História Love and Speed (Terminada) - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Ashley Benson, Camila Cabello, Camren, Camreng!p, Demi Lovato, Dinah, Fifth Harmony, Harry, Larry, Lauren Jauregui, Laureng!p, Louis, Nick Jonas, Normani, Norminah, Saylor, Semi, Shay Mitchel, Trolly, Vercy
Visualizações 655
Palavras 2.623
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Policial, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - 23


- Lauren Jauregui -

- Amor...acorda neném. - Beijou meu pescoço e eu suspirei. - Vamos Lolo.- Não abrir os olhos e ela sentou -se em minha bunda. - Eu estou pelada...- Sussurrou em meu ouvido e eu me virei fazendo ela deitar na cama e eu fiquei por cima e vir que ela estava de bermuda e camiseta.

- Mentirosa...- coloquei meu rosto na curva do seu pescoço e suspirei aquele cheiro que eu tanto amo. Camila riu e fez um carinho em minha nuca.

- Você não acordava amor. Como se sente? - Me ajeitei entre suas pernas ficando no meio delas e as pernas de Camila entrelaçadas em minha cintura.

- Meu peito ta doendo.- Resmunguei com o rosto ainda no pescoço dela.

- Posso ouvir sua respiração chiando. - Acariciou minha costa. - Você quer ir ao hospital?

- Não... Por favor. - Ela soltou uma risadinha. Ela sabe que eu odeio hospital. - Eu vou ficar bem.

- Ok mais se sentir a dor aumentar me fala.

- Ta amor. - ficamos deitas ali. - Que horas são?

- São...dez horas. - Assentir. - Como a Mand está com a Dinah o que acha que passamos a tarde assistindo filme?

- Hoje não vai ter aquela coletiva de imprensa sobre a empresa? - Levantei a cabeça pra olha-la.

- É só semana que vem Lo. - assentir e voltei com meu rosto para o seu pescoço. - E ai aceita minha proposta pra essa tarde? - Olhei novamente pra ela e sorri.

- É um ótima idéia. - lhe dei um selinho rápido. - Vou tomar banho e já desço.

- Esperarei você lá em baixo. - Piscou e eu me soltei dela indo pro banheiro.

Depois de fazer minha higiene matinal peguei um calção de basquete, to nem ai eu tenho alguns calção assim já que em alguns finais de semana eu saiu com Troy, Chris, Taylor, Demi, Dinah, Vero, Nick, Shawn, Louis, Shay e Austin pra jogar basquete. Peguei um top preto da cor do calção e uma cueca também preta. 

Depois de arrumada desci. Eu ficava assim em casa era mais confortável, encontrei Camila de costas pegando algo na geladeira e fui por trás e a abracei, ela se assustou mais logo relaxo.

- Você me assustou.- Gemeu quando chupei seu ponto de pulso. - Lauren...

- O que? - Continuei beijando seu pescoço.

- Para! - Me afastou e eu rir. - Vamos tomar o café e...- a campainha tocou.

- Tá esperando alguém?

- Não você tá? - Neguei com a cabeça.

- Deixa que eu atendo. - Sair da cozinha e fui direto pra porta da frente abrindo a mesma e dando de cara com uma mulher um pouco menor que eu. - Ahm...Posso ajudar? - Ela olhou pra mim de cima a baixo e sorriu.

- Sim. Aliás meu nome é Megan Fox. - Estendeu sua mão pra mim.

- E o meu é Camila Cabello Jauregui. - Entrou em minha frente apertando a mão da mulher. - Em que posso ajudar?

- Oh é que eu sou a nova vizinha do lado e queria ajudar pra saber onde eu encontro um ou uma carpinteira...- olhou pra mim.

- Na esquina daqui tem um. - Falou grossa olhando pra mulher e entrando mais na frente. 

- Obrigada. - Sorriu e piscou saindo dali.

- Entra Jauregui. - Obedeci claro. 

Nunca desobedece Camila Cabello!

Assim que Camila fechou a porta ela se virou pra mim.

- Vai pro quarto.- olhei sem entender.

- Mais nós vamos tomar café.

- Pro quarto agora! - Ela falou apontando pra escada.

- Camila mais..

- Eu não vou falar de novo, vai pro quarto. - Assentir e subir. Misericórdia o que deu nessa mulher?. Cheguei no quarto e me sente na beira da cama logo depois Camila entrou mais foi para o closet e voltou com uma caixa na mão. - O que é isso? 

- Deita e tira o calção.

- Ahm? - A olhei espantada.

- Tira a merda o calção e deita ai. - Fiquei lhe olhando até ela bufa e me puxar pra ficar em pé e se abaixou na minha frente tirando meu calção. - Agora deita. - Me deitei e ela pegou duas cordas vermelhas e se sentou sobre minha barriga pegando uma das minhas mãos e amarrando na cabeceira da cama, logo depois ela fez o mesmo com a outra, eu à olhava espantada.

- Porque ta fazendo isso? Camila Você tá me assustando.- Ela soltou uma risadinha e se abaixou ficando de frente pra mim e sorriu.

- Vamos brincar um pouquinho...- Sussurrou contra minha boca e mordeu meu lábio inferior. Ela saiu de cima de mim e pegou a caixa indo pro banheiro mais eu à chamei.

- Camila me tira daqui isso não tem graça. - Ela sorriu.

- Eu não sou a Camila. - Olhei pra ela como se ela fosse doida. - Eu sou a Karla. - Piscou e entrou no banheiro.

Ah é agora que eu vou morrer!

Depois de longos minutos eu ainda estava tentando me soltar mais sem sucesso, a porta do banheiro é aberta e Camila sai de lá com uma lingerie Preta.

- Puta merda...- Ela sorriu e caminhou até o som que tinha ali e conectou seu celular e a música começou a tocar.

- Sabe amor...eu estou muito afim de dominar você...- Passou suas unhas em minha barriga. - Você sempre me domina porquê eu não posso?! - Se sentou sobre meu membro que agora se encontra duro.

- Cam...- Ela me deu um tapa no rosto e aproximou sua boca do meu ouvido.

- Karla. Camila não está aqui. - Começou a rebolar sobre meu membro e eu gemir. - Eu odeio quando alguma vadia fica olhando pra minha mulher.- Mordeu o lombo da minha orelha. - Eu odeio quando você tem que ser tão gata. - Forçou mais seu sexo contra o meu.

- Karla...- Ela sorriu.

- O que você quer?- Apertou meu seio direito.

- Me solta pra me te foder. - Ela riu e negou com a cabeça.

- Sinto muito mais quem vai mandar em tudo hoje sou eu. - Me beijou violentamente e ainda ficou rebolando. Tentei de novo me livrar daquelas cordas. - Não tente. Você não ira conseguir. - Lambeu meu lábio inferior e depois superior. - Agora...- Pegou a tesoura que esta encima do criado mudo.

-,O que você vai fazer...- Ela aproximou a tesoura e eu já me desesperei. - Camila o que você vai fazer? - Ela me deu mais um tapa.

- Ja disse que a Camila não está aqui! - Assentir. - Eu não vou machucar você...só se pedir. - Arregalei os olhos. Então ela cortou meu top. Meu top preferido! - Eu sei que você amava esse top mais depois te dou outro. - Tirou o top cortado do meu corpo e sorriu passando suas mãos pelos meus seios agora descoberto. - Eu vou te chupar todinha. - Começou a chupar e mordiscar meu pescoço, tenho certeza que isso vai ficar marcado por um bom tempo. - Eu vou fazer você gozar na minha boca...e depois vou gozar na tua. - Apertou meu membro. - Você ta tão dura.- Chupou meu lábio inferior. 

- Karla. - Gemir quando ela começou a chupar meu seio direito. - Puta merda! - Ela passou a chupar o esquerdo massageando o direito. 

- Eu quero tanto você me tocando...- Falou antes de morde de leve meu lábio superior.

- Então me solta. - Ela negou com a cabeça. - Por favor...

- Primeiro vou fazer o que eu tanto quero e depois você faz o que quiser comigo tudo bem? - Tudo bem estava muito excitada com ela no comando mais eu queria muito fode- lá. - Responde! - Me deu mais um tapa na cara.

- Tudo. - Ela sorriu e voltou a rebolar segurando em meus ombros. Ela levantou e eu à olhei irritada. - O que foi agora?

- Calma amorzinho eu já volto. - Saiu do quarto.

- Essa mulher vai me matar! - Joguei a cabeça pra trás suspirando. Logo ela voltou com um copo cheio de gelo e com uma lata de chantilly. - Pra que isso? 

- Você vai descobrir. - Ela tirou a meia calça mais ela estava tirando bem divagar.

- Você é muito gostosa...- pensei alto e ela sorriu.

- Você quer muito me foder? - Assentir.

- Você não sabe o quanto...- Ela tirou o sutiã e a calcinha jogando a mesma em mim. Ela pegou um dos gelos e colocou na boca e voltou a ficar por cima de mim.

Ela levou sua boca dês do meu pescoço e ficou passando o gelo ainda em sua boca por ali, logo depois ela foi abaixando passando o gelo pelo meu corpo parou perto da minha virilha e voltou. 

Eu estava molhanda por causa do gelo e ela começou e chupar minha barriga. Eu só fazia gemer e tentar me livrar daquelas cordas. 

Ela tirou minha cueca e ficou olhando pro meu pau. Pegou a lata de chantilly e colocou um pouco sobre meu pênis. Gemir quando sentir o chantilly sobre ele.

- Eu vou chupar você todinha. - Ela me olhava nos olhos. - Cada centímetro dele...- Aproximou seu rosto do meu pênis e deu uma lambida. 

Essa é a primeira vez que vai me chupar. Pois é mesmo nesses cinco anos juntas ela não fez isso e eu não forçava ela.

Ela primeiro colocou a cabecinha do meu pênis em sua boca e sugo o chantilly. Gemir em aprovação, ela fez o mesmo procedimento várias vezes até que o colocou completamente todo em sua boca e começou a mover sua cabeça pra cima e pra baixo. 

Meus gemidos ficavam mais altos a cada vai e vem que ela estava fazendo.

Ela arranhou minha barriga e vir a marca das suas unhas mais não me importei aquilo está incrivelmente gostoso. 

A boca da Camila ou melhor da Karla é maravilhosa. Minhas mãos estavam coçando para agarra o cabelo dela, ela apertou minha coxa e eu levantei meu quadril tentando meter meu pau mais fundo.

- Porra! - Ela tinha dado um tapa em minha coxa e ardeu. 

Ela continuou me chupando, sentir que estava chegado ao orgasmo mais a vadia parou.

- Porquê parou caralho? - Perguntei irritada. Ela subiu e segurou em meu queixo com força cravando suas unhas em no mesmo.

- Eu sei que quer me chamar de vadia.- Eita porra ela ler mente? - Vamos pode chamar. 

- Eu...É...não. - Ela mordeu com força meu lábio superior. - Vadia! - Ela sorriu.

- Chama de novo.

- Vadia.- Sussurrei antes de puxar seu lábio inferior entre meus dentes. - Você é a minha vadia. - Olhei em seus olhos.

- Apenas sua. - Me beijou e eu sentir o gosto em sua boca. Ela se separou de mim e pegou pela base do meu pênis e levou até sua entrada. - Olha como ele encaixa bem.- olhei para os nossos sexos se encaixando.

- Filha da puta...- Ela foi sentando devagar e eu fiquei observando aquela cena. 

- Ah Lo...- Gemeu começando a cavalgar em mim. - Você é tão grande. - Foi sentando mais rápido.

- Você é tão apertada e quente. - Gemir. Minhas mãos estavam loucas pra toca-lá mais essas cordas impediam.

- Isso...Ah! - Gemeu mais alto. Puta merda olha elas assim estava me deixando louca.

- Mais rápido! - Ela foi mais rápido. Meu pau entrava e saia nela, aquilo é uma bela visão de se ver. - Você é tão gostosa. - Ela se apoio com as mãos em minha barriga e arranhou o local enfiando suas unhas ali. 

- Eu...vou gozar! - Ela gemeu e sentou mais forte. - Lauren! - gritou e gozou junto a mim. Ela deitou sobre mim e ficou tentando normalizar sua respiração assim como eu.

- Sabe...eu gostei dessa Karla. - Rimos e ela me beijou.

- Amor vamos tomar café...- olhei para o relógio no criado mudo e marcava 12:30. 

- Acho melhor a gente partir pro almoço. - Ela olhou pro relógio.

- Nosso café já era. - Colocou seu rosto na curva do meu pescoço e eu sentir meus braços doendo por ainda está amarrada.

- Amorzinho? - Ela me olhou e sorriu e devolvi o sorriso. - Faz um bondade pra mim? 

- O que você quer? - Mordeu meu queixo.

- Me desamarra? - Ela olhou pras minhas mãos e corou.

- Me desculpe. - Ela desamarrou as cordas e assim que soltou e passei a mão em meus pulsos. - Me desculpe de novo. - Sorri e lhe puxei pra um selinho.

- Tudo bem princesa. Vamos tomar banho e almoçar?

- De banheira? 

- Séria ótimo. Vou pegar nossas roupas. - Ela assentiu e eu fui pro closet em quanto ela ia pro banheiro. - Ai...- Olhei minha barriga e minhas coxas arranhadas. - Você me paga Karla! 

Depois de escolher nossas roupas fui deixa-las em cima da cama. Peguei os dois roupões e levei pro banheiro e encontrei minha noiva fechando a torneira. Hora da vingança.

- Já am...- A puxei lhe beijei minha língua adentrou sua boca e ela segurou em meu ombro. Fui levando ela pra dentro do box do chuveiro, banheira só depois. Encostei ela na parede e carreguei à fazendo entrelaça suas pernas em minha cintura.

- Agora eu vou foder você. - Comecei a chupar seu pescoço. Ela gemeu e cravou suas unhas em meu ombro. Dei mais um impulso pra ela subir mais um pouco fazendo seu sexo tocar um pouco abaixo so meu peito. Comecei a chupar seus seios e ela gemia mais alto. 

Comecei a massagear seu clitóris e ela segurou meu cabelo com força fazendo minha cabeça ir pra trás, voltou a me beijar e eu a penetrei com dois dedos, ela mordeu meu lábio inferior dando um lambida logo depois.

A desci do meu colo e me abaixei em sua frente colocando suas pernas em meus ombros. Comecei a chupar sua percegida (N/A: Desculpa kdjkasjjdks) ela segurou em minha cabeça forçando mais meu rosto para chupa-lá.

- Ah...isso...- Apertei suas coxas e ela estremeceu. - Ah...eu vou gozar. - Chupei mais forte e logo ela gozou. 

Não parei de chupa-lá, me levantei e a penetrei quando ela voltou a entrelaça suas pernas em minha cintura.

- Lauren! - gritou quando a penetrei mais forte. Ela começou a arranhar minha costa, e eu modisquei e chupei seu pescoço. - Isso...mais rápido! - Aumentei a velocidade e ela me beijou. 

- Você é tão gostosa caralho! - Segurei firme sua cintura e então eu gozei e ela logo em seguida também fez o mesmo.

- Esse...ta sendo uma das melhores transa da minha vida. - Rimos.

- Vem vou te dá banho. - entrei com ela ainda me meu colo na banheira. - Sabe o que eu estava pensando...- Ela me olhou e Acariciou meu rosto. - Marca o dia do nosso casamento o que acha?

- Uma boa idéia. Mais vamos fazer isso juntas ok? 

- Tudo bem. - Me beijou. - Eu amo seus beijos. - Ela sorriu.

- Eu sou viciada nos seus. - Nos beijamos e quando terminamos de tomar banho fomos nos secar e colocar uma roupa. - Lo temos que ir fazer compras...- olhou dentro da geladeira.

- Podemos ir depois que almoçar o que acha?

- Ta bom. - Me deu um selinho e nos sentamos pra almoçar. - Droga...- bateu em sua testa.

- O que foi Camz? 

- Eu esqueci que hoje eu teria que ir no orfanato.

- Você quer passar lá quando fomos passar no supermercado? - Ela sorriu abertamente.

- Sim! - Bateu palminhas e eu rir. - Você pode conhecer o Matt. 

- Matt? - Ela assentiu.

- Ele é novo no orfanato tem dois aninhos e é a coisa mais fofa do mundo.

- Vou falar pra Mand. - Rimos e ela revirou os olhos.

- Você vai ama-lo.

- Tenho a impressão que sim. - Sorriu e me deu um beijo na bochecha.


Notas Finais


Estamos na reta final


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...