História Ladybug,Chat Noir e Loup - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Personagens Originais
Tags Chat Noir, Ladybug, Marichat, Miraculous, Romance
Exibições 108
Palavras 808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente!
Mais um cap pra vocês!
Demorou um pouco por que eu tô proibida de usar o celular e tive que passa pelo computador mesmo!
Chega de perderem tempo agora!
Boa leitura!

Capítulo 24 - Festa do Pijama (parte 1)


Letícia Narrando

Cheguei em casa e arrumei tudo, comida, bebida, filmes, oque  a gente sempre usa e preparei um lanche pros kwamis também, depois fui me arrumar, tomei um banho e botei o meu pijama (vocês decidem como é), fui pentear meu cabelo e fiz um rabo de cavalo, como ainda eram 17:25 e elas só chegavam às 18:00 tinha tempo ainda, oque acham que eu vou fazer enquanto espero? Sim, me iludir com fanfic (eu sempre faço isso), um tempo depois ouvi a campainha tocando, desliguei tudo e corri pro escritório do me tio, cliquei no botão para guardar a câmera e abrir a porta, elas entraram e nos encontramos na sala principal.

Mimi:Lê, me diz como você consegue chamar isso de casa? No mínimo um castelo!-falou olhando para todo o lugar junto das outras.

Eu:Vocês se acostumam, vamos pro meu quarto arrumar o resto!-falo subindo as escadas e elas ma seguiram, meu quarto ficava no corredor da direita, em frente ao quarto do Adrien, entramos e elas tiveram a mesma reação da sala, bocas abertas e olhos arregalados mesmo com o meu quarto sendo um dos menores daqui, depois que elas saíram de "transe", arrumamos tudo.

Lola:Agora a gente pode comer?-perguntou, virou uma tradição nas nossas festas Lola sempre querer comida.

Eu:Certo vamos na cozinha preparar algo!-falo saindo e indo de novo as escadas.

Mimi:Descer as escadas de novo?-falou olhando pros degrais como se fossem infinitos,oque quase eram mesmo.

Eu:Prefiro descer do jeito mais rápido!-falo me sentando no corrimão e escorregando até lá em baixo, elas fizeram o mesmo, fomos a sala de jantar e entramos na porta ao lado onde era a cozinha e tinha uma pequena sala do lado direito onde era a dispensa, pegamos os ingredientes e o livro do chefe, fizemos: cupcakes, brigadeiros, coxinhas, um monte de besteira, no meio do preparo acabou ocorrendo uma guerra de farinha com um pouco de glaçê, arrumamos tudo e comemos o resto, tínhamos deixado a pipoca e o refrigerante para  filme que dessa vez Carol ia escolher, íamos levar tudo lá pro quarto quando ouvimos um barulho de livros caindo vindo do escritório do meu tio, ficamos preocupadas já que não tinha ninguém aqui além da gente, corremos para lá e vimos um akuma todo negro levando um livro que parecia está num cofre atrás do quadro da tia Lilian? Desde quando tinha um cofre ali? Isso não vem ao caso, se um akuma tá levando algo então é importante e ainda é do meu tio, ele vai me matar se algo dele sumir.

Eu:Ei, me devolva isso inseto nojento!-fui correndo atrás da borboleta, consegui agarrar  livro e fiquei num verdadeiro cabo-de-guerra, como uma coisa tão pequena tem tanta força? Consegui puxar o livro e tentei bater no akuma com ele ou pelo menos espantá-lo, mas não adiantava, olhei para as meninas e Carol não tava mais na entrada, onde ela se meteu? Depois tomei um susto por ver atrás de mim uma mão borrifando uma lata de inseticida na borboleta, depois notei que era Carol, olhei de volta para o akuma que parecia estar tonto, usei o livro e acertei com toda minha força nele, o akuma foi arremessado para fora da janela que Carol fechou logo em seguida.

Lola:Não acredito que trazer uma lata de inseticida foi realmente útil, nunca mais duvido de você agora!

Carol:Certo, mas por que um akuma meio que diferente tava aqui e por que ele queria esse livro?

Eu:Não faço a mínima ideia!-falo me sentando na poltrona do meu tio e elas ficaram a minha volta ,abri o livro que na verdade era o álbum de fotos da família, era cada foto engraçada, tinha até uma que eu tava puxando os cabelos da Chloe por tentar beijar o Adrien,a gente só tinha sete anos nessa foto, quando cheguei na última página tinha uma foto com todos nós, até a Chloe e os pais dela, essa foto foi tirada uns 2 dias antes de eu me mudar pro Brasil,bem tinha quase todos nós, o Felix que era uns três anos mais velho e irmão do Adrien, já tinha se mudado para a Inglaterra junto com alguns empregados pra fazer o intercâmbio dele, tirei a foto da página que estava escondendo m buraco na capa grossa do álbum que tinha uma carta e um broche muito lindo que lembrava um pavão! Peraí, muita calma nessa hora e muita hora nessa calma, esse é o tal miraculous do pavão que me disseram hoje?

Mimi:Nossa que lindo! Sabia que isso tava aí Lê?

Eu:Não, pra falar a verdade eu só soube da existência dele hoje de tarde!

Lola:Por que só hoje de tarde?

Carol:Depois ela responde, vocês viram a carta? Acho melhor você ler antes!-concordei, coloquei o broche em cima da mesa, peguei a carta, abri com cuidado e comecei a ler.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Vou me esforçar ao máximo pra passar todos os caps que já tenho e mandar pra vocês!
Bjs de lobinha!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...