História Lágrimas de sangue pulsos de ferro - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yuma Mukami
Exibições 53
Palavras 415
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi e gente tá mais um capítulo espero que gostem bjjjs

Capítulo 7 - A morte é uma amiga e não uma inimaga


Fanfic / Fanfiction Lágrimas de sangue pulsos de ferro - Capítulo 7 - A morte é uma amiga e não uma inimaga

Estava chovendo forte as gotas de água escorriam por mim ouso passos me assunto e saio correndo me encurralam então

Kou-achamos você

-droga vocês sempre ganham

Yuma-isso por que somos vampiros

Ruki-vamos rubi está na hora do jantar

-tá bom ruki

Azusa-rubi você canta pra mim?

Todos os mukamis-é canta pra gente

-está bem eu canto

Todos nós começamos a rir depois do assassinato dos meus pais eles são a minha única família e do orfanato aquele homem e aquela mulher me maltratavam eu me corto as vezes com azusa mais nem ele gosta quando eu me corto nem um deles gosta disso eles me ensinam a lutar eu sempre sou derrotada mais eu aprendo as técnicas que eles me encinam ruki me encina tufo sobre os vampiros Yuma me encina a lutar azusa me encina a manusear adagas espadas ou qualquer arma Kou me encina como me consentrar assim a prever todos os ataques eles disseram que meu sangue é o mais raro ruki diz que eu não sou apenas humana ele diz que eu estou além de seus conhecimentos eu estava no meu quarto lendo quando os mukamis aparecem e pedem pra eu cantar então eu canto:

Vou aonde meus sonhos me levarem esquecer a tristeza olhar para o futuro e esperar o nascer do sol e continuar minha jornada aonde meus sonhos me levarem eu vou atrás sem nunca desistir ao seu lado quero sempre ficar nunca recuar a cada dia avançar  até meus sonhos chegar vou aonde meus sonhos me levarem esquecer a tristeza olhar para o futuro e esperar o nascer do sol e continuar minha jornada nunca desistir.

Os mukamis estavam adormecidos eu olhava a janela vendo a lua ela era linda sinto uma coisa em meu peito uma dor aguda sem limites eu só queria fazela parar então ela parou olhei aqueles vampiros adormecidos e adormeci também.

Realidade:

Acordo olho o teto me levanto vejo minhas fachas me levanto olho o horário me arrumo deixando meus cabelos presos e com minha mexa prateada para a direita com minha blusa social e meu blaze desci as escadas jantamos e fomos a limosine sentei na janela ayato me observava

Ayato-o que foi está com cara de que alguém morreu

Reji-seres humanos morrem esse é seu maior medo a morte

-a morte é um boa amiga ela resolve todos os problemas do seres humanos alguns não compreendem sua beleza

Eles me olhavam fixamente quando olhei de volta todos olharam para outro lugar mesmo sendo vampiros sabem muito sobre humanos nós humanos somos patéticos insignificantes nesse mundo sem solução.



Notas Finais


Gente espero que tenham gostado a música foi eu que fiz tá ruim tá mais é o que tem pra hoje bjjs fui seus lindos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...