História Lady of trafficking - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Ação, Amor, Briga, Drama, Gangster, Justin Bieber, Romance, Ryan Butler, Sexo, Trafico
Visualizações 470
Palavras 1.212
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leiam as notas finais ;*

Capítulo 43 - I feel sorry for him


Aneline POV 

Jeredy estava indo embora para San Francisco é uma vontade imensa de ir junto bateu. Justin e eu quase não nos falávamos mais, desde a última conversa ele passava mais tempo fora do que em casa, eu já não sabia mais o que fazer, eu estava me sentindo de lado e sozinha, graças a Deus Jeredy estava comigo, senão nem sei o que seria de mim e das crianças, Helena e Daniel tinham sumido, nunca mais ouvi falar de nenhum nem outro. Justin não estava mais me dando satisfações, eu nem sabia das coisas dele, só via ele chegando de madrugada cheirando a bebida e a maconha. Então resolvi ir com Jeredy, não avisaria ele nem nada. Já eram dez da manhã e até agora nada dele, não voltou pra casa da balada de ontem. Jeredy estava me ajudando com o café. 

 - Quem quer as panquecas do rio Jery? - Alice batia palmas pulando no banquinho mais alto - 
 - Eu!! - levantei a mão rindo - 
 - Alixe qué também mamãe! - ela disse meio triste - 
 - Tem um monte de panqueca pequena! - Jery riu de lado - 
 - Ta bom. - Alice respondeu tranquila - 
 - Filhota, que tal a gente viajar com o titio? - os olhos dela brilharam - 
 - Alixe qué sim! - sorriu boba - 
 - Então nós vamos! 

Passei o resto da manhã arrumado as malas das crianças, estávamos indo ficar uma semana com ele. Peguei roupas de calor, já que lá o tempo era bem melhor que aqui no Canadá. Ainda nada de notícias do Justin, já passava das duas da tarde e nada dele, as crianças estavam tirando um cochilo. Eu tinha acabado de me arrumar, estava só esperando Alice acordar. 

 - Any, vamos acabar perdendo o voo, eles dormem no avião! - ele me apressou nervoso, me fazendo rir - 
 - Okay Sr. Estressadinho! - revirei os olhos subindo as escadas - 
 - Pegue o Austin, eu levo a Alice! - ele sorriu. Bipolar esse menino! -

Fui até o quarto do Austin, peguei ele no colo, ele não acordou, só repousou a cabeça no meu ombro, eu joguei uma manta em cima dele e desci as escadas com ele, prendi ele na cadeirinha e fui até o escritório do Justin, para deixar um bilhete. Assim que entrei estranhei muito, Justin é uma pessoa muito organizada, mas a mesa dele estava um caos, não dava pra achar nada naquele monte de papel. Fucei um pouco e achei um papel e uma caneta, me debrucei na mesa e pude ver que um dos papéis era a planta de uma casa. Será que ele estava planejando um assalto? Puxei a planta e em cima estava escrito "Robert's home", ele estava planejando o assassinato dele, nas minhas costas! O sangue subiu e no mesmo instante eu tive vontade de ir atrás dele, mas Justin estava agindo pelas minhas costas, então eu ia fazer a mesma coisa. Querendo ou não, ele não priorizou a família. Deixei o papel e a caneta lá e voltei bufando pra sala. Jeredy já me esperava no carro, com um óculos escuro preto e um sorriso nos lábios. 

 - O que houve dama? - sorri de lado -  
 - Não me chama assim a muito tempo! - ele sorriu de lado -
 - Chamava você assim quando era indefesa e precisava de mim. Pela cara que você saiu daquela casa, com certeza significa que precisa de mim de novo. - sorri - 
 - Você me conhece muito bem Jeredy! - ele sorriu convencido - 
 - Eu sou de mais, querida! - abaixou o óculos e piscou -
 - Babaca! - bati no braço dele, ele deu a partida e saímos da casa. Uns duzentos metros pra frente, vimos o carro de Justin virando a esquina, ele nem reconheceu o carro, então seguimos viagem - 
 - Tem certeza que você não vai nem ligar pra ele? - afirmei com a cabeça - Não vou insistir. 
 - Fico muito agradecida! - ele sorriu e eu retribui - 

Assim que chegamos no aeroporto, fizemos o check in e despachamos nossas malas, as crianças já tinham acordado, já tinha dado lanche da tarde pra eles. A sala de espera estava morrendo com Austin e Alice, eles estavam roubando a cena. Jeredy filmava tudo com um sorriso bobo. 

 - Nossa, os filhos de vocês são lindos! Vocês formam um belo casal! - uma senhora disse e saiu andando, Jeredy e eu nos entreolhamos e caímos na risada - 

Chamaram nosso voo e nós fomos pro portão de embarque, entramos no avião e a viagem foi longa, as crianças não pararam um segundo, brincando e gritando no avião, estava vendo a hora que alguém ia surtar com a gente. 
Chegando em San Francisco já estava escuro, aqui eu me sinto tão em casa! Fomos direto pra casa do Jeredy. Eu e as crianças ficamos em um quarto de hóspedes, depois de muita briga! Jeredy fazia questão da gente dormir no quarto dele. 

 - Jeredy, se você continuar com essa história, juro que vou alugar um quarto de hotel! A gente vai ficar no quarto de hóspedes! - disse mando fazendo ele revirar os olhos -
 - As coisas sempre acontecem do jeito que você quer! Ninguém merece! - bufou -
 - Ótimo! - disse feliz e ele estava com um bico - 
 - Meu, o Austin já está engatinhando pra todos os lados! - sorri boba pra ele - 
 - Ele está com 9 meses, jajá está correndo pela casa! 
 - Sim! Vai fazer aniversário pra Alice de 2 anos Any? - olhei pro lado - 
 - Eu estava planejando fazer lá em casa e chamar os pais de Justin e você, mas não sei nem se vou estar em casa! Estou tão cansada dessa vida de nômade! Um pouco em cada cidade/estado/país! - me sentei no sofá - 
 - Dama, não importa pra que estado ou país você vá, sempre vai me ter! - sorri de lado - É nessa hora que elas se derretem, não costumam ficar com essa carinha não! - ele exclamou sentando do meu lado, coloquei os pés em cima do colo dele - 
 - Jery, por mim tudo bem, sabe? Mas agora eu preciso parar de pensar nos meus gostos e começar a pensar nos meus filhos, Alice e Austin são grudados no Justin, mas ele é muito instável, uma hora ele tá de boa, na outra começa com a putaria, meus filhos não são bichos que vão de um lado para o outro! Estou totalmente cansada! - descarreguei tudo em cima dele e ele começou a massagear meus pés - 
 - Realmente não é fácil pra eles! Vejo o quanto Alice está sofrendo com essa afastada que ele deu! -  olhou pro lado - Mas tenta entender ele, às vezes ele tem seus motivos, da um tempo dele e deixa as coisas esfriarem! - assenti - 

Alice e Austin estavam brincando com uns brinquedos no tapete, um pouco afastado de nós. Sorri ao ver aquela cena e senti pena do Justin, por trocar filhos tão maravilhosos quanto os nossos pra ficar nas baladas! Ele não sabe valorizar as coisas boas que ele tem na vida…


Notas Finais


Como sempre o Justin está fazendo merda! Sabe o que é pior do que você mentir e esconder? É ser pego nessa mentira… Justin está dando muito mole… o que estão achando dessa aproximação de Jeredy e Aneline de novo? A-D-O-R-O 😌
Comentem o que estão achando! Se os comentários bater o do capítulo anterior eu posto outro até segunda a tarde!
Aproveitem enquanto ainda tem!
Vocês não têm noção do quanto eu estou feliz, é a primeira fic que eu vou terminar! Estou in love ❤️😍
Comentem e favoritem!
Beijocas na ponta do nariz 😘 #Sófaltam6 #taacabando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...