História Lágrimas de Sangue - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Álcool, Amizade, Amor, Ayato, Colegial, Diabolik Lovers, Drama, Drogas, Fanfic, Hentai, Incesto, Lemon, Mistério, Originais, Raito, Revelaçoes, Romance, Sakamaki, Sexo, Sobrenatural, Tortura, Tragedia, Traição, Vampiros, Vingança, Violencia, Yaoi, Yui
Visualizações 529
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiii tenho umas obs a fazer:
1- O Ayato é um fdp (desabafo)
2- Eu, por alguma doença mental, acredito que eles tem sentimentos, entao resolvi mostrar isso nesse cap
3- a Yui nao é santinha
É isso... espero que gostem

Capítulo 9 - Amigo inesperado


Fanfic / Fanfiction Lágrimas de Sangue - Capítulo 9 - Amigo inesperado


*CONTINUAÇÃO DO FLASHBACK*
    POV- Raito/Laito 
    -Seu desejo é uma ordem. - Eu disse, me aproximando dela com os lábios entreabertos. Vi uma lágrima se formar em seu olho, mas ignorei já que sabia que ela estava triste. Fechei meus olhos e toquei os lábios dela com os meus. Eles estavam trêmulos e salgados de tantas lágrimas. Afastei minha boca e sequei o rosto dela com o polegar. 
    -Vo-você está sendo carinhoso comigo?!- Ela perguntou incrédula. 
    
    POV-Yui
    Eu não estava entendendo o que ele queria. Por que está sendo tão bonzinho? 
    -Eu não sou um monstro, Yui - YUI? ele nunca me chamou pelo nome antes. Me assustei com isso. -Eu não entendo! Você acha que nós somos monstros e eu estou aqui te mostrando que ser sádico é diferente de ser um babaca sem caráter e você recua.
    -Seu irmão é um babaca sem caráter então- Eu disse, abaixando o rosto.
    - Ah você gosta dele? 
    - Eu? o que? claro que não - A quem eu estava tentando enganar?
    - Você me convenceu. 
    -Jura? - perguntei animada achando que tinha enganado ele.
    - Claro que não, bakaaa -ele respondeu segurando o riso e deu um peteleco de leve na minha testa. 
    Eu e ele rimos um pouco e percebi que eu estava enganada sobre ele. Ele não é tão ruim quanto os outros Sakamaki; ele não é tão ruim quanto Ayato. Mas não é dele que eu gosto.
    -Raito-kun?- o chamei
    - O que você quer agora, Bitch-chan? - Ele pergunta distraído
    -Você me ajudaria a me vingar de Ayato? - agora ele voltou a prestar atenção em mim, como se eu tivesse despertado seu interesse.
    -O que ele fez pra você? -Só então percebi que não tinha dito pra ele a história completa.  Expliquei exatamente o que houve: desde a perda da minha virgindade até o que aconteceu no terraço.
    -Poxa, eu que queria ter dormido com você! -Ele fez um biquinho e me lembrei que é um pervertido.
    -Você vai me ajudar ou não? -Ignorei sua malícia
    -Fazer ciúmes nele... Eu adoraria... Mas não se arrependa disso depois. Eu estou te ajudando mas quero coisas em troca.
    -TSC achei que você era um cara legal agora. -Bufei revoltada
    -Eu tenho certas... necessidades- Ele me olhou de cima a baixo com malícia e me fez perceber de que suas "necessidades" eram sexuais.
    -Feito -Estendi a mão para selar nosso acordo. Ele empurrou a mão e me deitou na cama, ficando logo acima de mim.
    -Bitch-chan, eu te avisei -ele sussurrou no meu ouvido e me beijou com voracidade. 
    Por mais que meu coração fosse de Ayato, meu corpo era só meu. Eu gostei de fazer sexo e já que para Ayato era SÓ por prazer, por que pra mim seria diferente? Eu tinha o direito de me divertir um pouco. 
    Batuques na porta interromperam a nossa quase diversão. Ele bufou estressado e foi em direção à porta. 
    -O que você quer? -O ruivo disse indignado 
    -Reunião em 5 minutos- Shuu disse sem entonação e foi embora sem esperar uma resposta.
    -Bitch-chan, senta comigo e finge estar se divertindo. -Ele sussurrou e eu assenti
    Nos sentamos bem longe de Ayato, o que foi um alívio pra mim. Eu mal conseguia olhar para ele, então apenas fiquei conversando sobre coisas idiotas com Raito. Ele disse para eu fingir estar me divertindo, mas na realidade eu não estava fingindo. Ele pegou minha mão e deu um beijo nela, então eu corei e fechei os olhos e ele me surpreendeu com um selinho. Antes que eu tivesse tempo de reagir, outra pessoa o fez : Ayato.
    Ele levantou furioso empurrando a mesa e disse:  
    - O QUE VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?
    Reiji o repreendeu e ele obedeceu como um cachorrinho, então Raito riu e eu também.
    -Tá dando certo- Ele sussurrou e eu tive um pingo de esperança.
    A reunião, da qual eu não prestei a mínima atenção, acabou e Raito sugeriu que nós fôssemos pro quarto voltar de onde paramos. Eu concordei com a ideia. Entramos e nos beijamos, sentando na beirada da cama. Ele parou o beijo e desceu até o meu pescoço. Seus lábios macios e sua língua quente me davam arrepios. Gemi baixinho. Quando abri os olhos, encotrei um olhar furioso sob nós: Ayato estava na porta todo esse tempo.
*FLASHBACK OFF*
    POV- Autora 
    O vampiro que observava tudo do lado de fora entrou no quarto com raiva e empurrou o irmão tão forte que este bateu as costas na parede. Ayato segurou a gola da camisa de Raito e levantou-o no ar, enforcando-o.
    - COMO OUSA?- Ele disse com raiva, levantando-o ainda mais
    Raito deu um chute em sua barriga, fazendo-o soltar a gola da camisa. Caiu no chão tossindo em busca do ar, mas Ayato se recuperou do chute antes e subiu em cima de Raito, socando seu rosto. 
    -Ela é minha. Você não tem o direito de tocá-la -Cada palavra era falada com um soco na cara do irmão
    -PARA!- Um grito assustado ecoou do outro lado do quarto. 
    Ayato olhou para Yui e no momento de distração, Raito o virou, ficando sobre Ayato, e prendeu seus pulsos no chão. 
    -SEU INÚTIL, ela nunca foi sua!- Raito disse cuspindo o sangue que escorria de sua boca.
    Finalmente parece que Ayato desistira de lutar 
    - Me larga porra- Ele disse e o irmão o fez e saiu de cima dele. 
    O ruivo revoltado olhou mais uma vez pra loira assustada e não disse uma palavra. Foi embora com os punhos cobertos de sangue e os sentimentos confusos. "O que ela estava fazendo com ele? Achei que a Panqueca tivesse dito que me ama" -ele pensou, afetado. Dando-se conta de que estava triste por ela, ele riu pra si mesmo. "Ela é só minha comida." 
    
    
    
    
 


Notas Finais


Raito nao é tipo um mocinho da história, mt pelo contrario, ele tbm é sadico como os outros e é o mais interesseiro. mas a yui merece um pouquinho de "carinho" e um "amigo" (ta mais pra amigo colorido)
Alguém me da um tiro por eu achar que os sakamaki tem coracao...
Gostaram da pequena briga de irmaos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...