História Last Chance - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 19
Palavras 990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá voltei <3 eu fiquei tão feliz com o comentário de vocês me incentivando a continuar sz e hoje temos uma capinha e.e
boa leitura e leiam as notas finais .3.

Capítulo 2 - Akai Ito - Parte 1


Fanfic / Fanfiction Last Chance - Capítulo 2 - Akai Ito - Parte 1

Jeon Jeongguk não parava de pular em sequer um minuto, a dor que ele sentia era a mesma de que quando batíamos o dedinho na quina dos móveis, mas no caso dele a quina era o café fervendo e seu dedo era sua pele. Taehyung se levantou desesperadamente tentando amparar o amigo e nem sequer deu conta do garçom ao chão, esbarrando novamente no mesmo que já tinha dois cortes no rosto e agora em suas mãos. Algumas garçonetes do local foram ajudar o menino ruivo e as outras o moreno que fazia uma careta fofa de dor, Jeongguk queria pedir desculpas mas ao mesmo tempo foi puxado para fora do restaurante por seu amigo que o levou imediatamente para o hospital.

 

 

[...]

 

 

Já eram 18:30 quando Jeon subiu ao seu quarto depois de explicar toda a situação para sua mãe que estava preste a desmaiar quando recebeu o filho em casa todo enfaixado, as queimaduras não eram graves e se encontravam devidamente limpas em sua barriga, o primeiro dia de aula passava longe de ser perfeito. Jogou sua mochila em um canto qualquer e se sentou no chão aproveitando a temperatura fria do piso de madeira, suspirou e retirou sua camisa observando sua pele lotada de pomada e levemente inchada. Seu olhar rodou por todo o seu quarto até se focar em um exato ponto do mesmo, a última gaveta de seu criado mudo estava aberta, se arrastou até o local e encarou dentro da mesma um bolo de cartas com um fio vermelho as amarrando umas nas outras, retirou com cuidado e seguiu a procura de sua mochila, após acha lá viu o envelope suspeito e o jogou em cima da cama, logo fazendo o mesmo com o seu corpo.

E com muito cuidado abriu a próxima carta...

16 de fevereiro, Segundo dia de Aula...

Hoje o dia começou nublado, mas sem nenhum risco de chuva eu optei por ir com um cachecol laranja que estava jogado no fundo do armário. A primeira aula foi de biologia e eu estava completamente entediado, mas foi ai que a coordenadora interrompeu a explicação da professora para dar a noticia de que um novo aluno teria entrado na nossa sala. E foi ai que eu descobri que o seu nome era Park Jimin e ele vinha de Busan, tente puxar assunto, eu fiquei tão sem graça que não fui o primeiro a falar com ele. Por favor leve bandaids e um comprimido para dor, eu queria muito tê- los nessa hora.

Eu espero que você não ignore meus pedidos e aproveite o máximo com seus amigos e também com o Jimin. Fighting!!

 

Depois de fechar a carta o moreno começou a ponderar sobre os acontecimentos da mesma e de como elas batiam com a realidade, e se ele estivesse perdendo uma oportunidade única de salvar alguém? Até porque esse era o motivo de Jeon receber as mesmas. Logo uma moça de baixa estatura entrou no cômodo com dois sanduíches e um suco natural em suas mãos, mas em nenhum momento a mesma tirava o sorriso de seu rosto.

"Um lanche faz bem depois de uma tarde agitada"  - Disse depositando um beijo no topo da cabeça do filho e seguindo em direção á porta"

"Ei mãe, se você tivesse a oportunidade de mudar o seu futuro e se tornar supostamente feliz, você mudaria?"

"Bom, se eu pudesse ser feliz com toda certeza a mudaria. Eu amo a minha família e meu marido e não os trocaria por nada, mas na sua idade eu pensava em ter uma e ser feliz era impossível, mas eu consegui e não me arrependo"

Um 'obrigado mãe' foi sussurrado e o garoto se pôs a dormir, estava extremamente dolorido e estava decidido a seguir os passos da carta.

 

 

Dia 16 [...]

 

 

 

Logo que acordou seguiu todos os passos da carta e estava extremamente ansioso com a chegada do novo aluno, a aula de biologia até se tornou interessante para o aluno e quando a coordenadora entrou na sala ele teve a toda certeza que mudaria o seu futuro e se tornaria feliz.

"Antes de esclarecer algumas dúvidas da cerimônia de abertura quero lhes apresentar Park Jimin, ele fará parte da turma de vocês a partir de hoje e não pode comparecer no primeiro dia de aula por motivos pessoais, não seja tímido e se apresente para a turma"

"Olá meu nome é Park Jimin e eu venho de Busan, espero fazer novas amizades com vocês"  - Sorriu e um perfeito eye smile se formou fazendo um murmurio começar e logo comentários como 'Nossa como ele é lindo' e 'Como ele pode vir de busan e ser assim tão branco?' foram ouvidos e em seguida a senhora de cabelos grisalhos apontou para a cadeira vaga em frente á de Jeongguk.

Quando o ruivo começara a caminhar em direção ao lugar sentiu alguém cutucar seu ombro bruscamente e se virou dando de cara com um Taehyung completamente surpreso.

"Foi ele que a gente derrubou ontem"  - Observou de canto o suposto garçom se sentar a sua frente e logo começou uma pequena discussão com Taehyung sobre ser ele ou não.

"Hãn, com licença, você pode me emprestar uma caneta?"  - Virou se para frente para ver quem o pedia o material emprestado. Park Jimin esperava uma resposta do moreno que só arregalava mais e mais seus olhos. Quem teria de puxar a conversa não seria ele?

"C-Claro"  - Disse procurando o objeto em seu estojo, quando achou a mesma estava embolada no fio vermelho das cartas e com as mãos tremulas tentou desamarrar, mas parou quando ouviu uma risada a sua frente.

"Oque foi? Porque está rindo?"

"Esse fio me lembrou de uma lenda que meus avós me contavam"

"Mhm... E qual seria essa lenda?N-Não precisa contar se n-não quiser"

"Você conhece Akai Ito?"

Jeon Jeongguk não havia puxado o assunto, ele apenas mudou o seu futuro.

CONTINUA...


Notas Finais


AAAH ele apareceu, QUEM SHIPPA LEVANTA A MÃO
Bom nessa história eu não vou por lemon para não quebrar o encanto (espero que tenham entendido e.e)
Porque sera que nosso Jiminie faltou? Hmmm....
Eu dividi pq a bateria do not ia acabar e eu tava com medo de perder tudo T-T
Espero que tenham gostado e me perdoem por qualquer erro (eu vou corrigir em breve)
Um kissus e até o próximo bye~bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...