História L'air sent l'amour - Capítulo 14


Escrita por: ~

Exibições 35
Palavras 532
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, desculpem o atraso maaasssss, eu estava zangada com meu tel..... eu sei que pareço psicopata mas não é bem estar zangada com o meu tel e sim meio que comigo pois, eu tive uma excelente ideia é depois eu fui a casa de banho e toda aquela b*sta se apaga e eu desisti de o escrever.
Boa leitura. Há e ia me esquecer, eu criei uma nova história sobre a ladybug, quem quiser, pode ir ler. Bemmmmm, como talvez vocês viram há pouca gente comentando eeeee...... vocês querem continuar a ler essa fic ou, querem que eu a encerre. Mas se acharem melhor eu posso acelarar a fic e acabar mais rápido ouuuu então essas boas ideias que tive para essa fic, juntar à outra e assim a fazer mais mara do que ela vai ser agora?
Agora sim podem ler o cap. Mas pls me respondam nos comentários 😉

Capítulo 14 - Ladybug houve a conversa, de alya e sua mãe.


PLS LEIAM AS NOTAS DO AUTOR E RESPONDAM!!! 

Marinette sai correndo, como ladybug, e para num prédio que se via muito bem a torre Eiffel iluminada pelas luzes da noite. Sim, já era de noite. Ela não reparou o quanto rápido passou o tempo quando ela estava ajoelhada ainda a pensar em chat, ela também não reparou que se tinha deslocado até um prédio de boa vista prá torre Eiffel. Quando ela repara nisso, ela começa a chorar e se senta no chão ajoalhando - se e se virando de costas pra um dos monumentos mais populares de paris( sim, de novo a torre Eiffel). Ela começa a pensar : 

Pensamentos de Marinette : 

Eu sou a pior parceira do mundo, nunca lhe dei houvidos, como ele sempre me dava. Eu sempre rejeitei- o, quando ele tentava se declarar a mim. Eu aceitei seu amor, só quando ele fez isso? Porque? ..... porquê...me .... per... gunto. Deveria ser eu e não ele, a sofrer, eu...... eu. Me pergunto como ia ser se ele, estivesse cá de novo.                                                               me lembro como ele fazia aquelas graças estúpidas, mas que na verdade eu gostava delas..... mas....... tem possibilidade de isso não acontecer de novo.

os pensamentos de Marinette acabaram

Alya, ficou triste, pelo acontecido mas não podia não postar o vídeo que ela fêz vendo a ladybug pois, toda a gente tinha que saber..... né?                           Alya posta o vídeo e logo de seguida ela só vê emojis tristes e surpresos pelo acontecido. Ela começa a chorar de tristeza, pena, por tpm......... e por raiva de volpina, que o beijou e sim, ela também viu isso. A garota estava prestes a chorar quando sua mãe bate à porta e alya diz : 

— podes entrar mae— disse ela tentando se acalmar e limpar as lágrimas que estavam a ponto de sair. A mãe dela entra e feicha a porta atrás de si dizendo :

— então filha estas triste porque — perguntou a mãe dela.

— nada mãe é só TPM— disse ela mentindo.

— sei que é tpm mas também, é outra coisa,..... é a ladybug e o CHAT NOIR né?— interrogou a mãe pra filha.

— sim, também isso.— disse ela, começando a ficar cada vez mais triste e mais sensivel.

— filha, isso não é motivo, de chorar pois, a ladybug e o chat noir estão bem e irão voltar a ficar juntos e ainda estarão melhor só que antes, eu isso garanto- te - o.

—.......— alya só ficou olhando pra sua mãe vendo que ela tinha toda a certeza.

Ladybug houvia tudo,  e ficava triste pois, pensava que não seria POSSIVEL isso. Ela vai pra casa pois, houve o primeiro desaparecimento de uma das bolinhas pretas de seu miraculous a apitar. Ela olhava pra tudo em sua volta, e se relembrava das batalhas que tinha juntamente com CHAT NOIR, contra os akumas malditos do howk moth. Ela, chorava ao se relembrar dele. Quando ela chega, ela houve sua mãe batendo em sua porta do quarto perguntando : 

— filha, sei que não é o melhor momento de eu conversar contigo sobre isso mas, sabes eu, ....... posso te deixar aliviada né?..... deixas?— perguntou a mãe dela meio que seria.


Notas Finais


Eu sei, sou péssima em escolher nomes de cap. mas foi no último momento, que eu vi que o capitulo, não corresponde ao nome do mesmo. Espero que me respondam hein!!!!!!😂. E não se esqueçam eu falo português mas, com umpouco de sotaque brasileiro ok? Bjs s2😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...