História Laços de Sangue - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Amizade, Amor, Drama, Naruhina, Saino, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 126
Palavras 2.942
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha eu de volta turma ^^
Boa leitura a todos

Capítulo 29 - Que?


Fanfic / Fanfiction Laços de Sangue - Capítulo 29 - Que?

Mebuki e Sasuke conversavam trancados no escritório enquanto Sakura era examinada, o médico disse que ela não teve nada sério, que a febre era apenas uma reação do seu corpo ao estresse emocional pelo qual estava passando, receitou alguns remédios e Itachi pediu para que entrega-se em casa o quanto antes, queria ver Sakura bem. Se no quarto as coisas pareciam caminhar para algo melhor no escritório os ânimos estavam completamente exaltados.

__ O que?  Está me dizendo que eu sou seu filho! Que tipo de brincadeira estupida é essa! — Perguntou Sasuke irritado batendo na mesa com toda força possível.

__ Não é brincadeira Sasuke eu pensei que você estava morto, ou que estava por ai perdido como acabo de te contar, mas então a Mikoto me revelou a verdade aquele dia que nos desentendemos na final do seu torneio.

__ Você não espera que eu acredite nisso não é!

__ Tome aqui está o teste de DNA que eu fiz.

Sasuke pegou o papel da mão de Mebuki com agressividade e começou a ler, à medida que lia seus olhos demonstrava uma fúria incontrolável. Amaçou o papel com toda fúria que tinha.

__Eu não acredito em nada que está escrito aqui, nada, absolutamente nada vai me fazer sair do lado da Sakura não vou cair nessa palhaçada que você estar amando.

__ Sasuke não é palhaçada você sabe que eu e seu pai nos envolvemos no passado e então você é fruto desse amor.

__ Eu sou FILHO DA MIKOTO!

__ Sasuke não grite com ela! — Pediu Fugaku entrando no escritório.

__Você já viu o absurdo que ela está me dizendo! Quer me fazer acreditar que eu sou filho de vocês dois!

__É a pura verdade meu filho, queríamos contar juntos mas parece que ela se adiantou. — Sasuke deu um paço para o lado com um sorriso torto nos lábios.

__ Então está me dizendo que esse papel é real? — Perguntou um pouco perdido em seus pensamentos a raiva teve seu lugar tomado pela inquietação.

__ Sim meu filho, e isso significa que você e a Sakura são irmãos, meios irmãos.

__ Então ontem.... A atitude dela, a Sakura já sabe disso? — Perguntou encarando Mebuki que apenas assentiu com a cabeça.

__ Meu filho.  

__ Então esse é o motivo dela ter saído de casa como saiu, dela ter terminado tudo comigo.... Sakura... Sakura SAKURA!

 Sasuke saiu do escritório e subiu as escadas apresado, entrou em seu quarto Itachi tinha acabado de deixar o remédio do rosada lá quando Sasuke o expulsou do quarto, ao sair Sasuke trancou a porta.

__ Sasuke o que é isso abra a porta!

__ Cai fora Itachi não vou deixar ninguém entrar aqui então cai fora! Quero ficar sozinho com ela!

__ Quer me dizer o que está acontecendo!

__ Vai perguntar para o nosso amado pai e aquele, aquela, aquela! — Sasuke respirou fundo olhando Sakura dormir calmamente na cama. Sentou em sua poltrona a encarando, balançou sua cabeça em sinal de negação.

__ Não posso acreditar, isso tudo é uma mentira! Só pode. E mesmo que for verdade eu não vou me afastar de você, não vou mesmo meu amor.

Sasuke ficou ali sentado olhando para Sakura ignorando completamente os pedidos de Fugaku e Mebuki em abrir a porta, se negou disse que ficaria com Sakura e que se tentassem entrar no quarto ele cometeria uma loucura. Itachi sabia que ele estava mentindo não cometeria loucura alguma, mais ao saber que Sasuke e Sakura eram irmãos entendeu que seu irmão precisa apenas de um tempo consigo mesmo e esse tempo ele queria na companhia de Sakura mesmo que no momento ela estive-se dormindo.

__ Vamos pai, Mebuki deixem ele vocês sabem que ele não faria nada com ela. Ele está nervoso irritado processando tudo mas ele não vai fazer nada ele há ama.

__ Mas a minha filha...

__ Ela vai ficar bem, os remédios estão lá dentro eu já dei o que ela tinha que tomar então deixem ele, ele precisa de um tempo.

__ Itachi tem razão meu amor, vamos deixar eles sozinhos por um tempo.

__Está bem vamos deixá-los.

 

| Casa Madara|

Mikoto tinha viajado para o interior atrás de Madara precisava muito falar com ele o quanto antes. Depois de muito ouvir Mikoto insistir Madara decidiu deixa a Uchiha entrar a final ela estava em sua porta quase uma hora insistindo para entrar.

__ Obrigada por me deixar entrar Madara.

__ O que você quer aqui, não pense que vou deixar você me influenciar dessa vez!

__ Como assim, eu não vim para....

__ Eu não quero me envolver na suas tramoias o que fez é errado enganar assim o seu próprio filho o teste mostrou claramente que o Sasuke é seu filho, seu ou seja o filho da Mebuki morreu!

__ Madara não quero que me julgue você dizia me amar então...

__ Então o que?! Achou que podia usar o meus sentimentos para me fazer compactuar com suas loucuras, Mikoto entenda que meu irmão não há ama mais!  — Gritou nervoso, foi a primeira vez que Mikoto viu Madara tão nervoso.

__ Madara...

__ Não me olhe com essa cara, não se faça de inocente porque você não é, eu estou nervoso porque eu te amei eu te amo como um idiota porque você sempre faz o que quer comigo, mas eu cansei eu vou procurar o meu sobrinho e contar toda a verdade Sasuke não merece isso...

Madara foi surpreendido por um beijo de Mikoto que o pegou de surpresa com um beijo a mesma o beijava com desejo, um beijo de Mikoto era tudo que Madara sempre quis tudo que sempre desejou dela e agora estava acontecendo.

__Mikoto...

__ Me faz esquecer ele Madara, me deixa ser sua e experimentar esse amor que você diz sentir por mim. Me faça sua! Me faça esquecer o Fugaku!

Sem pensar ou hesitar Madara pegou Mikoto e a levou para seu quarto, a jogou na cama vendo-a sorrir retirou sua camiseta e subiu na cama indo ao encontro de Mikoto que também retirava sua blusa.

__Eu não penso em parar, então reveja o que está me pedindo para fazer.

__ Eu não espero que pare. Quero fazer amor com você! — Disse retirando seu sutiã, Madara sorriu e abocanhou um dos seios de Mikoto, que gemeu alto, levou sua mão até o sinto de Madara e o retirou desabotoando sua calça, logo ambos estavam nus, Madara beijava com luxuria o corpo de Mikoto que a cada toque gemia mais, decidida a tomar o controle da situação Mikoto empurra Madara o fazendo se deita, lentamente se senta sobre ele sentindo uma leve dor, afinal fazia tempo que não ficava com alguém, após um gemido contido a morena começa cavalgar sobre Madara que sorri sentindo imenso prazer. Mikoto sentia-se no controle quando sentiu Madara movimentar seu quadril.

__ Madara... — Sussurrou sentindo seu órgão genital cada vez mais rápido e presente dentro de si. Madara segurou a cintura da mesma e a deitou novamente na cama mostrando quem estava no controle agora, Mikoto sorriu puxando Madara pelos cabelos para um beijo quente, fazendo seus corpos ficarem cada vez mais unidos, aquele calor o suor o cheiro no ar toda a atmosfera se tornava cada vez mais excitante para Madara que apertava mais e mais o corpo de Mikoto contra o seu.  Cada vez mais rápido Madara aumentava seu ritmo de estocadas e logo ambos chegaram ao seu clímax, exaustos ambos deitaram lado a lado e dormiram.

Mikoto acordou pouco tempo depois, olhou para o lado e viu que Madara ainda estava dormindo enrolou-se em um lençol e foi até o banheiro, ligou o chuveiro entrou debaixo daquele água quente e sussurrou com seus olhos fechados sentindo a água percorrer seu corpo.

__ Foi mais fácil do que pensei foi só transar com ele que ele já se acalmou, não vou permitir que ele estrague tudo depois de eu ter chegado tão longe!  Estupido!

 

| Casa Uchihas |

Sasuke que já estava a mais de duas horas olhando Sakura pegou no sono afinal passara a noite e a madrugada toda em claro preocupado com ela, Sakura despertou já se sentia melhor o remédio que lhe foi dado fez efeito, ao abrir seus olhos viu Sasuke no sofá sua face demostrava um enorme cansaço.  Sakura se levantou de vagar para não acordar Sasuke, percebeu que estava no quarto dele. Caminhou até ele.

__ Há Sasuke. — Sussurrou colocando sua mão gentilmente sobre seu rosto o acariciando. __ Mesmo sendo errado eu amo você...  — Completou baixinho deixando uma lagrima escapar de seus olhos. Sasuke levou sua mão até a de Sakura colocando-a por cima abrindo seus olhos encarando os verdes tão brilhosos de Sakura que se assustou, mas antes que pudesse se soltar, Sasuke a puxou para mais perto fazendo-a cair em seus braços literalmente.

__ Que bom que acordou. — Sussurrou puxando-a para um beijo, Sasuke a beijava de forma mais apaixonada do que antes, e mesmo relutante Sakura cedeu ao beijo, seus corpos pareciam ganhar vida própria e se aqueciam a medida que o beijo se intensificava.

__ Não, não podemos é errado Sasuke. — Alertou Sakura afastando-se, mas não foi longe. Sasuke voltou a puxa-la fazendo-a o encarar novamente.

__ Não há nada de errado em duas pessoas que se amam tanto se beijarem.

__ Você diz isso porque não sabe que... — Sakura se calou olhando para o chão.

__ Que somos irmãos? Hum! Eu não acredito nessa palhaçada. — Afirmou tentando dar mais um beijo em Sakura que virou o rosto.

__ V-você já sabe? — Perguntou aflita, Sasuke suspirou soltou Sakura e se levantou da poltrona, deu alguns passos no quarto respirando fundo.

__ Foi por isso que você saiu de casa daquele jeito não é!

__ S-sim...

__ Eu, eu não acredito Sakura, não acredito que somos irmãos isso não faz sentindo. 

__ Eu vi o teste Sasuke nós somos irmãos. 

__Aquele pedaço de papel não quer dizer absolutamente nada para mim!

__ Mais para mim sim Sasuke.

__ Mesmo que aquilo seja verdade não somos completamente irmão, seu pai é outro então nada nos impedi de ficarmos juntos.

__ Você está errado Sasuke, não foi assim que fui educada no orfanato pelas madres! Eu não quero ter mais nada com você agora que sei desse parentesco entre nós.— Disse a rosada claramente seria.

__ Mas Sakura.... — Sasuke tentou se aproximar e toca-la quando ouviu.

__Se tentar me tocar eu vou grita Sasuke. Está doendo aqui no meu coração você pode achar que não, mas está doendo muito por que eu me apaixonei por você, apaixonar não o que eu sinto é amor. Mas esse amor eu vou mata-lo e transforma-lo em amor de irmãos.

__ Não Sakura, isso não, não diga isso! — Sasuke foi para mais perto da rosada que correu para porta a brindo dando de cara com Itachi que pareci que iria bater na porta naquele segundo.

__ Eu ia....

__Itachi não deixe-o me tocar! — Pediu se escondendo atrás dele, Itachi olhou para Sasuke sério.

__ Você não vai pega-la a força dentro da casa do nosso pai, na casa dos seus pais!

__ Eu só queria conversar com ela...

__ Já conversamos o suficiente Sasuke entenda que não há mais nada entre nós, e nem pode ter!

__ Sasuke você sabe que eu estou te apoiando em tudo, mas se der mais um paço em direção há Sakura eu terei que fazer algo que eu não quero.            

 __ Minha filha, você já se sente melhor? — Perguntou Mebuki chegando no corredor vendo Sakura segurando a jaqueta de Itachi.

__ Mãe! — Sakura correu até ela e abraçou, viu Sasuke passar por ela com um olhar triste sua face era de corta o coração, no mesmo segundo se distanciou da mãe.

__ Não...

__ O que foi filha.

__ Nada, nada... sinto que minha vida se desfaz aqui.

__ Sakura você sente bem mesmo? — Perguntou Itachi preocupado.

__ Meu corpo está bem, mas o meu coração está partido. E não há remédio que o concerte.

 Sakura abraçou o Uchiha que se aproximou, Sasuke saiu da casa irritado, pegou sua moto e foi para um bar, fazia tempo que Sasuke não bebia e hoje começou cedo a beber.

__ Tão cedo aqui Sasuke e já vai beber!

__ Eu estou pagando essa droga não estou!  Então cale a boca! E nem pense em ligar para casa do meu pai para avisar que eu estou aqui sou maior de idade posso beber entendeu!

__ Sim senhor!

__ Ótimo agora me traga uma garrafa de vodca e uma de conhaque!

__ Agora mesmo senhor.

__ Vamos brindar a minha droga de vida! — Sorriu sarcasticamente erguendo o copo.

| Casa Naruto |

 

Naruto encontrava-se sem seu quarto deitado na cama ao lado de Hinata, a Hyuuga estava dormindo, Naruto acariciava gentilmente os cabelos tão sedosos de Hinata a beijou no ombro, estava se sentindo imensamente feliz, Hinata se mexeu virando-se para o loiro sorriu o beijando.

__ Desculpe acordar você Hinata.

__ Tudo bem Naruto, já está tarde eu preciso mesmo voltar para casa.

__Não Hinata fique o dia todo comigo, durma aqui mais uma noite. — Pediu beijando seu pescoço novamente a Hyuuga sorriu. Já mas pensou que se sentiria tão feliz assim.

__ Ei o casalzinho ai. Tsunade pediu para que saiam do quarto já são meio dia! Ao menos comam algo. — Gritou Karin batendo na porta.

__ Já vamos Karin, já vamos. — Respondeu Naruto, Hinata levantou-se e procurou suas roupas para se vestir, Naruto fez o mesmo ao ficarem prontos saíram do quarto e foram tomar café, Karin sorria ao ver Hinata tão vermelha, mesmo estado namorando com Naruto há um tempo ela sempre ficava sem graça na presença de Karin e Tsunade.

__Hinata você está fazendo um grande bem ao meu querido Naruto, deis de que começaram a namorar ele se tornou mais responsável.

__ Eu sempre fui responsável Tsunade.

__ Há Naruto, não comece a mentir. — Comentou Karin. Hinata apenas sorria timidamente, após tomar café, Naruto acompanhou a Hyuuga até sua casa prefeririam ir andando por mais que a casa a Hyuuga fosse longe acharam melhor assim para aproveitar mais a companhia dele, na esquina da casa a jovem Hinata abraçou o loiro de repente.

__ O que foi Hinata? — Estranhou.

__ Nada só queria sentia sentir o seu calor...

__ Hinata eu...  — Antes de terminar de falar Naruto levou um soco de surpresa e caiu no chão.

__ NARUTO. — Hinata tentou ajudá-lo a se levantar, quando alguém a agarrou.

__Você vem com agente bonequinha.

__ Larguem ela.

__ Pode vir loirinho temos ordens para acabar com você!

__ Naruto socorro... socorro

Naruto tentava ajudar Hinata que se debatia nos braços de um cara encapuzado enquanto dois agrediam Naruto, Hinata não pode chamar por ajuda já que usaram um lenço com sonífero para desmaiar a mesma e a por dentro do carro, mesmo feiro Naruto tentou parar o carro mais foi inútil o carro preto sem placa arrancou em alta velocidade, Naruto estava muito ferido mas mesmo assim ele se arrastou até a casa de Hiashi foi socorrido pelo mesmo que estava saindo de casa quando Naruto chegou.

__ Naruto olha para você, está tão ferido. Olha esses cortes!— Falou surpreso vendo o sangrar muito.

__ Eles, eles levaram a Hinata!

__ QUÊ!

__ Eu tentei... impedir mais eles eram muitos... eu..  — Naruto não aguentou desmaiou diante do Hyuuga que se desesperou em ter Naruto ferido em seus braço, e não saber absolutamente nada sobre sua filha. Hiashi constatou Tsunade e levou Naruto para o hospital tinha algumas fraturas na costelas pelos chutes que levou mas não era tão grave, já acordado o loiro explicou o que aconteceu.

__ Sequestro só pode ser isso! Sequestraram a minha filha! — Desesperou o Hyuuga.

Tsunade ligou para Sasuke como Naruto pediu mais o mesmo não estava no apartamento então ligou para casa do pai do mesmo falou com Itachi e pediu que ele comunica-se a Sasuke que Naruto estava no hospital.

__Claro Tsuande assim que eu encontra-lo eu avisarei e ai ele irá para o hospital.

__ Hospital? Sasuke está no hospital? — Perguntou Sakura claramente preocupada.

__ Não o Sasuke não, mas o Naruto parece que a Hinata foi sequestrada.

__ Hinata!

__ O que me preocupa agora é que já são quase três da tarde eu não sei onde está o Sasuke. Eu vou procurar por ele.

Disse Itachi encarando Sakura com um olhar perdido, Sasuke por sua vez ainda estava no bar a fila de garrava que ele havia esvaziando já enchera todo o balcão mais de dez garrafas esvaziada pelo Uchiha.

__ Uhul hoje eu vou me divertir

__ Sasuke é melhor parar de beber você já está muito bêbado.

__ Ei, ei cale a boca e traz mais uma garrafa ai. Estou solteiro e hoje eu vou me divertir.  Meninas se preparem que o Uchiha aqui é todo de vocês.

 

|Casa Madara|

Mikoto fingia ainda dormir enquanto Madara acariciava seu ombro, a felicidade estava estampada no rosto do mesmo, Mikoto lentamente abriu seus olhos e sorriu ao ver Madara.

__ Madara...

__ Mikoto quer comer algo? — Perguntou ficando de pé.

__Não acho melhor eu me vestir e sai daqui, você está chateado comigo, não acho certo ficar aqui, não devia ter me entregado há você.

__ Está arrependida?

__Claro que não, nunca me senti tão feliz nos braços de um homem. — Levantou-se da cama e abraço o mesmo e o beijou com carinho, Madara a abraçou de volta. O mesmo não via mas Mikoto sorria sarcasticamente sentindo-o deslizar suas mãos em sua costa. 

 

 

Continua......


Notas Finais


Eita ferroe agora gente?
Será que o Madara não vai mais entrega a Mikoto?
Sasuke vai desistir assim tão fácil da Sakura
E a Sakura não vai fazer nada?
Apodem espera surpresas no próximo capitulo pq a chapa vai esquentar rs
até gente, não esqueçam de dizer se gostaram beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...