História Laura - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Automutilação, Drama, Sexo, Violencia
Visualizações 18
Palavras 377
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Poesias, Violência
Avisos: Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


É a minha primeira vez escrevendo uma fanfic, espero que gostem.

Capítulo 1 - Como tudo começou


Morrer, era o único desejo de Laura.

Pálida, de cabelos pretos, alta, de olhos verdes e que adorava dar sorrisos falsos.

Passou por uma infância difícil, com uma mãe suicida e um pai desconhecido. A mãe que não sabia nadar, se jogou em um lago e morreu afogada enquanto Laura assistia. Morte que ela sempre aceitou como um presente de Deus, mesmo não acreditando em Deus nenhum, evitava que ela sentisse culpa.

Depois do acontecimento Laura foi para um orfanato e como nunca foi adotada, só saiu quando tinha 18 anos.

Era uma manhã de outono e Laura adorava ver as folhas caindo ao som de Sweet dreams enquanto se cortava e fumava um cigarro.

Queria sair da rotina, se sentia presa, e então fez uma primeira tentativa.

Após o banho foi para baixo da sua árvore preferida, que ela batizou de Leonor a qual era o marco de seu recomeço. Laura sempre falava com a árvore como se ela fosse responder. Mas naquele dia Leonor respondeu, não que ela tenha dito algo, mas fez algo. Enquanto reclamava da vida miserável e melancólica que sempre teve uma porta se abriu na árvore, mas a abertura não permitia que Laura visse nada além de escuridão. Assustada, mas sem ter o o que perder, entra e se depara com um enorme jardim com flores murchas e com um cheiro horrível, como se urubus estivessem morrido lá e entrado em estado de decomposição.

Seguindo em frente ela avista uma única flor viva e vai até ela, chegando perto escuta uma voz grossa e rouca dizendo:

-puta que pariu eu quero morrer, me sinto tão só, até que enfim alguém nesse fim de mundo.

-QUEM ESTA AI? VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ AGORA - grita Laura

-estou bem na sua frente, idiota

-Essa voz grave vem de uma flor?-diz Laura rindo alto

-pare de fazer barulhos, ou quer acorda-lo garotinha?

-acordar quem?

-voce parece perdida, me tire daqui e eu a ajudarei- diz a tal flor

-mas como vou tirá-la daí sem que você morra?

-pegue um vaso com terra boa

-terra boa, onde vou arranjar?

-pensei que iria pegar essa terra, não é tão burrinha assim. Você precisará andar na direção do sol, até chegar em uma espécie de zoológico e pegará a terra de lá.

-esta bem, eu voltarei o mais rápido possível, tenho várias dúvidas.

-tome cuidado, menininha!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...