História Laços - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruhina, Sasusaku
Exibições 231
Palavras 1.839
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Princesa


Fanfic / Fanfiction Laços - Capítulo 4 - Princesa

(Sasuke on)

Hoje, faz três anos que cheguei no meu novo "lar".  E, confesso que no começo, pelos relatos das outras crianças que moravam aqui, fiquei preocupado com o que poderia acontecer. Mas isso logo passou depois de algumas semanas. O Orochimaru é um cara realmente muito estranho. Ele é cientista e faz muitos experimentos. Tem um laboratório enorme no porão e, por algum motivo ele me trata muito bem, diferente de como ele trata os outros. A Karin tem que lavar, cozinhar, o Suigetsu e o Juugo trabalham duro no jardim, e alguns outros serviços braçais dentro da casa. Já eu, estudo o dia inteiro. Tenho um quarto separado, ele me ensina francês, o próprio inglês, Italiano, Alemão e mandarim. Me deixa entender as experiências loucas dele, me deixando ótimo em exatas e biológicas, mas tudo de humanas que preciso saber ele também me ensina, junto com a enorme biblioteca que só eu de todos os "filhos" tenho acesso. Um dia, em um jantar de luxo (que novamente, só eu tenho o privilégio de jantar com ele) perguntei porque essa diferença. Eu não tenho medo dele, pelo contrário, agradeço por ele estar me dando tanta oportunidade, mas tenho raiva pelos outros. Depois da morte da minha família, jurei para mim mesmo que não faria novos laços. Mas ai veio o Naruto, a Sakura, que me lembraram o que é ter alguém. E os meus "irmãos", que teriam todo o direito de ter raiva de mim por causa da diferença de tratamento que temos, não. Eles ficaram felizes por mim, e até mesmo pedem para eu passar para eles tudo que o Orochimaru me ensina. Por isso a raiva. Eu não gosto de injustiça e é isso que ele faz. Então ele me respondeu: " Eu vejo o potencial de cada filho meu. Eles não tem futuro, não são esforçados, e nem querem aprender. Eu vejo nos olhos deles. Eles são os filhos errados. Adotei um por um. Tentei transforma-los na pessoa certa. Mas eles não tem o perfil. Você tem Uchiha Sasuke. Eu crio filhos para brilharem, não para montar nas costas da minha riqueza. Não devolvo eles para o orfanato por causa da minha fama, isso afetaria meus negócios, mas também não vejo mais graça neles. Para mim, são peças fora do jogo. Você é o meu jogo. " Então perguntei o que ele esperava de mim, e ele respondeu: " quero te ajudar a reconstruir as empresas Uchiha rapaz. " o sorriso dele era macabro, e logo entendi tudo. A família Uchiha tem a maior rede de hospitais no Japão. Mais de 80 hospitais espalhados pelo país. Então descobri que, como ele me adotou, era ele que estava comandando tudo. Ele queria os hospitais para suas experiências. Esse cara é louco, e ele queria me transformar e me usar. Foi quando eu percebi que, eu precisava sair daquele lugar o quanto antes. 

- Sasuke! - disse a Karin, batendo na porta do meu quarto.

- O que você faz aqui. Se te virem vão te matar. - falei por trás da porta.

- Se eu entrar antes dele me ver não vão me matar, inteligente! - disse ela. Convencido, abri a porta e ela entrou rapidamente. 

- O que você quer em? - falei trancando a porta novamente.

- Ai ai, fico inconformada como seu quarto é enorme e o meu é um ovo!

- disse ela se jogando na minha cama, rindo. Essa garota é. Meio doidinha.

- Não posso fazer nada. - falei deitando ao seu lado.

- Sasuke.. como é ver seus pais morrendo na sua frente? - perguntou ela.

- Você sabe que odeio falar sobre isso. - respondi, incomodado. 

-  Meus pais morreram em um incêndio. Eu era um bebê, não lembro de nada. Mas as vezes sinto cheiro de carne queimada. Eles agonizando, vozes gritando.. - disse ela, com os olhos cheios d'água.

- A imagem do sangue saindo sem parar da garganta da minha mãe também não sai da minha cabeça. Todo mundo que eu conheço morto em uma poça se sangue.. mais ou menos isso. - falei. 

- Entendo.. - disse ela, com o pensamento longe.

- Você não tem nenhum outro parente, para tirar desse inferno? 

- Hahaha se eu tivesse outro parente não pararia em um orfanato de cara! E para a ironia do destino, minha mãe tinha uma irmã. Ela ia me buscar depois do incêndio, para me adotar mas.. ela sofreu um acidente de carro e morreu com o seu marido. Eu tenho muita sorte! Hahaha. Só seu que, eu tenho um primo perdido pelo Japão.. que como eu, não conheceu os pais. Quando eu era menor, meu sonho era encontrar com ele. Mostrar que ele não esta sozinho no mundo, que eu estou aqui. Eu sou o sangue dele! Porque a pior coisa nesse mundo e se sentir sozinho. 

- Hahaha o seu nome, é Uzumaki, né? - falei finalmente entendendo a coincidência.

- Sim, por que..? - perguntou ela.

- Karin, quando sairmos daqui, prometo te apresentar uma pessoa. - falei olhando para ela.

- Quem!? - disse ela, arregalando os olhos.

- Isso é um assunto do futuro. No momento, vamos nos concentrar em sair desse lugar o quanto antes. 

- Tento fugir desse lugar ha tantos anos.. que sei la.

- Eu vou conseguir, e vai ser o próprio Orochimaru que vai abrir a porta para nós. - falei olhando para o teto.. confiante.

- Eu sei que vai. Eu confio em você. - disse ela sorrindo. Então começou a fazer cócegas em mim.

- Meu deus Karin para de ser insuportável... SAI DAQUI!! - falei segurando a risada.. me contorcendo todo. 
 

... enquanto isso... 

(Naruto on)

- O-onde estou...? Eu morri..? - falei sentindo muita dor de cabeça. Então, quando abri os olhos estava em um quarto todo branco. 

- Que mané morreu Naruto!! - disse a Sakura-chan apertando a minha orelha.

- Aaai! Sakura-chan, seja mais carinhosa!! Runf. - falei olhando feio para ela.

- Seu idiota! Você está no hospital.. - disse ela sorrindo. Então, olhei ao redor e me acalmei.

- Ufa.. que bom que eu não morri. Tenho tanta coisa para fazer ainda! Imagina, eu nunca trabalhei, nunca tive uma aula de educação física, nunca beijei!! Se bem que.. isso você poderia ajudar né, Sakura-chan he, he. - falei brincando. 

- Vou fingir que não estou ouvindo! Ainda bem que você está bem.. fiquei tão preocupada. - disse ela, me abraçando forte. Ela era tão cheirosa, tão magrinha!

- Estou bem.. eu acho! Falei, íamos tirar isso de letra haha. - falei sorrindo, para mante-la calma

- Tão bem que quebrou o osso zigomático! - disse ela, toda bravinha, como sempre! 

- Osso o que!? - falei sem entender nada, mas achando fofo aquela pessoa tão pequena e tão magra toda brava! 

- Naruto, tem um pessoal querendo falar com você. - disse ela, mudando de assunto.

- Quem? - perguntei.

- O Kiba, Shikamaru e Chooji. Eles vieram pedir desculpas pelo o que disseram na sala. Se você não quiser falar com eles, tudo bem! Eu entendo.. mas eu acho qu-

- Sakura-chan, essa é a minha oportunidade de fazer amigos! É lógico que eu quero! Eu lembro que quando éramos menores, e eu e o Sasuke brigávamos você colocava a gente um na frente do outro e nos obrigava a pedir desculpas. "Só as pessoas fortes tem o poder de perdoar! " - falei imitando a sua voz. 

- Isso mesmo! Vou chamá-los então.. - disse ela, sorrindo.

- Okay. - respondi. Então ela abriu a porta do quarto e os três entraram, em silêncio.

- Vou deixar vocês a sós..! Qualquer coisa grita em, Naruto! - disse a Sakura-chan, preocupada.

- Haha relaxa Sakura-chan! - falei, então ela sorriu e saiu, fechando a porta.

- Então.. - disse o tal Chooji.

- E ai! Qual é, não precisa essa cara de bunda. Eu estou bem! - falei tentando me enturmar. 

- Na verdade você está meio quebrado.. haha. - disse o Kiba.

- Cicatrizes contam a história das batalhas que você viveu! - falei, sorrindo.

- Queríamos pedir desculpas. - disse o Chooji.

- Na verdade, a Sakura nos obrigou. E nossa, ela quando quer uma coisa.. o menina chata! Com todo respeito.. - disse o Shikamaru.

- Eu sei bem como é.. mas tudo bem, não foram vocês que me bateram. E mesmo assim, eu perdoo esse tal Neji. Eu provoquei então.. esta tudo certo. - respondi.

- Você é muito bonzinho sabia!? Por isso você apanhou! - disse o Kiba.

- Me responde uma coisa.. criar intriga com vocês vai facilitar ou dificultar minha vida na escola..? Então, não tem porque eu brigar com vocês. Não sou bonzinho, sou inteligente! Apesar de no fundo no fundo querer dar uma surra em todos vocês! - respondi, sorrindo.

- hahaha gostei de você garoto! - disse o Kiba, rindo da minha resposta. Aquele dia, apesar de ter pagado um grande mico na escola, apanhado, e quebrado o osso zigo não sei o que,  eu ganhei uma coisa. Eu ganhei novos amigos, companheiros que se tornariam para vida toda! Kiba, Shikamaru e Chooji. 

... alguns dias depois...

(Sakura on)

- Naruto, tem certeza que você esta pronto para ir para escola!? - falei enquanto ele se trocava. Sim, nós somos íntimos o suficiente para nos trocarmos um na frente do outro. Isso se tornou natural ao longo do tempo. 

- Tenho! Minha cara já está bem melhor hehe. - disse ele sorrindo, colocando sua camisa da escola.

- Eu não sei.. se você quiser dar um tempo ainda.. você sabe que vai ser difícil. Vão olhar para você, vão rir de você. Eu não quero isso! - falei, encarando-o.

- Obrigado por se preocupar magrelinha. Mas eu estou bem! O Kiba, o Shikamaru e o Chooji estão do meu lado agora! Ok? - disse ele se aproximando, beijando minha testa.

- Hmm.. ok vai. - falei me conformando.

- Além do mais, preciso agradecer minha princesa do cavalo branco. Hahaha. - disse ele, enquanto terminava de se trocar.

- Princesa do cavalo branco!? Isso é muito errado sabia? Hahaha. - falei rindo. 

- Hahaha fazer o que se foi ela que me salvou! Sério. Preciso agradece-la. Qual o nome dela mesmo..? - perguntou ele, aparentemente interessado. Essa era a primeira vez que o Naruto se mostrou interessado por alguém. Quando éramos crianças, ele dizia que gostava de mim. Que queria casar comigo e eu sempre respondia: não, eu vou casar com o Sasuke! Mas, depois que crescemos, ele mesmo percebeu que ele falava isso para contrariar o Sasuke. Afinal, eles sempre foram rivais! Apesar de tudo, mesmo ele tento algum sentimento por mim, ele nunca deixou de me apoiar com o Sasuke. Desde o comecinho quando éramos apenas crianças inocentes. Então essa era a minha hora. Minha hora de apoiar o Naruto. 

- O nome dela é Hinata! Hyuuga Hinata! - respondi sorrindo.. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...