História Laços de sangue - 3 fase: Os sentimentos de uma saiyajin - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bardock, Bulma, General Tao Pai Pai, Gine, Goku, Grandpa Gohan, Kakaroto, Kami-sama, Kuririn, Mestre Kame, Mestre Karin, Mestre Tsuru (Tsurusennin), Personagens Originais, Piccolo, Pual, Raditz, Shenlong, Tights Brief
Tags Alienigina, Amor, Dragon Ball, Invasão, Oozaru, Possessividade, Reescrita, Saiyajin, Terra
Exibições 44
Palavras 2.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


O Time do dragão se reúne com a adição de novos membros e começam a lutar contra as tropas da nave de Freeza.

Yo!

Eu quero pedir desculpas pela demora em atualizar.

Pode parecer que Goku é fraco. Mas, com o decorrer de suas aventuras e lutas o seu poder irá aumentar.

Pretendo que ela seja o mais poderoso da fanfiction e tenha destaque.

Por enquanto, é impossível e, além disso, tem que dividir os holofotes com os outros personagens, principalmente nas primeiras fases.

Eu baseei o aumento de poder e o nível dos originais dos personagens no Daizenshuu. Devido as circunstâncias, terão diferença no nível de poder se for equiparado ao mesmo período no enredo original, com os níveis de poder sendo o mais lógico possível.

Sakura e Piccolo tem esse nível de poder que mostrei abaixo, pois, eles lutam um contra o outro, quase que diariamente. Isso estimula o poder. Além disso, eles lutam na sala que tem alta gravidade e ar rarefeito. Isso estimula ainda mais. Também há o fato de que, quando um saiyajin se recupera de ferimentos graves o seu poder aumenta.

Esse foi um conceito que Akira abandonou a partir da fase Cell, pois, se continuasse usando esse conceito não teria história. Ou melhor, falando, não teria vários capítulos que por fim se tornam vários episódios, prolongando o sucesso, pois, as empresas querem explorar até onde puderem.

Como vou equilibrar os inimigos que irão sofrer alterações, vou continuar com o conceito de aumento de poder conforme um saiyajin se recupera de ferimentos, usando mais ou menos, o aumento demonstrado no mangá/anime, para usar como base, visando ser o mais próximo possível do que acontecia na obra original e que o aumento seja lógico.

Também trabalho com o conceito dos meio saiyajins serem mais poderosos que os puros e que conseguem acessar o poder mais facilmente.

Por isso, Yukiko é mais poderosa que a mãe e seu poder pode aumentar ainda mais se ela estiver furiosa. Como os meio saiyajins são tão emotivos e sentimentais quanto os chikyuujins, o seu poder segue o seu estado emocional, assim como os humanos fazem naturalmente. Os saiyajins e outros povos precisam aprender essa habilidade. Os chikyuujins a fazem naturalmente e os meio saiyajins herdam tal habilidade de sua parte chikyuujin.

Eu acredito que se Goku e Piccolo lutassem desde o confronto deles no Tenkaichi Budoukai e em um local com gravidade elevada e ar rarefeito, os seus poderes seriam bem maiores do que os que exibiam quando Gohan foi sequestrado no mangá/anime. Eles não teriam apanhado tanto, pois, a disputa entre eles por poder, faria cada um deles aumentar o seu poder para enfrentar o outro.

Eu fiz a cirurgia bariátrica e me arrependo. Só indico para quem tem diabete e peso acima de 110 quilos ou então, quem quer ser belíssima, sendo que adora fazer compras e não se importa com sacrificios.

Tem hipertensão e ela é controlada? Não faça somente por causa disso. Mas, perca peso através de dietas e exercícios intensos.

Eu falo, pois, você viverá uma vida com uma redução extrema na alimentação e muita coisa que adorava, dependendo do que for, terá que banir para o resto de sua vida. Se tiver a síndrome de Dumping, você nunca mais poderá comer doce na vida e gordurosa (algumas pessoas tem essa síndrome com coisas gordurosas também).

Se possui menos de 110 quilos, procure fazer dieta e academia, diariamente. Acredite, é melhor tentar perder peso de outras formas. A cirurgia só deve ser realizada em último caso e em situações como descrevi acima.

É que eu me arrependi da cirurgia. Por isso, estou alertando. Tudo mundo que fala é maravilhoso e tal. De fato, você perde muito peso, principalmente nos primeiros meses. Isso é fato. Mas, você pode deixar de saborear comidas gostosas para o resto de sua vida.

Além disso, se fizer a cirurgia restritiva bariatrica, terá que tomar complemento vitaminico para o resto de seus dias, pois, você absorve muito pouco. Você precisará complementar com vitaminas e precisará fazer exames médicos regulares.

Se você é uma pessoa vaidosa que não se importa com isso, tem diabete e/ou peso acima de 110 quilos, aí pode fazer cirurgia.

Tenham uma boa leitura.

Capítulo 27 - Protegendo a Terra - Parte I


Fanfic / Fanfiction Laços de sangue - 3 fase: Os sentimentos de uma saiyajin - Capítulo 27 - Protegendo a Terra - Parte I

AGE 750 - Wakusei Chikyuu (Planeta Terra)

.

.

Sakura, Piccolo, Yukiko, Kakarotto, Bardock, Tarble, Gine, Raditz, Yue e Tsuki, começaram a tirar na sorte quem eles enfrentariam, para irritação dos soldados de Freeza e após ignorá-los, eles já haviam selecionado quem enfrentariam, ficando na frente dos seus oponentes.

Após alguns minutos as batalhas prosseguiam, sendo que Sakura foi a primeira a ganhar.

Portanto, escolheu o que era mais poderoso, enquanto que o namekuseijin e os demais saiyajins, assim como kibajins, invejavam a sorte dela, sendo que os chikyuujins e os mittsumeijins tinham gotas na cabeça, enquanto assistiam eles tirarem na sorte.

Então, após tomarem posição, eles começam a ataca-los.

Sakura fica em frente a aquele que tinha o maior ki. Ele era arroxeado e tinha pequenos chifres que rodeavam a cabeça que era ligeiramente esticada, lembrando um focinho de réptil, sendo que usava uma espécie de moicano amarelo e notou que a armadura dele era diferente dos outros e tinha um símbolo no tórax.

Então, ele fala:

- Eu sou o capitão do cruzador espacial do grandioso Freeza-sama e desta nave, eu sou o mais poderoso. Confesso que estou surpreso em ver uma saiyajin sem armadura, usando roupas, que pelo visto, lembram o povo desse planeta, pelo que pude detectar.

- Fui criada na Terra desde bebê.

- Quem diria? Foi enviada para subjugar esse planeta e no final protege os seus habitantes. Quem diria que uma saiyajin passaria a amar os habitantes do planeta que veio subjugar.

- Não fale besteiras, idiota. - ela fala seriamente.

- Hã? - ele fica surpreso.

- Eu somente protejo os chikyuujins em memória do meu amado tou-chan, o chikyuujin que me criou e pelo meu marido, filha e amigos. Não pense que nutro amor pela Terra. - ela fala seriamente.

- Bem, pelo menos, você é parte saiyajin ainda - nisso, ele aperta um botão no scouter e depois de fazer alguns sons, o mesmo comenta, aborrecido - Só dez de poder de luta? Pelo visto você era uma saiyajin que estava demasiadamente abaixo da Terceira classe. Na verdade, você está distante da base mínima de poder de um saiyajin de Classe baixa, se nós usarmos o padrão de um bebê.

Então, ele estranha o sorriso dela, que decide liberar um pouco do seu ki e quando o soldado de Freeza olha no scouter, fica estarrecido com o nível de poder que aparece.

- Mil e oitocentos de poder de luta! Impossível! Antes só tinha dez de poder de luta! - nisso, ele se recupera e fala, tirando o scouter, enquanto sorria desanimado, olhando para o aparelho - Pelo visto o meu scouter quebrou. Há scouters sobressalentes na nave. Mas, não tenho tempo de pegar e é uma pena que não tenha, ainda, um retransmissor há algumas dezenas de anos luz para enviarmos a nossa comunicação a alguma base do grandioso Freeza-sama.

Nisso, ele se põe em posição ofensiva e avança contra a saiyajin, tentando golpear Sakura com o punho esquerdo em sentindo horizontal, sendo que ela curva a coluna, para depois girar, lateralmente, a perna direita dela, chutando o seu inimigo na região abdominal, conseguindo fazer este perder o equilíbrio, sendo que consegue se recuperar a tempo de bloquear o punho direito dela com o seu antebraço, ficando estarrecido ao ver que a armadura que envolvia o seu braço quebrou com a força do golpe, sendo que se recupera e tenta chutá-la, com a mesma bloqueando o chute do mesmo com o antebraço, para depois golpeá-lo com o outro punho, acertando um soco violento no rosto deste, que era o mais poderoso da nave.

Ele se recupera parcamente e tenta acertá-la com socos e chutes, assim como joelhadas e cotoveladas que eram bloqueadas pela mesma que sorria feliz frente a um adversário que daria um pouco de trabalho, até que o surpreende ao girar o corpo sobre o seu eixo, bloqueando uma joelhada do mesmo ao terminar de girar, para depois chutá-lo, acabando por acertar com violência o externo do inimigo, fragmentando a armadura no local, expondo o tecido rasgado que era uma espécie de roupa colante que usavam, embaixo da armadura, enquanto fazia ele se afastar pela força do ataque e pelo fato do golpe pegar parte de sua traqueia, fazendo-o arfar, assim como coloca as duas mãos em cima do local, lutando para se recuperar.

Sakura decide aproveitar o momento para golpeá-lo novamente com uma joelhada na parte interior do abdômen, desestabilizando o inimigo que começa a tombar para o lado, sentindo dor, com a saiyajin aproveitando para soca-lo consecutivamente no abdômen, esmigalhando a armadura dele, para depois fazer ele segurar o seu abdômen, sentindo uma dor absurdamente intensa, enquanto tentava ataca-la, sendo que os seus ataques eram bloqueados sem qualquer esforço.

- Você disse que era o mais poderoso. Até agora, não vi o poder que você tanto se gabava. - ela comenta desanimada - É errado mentir para os outros, sabia? Não sabe o quanto estou ficando desapontada.

- Como ousa falar isso! Vou ensinar a você a temer as tropas do grandioso Freeza-sama! Você não passa de lixo perante ele!

- Que garantia eu tenho que está falando a verdade? Até agora você mentiu.

- Vou fazer questão de destruir você, sua macaca desgraçada! Você merece seguir o mesmo destino de sua raça bastarda!

Ele se afasta e lança rajadas de ki que são bloqueadas pela guerreira, até que o mesmo pega um botão e ela nota que a nave acima deles, tem alguns dispositivos que giram em direção a saiyajin, com a mesma sentindo o poder sendo concentrado nas armas móveis, com ele exclamando:

- Morra , bastarda!

Quando as armas disparam, ela exclama, conforme concentrava o seu poder, para bloquear os ataques:

- Kekkai (結界 – barreira)!

A técnica a faz ser rodeada por um escudo de ki e ela rebate as rajadas como senão fossem nada, para desespero do capitão que exclama:

- Isso é impossível! Mas, como...!

Então, ele fica estupefato ao ver que a cauda dela desenrolou da cintura dela e a ponta se enrolou, concentrando poder, até que forma uma esfera de ki, para em seguida fazer um movimento de chicote lançando a esfera contra uma das armas, destruindo o escudo da nave e consequentemente, uma das armas móveis.

A cauda continua gerando esferas de ki que eram lançadas contra as armas destruindo uma por uma, auxiliada por uma das mãos dela que estava livre e que enviava rajadas, enquanto que a outra mão bloqueava os ataques, impedindo assim que acertasse os chikyuujins no solo.

O capitão se recupera tarde demais e pragueja maldições, conforme sentia muita raiva pelo fim de suas armas, assim como por não ter reagido, evitando a destruição deles.

- Maldita!

Então, ela começa a lançar rajadas nela, com a mesma cancelando a técnica kekkai, pois, era desnecessário.

Enquanto a saiyajin bloqueava, avançava contra ele e em um piscar de olhos está na frente dele que tenta chutá-la, com a saiyajin desviando do chute, dando em seguida um soco de direita e depois outro chute em sentido horizontal, assim como dá uma forte cotovelada embaixo do queixo dele, fazendo-o esticar a cabeça para trás, para em seguida, girar o corpo e chuta-lo transversalmente no abdômen, sendo que a força do golpe o joga para o chão em queda livre.

Sakura desce e ele se recupera parcamente no ar, tentando acerta-la com um chute horizontal, sendo que esta some no ar, novamente, reaparecendo atrás dele que percebe, porém, tardiamente e quando termina de girar o corpo, a saiyajin começa a soca-lo consecutivamente e violentamente na região do abdômen, não dando tempo deste bloquear os ataques, enquanto o seu corpo é sacolejado pelos impactos frenéticos da saiyajin, que alternava seus ataques entre o abdômen e face de seu inimigo, até que o capitão recebe dois chutes horizontais em seu rosto, para em seguida receber um chute debaixo do queixo, fazendo-o esticar o pescoço, para em seguida levar uma joelhada no tórax, para depois sumir da frente dele.

Ela aparece atrás dele e o golpeia com o punho violentamente na região das costas, fazendo o oponente gritar de dor e com isso, atirando-o rumo ao chão com violência, fazendo-a se chocar contra o solo, levantando uma nuvem densa de terra e poeira, com Sakura concentrando o seu poder, flexionando os braços, para depois estica-los, exclamando:

- Kame hame ha!

Ela ataca com uma rajada de ki em direção a cratera que acaba engolfada pela rajada azul da mesma, que desintegra o seu inimigo.

- Não é bom deixar o lixo no chão. - ela comenta com um sorriso.

Próximo dali, Muten, Gohan, Kuririn e Tarble lutavam contra as dezenas de soldados que se uniam para enfrenta-los, ao mesmo tempo em que ordenavam as pessoas para fugirem do local, sendo que a maioria já havia fugido, conforme notavam o grande número de inimigos, com os guerreiros protegendo as pessoas que quase foram mortas ou feridas por soldados.

Não muito longe dali, Piccolo enfrentava um comandante de pele amarela, com espinhos vermelhos e um cabelo alaranjado espetado e espesso, sendo que as íris eram reptilianas.

O mesmo era seguido por vários soldados que são destruídos pela técnica de Piccolo, com o mesmo exclamando:

- Kousengan (光線眼 – feixe de energia dos olhos)!

O comandante consegue escapar do ataque e exclama:

- Não pense que eu sou fraco como eles! Sou um comandante e vou mostrar a diferença entre nós! Não acredito que você tenha mil e setecentos de poder de luta! O meu scouter só pode estar quebrado!

- Para mim, você não é grande coisa. - o namekuseijin comenta.

- Como ousa, seu desgraçado?! Vou ensinar a respeitar-me!

Piccolo avança com o punho contra o oponente que desvia, enquanto tentava golpear o namekuseijin, que desviava dos socos e chutes consecutivos do inimigo sem qualquer esforço, até que o guerreiro some da vista do comandante, reaparecendo ao lado deste que surpreendido pela velocidade do deslocamento do namekuseijin, sente um forte chute transversal no abdômen e depois, uma sequência de socos e chutes, atingindo-o várias vezes, até que é arremessado para longe com um chute certeiro em sua face.

O comandante consegue se recuperar a tempo, parcamente, e voa com ímpeto em direção ao namekuseijin, tentando acertar um chute nele, com o alienígena se desviando do chute, para em seguida dar um soco de direita e depois outro chute em sentido horizontal, sendo que para desespero do comandante de Freeza, nos vários socos e chutes que se seguiram, Piccolo desviou de todos sem o menor esforço e inclusive, se esquivando, quando o comandante, tenta chuta-lo com o pé, com o guerreiro se defendendo com os braços.

O invasor alterna socos com chutes, joelhadas e cotoveladas, ficando estarrecido, pois vira seu oponente bloquear o seu soco com o joelho tranquilamente como senão sentisse nada, sendo que Piccolo o chuta no abdômen, lançando-o contra o chão, novamente e comenta:

- Você é patético.

Se refazendo, o invasor exclama irado:

- Como ousa, bastardo?! Vou mostrar quem é poderoso.

Ele avança contra o namekuseijin com o punho esticado, porém, ele desvia e nisso, golpeia o abdômen do humano, fazendo-o curvar-se levemente, sendo que ele consegue se recuperar e tenta acerta-lo com a perna, mas, o ataque é bloqueado com o dorso do braço de Piccolo, para depois ele dar um soco fortíssimo na face do subordinado de Freeza, fazendo-o ser arremessado para trás, até que se choca contra o solo, com o namekuseijin concentrando o seu poder, lançando o seu ataque, após concentrar todo o seu poder na palma da mão, gritando:

- Bakuri kimaha (爆裂魔波 - Onda Explosiva Demoníaca)!

A enorme explosão destrói o corpo de seu inimigo e vários soldados do arcosiano no entorno.

Próximo dali, Yukiko enfrentava sozinha um dos subordinados de Freeza que estava acima dos soldados, sendo que ele tentou atacar pessoas no solo e foi detido pela meia saiyajin que derrotou vários soldados, de modo, que somente restou o alienígena na sua frente, cuja pele era esverdeada com manchas brancas irregulares. Ele possuía dois pares de olhos de tamanho considerável e o focinho lembrava o de um inseto, além do corpo ser curvado, com as mãos contendo apenas quatro dedos compridos com pontas afiadas. Havia duas antenas finíssimas na cabeça, uma de cada lado.

A meia saiyajin tenta golpear o inimigo com o punho em sentindo horizontal, sendo que ele desvia, curvando o corpo para trás, para em seguida tentar golpeá-la com o punho direito em sentido horizontal, com sua oponente se esquivando, sendo que o comandante exclama:

- Vou enviar você ao inferno, desgraçada!

- Eu não vou para o inferno. Somente pessoas más vão para o inferno. Eu sou boa. Portanto, não irei ao inferno. - a criança fala sorrindo satisfeita por saber algo.

O subordinado de Freeza fica estarrecido ao notar a ingenuidade dela, sendo que se refaz e tenta golpear Yukiko com o punho esquerdo, sendo que ela curva a coluna e se agacha, dobrando as pernas, flexionando a esquerda para depois girar, lateralmente, para dar uma rasteira no inimigo, conseguindo fazer este perder o equilíbrio e cair, enquanto desviava para o lado, para em seguida, saltar na direção dele, erguendo o seu braço esquerdo para golpeá-lo, enquanto que o subordinado do arcosiano tentava, inutilmente, bloquear o golpe, acabando por não conseguir deter o ataque, recebendo o golpe potente que o afastou, enquanto a mesma abanava a cauda, feliz por lutar, sendo que com muito custo a enrola na cintura, novamente.

- Não pode ser... O poder de luta era somente de cinco. - ele comenta confuso, voltando a apertar o botão do scouter, para depois ficar estarrecido ao ver os números no visor - Não! Não pode ser! Ela tem dois mil e quinhentos de poder de luta! Impossível!

O soldado volta a respirar calmamente e fala, aliviado, se preparando para voltar a lutar:

- Tenho certeza que o scouter foi danificado na luta e por isso está dando leituras incorretas... É isso.

Então, quando o inimigo voa para cima, a meia saiyajin o segue, sendo que Yukiko surpreende o seu inimigo ao bloquear todos os ataques do mesmo, facilmente, se defendendo de um chute com os braços cruzados, para depois rodar sua perna esquerda que estava flexionada, o chutando com violência na altura do externo, fazendo ele se afastar pela força do ataque e pelo fato do golpe pegar parte de sua traqueia, fazendo-o arfar, enquanto golfava sangue, murmurando debilmente:

- Sua bastarda...

- Eu não sou bastarda. Meus pais eram casados quando eu nasci. - ela fala inocentemente - Se bem, que pode ser usado no sentido de que sou meia saiyajin e meia chikyuujin. Como você sabe que eu sou mestiça?

Ela o pergunta com um misto de curiosidade e surpresa.

O subordinado do arcosiano fica estarrecido, pois, era impossível alguém ser tão inocente, até que se recupera e exclama irado:

- Cale a boca, fedelha! Vou ensinar você a temer as tropas do poderoso Freeza-sama!


Notas Finais


Yo!

Eu quero agradecer ao comentário de: KimTaegeuk.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...