História Laços - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 6
Palavras 513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Leiam ao próximo capítulo para dar continuidade ao conto.

Capítulo 1 - Domingos e Andreza


Fanfic / Fanfiction Laços - Capítulo 1 - Domingos e Andreza


À porta estava uma mulher que dizia orgulhar-se do filho que iria cursar direito em Portugal.  Tratava-se de Domingos, um menino altamente aplicado aos estudos; seus dias eram apenas dentro de casa, quase doente de tanto ficar sentado à mesa junto aos livros. 
    Domingos era um jovem que vivia de forma singular, talvez não gostasse de socializar com outras pessoas; os únicos amigos que ele tinha era Luiz Alves, Victor Hugo e o Romão. O seu aniversário de dezoito anos seria festejado numa iminente semana, e sua mãe, Lucy, decidiu fazer uma festa.
    Na universidade onde Domingos havia começado o curso, ele conheceu Lorena, uma jovem muito bem apresentada, cabelos loiros, pele alva, com a voz suave. Encantou-se, correu e falou para sua mãe que estava apaixonado por aquela bela moça. 
    Por coincidência, a mãe de Lorena era amiga de Lucy, ambas se gostavam. Logo veio o apoio da união dos dois. Domingos aproveitou-se desta ocasião para aproximar-se da jovem. Ambos tornaram-se amigos rapidamente e, pouco tempo depois, logo começaram a namorar às escondidas.
    O amor entre Domingos e Lorena durou até o rapaz decidir que queria voltar para o Brasil, pois não aguentava mais morar longe dos pais. Tudo parecia tedioso: horários, leituras obrigatórias, provas e até mesmo o jeito com que Lorena o tratava.
    Domingos amava-a por que havia enamorado-se, mas tudo desandou quando recebeu uma carta contendo fotografias de sua amada com outros rapazes do mesmo curso. Lorena o traía. Todas as palavras gastas, as juras de amor e as diversas horas em cartas foram em vão. 
    Lucy recebeu o filho com muita surpresa, questionou-o sobre o curso e a resposta sempre era a mesma. Domingos alegava gostar do curso, mas estava cansado de ter que conviver muito longe da família, de fato era. Todavia, ele omitia da mãe os problemas amorosos que sofria.
    O teatro municipal iria festejar noventa anos de existência e todos da cidade eram convidados. Haveria de ter uma grande encenação de Ilíada e Odisseia, grandes obras de Homero. Lucy convidou Domingos para apreciar tal peça, mas o garoto aparentou tristeza, nem coragem tinha para sair de casa. Com muita insistência, acabou cedendo ao desejo de sua mãe.
    Domingos e sua mãe foram de carro ao exuberante teatro. Pela janela do automóvel, ele refletia sobre o destino do curso de direito e conclui que deveria pedir transferência para o Brasil. Retificando, pouco tempo depois dali, ele pediu a transferência e passaria a estudar próximo de sua família. 
    Voltando aos pensamentos daquela noite, o jovem estava muito distraído com os encantamentos da ornamentação do teatro, tudo o levava para aos ares da Grécia Antiga, estava tudo muito bem trabalhado. Entretanto, o público era diversificado: havia desde os mais ricos empresários até os mais populares mercadores da cidade.
    Um grupo de atores que estava atrasado acabou furando, na multidão, um caminho para chegar mais rápido aos bastidores do grande teatro. Isso ocasionou tumulto na portaria. Uma bela moça esbarrou em Domingos, deixou cair um binóculo que segurava nas mãos, e ficou toda sem graça ao ter que encará-lo. 
 


Notas Finais


Obrigado pela atenção!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...