História Lay Me Down (Ziam Mayne) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ed Sheeran, Kristen Stewart, One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Boyxboy, Drama, Gay, Larrystylinson, Liam, Liampayne, Nedshoran, One Direction, Romancegay, Zayn, Zaynmalik, Zeeyumx, Ziam, Ziammayne
Exibições 120
Palavras 1.308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ZAYN DO CÉU QUE FOTO FOI AQUELA QUE O LIAM POSTOU 100 OR

boa leitura <3

Capítulo 27 - Asshole


"Filho da puta!" Zayn exclamou, batendo a almofada na cama. "Vou enfiar esse gancho no cu desse arrombado de merda!"

"Amor." Liam fez sinal para ele parar de falar. "Você sabe que ele vai se foder sozinho."

"Sei, mas eu quero foder mais ainda. Pela elefoa." Suspirou.

Depois do banho, o casal ficou no quarto assistindo filmes - Liam recostado em travesseiros e Zayn entre suas pernas -, e naquele momento estava passando Água Para Elefantes.

"Você ta com fome?" Zayn perguntou de repente. "Não te ofereci nada porque ainda to meio enjoado, mas a gente pode descer, se você quiser."

"Um pouco, na verdade. Que horas são?"

"Cinco, alguém deve estar fazendo o jantar já. Minha mãe tem mania de velho."

"E o seu padrasto?" Passou a língua pelos lábios, deixando Zayn brincar com os seus dedos.

"Insignificante. Ele não vai falar nada, e se falar, finja não ter escutado."

"Nem se ele for educado comigo?"

"Jacob não vai ser educado com você, e ele nem merece a sua educação. Guarde pra minha mãe, ela vai amar te conhecer."

"Tudo bem, a gente vai descer agora?"

"Pode ser." Inclinou a cabeça para olhar Liam. "Se ninguém estiver fazendo nada, você faz." Sorriu falso.

"Aqui não é bagunçado assim não, lindo." Arqueou uma sobrancelha.

"Bobo." Levantou devagar, fazendo uma careta no processo. "Se eu não te amasse..."

"Depois eu te encho de beijos, yeah? Não se preocupa."

"Mas ta doendo agora, depois vai ser só um consolo." Se ajeitou de pé, subindo a bermuda de moletom.

"E tem outra coisa que eu possa fazer?" Perguntou sarcástico, levantando da cama também.

"Veste uma camiseta minha, as limpas ficam no guarda-roupa." Mordeu os lábios se apoiando na parede.

"Por que?" Sorriu divertido, indo até onde fora dito.

"Porque quero saber como você fica nas minhas roupas."

"Continuo gordo." Liam respondeu. "Vai parecer que eu to de baby look."

"Que bom, né? Agora cala a boca e veste logo." Resmungou.

"Você é tão chato." Rolou os olhos, vestindo uma camiseta de Zayn que tinha a estampa da MTV na frente. "Não vai se vestir?"

"Não, eu já to de bermuda. Eles que agradeçam."

"Não sei se você reparou, mas tem umas mordidas no seu pescoço e clavícula."

"Você viu? Foi o meu namorado que fez, depois fala que me ama." Levantou o óculos com as costas da mão.

"Veste uma camisa, babe. Ninguém precisa saber que eu te mordo."

Zayn gargalhou.

"Eu to na minha casa e não quero esconder. Mas tudo bem, apenas para te agradar."

Claro que Zayn implorou para ser carregado por Liam, e claro que ele cedeu. Pobre Malik, estava com dor na bunda. Mas é como dizem, toda causa gera um efeito.

Da escada já era possível sentir o cheiro de tempero, e quando chegaram na cozinha, Trisha quem estava cozinhando.

"Mãe?" Zayn chamou, ganhando a atenção da mulher.

"Oi, filho. Que bom que lembrou que não existe só o seu quarto na casa." Foi falando antes de se virar.

"Uhum, quero te apresentar uma pessoa." Crispou os lábios, ganhando total atenção de Trisha.

"Quem?" Franziu o cenho, e Zayn olhou para o lado chamando Liam silenciosamente.

"Esse é o Liam, e a gente ta namorando." Cooperou para que o mais velho passasse o braço pela sua cintura.

"Por Deus." A mulher cobriu a boca com as mãos olhando de um para o outro.

"Prazer, dona Trisha." Liam estendeu a mão, beijando as costas da mão da sogra.

"Muito prazer." Ela sorriu mais calma. "Você é um charme. Tem quantos anos?"

"Obrigado, tenho vinte e três." Sorriu.

"Parabéns, filho. Fico muito feliz por vocês." Continuou sorrindo, dessa vez olhando apenas para Zayn.

"Eu sei, meu namorado é maravilhoso." Riu fracamente. "Ta fazendo o que?"

"Temperando a salada de batata." Voltou a virar de costas. "E falta fazer o molho pro macarrão."

Liam se sentou numa das cadeiras, com Zayn sobre suas coxas.

"Quer ajuda?" Payne ofereceu.

"Você sabe cozinhar?" A mulher olhou para trás por cima do ombro.

"Maravilhosamente bem." Zayn respondeu. "Você nem imagina."

"Com toda essa propaganda, eu vou aceitar." Ela disse. "Você é vegetariano?"

"Yeah." Umedeceu os lábios. "A senhora também?"

"Não." Ela disse. "Pode me chamar de você, querido."

"Liam." Zayn pareceu se lembrar de algo. "Você falou com a sua mãe?"

"Falei ontem, deixei ela surtando sozinha." Deu de ombros.

"E o que você disse?" Perguntou um pouco mais baixo.

"A verdade." Sussurrou. "Mas ela continuou surtando."

"A verdade completa?" Sussurrou em desespero.

"Não, Zayn. Você acha que eu falaria que só vim aqui comer pizza na casa do seu amigo?" Mentiu. Ele sabia que mães tinham a audição aguçada.

"Tudo bem." Zayn concordou o mais natural possível. "Mãe, o que o Liam pode fazer?"

"O molho?" Sugeriu. "Se não quiser tudo bem, eu faço."

"Pode deixar, Trisha." Apoiou a cabeça no ombro de Zayn. "Você não quer ir lá em cima pegar meu celular?"

"Eu deveria terminar com você por falta de consideração e compaixão, mas não vou fazer." Se levantou.

"Claro que não vai, você me ama."

Liam ganhou um dedo médio como resposta.

"Onde se conheceram?" Trisha perguntou.

"Na cafeteria que a Jade trabalha." Pegou uma cebola que estava sobre o balcão e começou a descascá-la.

"Você mora em Londres?" Perguntou assustada.

"Moro." Riu fracamente. "Como você quer o molho?"

"Branco. Zayn não gosta de tomate."

"Sério?" Franziu o cenho. "Ele já comeu tomate na minha casa."

"Oh, então você realmente cozinha bem. Ele tem trauma, porque quando era criança, minha mãe o obrigava a comer tomate puro. Porque é uma fruta, querendo ou não."

"Ugh, entendi. Tomate sem tempero é ruim mesmo. Isso foi um voto dizendo que eu posso fazer molho de tomate?"

"Sim." Ela riu. "Já que o seu ele come."

Liam engoliu em seco e fingiu uma tosse para não rir do duplo sentido na frase. A mulher não pareceu perceber.

"O cheiro está bom." Uma voz masculina, profunda e rouca, chegou na cozinha. Liam tensionou. "Quem é você?"

"Liam." Respondeu simplesmente, mexendo a cebola que fritava no azeite.

"Liam quem?"

"Sua mãe te ligou de novo, mas não achei que deveria atender." Zayn apareceu na cozinha, sua mudança de humor perceptível.

"Podia ter feito." Liam respondeu. Se seu namorado o tinha mandado não responder o troglodita, ele não o faria mais.

"Ah, é só mais um viado." Jacob disse com descaso, abraçando Trisha por trás.

"Zee, onde fica a massa de tomate?" Se esforçou ao máximo para não parecer afetado, mas Liam já estava puto.

"Tomate?" Fez cara de nojo, sentando no balcão ao lado do fogão.

"Ah, você comeu quando eu fiz. Vai ficar bom." Fez bico. Era só o imbecil ficar calado.

"Tudo bem." Cedeu à contra gosto. "Nem sei se vou comer ainda."

"Claro que vai. Amor, pega a massa de tomate pra mim? A cebola vai queimar."

"Foi mal." Pulou do balcão, e pegou uma lata com o que havia sido pedido. "Quer que eu abra?"

"Por favor."

"Isso tem um gosto horrível." Fez uma careta depois de lamber o que havia ficado em seu dedo.

"Eu vou é sair daqui antes que seja contaminado." Jacob resmungou, deixando a cozinha.

Liam apenas apertou a lata com mais força do que precisava, fazendo seus nós dos dedos esbranquiçarem.

"Babe." Zayn tentou acalmá-lo.

"Como você aguenta?" Perguntou magoado. Não pelo palavreado do homem, mas por Zayn ter que conviver com aquilo constantemente.

"Eu não aguento." Sorriu triste, brincando com o celular de Liam em seu colo.

Trisha parecia não estar na cozinha, e ela queria que continuasse assim. Só dessa forma para saber minimamente o que o filho sentia, sem máscaras.

"Eu te amo." Liam voltou a falar, baixo porém firme.

"Eu sei." Zayn tocou o rosto do maior. "Isso vai bastar, eu te prometo."

"Eu te prometo que farei bastar."


Notas Finais


thank God it's friday 'cause fridays will always be better than sundays 'cause sundays are my suicide days (8'

já foram ler late night? não que vocês sejam obrigados oasçdfa calma. mas se alguém estava esperando eu terminar de postar, pode ir porque eu fiz isso na quarta :)

mas essa não é a perguntinha do dia okafkadsf

quais os desenhos favoritos de vocês?

os meus são o incrível mundo de gumball, hora de aventura, bob esponja, clarêncio o otimista, irmão do jorel...

ZAYNTE OBRIGADO PELOS FAVS E COMENTS, VOCÊS SÃO INCRÍVEIS

beijinho na testa <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...