História Larga Tudo & Vem Comigo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Azul é a Cor Mais Quente, Como Eu Era Antes de Você, Lucas Santos
Personagens Lucas Santos, Personagens Originais
Tags Carlos, Lucas
Exibições 30
Palavras 1.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Festa, Orange, Romance e Novela, Saga, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Agora começa uma nova etapa da história! Não deixem de comentar oque acharam! Beijos!

Capítulo 7 - Fugir É Preciso


Fanfic / Fanfiction Larga Tudo & Vem Comigo - Capítulo 7 - Fugir É Preciso

    Carlos e Lucas foram descobertos, no momento exato em que os dois estavam namorando:

- Meu filho! Lucas! Lucas, oque foi que eu fiz pra merecer isso?!
- Mãe! Mãe calma! Deixa eu te explicar!
- Não tem explicação Lucas! Filho eu te dei amor! Te dei tudo e você jogou tudo fora! Um homem não pode namorar com o outro! Homem só pode ter relação de amigo! E você Carlos, o melhor amigo do meu filho! Sempre te acolhia muito bem quando você vinha aqui, e pra quê? (Começa a chorar) Pra você e o meu filho começarem uma palhaçada destas? Carlos, sabia que a sua mãe está aqui na sala?
- Do que a senhora está falando?
- Eu fui no supermercado junto com ela, aí ela parou aqui pra tomar um chá, eu vou chamá - la agora! Pra ela ver oque foi que o filhinho dela acabou de fazer com o meu!
(Carlos e Lucas ficaram de cabeça baixa enquanto lágrimas escorriam pelos rostos deles, daí a mãe de Lucas voltou com a mãe de Carlos que disse)
- Carlos! Então era isso! Ao envés de estar ensaiando em casa estava se pegando com outro garoto! Ai como eu sofro!
- Mãe! Você não se importa com a minha felicidade? Só vive querendo me deixar famoso, mais não liga pra quem eu gosto!
- Você não tem o direito de reclamar depois disso! Vamos pra casa agora!

   A mãe de Carlos começa a puxá - lo pelo braço e o arrasta pra casa, Lucas ainda discutia com a sua mãe:

- Mãe! Você nunca me entende! Eu só queria ter uma família unida mais você e o papai só vivem brigando!
- Eu e o seu pai brigamos porquê somos muito diferentes! Mais nós nos amamos...
- Se vocês se amassem não brigavam tanto, eu e o Carlos sempre nos amamos, nossa amizade sempre ia mais além do que isso! Só precisavámos de um tempo pra descobrir isso! Mãe, por favor me deixa ser feliz!
- Se ser feliz significa isso, eu não vou deixar você ver ele outra vez! EU NÃO ACREDITO NISSO!

   Enquanto isso Carlos e a mãe dele chegavam em casa, a mãe dele o jogou no sofá e falou:

- Seu pirralho! Eu não acredito que você está manchando o meu nome!
- Mãe, como você pode dizer isso? Pra você as minhas escolhas mancham o seu nome?
- Você sabe namorar com outro garoto mais não sabe me dar orgulho! Eu só queria que você não fosse um moleque tão inconsequente assim!
- Mãe eu...
- Chega de conversa! Carlos vamos ensaiar agora! Agora mesmo!
- Mãe eu não tô no clima, por favor não me obriga!
- Você não tá no clima pra cantar mais tá no clima pra se pegar com outro garoto né? Vamos agora! Agoraa!

   A mãe de Carlos o obrigou a ensaiar 5 horas inteiras sem intervalos e o mandou pra cama.
    A mãe de Lucas estava esperando o pai dele chegar, e assim que ele chegou ele percebeu a cara da esposa:

- Oque houve mulher? Já não basta ter que olhar pra você de cara feia o dia todo e agora vou ter que olhar a noite toda também?
- Jeferson! Antes de você vir com essa conversa idiota, porquê você não pergunta pro seu filho porquê eu tô assim? Ele tá lá no quarto chorando! Vai lá! Pergunta pra ele!
- Para com isso sua idiota! O garoto tá crescendo e aprontar travessuras é normal! Ele só tem 15 anos!
- Ao envés de ficar brigando comigo me entenda! Lembra do Carlos? Eu já chorei tanto hoje... Já tô chorando de novo...
- Fala logo!
- O Lucas estava tendo relação com o Carlos! Eu os peguei na cama, nús! Se beijando! Eles estavam... Ai meu Deus! Que horror!
- NÃÃÃO!

   Logo amanheceu o dia, foi uma noite longa pra Carlos e pra Lucas, eram 08:00 da manhã, Carlos não foi pra escola porquê estava exausto do castigo que sua mãe lhe deu, ele estava na cama deitado e completamente cansado, enclusive na garganta, afinal cantou por muito tempo sem descanso, ele se sentou na cama e começou a chorar, até que ele se assustou com o barulho de alguém jogando pedras na janela do quarto dele, ele abriu a janela e viu o Lucas lá embaixo com malas, daí o Lucas escalou até a janela e assim que entrou no quarto abraçou Carlos chorando e disse:

- E aí amor? Como foi a sua noite? Aposto que foi péssima né? Que pergunta a minha!
(Carlos chorando beija Lucas e o abraça dizendo)
- Foi horrível Lucas! Eu ouvi coisas horríveis da minha própria mãe! Sem falar que fui obrigado a cantar a noite toda sem descanso, e hoje eu tô acabado!
(Daí Lucas que parecia querer consolar Carlos começou a chorar muito, e falou uma coisa que até o Carlos chorou mais ainda)
- Carlos, minha mãe deve ter esquecido que me amava! Foi horrível, ela me humilhou a noite toda, meu pai chegou e os dois começaram a brigar, daí quando o meu pai soube oque estava acontecendo ele... ele me... ele me bateu! A primeira vez que eu apanhei! Nós só temos um ao outro agora amor! Por isso vamos enxugar essas lágrimas e pôr um sorriso no rosto!
- Eu só vou conseguir isso porquê você é que sempre me alegra!
- Escuta, a gente se ama e ninguém nos conpreende, nossas famílias não aceitaram nossa escolha, então vem comigo! Faz suas malas e vamos fugir!
- Calma Lucas, não é má idéia, mais como vamos sobreviver?
- A gente descola algo pra fazer! A gente arruma um trabalho que ganhe bastante! Assim poderemos nos manter!
- E teto? Se chover não temos onde ficar!
- Por enquanto nós nos viramos com a minha barraca de campping! Amor! Para de fazer perguntas e confia em mim! Larga tudo e vem comigo!
- Sim eu vou! Eu te amo!

 Os dois se beijaram sorrindo e Carlos arrumou suas malas rapidamente, como a porta estava trancada os dois pularam pela janela, quando já estavam na rua Carlos pegou na mão de Lucas e os dois correram até uns trilhos onde passam trens de carga.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...