História Laços com Alpha - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aceitacao, Alfa, Alpha, Amor, Ciumes, Companheiros De Alma, Desaparecimento, Lobisomem, Lobisomens, Lobo, Lobos, Macho Alpha, Rejeição, Rival
Visualizações 355
Palavras 1.955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - 05 (Não Revisado)


Fanfic / Fanfiction Laços com Alpha - Capítulo 5 - 05 (Não Revisado)

Alice Narrando:
Dia seguinte;

Corro, corro, corro. Não sei o que me persegue, mas é grande. Muito grande. Pelos sons de rosnados e árvores sendo cortadas, sei que é forte e feroz.

Meu vestido azul é rasgado pelos galhos de árvores. Isso dói muito, mas não vou parar. Corro tanto, que acabo tropeçando em uma raiz de árvore e acabo caindo, rolando por um pequeno morro.

Levanto a cabeça, e vejo que estou na beira de um lago. Olho para a água e vejo meu reflexo. Mas também vejo minha testa sangrando.

Pela água também vejo algo preto se movendo atrás de mim. E logo um par de olhos azuis sendo aberto.

_ Minha! - O lobo atrás de mim diz. Eu me viro o encarando, mas ele avança em mim.

Acordo suada em sob salto. Estou sonhando muito com lobos ultimamente. Está certo que aquele cara com a Hannah é um lobisomem, mas a Hannah disse que os olhos dele são vermelhos-sangue. Então quem é esse lobo que eu sonho? Porque ele diz "Minha"?

Esfrego o rosto e me levanto para tomar um banho. Muita coisa está acontecendo. Finalmente encontrei minha amiga e descubro que ela está com um híbrido.

Não ligo para aquele brutamonte de merda. Ele pode ser o que for, mas Hannah escolheu ele e respeito sua decisão. O que me incomoda mesmo é elas está perto daquela galinha fedida chamada Merry. O garota escrota! Nunca fui com a cara dela e ela nunca foi com a minha. Acho que nada pode unir a gente.

Em pensar que ela é uma loba. Mas não abaixo minha cabeça para ninguém. Hannah me deu uma baita bronca por ter xingado a Merry. E eu prometi que tentaria me comporta. Mas aquela metida escrota que não venha me provocar porque eu não me seguro. Acho que tenho problema com minha língua, pois não consigo segura-la.

Vou ao banheiro e tomo um banho rápido. Quero chegar logo no colégio, pois Hannah disse que viria ao colégio hoje. Só espero que o Pedro não arme um chilique pela Hannah ou por quem vai traze-la. Prometi que guardaria segredo sobre a existência dos lobos, mas não vai ser fácil com aquela cadela da Merry por perto.

Coloco uma calça jeans, uma blusa branca e um moletom. Coloco meu tênis, pego minha bolsa e saio, rumo ao colégio. Parece que o diretor é um lobo. Talvez também tenha algum outro lobo além da cadela sarneta da Merry e o diretor no colégio. Melhor eu ficar atenta.

Descido ir apé, pois ainda é muito cedo. Passo por diversas casa enquanto penso nas brincadeiras da Hannah, Natalia, Letícia e eu, quando criança. Aquele era bons tempos...

Depois de alguns minutos eu chego no colégio. Como não tem ninguém, vou até um banco e sento. Pego meu celular e coloco em uma música. Pego o meu fone de ouvido e fico ouvindo.

_ Oi!! - A desgraça do Pedro fala tirando meu fone do ouvido. Pulo do banco com o susto.

_ O que quer? - Pergunto rígida.

_ Nossa sua grossa. - Fala ele sério.

_ É você que me assusta e eu sou a grossa? - Pergunto irônica. - Alguém mais chegou? - Pergunto curiosa.

_ Ta bem curiosa neh? - Pergunta ele com um sorrisinho. - Posso saber do motivo do interesse?

_ Eu vi a Hannah. - Falo olhando para ele.

_ Você o que?!!! - Ele pergunta quase gritando.

_ Fala baixo. - O repreendo com o olhar.

_ Posso saber da surpresa Pedro? - Ouço a voz da Júlia. Olho para trás e vejo Natália, Letícia e a Julia.

_ Alice disse que viu a Hannah. - Fala ele sério e se senta. - Explica isso direito.

_ Aquele cara que eu disse que vi em frente a acadêmia COBRA, apareceu ontem aqui no colégio. - Falo séria.

_ Ele o que!? - Pergunta a Júlia. - Como assim?

_ Ele disse que a Hannah está segura e está com ele. - Falo tentando parecer séria e calma.

_ Como assim ele está com ela? - Pergunta a Letícia.

_ Eles estão juntos, tipo "namorados". - Falo com aspas, pois não sei ao certo que relação a Hannah tem com brutamonte de merda.

_ A Hannah namorando?! - Pergunta a Natalia. - Isso é sério? Hannah dispensa todo mundo.

_ Mas dessa vez não dispensou. - Falo calma. - O diretor liberou minha saída e ele me levou até a Hannah e pude comprovar tudo.

_ Mas porque ela não deu notícia? - Pergunta a Letícia.

_ Parece que ela foi torturada e quase foi estuprada. - Falo a história que o brutamonte de merda disse para falar, quase alguém falasse. - E parece que aquele cara já estava apaixonado por ela e resgatou ela dos sequestradores. - Falo séria.

_ Mas porque ela não deu notícia? - Pergunta a Júlia.

_ Parece que ela estava atormentada de mais e queria ficar sozinha. - Falo mentindo. - Hannah disse que ficou internada, e precisou de ajuda psicólogo e que o namorado dela ajudou em tudo. - Falo e dou um suspiro. - Mas ela disse que viria hoje para o colégio.

_ O QUE?!!! - Todos gritam ao mesmo tempo.

_ Meu ouvido não é pinico! - Reclamo coçando meu ouvido. - A hiena fedida da Merry e a Karolinne também vêm.

_ Como assim? - Eles pergunta.

_ Parece que os namorados das duas são amigos do namorado da Hannah e foi através deles que ele conheceu ela. - Falo séria. - Karolinne e a biscate estavam viajando nesse tempo todo.

_ Informação de mais para um dia. - Fala Júlia.

_ Que carros são aqueles? - Pergunta a Letícia reparando em três carros lindos parando na frente da escola, chamando a atenção de todo.

_ Que lindos. - Fala a Natália babando nos carros.

_ Eu não conheço aqueles modelos. - Falo seria. - Natália?

A chamo, pois Natália é fanática por carros caros e elegantes. Ela coleciona  figuras de carros.

_ Se não me engano, aquele carro preto na frente é uma BMW Z3 2017 - Fala ela séria.

_ Aquele carro cinza no meio deve ser um Coupé Concept - Fala ela séria olhando o carro parar.

_ E aquele ultimo é um Scaglietti - Fala ela apontando para um carro cinza claro entrando no colégio.

Assim que a BMW estaciona, ela fica parada por um tempo. Percebo o olhar curioso de algumas pessoa nos carros. Provavelmente isso vai ser o assunto do colégio. A porta do motorista é aberta e o Brutamonte de merda sai de lá.

_ Que. Gato. - Fala o Pedro de boca aberta.

_ Fecha a boca porque ele já tem dona. - Falo séria e todos me olham. - E o nome dela é... - Falo ao ver ele abrindo a porta para alguém sair. - Hannah.

Falo e vejo ela saindo do carro. Nesse minuto, todos olham para ela, que foi pega pela cintura pelo brutamonte dr merda, que a beija. Eu respeito a Hannah e suas decisões, mas não confio nele.

Me levanto e vou até eles enquanto vejo eles parando o beijo e o brutamonte de merda acariciar o rosto dela.

_ Hannah! - Eu a chamo.

_ Alice. - Fala a Hannah nos olhando - Gente!

Fala vindo até nós e nos abraçando. Mesmo eu tendo-a visto ontem, senti falta de seu abraço.

Ficamos um tempo conversando e brigando. Pois o Pedro deu um chilique por causa dos caras. Pois a Karolinne e a Merry também vieram com seus namorados.

Ao entramos no colégio, todas as piranhas ficaram olhando para os homens que trouxeram as meninas. Pude percebe que a Hannah estava desconfortável, e isso aumentou minha vontade de xinga elas.

Depois da Hannah ter ficado pegado suas coisas, ela foi ao armário arrumar tudo. Eu queria ficar com ela, mas ela não quis e me mandou para sala de aula. Nesse momento estou na sala de aula na aula de física.

Escuto alguns cochichos de alunas e sei que o assunto é a Hannah e o brutamonte de merda. Estou me controlando para não dizer nada. Sei que o namorado da Hannah é a porra de um Deus Grego, mas ainda sim, é da Hannah. Essas vadias deviam ir procurar alguém disponível.

_ Algum problema senhorita Mattyns? - Pergunta a professora.

_ Não professora. - Falo educadamente.

_ Então por que está distraída e não está está prestando atenção? - Pegunta ela se virando.

_ Porque minha amiga Hannah voltou e certas mulheres - Falo e olho para as periguetes atrás de mim. - Ficam falando sobre o namorado dela e falam que minha amiga não merece ele. - Fala e vejo a professora abrir a boca para falar, mas falo antes - E isso está me incomodando, pois se elas tem inveja, que tenha a decência de guarda para si.

_ Tem algo a dizer sobre isso senhoritas? - Pergunta a professora para as meninas atrás de mim.

_ Não. - Fala elas em um coral.

_ Continuaremos com a aula. - Fala a professora se virando para o quadro branco.

Essa semana vai ser longa...

Duas semanas depois;

Estou no meu espelho penteando meu cabelo em frente ao espelho. Acabei de sair do banho e estou me preparando para dormi, pois amanhã tem aula.

A luz do quarto começou a falhar, e por extinto olho para ela. Quando ela volta ao normal, volto a olhar no espelho. Porém, todo o quarto se apaga, sendo clareado apenas pela luz da lua entrando pela janela.

Vou até o interruptor no meu quarto e tento acender. Mas nada.

_ Deve ter queimado... - Sussurro a mim mesma.

Volto ao espelho para pentear meu cabelo, pois é noite, e de qualquer forma eu ia apagar a luz para dormi. Consigo ver claramente o quarto, pois é lua cheia e a luz está forte.

Ao chegar perto do espelho, eu pego a escova e olho para o espelho. Porém, vejo um homem atrás de mim. Não consigo ver seu rosto, pois o escuro não deixa. Mas se nota o tão robusto é. Seus olhos caçam a brilhar uma cor azul no escuro me assustando.

Não sei porque não viro e o encaro, mesmo estando apavorada. Não tenho controle de meu corpo?

_ Minha! - Fala o homem sério e firme.

Acordo caindo da cama suada e ofegante. Olho no quarto e vejo que tudo está normal. Vou me acalmando aos pouco e vou ao banheiro tomar banho.

Horas depois;

Estou no refeitório indo até a Hannah, e aos outros, depois de compra meu lanche.

_ Oi - Comprimento todos.

_ Oi. - Fala todos.

_ Alguém vem comigo compra meu lanche? - Pergunta o Pedro e ninguém responde. - Eu compro para vocês também.

_ Então vamos. - Fala a Natalia puxando o Pedro. Julia e Letícia também vão.

_ Alice eu queria lhe fazer um convite. - Fala a Hannah.

_ Convite? - Pergunto.

_ Daqui a três semanas o Aidan vai me apresenta como Luna. - Fala ela calma. - Eu queria que você fosse.

_ Afinal o que é Luna? - Pergunto, pois o brutamonte de merda e outras pessoas já chamaram ela de Luna.

_ Aidan disse que é o nome dado a mulher do Alpha. - Fala ela calma. - Você aceita ir? O Aidan deixou.

Não sei porque não viro e o encaro, mesmo estando apavorada. Não tenho controle de meu corpo?

_ Minha! - Fala o homem sério e firme.

Tenho um flash do meu sonho.

_ Eu... - Hannah me corta.

_ Por favor. - Ela pede. - O vestido é que nem de gala ou de festas luxuosas. - Fala ela calma. - Vai ser importante.

_ Ta bom, eu vou. - Falo levantando a mão como rendição.


Notas Finais


O que acharam do capítulo? Gostaram? Estão gostando da história?

Bjs de lobinhos e até a próxima 🐾❤🐾


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...