História Land Of The Dead - Capítulo 8


Escrita por: ~

Exibições 11
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ei amores...
estão bem? Espero que sim, então...
Sem delongas, desculpa algum erro, boa leitura, e espero que gostem <3

Capítulo 8 - Holly missing


Fanfic / Fanfiction Land Of The Dead - Capítulo 8 - Holly missing

                                                     P.O.V Emma Collins

Levantei cedo, estava mais certa, que conversaria com Jackson e ele entenderia tudo, coloquei uma roupa e fui até seu quarto, bati na porta e ninguém respondeu, ou ao menos abriu, bati na porta mais uma vez.
-Jack?- Chamei mas ele nem se quer respondeu.- Jack esta ai?- Perguntei batendo na porta ainda, o que de repente se abriu e revelou Kieth  apenas com uma camiseta de Jack e os cabelos bagunçados.
-Jack esta no banho....- Ela disse dando um sorriso convidativo, a encarei com raiva.- Quer deixar recado?- Perguntou e neguei, ela fechou a porta e sai até a cozinha, Holly estava de saída.
-Emma querida, pode assumir a cozinha hoje, com Pepper?- Perguntou colocando uma mochila nas costas.
-Onde vai?- Perguntei curiosa.
- Tenho que buscar alguns medicamentos com Drew e Anne.- Respondeu, Holly era medica- cerurgiã, e Maison era engenheiro, mas havia se aposentado a um tempo, logo assenti e ela sorriu.- Faça um ensopado, pelo jeito o dia vai ser rigoroso,- Contou.- Tens de pegar as verduras na plantação.- Aconselhou, assenti indo até a horta de frente para a casa, peguei uma cesta e colhi algumas cenouras, e algumas batatas. Levantei meu olhar até a porta da frente, onde Jack e Kieth saíram de mãos dadas, ela selou os lábios dele, quando me viu, Jackson saiu todo desajeitado e quando me viu engoliu um seco, me levantei rápido, com a cesta e fui para dentro de casa, comecei a descascar todas verduras com a faca, respirava fundo, cheia de raiva, peguei uma da verduras e coloquei na mão para picar, mas não percebi a faca muito afiada que estava usando e me cortei, grunhi com mais raiva, eu não estava prestando atenção no que estava fazendo, Pepper adentrou a cozinha.
-Ei vou ajudar a fazer a comida.- Disse e fechei a mão tentando estancar o sangue, sem ao menos olhar ela.
-Merda!- Esbravejei baixinho.
-Esta bem?- Perguntou, murmurei um sim.
- Pepper eu já volto.- Falei saindo de casa, fui em direção ao posto de vigia, onde Jack estava.
-Emma.- Gritou uma voz familiar, mas permaneci caminhando.- Emma.- Gritou novamente, olhei contra o sol vendo Lance andar até mim, o que achei muito estranho, ele colocou a Sniper nas costas e puxou minha mão, que só agora pude perceber o sangue saindo com mais facilidade, e o corte profundo.-  Foi mordida?- Perguntou abrindo minha maõ.
- Não.- A puxei com força, doía um pouco, mas eu nem ligava.
- Tem que fazer curativo.- Disse serio.
- Por que se importa?- Perguntei encarando ele, ele passou a mão no nariz coçando.
-Zombies, na cerca.- Disse olhando para os lados.- E você?- Perguntou.
-Eu?- Perguntei.
-Não sentiu dor?- Arqueei uma da sobrancelhas.- No corte.
-Ah, senti.- Respondi ainda com a mão apertada.
-Vem, vou fazer curativo.- Disse me levando perto do seleiro, onde tinha uma tenda e uma mesa, alguns medicamentos  espalhados, Lance pegou um algodão e encharcou na agua oxigenada, ele colocou sob o corte e apertei sua mão, grunhindo.
- Vai com calma.- Pedi.- Isso dói .-  Continuei a observar suas mãos  tocar as minhas suavemente, ele colocou a gaze molhada, pegando outro esparadrapo.
-Ninguém mandou se cortar.- Disse baixinho e revirou os olhos, passou o esparadrapo por toda minha mão.- Onde estava indo?- Perguntou limpando minha mão com outro algodão.
-Lugar nenhum.- Falei ríspida.- Quer dizer...
-Não, tudo bem.- Disse me interrompendo.- Não devia ter perguntado.- Falou levantando os olhos até mim.
-Precisa de ajuda na patrulha?- Perguntei trocando de assunto.
-Melhor não.- Disse rindo.
-Por que?- Perguntei franzindo o cenho, ele me olhou serio.
-Não seria um boa ideia voce conosco, melhor ficar no seu grupo, com sua irmã.- Falou arrumando a arma.- Poderá ir embora quando quiser, aqui precisamos repor gente. – O encarei brava, ele falava como se eu fosse irresponsável.- Desculpa Emma, eu não dei conta do que falei.- Disse com os olhos arregalados.
- Esta tudo bem.- Falei respirando fundo.- Tudo, ótimo.- Ironizei saindo de perto, voltei para casa e ajudei Pepper com a comida, ia ser perda de tempo atacar Jackson.


                                        P.O.V Anne Scarpbell

Andamos  por um bom tempo, até chegar na cidade, Drew abriu um mapa, de onde nosso grupo já devia ter ido, olhei para os lados, basicamente a cidade estava vazia, sem barulhos, mas fiquei atenta, Holly olhou atentamente lugar.
- Já fomos ao hospital, escola.- Drew deu uma pausa falando baixinho.- Tem a loja de conveniências dentro do shopping.- Disse olhando Holly.
- Não fomos na farmácia perto do bar do Joey?- Perguntei, e ele negou.
- E se o shopping estiver cheio de mordedores?- Perguntou Holly preocupada.
- Temos que arriscar Holly.- Drew seguiu até o shopping perto da rodovia, seguimos atrás. Demos a volta pelo shopping, do lado de fora, olhando todo o lugar, entramos pelos fundos e checamos as saídas de emergência , e entramos nos corredores, checamos algumas lojas,  até chegar na farmácia, que estava intacta, era no andar de cima.
-Anne preencha todas as bolsas, vou dar uma olhada naquela loja.- Disse apontando para a lá em baixo.- Esta chegando o inverno, não temos roupas quentes.- Assenti, coloquei tudo na bolsa, Drew estava a procura de mantimentos, não queríamos sair no inverno, e se nãoa achassem nada, essa era a hora, terminei de arrumar as bolsas, e andei pelo corredor enorme que tinha no segundo andar,  fui até a sacada, que podíamos ver  tudo lá de baixo, me apoiei na grade, tentando enxergar onde Holly estava, escutei um rosnado , olhei para tras, e um zumbi veio para cima de mim, o empurrei, mas vieram mais dois, subi em cima da grade tentando escapar, me desiquilibrei e cai no andar de baixo, escutei o barulho do meu corpo cair, e minha doe, havia caído em um saguão enorme, escutei os corpos dos zumbis caírem, pelo barulho, alguns deviam ter estourado a cabeça. Geme de dor tentando levar, Holly correu até mim, ela se ajoelhou, e examinou minha perna, comecei a ficar ofegante de fazer força para tentar levantar, mas doía muito meu braço, escutei mais grunhidos, olhei para o lado ainda deitada, e avistei muitos zumbis.
-Holly.- Chamei e ela não deu ouvidos.- Holly cuidado.
-Vou tirar voce daqui, okay?- Perguntou ela, a mesma olhou para tras.- Vamos ficar bem.- Ela soltou a mochila no chão ao meu lado, e tentou amenizar minha perna que também estava machucada e que sangrava, um zumbi se aproximou e mordeu seu pescoço, deixando a mostra a carne viva, arrancando a sua pele parda, sagrando, e a deixando gritar de dor.
-Drew! – Gritei desesperada, tentando me levantar, meus olhos encheram d’agua, era o meu fim, pensei sozinha, um dos zumbis vieram em minha direção, era um homem, seu rosto todo marcado, fechei os olhos e respirei fundo, foi quando escutei o barulho de tiro, abri os olhos, vendo aquele mordedor caído no chão, os outros comiam a carne de Holly enquanto ela gritava, Drew me puxou pelo braço, me ajudando a levantar, forcei a perna, ele pegou a mochila e atirou em mais alguns, eram tantos, apenas tentei caminhar o mais rápido possível, algumas lagrimas caíram dos meus olhos, assim como no de Drew, conseguimos sair do lugar, Drew trancou a porta pelo lado de fora com mordedores tentando abrir, me sentei no chão, ainda paralisada, eu podia ter morrido com Holly, e qualquer esforço meu até não ia valer nada, eu podia ter morrido, era só no que pensava.
- Precisamos ir.- Disse Drew com sua voz rouca, ele limpou o rosto e me ajudou a caminhar de volta para o acampamento, mas não havia nada mais, nada com que eu me importasse, minha perna estava ferrada e meu corpo doía cada vez mais.

 


Notas Finais


Então gostaram?
Então até o proximo capitulo bjs da UNIII <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...