História Lady Time - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Deadpool, Doutor Estranho, Os Vingadores (The Avengers), X-Men
Exibições 29
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


🚨 Olá seus lindos! Eu disse que ia postar hoje, não disse? Pois aqui estou!

🐼 No próximo capítulo teremos novidades e FINALMENTE a fanfic começa de verdade.
🐼 Agradeço a todos os favoritos e comentários, não consigo expressar minha alegria com o tanto de carinho que recebi no capítulo passado.
🐼 Capítulo não betado ksksksks
🐼 Galera, o Spirit está com um problema no contador de palavras, mas garanto que aí tem mais de mil.
🐼 Beijos beijos e boa leitura 💜

Capítulo 2 - I need to go to this place.


"Ela é um livro de difícil compreensão que ninguém teve coragem de ler até o final"

Manhã de inverno. Noite passada eu havia visto algumas notícias, todas elas diziam que a neve cairia logo.

Eu adoro essa estação, casacos para todos os lados, chocolate quente e a parte que eu mais adoro, assistir filmes e séries enrolada nas cobertas com John.

Ou melhor adorava.

John era meus ex, ele havia terminado comigo fazia cerca de um mês, ficamos dois anos juntos e me lembro exatamente do dia em que ele me pediu em namoro, até o dia que ele terminou, lembro-me de chorar todas as noites, mas ele disse que isso para para me proteger e até hoje e não entendo isso. Desde estão ele saiu da escola, foi transferido ou algo do tipo, nunca mais o vi.

Revirar o prato de panqueca parecia a melhor opção para esse café da manhã, eu não tinha apetite apenas por lembrar de John, era o primeiro inverno que eu passava sem ele.

— Por que você está chateada, Faith? — perguntou Troyan, enquanto largava o celular, aonde estava lendo o jornal de Nova York, online.

— Eu lembrei daquela pessoa — depois que eu e John terminamos era proibido citar o nome dele na casa. — Você deve saber de quem eu estou falando.

— Ela está falando do ex dela, pai — Justin comentou. Ele bebia um suco de laranja e comia alguns waffles. — Um tal de John, Jeremy, talvez?

— Não é só isso, minha formatura está chegando e nem vestido eu tenho — meu único pensamento agora era pegar a faca de passar geleia e fazer Justin engoli-la. — Adoraria que mamãe estivesse aqui, lembro-me de escutar ela dizer que seu sonho era ver seus filhos se formando, mesmo que fosse no terceiro ano do ensino médio.

— Peça ajuda à Halley, tenho certeza que ela adoraria ajudar — falou simples. — Também preciso arrumar meu terno, pretendo resolver isso com Justin — agora eu percebia entusiasmo na sua voz.

— Estou feliz em saber que o senhor está contente em ir à minha formatura — soltei um risinho, agora eu estava melhor, a companhia da família sempre fazia eu melhorar. — Quer que eu te leve para o treino de boxe hoje, tampinha?

— Vou pegar carona com Kylie — percbi o tom apaixonado em sua voz.

Kylie era uma garota extremamente esportiva da escola e Justin tinha uma queda por ela, provavelmente ele disse que praticava boxe apenas para impressiona-la. Dei uma garfada na panqueca de blueberry e peguei meu celular que estava cima da mesa e fui para sala, eu precisava conversar com Halley sobre o ocorrido no dia anterior e pedir para ela me ajudar com o vestido.

Estava tudo uma correria.

Liguei a tv, enquanto mandava algumas mensagens para Halley. Peguei o controle e mudei para o séries, mas oque me chamou atenção era que a programação fora interrompida para passar um noticiário. A principal notícia era sobre a H.Y.D.R.A, o repórter dizia que eles estavam recrutando inumanos, causando, assim pânico mundial. O repórter estava no centro na cidade e aquilo estava uma zona, era sobre isso que meu pai estava lendo no celular?

"Hal, liga a tv no canal 10"

"Wow, que merda está acontecendo no centro?"

"Você não pegou o começo da reportagem, mas parece que estão recrutando inumanos"

"Ainda quer sair para ver seu vestido hoje? ^^"

"Se você quiser..."

— Não acredito que interromperam minha série para isso — Justin disse sentando ao meu lado.

— Cala a boca e presta atenção — peguei um cobertor que estava dobrado ao lado do sofá e me cobri. — Tampinha, faz um favor? Faz um chocolate quente?

Justin suspirou e foi para a cozinha.

|•|

— Que tal esse, Faith? — Hal erguia um vestido verde água tomara que caía, com alguns detalhes na parte do busto e um decote não tão visível.

— Ficaria bom em você — eu procurava entre as araras de vestidos. — O que acha desse? — mostrei um vestido longo, preto, fechado até acima do busto, com uma parte da perna transparente.

— Nossa! Que sonho! — respondeu boquiaberta. — Vá experimentar.

Fui até o provador e custei até colocar o vestido e fechar o zíper.

Me olhei no espelho e eu estava simplesmente: perfeita.

Não é querendo me gabar, mas eu estava linda. Sai do provador e vi Halley dar em cima do vendedor. Quando ela me viu, bateu palmas e veio até mim.

— Me passa seu telefone, gata — brincou. — Puts, você está linda, bateu aquele recalque.

— Eu realmente gostei, acho que vou alugar — dei uma voltinha enquanto me olhava no espelho.

— Gwendolyn, você é rica, compra logo e para de babar no vestido — disse. — Pelo menos você não precisa devolver.

— Eu não sou rica, mas vou comprar, porque sim — me gabei em brincadeira.

Halley pegou o vestido verde água e o enfiou de qualquer jeito em uma sacola gigantesca, sem as câmeras verem — eu acho — e andou até o caixa, acompanhando-me. Paguei pelo vestido — que não foi barato, por sinal — e saímos da loja.

— Não acredito que você roubou! — eu não imaginava que Halley fazia isso.

— Eu não roubei, eu anoto todas as coisas que eu já peguei e pago quando eu tiver o dinheiro — respondeu como se fosse óbvio. — Olha aqui, eu anoto tudo nesse caderno — tirou um caderninho rosa de dentro da bolsa.

— Aham… — respondi simples. — Se eu não gostasse de você, eu poderia de denunciar.

— Você é muito generosa para me entregar para a polícia, pequena gafanhoto.

Me despedi de Halley e caminhei por alguns minutos até minha casa, pelo menos naquela parte da cidade as pessoas não estavam desesperadas, quando cheguei em casa, ninguém estava ali, Justin devia estar bem treino e meu pai estava no trabalho. Joguei a sacola do vestido e cima da cama e coloquei as mãos em meus bolsos à procura do meu iPhone, e encontrei-o, junto com o cartão que o senhor havia me entregado no dia interior.

Me joguei na cama.

Eu preciso ir até esse lugar.


Notas Finais


⚜ Betei os capítulos, mas erros passam despercebidos, me avisem caso encontrarem um ⚜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...