História Lágrimas de Abril - Park Jimin - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Hentai, Kpop, Park Jimin, Tragedia
Visualizações 65
Palavras 1.622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, sorry a demora.

Capítulo 15 - ~Thirteen~


Havia passado algumas semanas desde o último ocodisserido. Tae não havia pronunciado uma palavra para Jungkook. Já o moreno, saia todas as noites e sempre voltava tarde.

Na escola, tudo estava ocorrendo bem, só o fato de alguns dos meninos não estarem fácil,do com Tae. 

A cada dia que passava, Jimin se nava cada vez mais pela garota. Mas, também estava um pouco triste pelo o que iria fazer com ela logo depois.

O relógio marcava sete horas da manhã quando Tae chegou na escola. Havia perdido seu horário, já que ficou a noite inteira acordada, e só conseguiu dormir às seis e pouco. O tempo estava frio, aliás, era inverno.

Corria enquanto digitava no seu celular, estava falando à Yoongi que estava quase chegando. O sinal bateu cinco minutos adiantado, o que faz que os professores já estejam dando aula. Sem perceber, tropeçou em algo, ou melhor, alguém colocou o pé na frente para ela cair. Pegou seu celular do chão e levantou vendo Sun Hee em sua frente.

- Oi, suicida. - a garota riu com deboche. - Atrasada de novo?

- Estou ocupada, Sun Hee. - disse levantando-se e tentando seguir adiante, porém, algumas amigas da loira a impediram de passar.

- Aish! fique um pouco, vamos brincar. - disse jogando a pequena na parede. Fazia um tempo que ela não apanhava, achava que depois da surra que ela havia dado na loira, ela não encheria mais o seu saco. E mais uma vez ela se enganou, Sun Hee estava com mais garotas agora. - Se lembra daquela vez na viagem da escola? - uma garota acertou um soco em seu rosto. - Vim revidar o que você fez comigo. - disse e tentou acertar outro soco, porém, uma outra mão segurou seu pulso e a empurrou para longe.

- Não preciso da sua ajuda, Jimin..- disse andando na frente do moreno. 

- Ei! Espera! - ele disse a puxando pelo pulso. 

- O que você quer? - disse olhando para o maior à sua frente.

- Primeiramente, bom dia. - sorriu para a garota emburrada à sua frente.- Segundamente, quero saber se está preparada para a apresentação do trabalho de música. - disse e começaram a correr pelos corredores. -Terceiramente, estamos atrasados. - pararam em frente à porta de sua devida sala.

- Tô preparada, o Namjoon já arrumou tudo, e você?

- Tô também, com um pouco de vergonha, mas tá. - disse rindo e abrindo a porta.

- Desculpe à demora, professor. - a garota se curvou. - Podemos entrar? 

- Sim, mas da próxima vez, vou mandar os dois para a diretoria. - disse e os dois foram para seu devido lugar.

[...]

- Alguns pais e amigos já estão presentes. Alunos, apresentação de música da turma do segundo ano A já vai começar, todos no auditório agora.- A voz da diretora fez os alunos ficarem ainda mais nervosos.

- Namjoon, e se não der certo? - Tae dizia nervosa perguntando à Namjoon.

- Vai dar tudo certo, calma. - disse abraçando à menor. - Nós somos os últimos, relaxa.

[...]

- Agora, será a apresentação dos alunos, Kim Namjoon, Park Tae-ji, Min Yoongi e Kim Seokjin, se apresentem no palco agora. 

Todos os que estão esperando ficaram nervosos.

- Fodeu, Namjoon! - Tae disse. - Aaah! Eu não vou. 

- Para de drama, vamos logo. - Yoongi disse puxando à garota. Subiram no palco, a diretora entregou o microfone à Tae. 

- Olá, pessoal. - disse olhando para o tanto de gente que havia no auditório. - Essa música foi composta por cada um do grupo, ela significa muito para nós, espero que gostem. - disse e foi para o lado dos outros. O toque da música ecoou na caixa de som que estava no último. Jin segurou na mão da garota que estava nervosa.

Colocou o microfone perto de sua boca, e começou a cantar música.

"Sinto a sua falta

 Quando digo isso 

Eu sinto ainda mais.

Estou olhando sua foto

Mas ainda sinto saudades.

O tempo é tão cruel

Eu odeio nós dois

Agora é difícil 

Até olhar um para o outro."

Os olhos da garota pararam em uma pessoa em uma das últimas fileiras do auditório. Lá estava Jungkook, parado, à olhando. Fechou os olhos quando ouviu à voz de Namjoon ecoar.

" Tudo é inverno aqui

Mesmo em agosto, é inverno aqui

Meu coração faz o tempo correr

Como um expresso polar solitário 

Eu quero segurar sua mão 

E ir para o outro lado da terra

Para encerrar este inverno

Quanto tempo mais

Terá de cair neve 

Para os dias de primavera chegarem?

Amigo."

Tae olhou para Yoongi que estava mais nervoso que si. Segurou à mão dele e encostou à cabeça em seu ombro. Olhou mais uma vez para Jungkook, ele estava olhando para a garota como se quisesse chorar. A menor focou seus olhos em Jin, que agora estava cantando.

" Como um pequeno grão 

De poeira

Que flutua no ar

Se eu fosse a neve que voa pelo vento

Eu poderia

Te alcançar mais depressa.

Flocos de neve estão caindo

Chegando cada vez mais longe

Eu sinto sua falta (eu sinto sua falta)

Eu sinto sua falta (eu sinto sua falta)

Quanto mais terei que esperar?

Quantas noites mais terei que permanecer acordado?

Até que eu possa te ver? (Até que eu possa te ver?)

Até que eu possa te encontrar? (Até que eu possa te encontrar?)

A voz de Jin era como um veludo, a voz do garoto deixa Tae mais tranqüila. As lágrimas brotavam nos olhos do garoto, o motivo? Ninguém sabia.

"Passado o fim deste frio inverno 

Até que a primavera venha de novo

Até que as floresçam de novo

Fique aí um pouco mais

Fique aí. "

Algumas pessoas que estavam no auditório se emocionaram, Jimin, que estava com os olhos vidrados apenas na garota, via a menina nervosa balançar a perna frequentemente. Sua vontade era subir no palco e à abraçar.

"  Você mudou? (você mudou?)

Ou eu mudei? (ou eu mudei?)"

Yoongi olhava para uma garota no auditório, seus olhos se encheram de lágrimas, e mesmo assim, continuou à cantar.

"  Eu odeio até esse momento que está passando

Acho que mudamos

Acho que é assim que as coisas são 

É, eu te odeio

Desde que você partiu

Não houve um dia

Em que eu tenha te esquecido

Honestamente, sinto sua falta 

Mas agora vou apagar você 

Porque isso vai doer menos

Que ter ressentimentos"

Tae olhava para Yoongi chorando e pensava no que fazeria, apenas segurou a mão do menino, um ato que fez o coração do maior se confortar. Novamente à voz de Jin preencheu o seu ouvido. 

"Estou soprando sua fria lembrança 

Como fumaça, como fumaça branca

Eu digo que vou te apagar

Mas na verdade não consigo te deixar ir

Flocos de neve estão caindo 

Chegando cada vez mais longe 

Eu sinto sua falta (eu sinto sua falta)

Eu sinto sua falta (eu sinto sua falta)

Quanto mais terei que esperar?

Quantas noites mais terei que permanecer acordado?

Até que eu possa te ver? (Até que eu possa te ver?)

Até que eu possa te encontrar? (até que eu possa te encontrar?) "

Tae olhou para Yoongi, e logo começou a cantar.

" Você sabe disso tudo

Você é meu melhor amigo

As manhãs virão novamente 

Porque nenhuma escuridão, nenhuma estação 

Pode durar para sempre.

As cerejeiras estão florescendo

O inverno está no fim

Eu sinto sua falta (eu sinto sua falta)

Eu sinto sua falta (eu sinto sua falta)

Se eu esperar um pouco mais

Se eu continuar acordado por mais algumas noites

Eu vou te ver (eu vou te ver)

Eu vou te buscar (eu vou te buscar)

Passado o fim deste frio inverno 

Até que a primavera venha de novo

Até que as flores floresçam de novo

Fique ai um pouco mais

Fique ai."

A música acabou e logo se ouviu o barulho de palmas, eles se curvaram, agradeceram e sairam dali rapidamente.

Tae foi direto para o banheiro, estava chorando. Ver Jungkook ali, para ela, foi demais. Ele havia saído de sua escola apenas para ver ela cantando? E como ele sabia que teria essa apresentação?

Estava mal por encontrar Jungkook, não o via direito, já que ele só saía.

Entrou no banheiro feminino e se olhou no espelho, estava horrível. Lavou seu rosto e quando foi olhar no espelho se assustou com o reflexo de Jungkook atrás da garota.

- O que faz aqui? - perguntou ssecando o rosto. - Isso é um banheiro feminino, por quê está aqui?

- Vim te pedir desculpas, Tae. - disse chegando perto da garota que deu alguns passos para trás. - Você foi bem, cantou bem. - disse encurralando a garota. - Me desculpe por tudo, eu fui um idiota. Me perdoe, eu amo você, quero te ver feliz, e não triste. - disse abraçando à garota.

- Eu te desculpo, Kook. Mas, peço que não me machuque, estou machucada suficiente.

- Eu não irei te machucar, meu amor. - o menino disse apertando mais o abraço.

[...]

- Hey, Kook. Se você acordasse, e soubesse que eu morri, iria fazer o que?

- Chorar, é claro, você é a única pessoa que eu tenho nessa vida. Você é a razão do meu viver, e do meu sorriso. - Jeon disse. Ele amava Tae, tanto que a deixaria partir, contanto que ela ficasse feliz, ele ficaria feliz também. A vida dos dois não era fácil, todos os dias eles sofriam, mas, para deixar um ao outro feliz, eles escondiam essa verdade. Ser feliz é algo difícil, para ser feliz, você primeiramente precisa de alguém. Sem uma pessoa, você não seria feliz, a pessoa que iria fazer Tae feliz, podia ser qualquer uma, mas, a pessoa que talvez ela passaria a vida inteira junto, seria Jimin. 

É meio estranho dizer isso, logo Jimin, o garoto que mais a zoou, machucou e feriu o coração, ser o amor da vida dela? As coisas mudam, tudo muda, o tempo passa, as vezes pode mudar para pior ou melhor, para Tae talvez estejam mudando para melhor, ou talvez não. Sabe, ela considerava-se masoquista, porque não importa quantas vezes ela tentasse, ela sempre acabava sofrendo no final, e gostava daquela dor.





Notas Finais


Amanhã talvez tenha outro, comentem o que estão achando aaa obg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...