História L'avventura - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Omar Carvarral, Personagens Originais
Tags L'avventura
Visualizações 54
Palavras 2.189
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente. Chegou o capítulo da conversa entre seu Erasmo e Fernando. Essa vai ser "A conversa"...

Capítulo 10 - La conversazione


   Uma semana se passou e seu Erasmo pode finalmente ir para casa. Estava se recuperando bem, mas continuava precisando de cuidados.

Na Conceitos o trabalho estava a todo o vapor, Isabella, representante da Realtà havia chegado para ajudar com a campanha da marca. Fernando comandou a empresa nessa semana, já que Lety ajudava dona Julieta com seu pai. Mas Lety fazia questão de se interar de tudo. Lety e Fernando se viam pouco, pois Lety passou as noites com seu pai no hospital. Eles apenas se viam no horário do almoço, quando Fernando levava algo para Lety comer, pois ela estava ficando tão cansada que se deixasse, dormiria o dia inteiro.

Durante o resto da semana Erasmo não disse mais nada em relação a Fernando, o que deixou Lety um pouco aliviada, mas não menos preocupada. Ela comentou com Fernando que sua mãe contou a seu Erasmo sobre a doação de sangue, o que a princípio o deixou um pouco preocupado.

Mais um dia se inicia, Lety e Fernando vão para a Conceitos, o quartel enche Lety de perguntas sobre o estado do seu pai. Mas a conversa logo acaba, pois havia muito trabalho a ser feito.

Enquanto eles trabalhavam na presidência, Carol chega:

-Interrompo?- diz Carol animada.

-Claro que não dona Carolina, pensei que a senhora só chegasse amanhã.- Diz Lety indo abraçar Carol.

-Imaginei que precisassem de ajuda, já que a Márcia viajou.

-Carol, como você sabe que a Márcia viajou?- Fernando fica curioso.

-Eu encontrei com ela em Madri e ela me contou tudo. Eu já imaginava que ela não aguentaria conviver com vocês aqui depois de tudo. E como está o seu pai Lety?- Pergunta Carol.

-Bem melhor dona Carolina, ele voltou pra casa hoje de manhã.

-Que bom Lety. Mas eu quero saber no que eu posso ajudar vocês.

-Acho que você podia nos ajudar com a produção executiva. Desde que a Márcia se foi o Omar está tentando cuidar desta parte mas acabou ficando sobrecarregado.- Fernando comenta.

-Eu vou adorar ajudar vocês com essa campanha da Realtà.- Carol diz animada.

-Meu amor, eu vou deixar a Carol a parte de tudo e já volto. -Fernando diz dando um beijo em Lety.

-Lety, depois eu preciso conversar com você.- diz Carol.

-Claro dona Carolina, assim que o Fernando voltar. A senhora não se importa em ficar na antiga sala da dona Márcia?- Pergunta Lety.

-Claro que não, eu só me importo com você me chamando de senhora. Daqui a pouco eu vou ser obrigada a me aposentar e começar a fazer tricô.- Todos riem.

Fernando explica tudo a Carol sobre a campanha da Realtà, deixando Carol encantada:

-Nossa Fernando, estou impressionada com o avanço de apenas uma semana. Se continuar assim o Júlio não terá do que se queixar.

-Tomara Carol, você mais do que ninguém sabe da importância dessa campanha. Não vejo a hora de me livrar dessa dívida.

-E pra quando é o seu casamento com a Lety. Eu quero ser a madrinha.

-Esse é o problema Carol, eu não queria me casar com a Lety sem a bênção do pai dela, eu sei o quanto isso é importante pra ela.

-Eu entendo Fernando e te admiro quanto a isso.

-É compreensível o seu Erasmo não confiar em mim depois de tudo.

-Mas você mudou meu amigo e é pra frente que se anda.

Fernando deixa Carol em sua nova sala e volta para a presidência, Lety o esperava ansiosa:

-O que a dona Carolina achou?

-Ela gostou, acha que avançamos bastante.

-Que bom.- Diz Lety desanimada.

-O que está acontecendo Lety?- Fernando pergunta.

-Eu não ajudei em nada praticamente até agora.

-Não diga isso meu amor.

-É verdade, bela presidente que eu estou sendo.

-Você sabe que sem você a Conceitos já teria ido pro buraco a muito tempo não sabe?

-Para com isso Fernando.

-Todos aqui na Conceitos sabem disso.

-Como sempre você tentando me animar.

-Eu só estou dizendo a verdade. Meu amor, a Carol está te esperando.

-É mesmo, eu não demoro. – Diz Lety beijando Fernando.

-Eu já disse que te amo hoje?- pergunta Fernando no ouvido de Lety.

-Acho que umas dez vezes.- Diz Lety mais animada.

Lety vai para a sala de Carol, quando o telefone toca e Fernando atende:

-Seu Fernando.

-Pode falar Lola.

-O pai da Lety está na linha querendo falar com o senhor.

-Pode passar Lola, obrigado.

Fernando fica surpreso:

-Alô, seu Fernando?

-Seu Erasmo, estou surpreso com a ligação do senhor. No que posso ajudá-lo?

-Eu preciso ter uma conversa séria com o senhor seu Fernando e não posso mais adiá-la.

-Quando o senhor quiser seu Erasmo.

-O senhor pode vir aqui em casa hoje?

-Claro seu Erasmo. A que horas?

-Assim que você e a Lety saírem da Conceitos. Por favor, peça a menina que venha com o senhor.

-Claro seu Erasmo. -Nesse momento Lety volta e se assusta ao ouvir Fernando falando o nome de seu pai.

-O senhor quer falar com ela, ela está aqui.

-Não precisa, eu espero vocês dois a noite se Fernando.

-Nós iremos com certeza. Até mais tarde seu Erasmo.

Lety olhava assustada para Fernando:

-Era o meu pai no telefone não era?

-Era sim meu amor, ele quer que vamos até a casa dele mais tarde, ele disse que precisa falar comigo.

-Ai ai ai, não acho que vai ser bom. Não quero que meu pai brigue com você outra vez.

-Acho que não Lety, seu pai não estava nervoso no telefone. Acho que ele quer apenas conversar.

-Tomara que sim Fernando.

O dia passa rapidamente e eles vão direto para a casa dos pais de Lety. Chegando na porta, Dona Julieta atende e logo dá um grande abraço na filha:

- Meu amor, achei que demorariam mais a chegar.

-Boa noite dona Julieta.- Diz Fernando a abraçando.

-O que foi Lety, porque essa cara? -Pergunta dona Julieta.

-Mamãe, a verdade é que eu estou nervosa.- Diz Lety.

-Eu já falei com ela que quem devia estar nervoso era eu, afinal só aconteceu isso tudo por minha causa. -Fernando disse triste.

-É, mas também se não fosse pelo senhor hoje o Erasmo poderia não estar aqui. Escute ele e saiba que eu estou do lado do senhor. -Diz dona Julieta.

-Aliás, onde o papai está?

-No quarto, fica muito ruim pra ele descer as escadas com aquele gesso na perna. Vamos lá.

Chegando no quarto, Erasmo estava sentado na cama:

-Eles chegaram velho.

Erasmo olha para Lety e Fernando, que estavam de mãos dadas:

-Oi papai! -Diz Lety indo em direção a Erasmo.

-Oi minha filha. -Erasmo abraça Lety.

-Boa noite seu Erasmo. – Fernando diz sério.

- Boa noite seu Fernando. Julieta, você pode levar a Lety lá pra baixo por favor?

-Mas papai...

-Lety, desça com a sua mãe por favor.

-Vamos filha, me ajuda a fazer o jantar. -Diz dona Julieta enquanto tira Lety do quarto.

Fernando e Seu Erasmo estavam no quarto a sós, quando Fernando se ajoelha a seu lado da cama e toma a iniciativa de começar a conversa:

-Seu Erasmo, antes de tudo eu quero pedir perdão pelo canalha que eu fui antes de me apaixonar pela Lety.

-Seu Fernando, antes de mais nada eu quero contar ao senhor uma pequena história. Há alguns anos atrás, Lety viveu uma triste história. Foi tudo muito rápido, mas deixou marcas. Em um dia ela estava feliz e no outro estava em lágrimas.

-Seu Erasmo, infelizmente eu conheço essa história...

-Deixe- me terminar por favor. Um dia um jovem chamado Miguel pediu para namorar com a Lety, minha filha estava tão feliz. Ele parecia ser um bom rapaz, mas depois de um tempo ele deixou de frequentar a nossa casa, nunca mais procurou a menina. Lety e Julieta acham que eu não sei o que aquele desgraçado fez com ela aqui dentro de casa. O senhor não imagina como eu sofri vendo a Lety daquele jeito. Eu não pude fazer nada, eu pensei que veria a minha filha morrer de tristeza.

Nessa altura do relato Fernando já deixava as lágrimas caírem. E seu Erasmo continua:

-Eu prometi a mim mesmo que eu não deixaria mais nada de mal acontecer a minha filha e mais uma vez falhei. Eu não consegui evitar que a Lety sofresse outra vez. Mesmo parecendo forte eu sabia que a Lety sofria, só não sabia o motivo, então a sua ex-noiva veio aqui e eu descobri tudo. Fiquei decepcionado com ela, eu não ensinei ela a enganar as pessoas, eu não ensinei ela a maquiar balancetes. Eu sempre tentei ser um bom exemplo pra ela.

-O senhor é seu Erasmo, nunca duvide disso. A Lety não poderia ter pai melhor. Quem me dera que o meu pai fosse igual ao senhor. Durante muito tempo seu Erasmo eu tive que lutar para ter a atenção dos meus pais, acho que por isso eu acabei cometendo tanta besteira na minha vida. A começar pelo meu namoro com a Márcia, que por causa da presidência da Conceitos acabou se tornando noivado. Eu queria agradar os meus pais, e até então, eu estava conseguindo, mas pra isso elaborei um plano arriscado para ganhar a presidência e eu acabei me enrolando. A Lety entrou na minha vida pra me salvar. O que eu fiz com ela foi terrível seu Erasmo, pra falar a verdade, até hoje eu não me perdoei por isso. O único erro da Lety foi me amar, um amor que eu não sei se mereço, mas que me dá forças pra continuar seguindo em frente. Ela é um anjo seu Erasmo, eu preciso dela como eu preciso do ar pra sobreviver.

-Seu Fernando, o senhor ainda vai ser pai e um dia vai saber do que eu estou falando. Não há sofrimento pior para um pai do que ver o seu filho sofrendo e não poder fazer nada para ajudar. Ela é minha única filha.

-O senhor não sabe como eu me sinto mal todas as vezes que me lembro do que fiz. Mas desde que a Lety me perdoou todos os dias são recomeços ao lado dela. Eu só quero fazê-la feliz, nem que para isso eu tenha que dar a minha vida.

-Então eu posso contar com o senhor pra cuidar da minha filha? -Seu Erasmo pergunta deixando Fernando surpreso.

-Claro seu Erasmo, o que eu mais desejo na vida é cuidar da Lety.

- Sendo assim, eu dou a minha permissão e a minha bênção para vocês se casarem.Espero que não me decepcione outra vez rapaz.

-Eu prometo que não vou decepcionar o senhor. Muito obrigado seu Erasmo.

- O senhor podia fazer o favor de ir chamar a Leticia, ela deve estar pensando que eu matei o senhor uma hora dessas.- Diz Erasmo sorrindo.

-Claro, eu já volto.

Quando Fernando ia saindo pela porta, seu Erasmo o chama:

- Seu Fernando!

-Pois não seu Erasmo?

-Obrigado por salvar a minha vida rapaz.

-O senhor não precisa me agradecer.

Fernando desce e chama Lety para conversar com seu Erasmo:

-E então meu amor? -Lety pergunta nervosa.

-O seu pai quer falar com você.

-O que aconteceu lá em cima?

-Uma longa história. Melhor o seu Erasmo te explicar. -Diz Fernando sorrindo.

Fernando e Lety chegam ao quarto:

-Papai, mandou me chamar?

-Sim minha filha, eu pensei muito nesses dias e resolvi dar uma chance para o seu Fernando e eu dou a minha bênção para vocês se casarem.

- Sério papai?

-Sério minha filha. Todos nós cometemos erros na vida, mas eu percebi que o seu Fernando está fazendo de tudo pra consertar os erros dele. Eu abençoo o noivado de vocês. Eu só peço juízo, ainda está muito cedo para eu ter netos, por favor. -Eles riem.

-Pode deixar papai, eu também acho muito cedo. Eu não sei nem cozinhar, imagine cuidar de um filho hi hi hi hi hi.

-Aliás, você vai voltar pra casa filha?

-Papai, não que eu não gostasse de morar aqui com vocês, mas eu me sinto muito bem com o Fernando. Espero que o senhor não se aborreça.

-Eu imaginei, vocês não vivem um sem o outro mais. No hospital eu fingia que estava dormindo enquanto você falava com o seu Fernando no celular e eu acabei percebendo como ele faz bem. Pela primeira vez na vida eu vou respeitar a sua decisão. Obrigado seu Fernando ir ter acolhido a minha filha quando ela mais precisou em sua casa. Por favor, continue cuidando bem da Lety.

-O senhor não precisa nem pedir.

    Naquela noite, Lety e Fernando ficaram para o jantar. Com a ajuda de Fernando, seu Erasmo desceu para jantar, e não demorou muito o Tomás chegar, seu Erasmo tinha ligado para ele mais cedo o convidando para o e se desculpando. Finalmente, Lety estava tranquila, e poderia marcar a data do casamento. Para Fernando, a conversa com seu Erasmo foi bem mais que conseguir a bênção dele, foi também o começo para o seu auto perdão. Apesar dessa batalha vencida, ainda faltava convencer a dona Teresinha a apoiá-lo e Fernando não saberia se conseguiria tão cedo...


Notas Finais


Obrigada pelos comentários e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...