisa acaba enjoando, mas nunca deixarei de tentar coisas novas com a minha baby. É como eu sempre digo...

- “ Se tem uma primeira vez para tudo.”


Notas Finais


💙😏👏Espero que tenham gostado, estou trabalhando em novas coisas que estão vindo por aí, mas temos que ter paciência kkkk bjus até a próxima amorecos 😘😘💕 comentem e deixei seu favorito se gostar claro ficarei bem felizinea!! 🎆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...