História Lavander Quartet - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Homem-Aranha, Homem-Formiga, Os Vingadores (The Avengers)
Exibições 4
Palavras 538
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Violência
Avisos: Incesto, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - O prédio


palhaço! você deveria aprender que ao roubar você deve ficar de boca fechada e não deixar te apanharem. burro-.

ai,ai, tira o pé da minha cara-.

não, filho de rapariga-.

parada! você está preza em flagrante por assalto a mão armada, e agressão a menor-.

primeiro: ele me assaltou , segundo: não tem arma nem uma-.

então oque é isso na sua mão?- o filho de uma puta me incriminou, agora o policial vai acreditar, já tenho histórico de furto. me ferrei.

quem é burro agora-o viado sussurrou e eu meti um soco na cara dele.

você Baka , duvido que esse policial balofo consiga me pegar. adeus filho da puta- bati a arma com força na cabeça dele não sei oque demônios ouve comigo só sei que saí correndo igual loca.

balofo é seu pai-.

eu nem tenho um-.

uma grande quantidade de poeira saiu de um prédio , com o susto eu caí no chão , minha vida inteira passou pelos meus olhos , uma sombra negra envolveu-me ,grandes pedaços de concreto foram caindo perto de mim, fechei meus olhos e senti as lágrimas escorrendo pelo meu rosto, naquele momento eu soube que minha vida acabaria.

deus que o senhor saiba, por todos os pecados que cometi eu irei pagar no inferno... mas....... hahaha NÃO ME ARREPENDO DE NADA! NADA! NUNCA ME ARREPENDEREI ! ARREPENDIMENTO NÃO MUDARÁ NADA! POR ISSO QUEIME-ME,DESTRUA MINHA ALMA , NÃO ME IMPORTO- uma viga de ferro se soltou atravessando meu peito ,logo depois o prédio desabou, vidro que se quebrou das janelas caíram sobre mim, o duro e pesado concreto caiu sobre minhas costas me esmagando.

faça um desejo garota solitária- uma voz doce e triste falou com migo.

por quê?-.

a hora de sua morte não será agora, lhe darei mais 30 dias de vida, por isso ,escolha seu desejo de morte- vários sons de sinos me cercaram.

eu desejo ter mais tempo de vida- lágrimas escorreram de meus olhos.

infelizmente isso não é possível, está em seu destino ,vou ler um pouco para você, no dia 30 de outubro Soleil Morienes Nikytta morre de causa desconhecida aos 21 anos solteira sem filhos solitária como sempre foi- comecei a chorrar muito- por favor não chore, ninguém vive para sempre, ande faça logo seu desejo de morte.

eu desejo que pelo menos uma pessoa vá ao meu funeral, leve um buquê de lírios para mim e ao menos uma lágrima derrame por mim. assim pelo menos não me sentirei sozinha do outro lado-.

sim, Soleil seu desejo se realizará, mas por em quanto aproveite seus últimos dias- tudo ficou em  branco.

~?~

senhor achamos mais um-.

que ótima noticia a onde está?-.

a encontramos nos destroços de um prédio que caiu é um milagre pois ainda está viva-.

tragam-na para cá vamos testar esse milagre!-.

odeio fazer isso mas não consigo derrotar nem um daqueles monstros-.

ah relaxa capitão de qualquer maneira eles morrerão quando os 30 dias acabarem, pode ir Tomas-.

como pode falar assim? eles são seres humanos como nós!-.

não são, e você sabe como são perigosos, tem ideia de quantos soldados os gêmeos mataram em um minuto?-.

continuo não concordando. mas já que é nossa ultima opção-.

 

 

 


Notas Finais


continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...