História Laços Cortados - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasusaku, Traição
Exibições 563
Palavras 3.419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa noite, docinhos!

Capítulo 5 - Coleção de Olhos


Fanfic / Fanfiction Laços Cortados - Capítulo 5 - Coleção de Olhos

Konoha, 4 anos atrás.

Uma pista de areia com relevos encontrava-se bem à sua frente, o sol batia sobre ela e ao fundo encontrava-se algumas pessoas que estavam ali com a mesma finalidade que Sakura. A rosada adorava motocross na areia, era uma atividade libertadora para ela. Sempre gostara muito de motos, tinha uma Harley Iron 883 usada, que havia conseguido com muito custo, mas cuidava dela como se fosse seu filho. 

Naruto estava junto dela, gostava de acompanhar sua amiga em suas corridas e, de vez em quando corria também, mas era só as vezes mesmo. Ele estava ali porque também havia chamado Sasuke, seu amigo que também curtia motocross e achou que seria legal apresentá-lo à Sakura por ambos serem seus melhores amigos. 

Sakura já estava com a roupa apropriada para a corrida, e segurava seu capacete nas mãos enquanto Naruto levava a moto dela enquanto os dois andavam. 

- Seu amigo está demorando muito, Naruto. Não vou esperá-lo chegar para começar a correr. - disse a garota enquanto fazia um coque mal feito e baixo só para colocar o capacete. 

- Você é muito impaciente quando se trata de andar de moto, Sakura-chan - a rosada revirou os olhos para seu amigo. - Vá logo, se ele chegar então apresento vocês depois. 

- Tudo bem. - Sakura colocou seu capacete e montou em sua moto, dando partida logo em seguida. 

Quando andava de moto livremente como estava fazendo agora, era libertador. Sakura adorava a sensação, sua vontade era tirar o capacete e sentir o vento levar seus cabelos, mas as regras do lugar não permitia. Ela tinha outros hobbys também, como por exemplo, era professora de balé em uma escola no centro da cidade. Começou a dançar balé ainda pequena e continuou até que quando chegou aos seus quinze anos fora chamada para ensinar outras adolescentes. Às vezes ela também se apresentava em algum concerto, mas não pensava em se profissionalizar , era mais um passatempo prazeroso, assim como o motocross. 

Concentrando-se na estrada, Sakura pôde avistar logo à sua frente um alto relevo, e tinha certeza que assim que passasse por ele, ficaria alguns segundos no ar. Acelerou sua moto consideravelmente, pronta para cruzá-lo, porém, um dos caras que também estava andando em uma moto, acabou passando por Sakura muito rápido e desengonçadamente - amador, pensou Sakura - mas graças a esse feito, o motorista da moto acabou trombando rapidamente na garota. Teria sido um esbarrão bobo, se ambos não estivessem perto do relevo em uma velocidade alta. O resultado foi a rosada perder o controle da moto e acabar caindo depois de cruzar aquela elevação.   

Graças ao capacete e a roupa que vestia, Sakura não se machucou muito, mas estava sentindo os efeitos da queda já que seu corpo doía consideravelmente, principalmente seu traseiro. 

Antes de levantar-se, sentiu alguém se aproximando, uma mão levantou sua cabeça e a outra tirou aos poucos e com o maior cuidado seu capacete. Sakura abriu seus olhos só um pouco, vendo o rapaz que à olhava preocupado. 

- Por favor, me diz que você está bem - a voz rouca soou. Sakura se esqueceu um pouco da dor em seu corpo e parou para olhá-lo. Pele branca, mais até do que a sua, cabelos rebeldes e negros, aparentemente alto, bonito até mas o que chamou atenção de Sakura foram os olhos... A garota sempre gostava de dizer que era uma admiradora de olhos e sempre se fascinava quando via uma cor que lhe chamava atenção. Naruto tinha olhos azuis que lhe lembravam muito o céu em seus dias sem nuvens. Os olhos de sua amiga Ino eram igualmente azuis, porém lhe lembravam as águas cristalinas das poucas praias paradisíacas que já fora. Hinata possuía pérolas no lugar das pupilas, em sua opinião, e Tenten possuía um castanho claro de dar inveja. Porém, nunca havia visto olhos negros como os daquele homem. Tão negros que mais pareciam duas pedras ônix lhe encarando.  

Ah sim, havia ganho mais um par de olhos para sua tão admirável coleção. 

Mas, o que Sakura não imaginava, era que aquele par de olhos iria invadir seus sonhos durante toda àquela semana que seguiria. E a próxima também. Até descobrir que o garoto dono daqueles olhos era Sasuke Uchiha, melhor amigo de Naruto. 

⊱❊⊰⊱❊⊰

Depois de duas horas espairecendo, Sakura decidiu voltar para à casa dos amigos, sabendo que ambos iriam querer saber o porquê de tanta demora. Suspirou pesadamente, só de pensar que teria de reviver o drama que passara com Ino.  

Assim que passara pela porta, pôde observar que estava tudo escuro. Olhou as horas no celular para constar que já eram dez da noite. Depois de comer algo na cozinha e tomar um copo de suco, foi procurar o quarto de hóspedes para si, levando consigo sua mala. Observou que uma das portas do corredor estava aberta e foi em sua direção mas assim que parou, observou Hinata dormindo em uma cama de solteiro. Estranhou de início, mas ao observar o quarto impessoal, se deu conta que a garota deveria estar arrumando a cama para quando ela chegasse.  

- Hinata? - chamou a rosada, balançando o corpo de Hinata levemente para que ela acordasse. - Hinata? 

A morena abriu os olhos imediatamente.  

-Sakura-chan? - Hinata coçou os olhos levemente. - Que horas são? 

- Dez e pouca da noite. Acho que você dormiu enquanto arrumava a cama. - respondeu, Sakura. 

- Ah sim, eu estou um pouco cansada, sabe? A faculdade, os trabalhos, o meu trabalho… 

- O sexo… - Sakura se meteu no monólogo da morena, que assim que ouviu o que sua amiga disse, estreitou os olhos e ficou corada. 

- Sakura! - a rosada riu – Por que você é assim? 

- Ah, me perdoa Hina-chan. Eu adoro implicar com você, se faço isso é porque te amo. - mandou um beijinho para a Hyuuga, que revirou os olhos. - Você esqueceu de me dizer no que trabalhava – Sakura arqueou a sobrancelha agora que tinha notado. 

- Ah sim, eu trabalho quatro vezes por semana na biblioteca da faculdade. Não ganho uma fortuna, mas é o bastante para ajudar Naruto nas despesas. - respondeu. 

Em seus pensamentos, Hinata arquitetava uma forma de perguntar à amiga o que ela realmente queria saber. Como fora seu encontro com Ino. 

- Então… Havia muita coisa para pegar na pousada? Você meio que demorou. - disse como quem não quer nada. 

- Ah bem, na verdade era só uma mala mas… Eu acabei tendo um problema no caminho. - Sakura desviou os olhos de Hinata, e adotou uma postura meio tensa. 

- Que tipo de problema?  

Suspirando, ela respondeu: 

- Encontrei com Ino. - olhou a morena, que não parecia tão surpresa assim. - Foi sem querer, eu entrei dentro de uma livraria porque me lembrei que não trouxe nada para ler, mas não sabia que àquele lugar pertencia a mãe dela… Enfim, acabamos tendo uma conversa meio desagradável e eu não quis voltar direto pra cá. - explicou. Olhando para Hinata, estranhou que a face da garota estivesse tão calma. - Você não me parece surpresa com isso. 

- Ino me ligou depois que você saiu. Ela disse que você apareceu por lá e bem… O reencontro entre vocês não foi lá essas coisas. Então, Naruto imaginou que sua demora fosse devido a isso. - respondeu. 

- É, bem, eu queria ficar um pouco sozinha mesmo. - Sakura fez bico. 

- Mas e agora? Quer conversar sobre isso? - perguntou Hinata, solicita. 

- Não há o que conversar, Hinata. Chega desse drama. Minha vida toda se voltou a esse drama desde que toda essa situação começou. - respirou fundo. - Eu sabia que desde o começo seria difícil voltar, e sabia que iria gostar de reencontrar algumas pessoas e outras nem tanto, mas é a vida. - sorriu. - Estou bem, e obrigada por se preocupar comigo. 

- Não tem que agradecer, Sakura. - a morena sorriu também. - Sabe, aproveitando que amanhã é sexta e eu não vou trabalhar, podíamos sair, não é? Eu preciso organizar algumas coisas do casamento, como o buffet, meu vestido, a cor do vestido das madrinhas... - listou a morena. 

- Quem mais, além de mim, será madrinha? - perguntou Sakura. 

- Temari e Tenten. E já que ambas tem seus namorados, Neji e Shikamaru serão seus pares. - respondeu. 

Analisando o que a Hyuuga falou, Sakura percebeu que ela ficaria sobrando, pois não tinha namorado e ficaria sem par. A não ser... Opa. 

- E eu? Vou ser uma madrinha solitária? - brincou, mas por dentro estava nervosa. 

- Sakura-chan... Conversei com Naruto sobre isso, e se você não se sentir confortável em ser o par... dele, nós podemos conversar com alguma das meninas, e sei que elas não se importariam em trocar de par. 

Eu mesma peço!, Sakura queria dizer, mas achou melhor não. 

- Tudo bem, Hina-chan. Não vou fazer isso com as meninas, nem com você, isso é dar muita importância para algo desnecessário. Ele não me incomoda mais. - respondeu a garota. Sakura queria mostrar que ele, Sasuke, não importava mais, não era um assunto para que todos a sua volta hesitassem em colocar na roda, por medo dela se incomodar. Ele era passado, e devia ficar lá junto com Ino, e toda sua mágoa. - E eu adoraria ir com você, com certeza!  

- Então está combinado! - Hinata se levantou, bocejando. - Agora eu vou dormir, porque preciso repor todas as minhas energias para amanhã. 

- Estou vendo que a minha demora foi muito proveitosa para você e Naruto. - Sakura sorriu travessa, esperando a reprimenda da morena.  

- Bem, de certa forma, foi sim. - Hinata saiu, deixando uma rosada de boca aberta, mas ela logo riu ao notar as bochechas coradas da amiga.  

⊱❊⊰⊱❊⊰ 

Quando acordou no outro dia, estava cansada. Olhou para o relógio que marcava onze e meia da manhã. Havia dormido como uma pedra por mais de dez horas seguidas e ainda sentia a sensação de que havia um enorme elefante em cima de si.  

Depois de fazer sua higiene, e colocar um short jeans e uma blusa qualquer, desceu para tomar seu café. Encontrou Naruto na cozinha mexendo em alguns papéis em cima da mesa. 

- Ora, não acredito que um dia viveria para ver Naruto Uzumaki com a maior cara de sério, analisando papéis. Fique nessa posição, eu preciso de uma foto para registrar o momento. - o loiro levantou a cabeça, sorrindo de canto para sua amiga que também sorria divertida para ele. 

- Sei que a foto é para admirar minha beleza, Sakura-chan. Você não precisa dar desculpas, sabe, sei que sou muito belo mas sou um homem comprometido agora - falou, com um falso tom sério. - Você perdeu a chance quando a teve. - piscou para amiga, fazendo ela gargalhar ao se lembrar quando Naruto tinha um paixonite por ela quando eram crianças, mesmo sendo mais velho. 

- Até parece. - sorriu. - Meu destino era ser cupido para você e Hinata. E pelo jeito eu levo jeito pra coisa. - jogou os cabelos teatralmente. - Admita, se não fosse por mim você estaria que nem um banana agora sem perceber os sentimentos da Hinata por você. - provocou. 

- Ne, Sakura-chan, não precisa ficar lembrando disso o tempo todo.  

- Tem razão, prometo que meu discurso no casamento será a última vez que comento. - falou a rosada, pegando um pouco de suco para si.  

- Estou começando a me arrepender de ter convidado você para ser minha madrinha. 

- Problema seu, arque com as consequências de suas decisões. - e deu um gole no suco de abacaxi. Quando o loiro ia retrucar, um som de toque de celular começou a ecoar no lugar. Era o telefone de Naruto. 

Sakura achou estranho que, assim que o loiro viu algo na tela do celular, sua postura ficou um pouco tensa e ele rapidamente desligou. 

- Não vai atender? Se quiser eu saio da cozinha - falou Sakura. 

- Não há necessidade, Sakura-chan, era só um número desconhecido. - sorriu estranho. Sakura arqueou o cenho com o comportamento do amigo. - Tenho que buscar Hinata na faculdade. - antes que ele pudesse levanta, Sakura o fez primeiro.  

- Deixe que eu a busco. Nós vamos sair juntos hoje para que Hinata resolva algumas pendências do casamento. - Sakura falou, correndo em direção ao quarto para trocar de roupa.  

Naruto respirou fundo e certificou-se que a porta do quarto estava fechada para voltar sua atenção para o seu celular e ligar para o número que estava chamando minutos antes. 

- Pode falar. - disse Naruto, assim que o celular parou de chamar. 

- Por que não me atendeu da primeira vez que eu liguei? - perguntou a voz do outro lado. 

- Eu estava ocupado. O que você queria? - mudou logo de assunto. 

- Estou em Konoha. - respondeu. Naruto ficou em silêncio por um tempo - Dobe?  

- Eu ouvi. Só estou tentando imaginar porque chegar tão cedo para o meu casamento sendo que ainda faltam semanas para a cerimônia. - Naruto já sabia o motivo, só queria ver a desculpa que seu melhor amigo daria. 

- Tenho que checar como anda a filial da empresa que está aí. Só. - respondeu neutro. 

Naruto respirou fundo, sabendo que ele nunca abriria o jogo. 

- Tudo bem, vai se hospedar em que hotel? - perguntou. 

- Ora, dobe, achei que iria me convidar para ficar aí com você. - provocou.  

- Você sabe que o quarto de hóspedes está ocupado, não se faça de idiota, seu Teme. - Naruto revirou os olhos, mesmo sabendo que o amigo não poderia ver. 

- Eu sei. De qualquer forma, eu não iria querer ficar aí, não estou afim de ver você e Hinata com todo aquele grude de casal apaixonado. Enfim, daqui uma hora já devo estar hospedado em algum lugar. Tchau, Naruto. 

- Tchau, Sasuke. - e a linha ficou muda.  

⊱❊⊰⊱❊⊰

Depois que Sakura buscou Hinata na faculdade, as duas comeram algo em uma lanchonete e rumaram para o lugar onde Hinata encomendaria os serviços do buffet. Sakura gostou bastante do casal com quem Hinata fecharia acordo, a mulher lhe lembrava muito Monica Geller do seriado Friends, do qual Sakura era totalmente fã. Seu marido também era muito simpático, e Sakura percebia que o homem dava um sorriso de canto divertido uma vez ou outra, toda vez que sua mulher se mostrava um pouco animada demais com os preparativos. 

Hinata não pediu nada exagerado, pois não seria uma cerimônia extravagante e Sakura ajudou sua amiga no que pôde.  

Logo depois, as duas bateram perna em busca de uma loja para encomendar o vestido de noiva e das madrinhas. Sakura achou melhor se preocuparem apenas em achar o de Hinata, pois quando fossem escolher o vestidos das madrinhas, seria bom que todas participassem para que pudessem dar sua opinião.  

Hinata ficou indecisa entre dois vestidos, e Sakura mandou que ela fizesse o famoso "uni duni tê",  e a morena revirou os olhos para a fala da amiga. 

Depois de algumas sugestões vindas de Sakura e uma das vendedoras da loja, a Hyuuga finalmente teve o seu escolhido, fazendo Sakura suspirar de alívio. 

Depois disso, Hinata lembrou-se que esqueceu de passar na biblioteca da faculdade para pegar alguns documentos que havia esquecido na quarta-feira. As duas fizeram o caminho de volta para o lugar, e entraram no lugar. 

- Juro que é coisa rápida, Sakura-chan. - falou a morena, enquanto abria a porta da biblioteca e a rosada entrava junto com ela. 

- Relaxa, Hina-chan. Procure com calma, eu espero. 

As duas foram direto ao balcão que ficava próximo à porta, e Hinata deu a volta no mesmo enquanto procurava suas coisas.  

- Que estranho, Sasori deveria estar aqui a esse horário. - disse Hinata, vendo que ainda eram três e quarenta da tarde. 

- Quem é Sasori? - quis saber a Haruno.  

- Ah, é garoto que também trabalha comigo, mas ele folga na segunda, e eu folgo na sexta. - respondeu. A rosada franziu o cenho. 

- Ontem você não trabalhou. - disse. 

- Ontem a biblioteca ficou fechada porque a chave para abrir a porta estava quebrada, e ninguém conseguia achar uma reserva. Então, não trabalhei. 

- Ah. - Sakura começou a caminhas em direção as prateleiras que estavam à sua frente, observando alguns livros. A rosada achou um livro que lhe chamou atenção.  Razão e sensibilidade de Jane Austen. 

- Ah! Estou para ler esse livro da Jane Austen há séculos, mas nunca tenho tempo com meus estudos - fez bico. - Será que é tão bom como falam? 

- Se você já leu outros livros desta autora, pode ter certeza que é tão bom quanto eles. - respondeu uma voz a qual Sakura não conhecia. Logo, um rapaz ruivo e de olhos castanhos saiu de um dos corredores. - Olá, sou Sasori. - sorriu para a Haruno. 

- Sakura, amiga da Hinata. - respondeu a rosada.  

- Oi, Hina. - a morena acenou. - Não que eu não aprecie sua presença, principalmente quando você trás amigas bonitas junto com você. - Sasori olhou rapidamente para a rosada, que sorriu um pouco. - Mas o que está fazendo aqui? 

- Esqueci alguns documentos aqui, então voltei para buscá-los. Eu e Sakura estávamos resolvendo algumas coisas do meu casamento e ela acabou vindo comigo. - respondeu. - Mas eu já os achei, então estamos indo embora.  

- Ah sim. - o ruivo olhou para Sakura novamente. - Nunca te vi por aqui, Sakura. 

- Eu moro em Londres, só estou passando esse mês aqui para o casamento de Hinata e também, matar a saudades dela e do Naruto. - sorriu. 

- Entendi. Foi um prazer conhecê-la, Sakura. Espero vê-la mais vezes. - e sorriu de uma maneira que, para Sakura, parecia sedutor.  

- Quem sabe. Bom, até mais, Sasori. - respondeu Sakura, seguindo Hinata, que também se despediu do ruivo. 

- Até mais... Sakura.  

⊱❊⊰⊱❊⊰

Assim que as duas chegaram em casa, Sakura tirou seus sapatos e sentou no sofá, massageando os pés.  

- É por essa e outras razões que eu prefiro fazer compras pela internet. Como há mulheres que aguentam ficar um dia inteiro batendo perna no shopping? - perguntou retoricamente.  

- Ora, deixa de drama, Sakura, nem foi tão ruim assim. - respondeu Hinata, enquanto se sentava do lado da amiga.  

- Mantenho minha preferência por compras na internet. - fez bico e Hinata sorriu. - Nós podíamos pedir comida japonesa, não é mesmo? Acho que não sobraram nem mesmo os restos mortais daquela pizza de ontem.  

Hinata suspirou. 

- Tenho que parar de viver só de comida da rua. Isso não é um hábito saudável. - falou, e fez uma careta. 

- Prometo que cozinho algo para nós amanhã, mas hoje eu não estou disposta. - retrucou Sakura. 

- Nem que você estivesse, não tenho ingredientes para um almoço ou janta decente. Minhas compras são comidas instantâneas e congelados. Que vergonha. - falou desgostosa. 

- Amanhã podemos mudar isso, vamos ao mercado e compramos tudo que é preciso para um almoço caseiro e decente! - falou a Haruno, animada. 

- Obrigada, Sakura-chan.  

- Agora, onde está o Naruto? - perguntou Sakura. Sua resposta veio assim que ouviu o som da porta sendo destrancada. Olhou para ela e pôde ver Naruto. Sorriu para o amigo e já ia cumprimentá-lo, porém seu sorriso e tudo o que iria falar sumiram assim que ela viu quem estava atrás do loiro.  

- Naruto-kun... - falou Hinata, meio incerta do que dizer naquele momento. Naruto, que estava ocupado em tirar seu tênis, olhou para cima e arregalou os olhos.  

- Meninas... - olhou diretamente para Sakura, preocupado.  

O silêncio instaurou-se por um tempo no ambiente. Ninguém se manifestava, ou se movia. A hesitação por parte dos noivos era palpável, e Sakura se viu presa nos olhos que, um dia, amara mais do que os seus. 

Os olhos que ainda faziam parte da sua coleção para se admirar, mesmo que ninguém soubesse dela.  

Ah sim, as pedras que tanto atormentaram suas noites quando era mais novas, intensas e hipnotizantes. 

Os ônix que ela tanto amava admirar, enquanto o mesmo também admirava suas esmeraldas. 

Sasuke estava ali à sua frente. E tudo o que Sakura conseguia pensar era... 

- Boa noite, Sakura. 

Droga! 


Notas Finais


Consegui terminar o capitulo e meu pulso acabou abrindo mais uma vez :c Queria ter continuado o capitulo mas meu pulso está doendo bastante e também tenho que acordar cedo amanhã por causa da escola e o sono está me consumindo então... Mas enfim, me digam o que acharam, adoro saber a opinião de vocês! Outra coisa, alguém aí sabe fazer capa para fanfics ou conhece alguém que sabe? Beijos, até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...