História Lacrime d'amore - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Jay Park
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Criminal, Gangster, Jay Park, Jeon Jeongguk, Jimin, Jungkook, Máfia, Park Jimin, Personagem Ficticio, Violencia
Exibições 24
Palavras 2.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Slash, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Geeeente quanto tempo não posto nada aqui
Sumi MSM x.x

Posso explicar eu estou sem NET affffz
Vou demorar para postar novos caps sorry gente espero q entendam T.T

Mas então trouxe esse cap agr e a missao haha momentos q muitos esperavam, nunca irei abandonar minhas fics em momento nenhum, os vejo nas notas finais não gosto de prolongar aqui, espero q gostem.

Boa leitura

Capítulo 8 - La missione


Estava deitada com os olhos fechados as lembranças do beijo me rodeavam,ainda podia senti lo tocando em meu pescoço. FINALMENTE consegui dormir eu nunca imaginei que conseguiria dormir tanto.
Acordei num susto Jimin me olhava ainda estava de madrugada e estava sentando no chão ao lado da cama, vi que ele tinha uma mão em minha coxa, com susto tiro rapidamente sua mao de minha perna, ele sobe em cima da cama ficando por cima de mim ia tudo em quando me arrastava ate a cabeceira da cama ate eu sentir a madeira em minhas costas, eu estava agora definitivamente sem saída. FODEU!

- Calma, não precisa ter medo de mim. - Disse Jimin sua voz estava rouca.

Tentei me mecher mas senti minhas pernas amarradas, aquele imbecil amarrou minhas pernas.

- Sentiu alguma coisa diferente, ne?
Ele arrastava sua mao por cima da minha perna.

- Me solte, Jimin! - O ordenei, mas ele fingiu que não ouviu ele chegou mais perto de mim e beijou meu pescoço.

- Você e minha, Saphira. - Ele sussurrou em meu ouvido me arrepiando por inteira.

- Que safadeza e essa, Jimin?! - Ouvi a voz de Jay provavelmente vindo da sacada, olhei rapidamente e o avistei com cigarro na boca.

Ele fumando... Que ótimo!

- Vocês sempre me interrompendo... - Jimin revira os olhos e ele ainda estava em cima de mim.

- Logico, sai de cima dela. - Ele falou autoritário, ate me estranhei sempre achei que Jay era um palhaço sem autoridade nenhuma.

Jimin em silencio apenas se levantou e saiu do quarto e o segui com os olhos.

Jay com rapidez entrou e veio ate mim e desamarrou meus pes, suspirei em alivio e desamarrou minhas maos que podia jurar que já estavam marcadas.

- O-obrigado...- bufo meio constrangida. Eu não era muito de agradecer algum deles.

- Não se preocupe. Perto de mim, nenhum dos dois vai encostar em você. Disse Jay me constrangendo.

- Eu não preciso da sua proteção mas obrigada mesmo assim. - Digo seca e fria.

- Então ta vou te amarrar de novo e vou chamar o Jimin. - Ele disse com sorriso pervertido nos lábios

Sem querer esboço um medo em meu rosto e ele da uma risada meio sombria.

- Eu tava brincando, não vou fazer isso. Pelo contrario se eu chamasse o Jimin o que eu faria ficaria mais chato.

PUTA QUE PARIU ! AGORA FODEU TUDO!

- O que voce vai fazer, Jay? - Escutei a voz de Jungkook ecoar pelo quarto e vi que ele estava na porta, ouvi Jay xingar em voz baixa e ir em direção a porta, Jungkook o fuzila com os olhos e da espaço para ele passar.

UFA! Ele foi embora um a menos.

Jungkook fechou a porta e caminhou em passos lentos ate mim, num piscar de olhos ele já estava ao meu lado me olhando de joelhos no chão, aqueles olhos negros cheios de raiva me encaravam profundamente, vi ele abrir a boca e dizer meu nome baixo o suficiente para eu ouvir.

- Vou trancar a porta para que nenhum pervertido entre aqui de novo. - Ele passa o polegar em minha bochecha e retira a mecha de cabelo que havia caído sobre meu rosto.

Ele fazia tudo friamente, ele e realmente muito estranho.

×××∆×××

Dia seguinte...

Acordei com o corpo um pouco mole e olhei para o relógio que marcavam 12:00 em ponto.

- Puta merda... - Bufei e olhei para o lado e vi uma bandeja em cima da mesa com meu café da manha e ao lado da xícara havia um bilhete.

Me aproximo lentamente com olhar confuso e seguro o bilhete e o leio:

  " Ao terminar sua refeição vá ate meu escritorio. "

Coloco o papel em cima da mesa e faço minha refeição.

Termino e saio do quarto e vou ate o escritório de Jungkook, coloco a mao na maçaneta e abro lentamente e adentro ao escritório, mas não o vejo.

- Jungkook? - O chamei olhando para os lados e nem sinal dele, fecho a porta por trás de mim. - Esta se escon...

- Me procura? - Ouço sussurrar por tras em minha orelha e levo um susto e me arrepio por inteira.

- Ai, puta que pariu que... - Coloquei a mao em meu peito ofegante mas ele me interrompe seriamente.

- Eu sei. Agora sente se. - Ele deu de ombros e me olhava serio e deu meia volta se sentando em sua cadeira e o olhei confusa mas me sentei a sua frente.

- Hoje você ira para uma missao.

- Okay, o que devo fazer? - Suspirei e me ajeitei a cadeira.

- Quero que você mecha nos sistemas... - Ele dizia lentamente enquanto abria as gavetas de sua mesa e depois tirou uma fotografia. - Deste homem. - Me entregou a fotografia e observei o sujeito que parecia ter traços chineses.

- Como assim mecher nos sistemas?

- No local da missão tem uma sala de computadores com todos os dados da máfia dele, seu nome é Zang Lei.

- Entendi, e ele e o líder? - Perguntei encarando atentamente a foto.

- Exato.

- Percebo que e chines, ate pelo nome...

- Sim, ele e chines. E um dos lideres da máfia chinesa que agem principalmente aqui na Coréia.

- Certo. - Coloquei a fotografia em cima da mesa.

- Saiba que não ira sozinha. Jay, Jimin e meus outros capangas irão com você, e você ira armada mas o seu ponto não sera neutralizar, use a arma somente como defesa pois eles irão te dar cobertura. - Disse serio e seu olhar me analisava de cima a baixo enquanto ele cruzava suas pernas e apoiava seus cotovelos no apoio de sua cadeira giratória.

- Certo, quando irei começar?

- As quatro horas da tarde. As três e meia quero você na sala todos iremos nos reunir.

×××∆×××

Passou o tempo e estava me arrumando e o relógio de meu quarto marcou três horas e meia em ponto, suspirei e coloquei uma calça jeans preta, blusa listrada e uma anklee boot preta de couro.

Sai do quarto e caminhei pelos longos corredores e sinto alguem tocar em meu ombro.

- E ai? - Olhei para o lado e vi que era Jay caminhando ao meu lado.

- Beleza? - Perguntei sorrindo de canto.

- Beleza. E ai preparada pra missao? - Sorriu e tirou sua mao de meu ombro.

- To ne... Fazer o que?! - Dei de ombros dizendo com tédio, tinha que fazer essa perguntinha clichê.

Chegamos a sala que estava cheia de homens vestidos de preto e armados.

- Chegou a cambada. - Jay disse em tom brincalhão indo ate a multidão e parei no caminho fitando a movimentação, eles conversavam entre si logo escutei uma voz alta ecoar pela grande sala.

- ATENÇÃO AQUI ! - Ouvi a voz de Jungkook fria e autoritária vindo do alto das escadas, todos os olhares foram para si atentos. - Como vocês sabem Saphira Vitelle. - Ele apontou o indicador para mim e seus olhares me olharam rapidamente. - Estará na missão juntos a vocês, vocês já sabem de todo o plano correto?

- SIM SENHOR! - Responderam em coro.

- AGORA VAO. - Ele respondeu friamente e deu de costas.

- Vamos logo. - Disse Jay colocando um de seus braços em meu ombro e segurando uma pistola prata.

Estávamos em uma vã preta seguindo para o local da missão que tudo foi dito nas reuniões, eu estava no meio de Jimin e Jay.

- Que belo lugar para um "deposito" de sistemas. - Disse Jay irônico olhando para o vidro e pude ver que o lugar era imundo e havia um grande deposito abandonado.

- Puta merda... - Resmungou Jimin observando atentamente.

- Vão me dizer que estão com "nojinho" de um lugar como esses? - Cruzei os braços e revirei os olhos debochada.

- Nada haver. - Exclamou Jimin.

- Parece que a loirinha gostou do lugar. - Disse Jay irônico.

- Diferente de vocês que frequentam uma mansão e acostumados com muito luxo e não aguentam ver um deposito abandonado, que mimados.

- Iiih... Sossega o facho aí. - Jimin cerrou os olhos.

- Vou agradecer muito se este lugar estiver cheio de baratas, vou jogar elas tudo em cima de vocês para largarem de serem frescos. - Disse mais seria.

- Eu faço você engolir um rato. - Jay disse rindo.

- Experimente fazer isso... - O encarei o desafiando.

A vã freou violentamente, Jimin e Jay tiveram que me segurar pelos braços, pois não estávamos com cinto.
O motorista abriu o carro e saiu e fizemos o mesmo e observamos o local que estava vazio, provavelmente os capangas da mafia chinesa estivessem dentro do deposito.

- Que silencio, parece que esta missão não sera tao difícil. - Disse Jimin olhando para o alto.

- Para vocês, eu terei que mecher nos sistemas no qual e nada fácil. - Cruzei os braços olhando seria para Jimin

- Mulheres... Reclamam demais. - Jimin bufou e revirou os olhos e fiquei nervosa.

- Então vai lá fazer pra mim então, ao invés de ficar ai olhando pro céu.- Disse desafiadora e seria ficando de frente para ele.

- Uuuh... - Jay riu botando "pilha".

- Não não... Vai você. - Jimin disse se afastando, duvido que ele me desafia.

- Então pare de bancar o babaca e vamos logo para essa merda de missão!

Me virei de costas bufando e dando passos fortes. Droga! Como Jimin me irritava.

Entramos cautelosamente no deposito e por sinal não havia ninguém e pra sorte de Jimin e Jay não haviam baratas ou ratos, eles pareciam dois robôs procurando alguém.
Os outros capangas entraram depois de nos e começaram a vasculhar o local apesar de o lugar não ter esses insetos tinha muita poeira.

- Vem, o escritório deve ser por ali. - Jay e me puxou pelo braço me levando pelas escadas.

Quando chegamos vi um enorme computador não seria muito difícil de resolver aquilo, o estranho era que o lugar estava completamente vazio. Quem seria burro suficiente pra fazer aquilo?

- Vo deixar você aqui sozinha, vou ficar lá fora pra dar cobertura.

Disse e ele retirou me deixando naquela sala escura e silenciosa, me sentei a frente do computador o destravando com uma senha de hacker que deu certo a tela mostrava arquivos da mafia e uma pasta dizendo imagens, cliquei sobre ela e apareceu milhares de fotos de armas, pedaços de corpos e mulheres nuas, fiquei meio desolada com as fotos .

- Sabia que mecher nas coisas dos outros e falta de educação?

Ouvi uma voz terna, calma e doce ao meu ouvido me arrepiando por inteira, e sabia que não era o Jay ou o Jimin, muito menos de Jimin, me viro as pressas para a voz e vejo a imagem de um homem alto bonito de cabelos platinados, sinto algo metálico na minha perna e expressei um grito de susto mas ele tapa minha boca me beijando e o empurro o afastando de mim.

- Quem e você? - Perguntei meio ofegante.

- Uma pessoa que você querendo, ou nao, vai te fazer muito bem. - Ele sorri meio cinico me olhava de cima a baixo me constrangendo por inteira cada olhar que ele fazia parecia fogo a minha pele.

- Eu vou pergu... - Olho para minha perna e vejo a arma dele ainda pousando pela minha perna.

- E melhor você ficar bem quietinha, senão ... - Ele arrasta a arma ate meu pescoço e me da um beijo estalado no local, e repousa sua cabeça em frente ao meu ouvido.

- Não gostaria de perder uma pessoa tao bonita como você, Jungkook realmente tem muita sorte...

Sem pensar acabo gritando.

- JAAAAY SOCORROOOO!!! - Grito e dou um chute em suas partes intimas e ele cai e saio correndo e seguro minha pistola a apontando para ele enquanto se levanta.

- O QUE HOU... - Jay aparece e encara o loiro a minha frente. - Porra...

- Não sabia que ela se envolvia com tantos homens. - Dizia ofegante e sorrindo cinicamente segurando em sua "parte".

- Infelizmente não... Ela e uma garota de postura. - Disse Jay sério me dando toda moral.

- Uuuh... Grande coisa, já vi putas melhores. - Disse o loiro ironico.

- Eu por acaso te pareço uma puta? - Perguntei em tom desafiador.

- Pra mim parece,meu bem. - Disse o loiro cínico, ele não queria sair de cima de mim que puto.

- E você tem uma puta cara de puto. - Digo seria.

- Acertou,meu bem. - Ele diz e estala os dedos e vários homens de preto aparecem nos cercando.

- O que esta acontecendo ? - Perguntou Jay e um homem o derruba no chão e o imobiliza fortemente e tira a arma de sua mao, o loiro imediatamente tapa minha com o pano com um cheiro estranho e acabo desmaiando perdendo completamente a consciência.










Notas Finais


Hehe Namjoon apareceu 😏😏😏😏
Adoooooro
Gente eu vou demorar um pouco postar os novos caps ate eu arrumar uma NET descente não me abandonem please
Bjuuuuus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...