História Love and Speed (Terminada) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Ashley Benson, Camila Cabello, Camren, Camreng!p, Demi Lovato, Dinah, Fifth Harmony, Harry, Larry, Lauren Jauregui, Laureng!p, Louis, Nick Jonas, Normani, Norminah, Saylor, Semi, Shay Mitchel, Trolly, Vercy
Visualizações 663
Palavras 2.705
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Policial, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - 20


Fanfic / Fanfiction Love and Speed (Terminada) - Capítulo 20 - 20

- Camila Cabello -

Eu odeio esperar isso me irrita muito e é o que está acontecendo, estou esperando minha querida noiva, nossa é tão bom falar isso...Noiva. 

O que posso dizer desses meses que passaram? Estou no meu sexto mês e hoje iremos ver o sexo do bebê, quando eu e Lauren anunciamos nosso noivado meus pais choraram, os pais dela choraram e como nossos outros amigos também. 

Lauren decidiu que iriamos visitar seus avós depois do bebê nascer pra eles conhecerem. Eu aceitei já que séria melhor e também não posso tá viajando então vamos esperar o bebê vim. 

- Lauren! - Chamei novamente. Ela estava dentro do closet se arrumando.

- Já vou! - Gritou.

- Anda logo caralho! - Gritei de volta.

- To indo cacete! 

- Eu juro que se você não sair agora dai eu vou sozinha!

- Eu to atrás da minha jaqueta. - Saiu do closet.

- Essa porcaria tá la em casa.

- Não chama meu bebê assim e porquê ta na sua casa?

- No dia em que fomos na praia a noite você me deu pra usar. - Revirei os olhos.

- Aé! Vamos então? - Me deu sua mão e eu logo peguei.

- Eu já estava quase dormindo aqui. 

- Para de drama Camz. - Beijou minha bochecha.

- Não é drama é sono mesmo. - rimos e chegamos na sala vendo nossos amigos jogando. 

- Estamos indo. - Todos olharam pra gente.

- Nos liguem. - Sofia sorriu.

- Vocês só vão saber quando a gente volta.

- Qual é bunduda vai deixar a gente esperando vocês chegarem só pra ter a confirmação que é uma menina? - Dinah sorriu.

- Menino. - Chris falou empurrando Dinah.

- É uma menina. - Mani falou jogando uma almofada em Chris.

- Também acho. - Sofia falou com Mani.

- Menino! - Vero, Troy, Demi, Nick e Shawn falaram juntos.

- Menina! - Sofia, Lucy, Selena, Shay e Ash exclamaram.

- Pra mim tanto faz vai ser amado de qualquer jeito. - Sorrimos pra Ally.

- Estamos indo até mais.

- Tchau.

- Esse povo bringando pelo nosso filho é loucura. - rimos. Ela abriu a porta pra mim e depois entrou no lado do motorista. 

Depois de alguns minutos esperando da recepção entramos na sala da doutora.

- Meninas! - Sempre que viemos Caroline estava tão alegre que até eu ficava.

- Olá Caroline. - Nós abraçamos e ela fez o mesmo com Lauren.

- Como vai Caroline? 

- Muito bem e vocês?

- Ótimas. - Sorrimos.

- Estão nervosas? - Me indicou a cama e eu logo com a ajuda de Lauren deitei.

- Muito. - Rimos.

- Levanta mais um pouco sua blusa. - Levantei e ela passou o gel. - Depois eu tenho que pegar em seus seios. - Arregalei os olhos e Lauren fechou a cara. Caroline riu. - É algo que eu tenho que fazer pra ver se tem algo nele. Fiquem calmas tudo bem.

- Eu não posso fazer? - Caroline a olhou.

- Não Lauren. - Soltou uma risada. - Mais é melhor eu do que um doutor homem ne. - Lauren arregalou os olhos.

- Pode fazer doutora. - Caroline riu negando com a cabeça.

- Olha só tiveram sorte o bebê está de perninhas abertas. - Lauren veio até mim segurando minha mão. - Se limpe querida. - Me deu o papel toalha.

- Então Caroline? - Me sentei de frente pra ela e Lauren se sentou ao meu lado.

- Então meninas...- Fez um suspense. - É uma menina. - Sorri e sentir meus olhos lacrimejarem.

- Amor...é uma menina. - Me virei pra ela e vir que também estava chorando.

- Nossa menina. - Nos abraçamos.

- Vocês não vão transar na minha sala ne? - Rimos e viramos pra ela.

Terminamos a consulta e fomos pra casa.

- Pessoal? - Entramos na sala e todos ainda estavam lá.

- E ai? - Keana perguntou nervosa.

- É menina! - Sorrimos. E foi ouvidos gritos das meninas.

- Bah Felícia! - Exclamou olhando pra quem falou que iria ser menino. Comemoramos e eu liguei pros meus pais e Lauren pros seus.

Minha linda menina está vindo.

Dor. É o que estou sentindo mais não é nada, eu espero. Eu estava terminando de descer as escada quando vir minha mãe e clara, hoje é o almoço em família como estamos fazendo quase todo final de semana, nossos amigos também estão aqui e seus pais e irmãos.

- Querida como está? - Clara me cumprimentou.

- Olá Clara, estou bem e você? 

- Muito bem e como está essa fofa ai? - Passou a mão em minha barriga.

- Bem. 

- Ainda não está na hora dela nascer? Você está com nove meses.

- Acho que logo ela estará aqui. - Sorrimos. - Cadê a Laur?

- Ela teve que ir resolver algumas coisinhas mais já vai vim. - Assentir e fui me sentar com meus amigos na área de lazer aqui de casa.

- E ai bunduda cadê a branquela? - Dinah perguntou. Me sentei direito.

- A Clara falou que foi resolver alguma coisa e já está vindo. - Mani ficou passando a mão em minha barriga e ficamos conversando até sentir a dor novamente, coloquei a mão no pé da minha barriga.

- Mila ta tudo bem? - Vero perguntou preocupada. Todos olharam pra mim.

- Está.

- Tem certeza?

- Sim eu tenho. - Eles assentiram. Lauren entrou pela porta de vidro com um papel em mãos sorrindo.

- Oi pessoal. Oi amor. - Me beijou e se sentou ao meu lado guardando o papel em seu bolso.

- Que papel é esse? - Ela sorriu. 

- Não é nada. - deu de ombros. - Como estão? - Beijou minha bochecha.

- Bem...vou no banheiro. - Me levante e então sentir algo descer pela minha perna.

- Credo Mila nem alguentou chegar no banheiro. - Dinah começou a rir junto com o pessoal.

- Idiota minha bolsa estourou...- Lauren praticamente pulou do sofá.

Lauren: Puta merda. - Ela estava mais branca do que o normal. - Temos...hospital...Mãe! pai! - Gritou e logo meus pais e os dela apareceram. - Camila...Bebê...eu vou desmaiar. - Segurei pela sua jaqueta a trazendo mais pra perto de mim.

- Se você desmaiar e não me levar agora pro hospital eu corto teu pau. Então fica calma. - Ela assentiu e meu pai venho até mim.

- Filha você aguenta até chegar no hospital?

- Acho que sim...Droga isso dói! - Gritei assim que sentir mais uma dor.

- Lauren corre e pega as coisas do bebê e da Camila agora! - Lauren e Vero sairam correndo pra pegar as coisas e meu pai me pegou no colo.

- Fica calma filha.- Mamãe falou. Assentir e fiquei respirando fundo. Meu pai me colocou dentro do carro e logo Lauren e o pessoal apareceu .

- Eu vou no carro com a Camila e vocês vão atrás. - Todo mundo assentiu e entraram nos seus carros. - Ok eu já dirigir e eu só tenho que chegar no hospital e...

- Cala a boca caralho e dirigi! - Ela se assustou e tirou o carro indo em direção ao hospital.

Quando chegamos no hospital o meu pai me pegou no colo novamente e me levou pra dentro do hospital, Lauren veio atrás com as bolsas mais logo deu pra Harry segurar.

- Por favor alguém pode chamar a doutora Caroline? - Papai falou.

- Ela está em sua sala e está muito ocupada. - O homem da recepção falou calmo.

- É o seguinte...- Lauren pegou ele pela gola da camisa. - Minha noiva está pra ter nossa filha e eu quero que a doutora Caroline atenda ela agora e você vai chama-lá se não quiser ficar com a cara deformada. - O homem se assustou.

- Eu vou chama-lá. - Saiu correndo pelo corredor e logo voltou com a doutora Caroline e um enfermeiro com um maca.

- Coloque ela deitada. - Meu pai me colocou deitada. - Eu quero só a Lauren na sala. - Lauren veio correndo atrás de nós e entramos em um sala. - Ok eu preciso que você meta bastante força o Camila, Lauren segure a mão dela. - Lauren segurou minha mão. - No três ok?! - Assentir. - Um. Dois. Três! - Meti força e apertei a mão de Lauren.

- Puta merda...- Resmungou. Apertei novamente.

- Eu não aguento! - Gritei sentindo algo me rasgar. - Isso dói!

- Ai minha mão...

- Cala boca Lauren! Você que tem um pau e não ta sentindo a dor! - Apertei mais sua mão.

- Vamos Camila só mais um pouco...- Então fiz mais força apertando a mão da Lauren. Depois de várias vezes metendo força por fim ouvir aquele choro que eu tanto estava esperando. Sorri e sentir lágrimas descendo meu rosto.

- Amor...- Olhei pra Lauren que esta chorando também. - Nossa princesa...- ela segurou meu rosto e selou nossos lábios. - Eu te amo.

- Eu também te amo. - Caroline trouxe nossa pequena e entregou à Lauren. Ela se curvou um pouco me dando a visão da nossa filha. - Nossa pequena Madison.

- Nossa pequena Madison. - Sorrimos e nos beijamos.

- Lo? - Chamei assim que eu acordei.

- Amor? - Veio até mim. - Como você está? Eu te amo tanto. - Segurou meu rosto entre suas mãos e me beijou. - Eu estou tão feliz. - Beijou todo o meu rosto e eu rir.

- Eu também te amo. - Sorrimos.

- Chan! - Dinah entrou no quarto e veio me abraçar.

- Chee! - Dei um beijo em sua testa.

- Fofinha! - Selena e Nick me abraçaram.

- Amores. - Dei um beijo em cada um.

- Karla! - Shay me abraçou também. 

- Gostosa! - Rir e Demi levou um tapa de Lauren. - Calma ai.- Me abraçou.

- Mila como está? - Sorri para Ally e a enchi de beijo.

- Estou bem baixinha.

- Oi Mila. - Mani me abraçou apertado.

- Sapatão! - Dei um tapa no braço de Harry e o abracei.

- Viado. - Rimos.

- Camila! - Louis gritou e me abraçou.

- Louis! 

- Cunhadinha. - O abracei sorrindo. Chris mudou muito, me pediu desculpas pelo o que me falou e eu aceitei.

- Mascarada! - Rir e beijei a bochecha de Keana.

- Oi Camila. - Me abraçou.

- Oi Ash. - Sorri.

- Camilinha. - Revirei os olhos para Austin que riu.

- Eu odeio quando me chama assim.

- É eu sei.

- Estrelinha. - Shawn me abraçou.

- Purpurina. - Rimos.

- Querida como se sente? - Clara me abraçou apertado.

- Norinha… - Mike me abraçou e eu Sorri.

- Filha como está? - Mamãe beijou minha bochecha.

- Querida. - papai me apertou em seus braços.

- Estou bem.

- Sai da minha frente. - Tay empurrou Chris e veio me abraçar. - Ainda tá rasgada? - A olhei incrédula. - Que foi? - Sua mãe lhe deu um tapa na cabeça. - Ai mãe.

- Cala a boca. - Rir dela.

- Kaki! 

- Sofi! - A abracei forte.

- Tudo bem?

- Tudo sim. - Sorri. Ficamos conversando mais eu já estava me irritando por ainda não ver minha filha. - Amor? - Lauren me olhou já que estava em pé no canto da sala conversando com nosso amigos. - Vem cá. - Ela praticamente veio correndo.

- Ta tudo bem? Ta sentindo alguma coisa? Quer que eu chame alguém? - Rir e segurei seu rosto lhe dando um selinho demorado.

- Estou bem amor. Eu só quero ver nossa filha. - Fiz biquinho e ela sorriu.

- Eu também quero mais temos que esperar trazerem. - Suspirou.

' Tudo bem. Fica aqui. - Ela assentiu e se sentou direito ao meu lado fazendo com que eu deitasse minha cabeça em seu peito.

- Tenho uma surpresa pra você quando sairmos daqui. - Falou em meu ouvido.

- O que séria? - ela sorriu.

- Surpresa. - piscou e eu bufei. Depois e longos minutos alguém bate na porta e entra é uma enfermeira com minha filha em seus braços, meus olhos encheram de lágrimas.

- Olha só quem veio ver a mamãe. - Ela falou e eu esta com um sorriso que só faltava da voltas em meu rosto.

- Filha...- Sussurrei assim que eu a peguei em meus braços. - Amor? - Olhei pra Lauren e estava ao meu lado também chorando.

- Nossa filha. - Sorrimos e Lauren tocou o rosto da pequena que abriu os olhos. - Ela tem os seus olhos...- Sussurrou. Todos estavam em silêncio vendo a pequena. 

- Ela é tão branquinha. - Beijei sua cabecinha com aquele monte de cabelo grande. - Oi amorzinho. - Ela sorriu banguela e eu rir junto com Lauren. - Eu te amo filha.

Ficamos um bom tempo ali eu dei de mamar pra ela nossos amigos foram embora ficando só eu, meus pais e Lauren a doutora falou que eu iria  ter alta amanhã. 

Eu me sentia a pessoa mais feliz do mundo ao lado da minha nova família, tenho uma noiva que eu amo mais do que tudo. Minha linda filha que agora está pra fazer minha vida ter muito mais cor junto com Lauren, tenho os melhores amigos do mundo, meus pais que sempre vão está aqui pra mim, tenho meus sogros que me tratam como filha e eu tenho eles como meus pais e minha irmã que sempre vai cuidar de mim.

Assim que terminei de mim arrumar Lauren entrou com Madison em seus braços e sorriu pra mim.

- Pronta pra ir? - lhe dei um selinho.

- Vamos logo. - Rimos. Me despedir da doutora e da enfermeira que estava cuidando de mim e de Mand. Lauren colocou Madison na cadeirinha atrás e eu me sentei no banco do passageiro.

- Vamos pra casa meus amores. - Deu partida no carro e fomos. Lauren passou do primeiro quarteirão onde era a minha casa e então pensei que iriamos pra sua mais ela também passou e segundo quarteirão onde era sua casa achei estranho e ela estava sorrindo.

- Amor nós já passamos da minha e da sua casa...onde estamos indo? - Dei uma olhada em Mand que estava dormindo.

- Lembra da surpresa que eu falei? - assentir. - Estamos indo até lá. - Passamos o terceiro quarteirão e então paramos em frente à uma casa.

- O que estamos fazendo aqui? - Ela saiu do carro e deu a volta abrindo a porta pra mim e depois abriu a de trás pegando Madison. - Amor?

- Vem. - Me indicou a casa com a cabeça já que Mand estava em seus braços. Seguir ela que tirou a chave do seu bolso e abriu a porta.

- Uau...de quem é essa casa? - Olhei em volta e depois olhei pra Lauren que está sorrindo.

- É nossa. - Arregalei os olhos.

- Nossa? - Ela assentiu sorrindo.

- Vamos. - Ela subiu as escadas e eu a seguir. Ela entrou em um quarto e eu fui atrás, era um quarto pra bebê. - Esse é o seu quarto filha. - Falou pra Mand que estava olhando com curiosidade pra ela.- Aqui que você vai dormir e brincar muito com a mamãe. - sorriu e colocou Madison sonolenta no berço. 

- Lauren...- Ela veio até mim e me abraçou.

- Ainda tem mais. - Me puxou mais antes pegou a babá eletrônica e começou a me mostrar a casa. Eu estava impressionada a casa é linda, grande e bastante espaçosa tem piscina, quarto de hóspedes, uma área de lazer, uma sala grande um cozinha linda. A casa é maravilhosa. - Vem conhecer nosso quarto. - Entramos e meu queixo caiu o quarto é maravilhoso. - Gostou? Acho exagerada?

- Sim. Quer dizer não. Eu não sei. - Ela soltou uma risada e me abraçou por trás. - Como?

- Nós temos uma família agora Camila, eu quero ficar com você e com ela, quero um lugar só nosso. - Beijou meu pescoço. - Agora é a nossa casa. - Me virei pra ela.

- Você não existe. - Rimos e nos beijamos. O beijo foi ficando mais quente mas eu não podia e então ouvimos um choro. 

- Eu vou no banheiro. - Olhei pra sua calça e suspirei.

- Me desculpe. - Ela sorriu.

- Tudo bem. Vai lá eu resolvo isso e depois vou lá ver vocês. - Assentir e fui pro quarto de Madison.

- Meu amor. - Peguei ela no colo. - Está com fome? - Se sentei e dei peito pra ela. Lauren entrou no quarto e se sentou ao meu lado. - Obrigada por tudo isso.

- Eu faria mais. - Me beijou. - Eu amo minha família Cabello Jauregui.

- Soa bem. Cabello Jauregui. - EuSorrimos.


Notas Finais


AI JESUS QUE TUDO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...