História Last Song - Jikook - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bottom!jimin, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Namjin, Vhope
Exibições 55
Palavras 950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIII m/
A partir desse cap vão aparecendo novos personagens, então prestem atenção HJSAHJDSJHSAH
Boa leitura e até as notas finais *u*

Capítulo 7 - Amigos


Jubgkook POV

Desbloqueei meu celular pra ver a hora. Eram sete e vinte seis. O tempo realmente passou rápido desde que acordei no sofá de Jimin. Aquele sofá...

Um rubor surgiu na minha face só de lembrar daquele momento, e junto a ele um pequeno sorriso nos meus lábios. Foi muito bom, e isso era o que mais me deixava apavorado! Era um misto de vergonha, êxtase e... realização, talvez?

Balancei a cabeça, tentando afastar todos aqueles pensamentos estúpidos e continuei em direção à faculdade. Não ficava muito longe da casa do hyung, na verdade, ficava mais perto de lá do que da minha própria casa.

Meu violino estava nas minhas costas e minha pasta com partituras embaixo do meu braço. Automaticamente acabei lembrando dos últimos momentos na casa do Jimin e fiquei ainda mais vermelho, sentindo o incomodo nas minhas calças quase voltar.

Após eu ter falado aquilo pra Jimin, eu saí do apartamento indo até o elevador e apertando para ir ao térreo, mas quando me dei conta, percebi que estava de mãos vazias e tinha esquecido de pegar até meu celular. Tive que dar meia volta, me amaldiçoando por ter esquecido o essencial pra aula. Pareço até o Jimin...

Saí do elevador e fui até a porta do apartamento do hyung, batendo levemente. Ninguém atendeu, então, resolvi girar a maçaneta e já ir entrando. Jimin não se importaria tanto, afinal, depois de tudo o que aconteceu hoje isso seria o de menos. Localizei rapidamente meu violino e minhas partituras que estavam no mesmo lugar que deixei ontem, ao lado do piano de Jimin. Peguei tudo fui em direção à saída, mas antes que eu pudesse abrir a porta, um barulho no quarto me chamou a atenção.

Como a curiosidade é um dos meus males, andei até a porta do quarto de Jimin, prestando total atenção nos ruídos que vinham de lá. Parecia algo quebrando, o que me fez ficar preocupado. Me aproximei e colei o ouvido à porta pra tentar escutar melhor.

—A-Ah —escutei um gemido curto. De repente, uma onda de calor se alastrou pelo meu corpo, igual mais cedo. O que Jimin estava fazendo??

—K-Kookie-ah... —o ouvi chama por mim num gemido manhoso e extremamente sujo. Meu Deus, minha ereção estava voltando!

Não resisti e girei levemente a maçaneta, tentando fazer o mínimo de barulho possível para não acabar o assustando. Arregalei os olhos com aquela cena.

Jimin estava seminu, apenas com a blusa que se encontrava mais cedo. Estava ofegante e uma de suas mãos agarravam seus cabelos enquanto a outra massageava rapidamente seu falo ereto. Suas pernas estavam levemente separadas de modo que facilitavam as investidas contra a própria mão.

—Porra... —murmurei. Aquele hyung safado estava se tocando... pensando em MIM.

Jimin se encontrava com os olhos cerrados, fazendo-os virarem pequenas linhas, e num súbito ele os abriu. Acelerou mais seus movimentos e gemeu mais alto, me fazendo gemer junto. Puta que pariu, aquilo ia me enlouquecer.

Engoli em seco, voltei à realidade e fechei a porta. Saí apressado de lá e corri até o elevador, apertando todos os botões de uma vez só em total nervosismo.

Aquela foi uma das cenas mais excitantes que eu já tinha visto na vida. E era um homem. Um homem, Jeon Jungkook, e ainda por cima um amigo de faculdade! Você só pode estar ficando louco!

Eu realmente estava na merda. Onde já se viu? Gostar e sentir desejo por homens!? Nunca que aquilo seria visto por bons olhos pelas outras pessoas, nem eu via muito bem. Mas aí, Jimin-hyung apareceu, e ele é tão legal, tão fofo, tão bonito, atraente, sexy... AH, JUNGKOOK, para de pensar besteiras!

Suspirei pesadamente, ignorei a ereção quase formada em minhas calças e comecei a andar mais rápido pra aula. Naquele ritmo eu chegaria em quinze minutos, mais ou menos, então coloquei meus fones de ouvido e um chiclete de menta na boca pra aliviar o hálito de recém-acordado e não espantar o Jimin durante a aula. Por que eu estou preocupado com isso mesmo?

Depoi de alguns minutos, cheguei na Universidade e logo adentrei os portões. Era um lugar bem simples. Na entrada haviam algumas árvores que floresciam durante a primavera e que faziam com que todo aquele astral chato de estudo ficasse com leve, exatamente como as flores.

Adentrei o salão e encontrei Taehyung e Jin, meus melhores amigos, conversando perto dos sanitários. Sorri de lado e fui até eles.

—Olha lá, se não é o pequeno Jungkook! —disse Tae, me puxando pra um abraço. Tae cursava fotografia e era realmente apaixonado pela área.

—Como vocês estão?

—Nós estamos bem. —Jin pronunciou. —Só achamos meio estranho o fato de que do nada você parou de falar com a gente pra começar a ficar com aquele seu amiguinho de aula. —continuou, com um enorme bico nos lábios. Jin fazia gastronomia, então, o único momento que poderíamos nos ver e conversar era na hora do intervalo, e eu acabava ficando na sala tocando com Jimin.

—Não faz assim hyung. —realmente não queria que Jin ficasse chateado comigo. Era como se ele fosse meu irmão mais velho, poderia me pôr de castigo. —Eu só fico na sala praticando com ele.

—Praticando os tipos de beijo? Exercitando o Kamasutra? Ah, deixa disso Kookie, dá pra ver de longe a tensão sexual que paira sobre vocês dois. —Tae olha pra mim rindo, como se aquilo fosse a coisa mais engraçada do mundo. Corei e soltei uma risada logo em seguida, juntamente com Jin-hyung, que não aguentou a pose de bravo por muito tempo e me deu um curto abraço.

—Você é podre, Kim Taehyung!

—Mozão gosta assim. —falou, indo em direção às escadas.


Notas Finais


PESADO HEIN!?!?! Se eu visse o Jimin naquela situação também ficaria confusa JHSAHJAHJSA ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Quem será o mozão do Tae?? ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Comentem oq acharam, eu amo ler s2
Beijinhos e até o próximo *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...