História Layane, A Deusa Lunar! - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, 4Minute, EXO, Mitologia Egípcia, Mitologia Grega, Saint Seiya, SHINee, T-ara
Personagens Afrodite de Peixes, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Aldebaran de Touro, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Kanon de Gêmeos, Kiki de Appendix, Marim de Águia, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Personagens Originais, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda
Tags Cdz, Egito, Etc, Romance
Exibições 29
Palavras 1.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Tenho saudades de você mãe!


Fanfic / Fanfiction Layane, A Deusa Lunar! - Capítulo 9 - Tenho saudades de você mãe!

P.o.V. Layane

No dia seguinte, acordei tarde, e mau sabia que eram 12:45, e essa é a hora que eu vou pra escola todos os dias. Tomei meu banho rápido e fui lá pra baixo, comer algo, mas eles não estavam lá, mas o que importa é que tinha um bilhete em tibetano na geladeira dizendo:

" Lay-San, nós estaremos no palácio, se quiser aparecer venha logo!"

"Mu"

Fui correndo para o palácio, e vi que a comida tinha acabado, até que Atena disse:

- Parece que você veio! E com certeza dormiu tarde, não é?
- Pare com isso! E cadê a comida? Tô sem comer desde ontem a noite!
- Não se preocupe, mandei a empregada fazer mais! E que roupas são essas?
- Foi a primeira roupa formal que eu vi e tenho para por hoje, porque já são 12:50 e preciso comer para ir para a escola!
- É professora? - Perguntou Saga.
- Sim! E amo ser uma professora! Que nem a minha mãe Maya! Ela, minha avó Kali e meu avô Shiva são minha inspiração!
- Lay eu tô curioso, o que você fez quando seu pai faleceu? - Falou Aioros.
- É...- Comecei a chorar e lembrar de quando ele havia falecido.
- Você é Órfã? - Perguntou Atena.
- Sim! E quem matou meu pai foi a madrasta! E eu vi ela o matando na minha frente!
- Que pena! E quem cuidou de você lá na China?
- Foi minha tia Vanessa! A irmã do meio da minha mãe. E talvez eu vá no Duat para ver ela.
- O que é o Duat? - Perguntou Shaka.
- É aonde os mortos vão e são julgados por Osíris, o deus dos mortos. Ele é um dos 12 deuses do horóscopo egípcio.

Todos ficaram de boca aberta após ter dito aquilo, mas eles já sabiam o meu segredo de eu ser uma deusa. Até que Atena perguntou:

- Que roupa é essa que você está usando?
- É uma roupa tradicional do país que a minha avó vem. Ele se chama Sari Curto.
- De que país sua avó é?
- Nova Délhi, Índia. E minha mãe também é da Índia.
- E seu pai, é de onde?
- Ele é da cidade Sagrada de Lhasa, no Tibete. Tenho muitos mais parentes por lá.
- Deve ir bastante para lá. - Falou Afrodite.
- Sim, mas estou indo bastante para Índia para ver se meu avô Shiva já esteja em casa.
- O que aconteceu com seu avô? - Disse Shura.
- É que ele foi viajar, e eu não vejo ele faz dias. Pra mim, ele é um conselheiro, que sempre me ajuda em momentos difíceis, em que sinto tristeza em meu coração.
- Vamos voltar, já é 13:05! - Falou Dohko.
- Ai meu deus, eu tô atrasada!!!!!!

Fui correndo para a escola, e com certeza eu levaria uma bronca da diretora Herley, por ter chegado atrasada. Fui correndo para a sala, e comecei há dar a aula.
Na hora do recreio, fui para a sala dos professores(como sempre) e as professoras perceberam que eu estava com uma cara estranha que elas nunca viram antes. Até que Margareth perguntou:

- Então Layane, que cara é essa? Aconteceu algo essa noite?
- O que ce tá falando? Eu apenas dormi só isso! - Falei ficando corada.
- Não engane a gente Lay, nós sabemos que quando você fica corada aconteceu algo. Mas fala o que aconteceu?
- Vocês prometem que não vão contar?
- Sim! - Falaram todos.
- Mas antes, eu farei um chute. - Disse Cecília. - Você transou com ele!
- Sim! Eu tenho que admitir que eu transei com ele.
- Eu sabia que ele transaria com você qualquer dia! E ele faz bem?
- Sim! Suas curiosas!
- E essa deve ter sido sua primeira vez! E ele pediu algo para você?
- Essa não foi minha primeira vez, e ele me pediu em namoro!
- Fala sério!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
- Sim! Isso é verdade mesmo e eu aceitei! E olha que parece que aquilo foi um sonho!
- Tomara que não role casamento! E que você não esteja grávida.
- Vamos ver no que dá né, e se eu engravidar to fudida porque terei que cuidar da criança.
- Não se preocupe Lay, eu acho que ele não engravidaria você. Vix, já deu a hora. Vamos!

Fomos para as nossas salas, e comecei à explicar sobre história. Quando cheguei em casa, fui tomar banho, botei minha roupa e fui para o Duat ver minha mãe. Quando vi ela, fui direto dar um abraço nela, até que eu disse:

- Oi Mãe!
- Layane! Minha filha amada, senti tanto a sua falta! E como vai a sua avó?
- Muito bem! E já estou de volta em Atenas, só que agora a cidade tem Monarquia. Mas o que importa é que a Rainha é gente boa.
- Ainda bem que nós estamos acostumadas com monarquia, só que lá na Índia, é Império! E é bem diferente de monarquia.
- Não se preocupe mãe,  e até agora não aconteceu nada de invasão na cidade. E se acontecer, aquele outro povo vai ver!
- Você é igual há sua avó, com a mesma personalidade violenta de sempre. E o seu entronamento, tá conseguindo cuidar do panteão?
- Sim, só que entrei em guerra com uma deusa chamada Pangeia. Ela quer o mundo para si e olha o que um de seus guerreiros fez em meu abdômen - Falei mostrando o corte.
- Ai meu deus! A sua avó sabe disso?
- Sim, ela falou se acontecer algo é para chama-la.
- Ainda bem.
- Agora terei de ir, porque uma pessoa está me esperando.
- Tchau querida!!!!!! Te amo!!! E diz pro Aioros que eu mandei um beijo!

Acenei para ela e teletransportei para a casa. Quando cheguei lá vi eles, que estavam sentados conversando até que Aioros disse:

- Olá Lay!
- Oi... - Eu estava morta de cansada aquela hora.
- Senta aqui com a gente!
- Está bem. Tudo bem com você? E.. - Bocejei. - E minha mãe mandou um beijo pra você.
- Tenho saudades de sua mãe, e olha que até hoje me lembro quando fui almoçar lá, ela fez uma comida indiana bem apimentada e o engraçado é que você conseguia comer aquilo.
- É que eu comia isso desde pequena. E tu é que não viu ainda a da minha avó, ela faz bem apimentada. Eu quero dormir agora. Boa noite!

Dei tchau para eles e fui dormir. E dessa vez eu botei o negócio no nariz. Não conseguia dormir, por causa do que aconteceu ontem à noite e isso me preocupava muito, porque vai que a previsão de Taueret estivesse certa, e que eu teria um filho junto com o Mu-San, mas eu não sei o que fazer, e a minha vida estará perdida por causa de uma criança e ao mesmo tempo o panteão, mas eu não me importarei com isso agora. Sai do quarto, e eles ainda estavam lá e eu disse:

- Oi de novo!
- Que cara é essa Lay-San? O que lhe preocupa? - Perguntou Mu-San.
- Depois falo com você. E eu não consigo mais dormir, por causa disso, e a previsão da Taueret sobre eu estar grávida, parece que isso vai acontecer. parece que terei que começar há meditar essa semana.

Até que uma professora que estava observando, gritou:

- Ela tá com medo de que o Mu de Aries tenha engravidado ela!!!!!!! - Quando ela gritou, fez com que eu e o Mu-San ficássemos corados.
- Cecília?
- E ele pediu ela em namoro ainda! E vocês deixariam um cavaleiro namorar uma plebéia?
- Claro! Pois todos nós temos direito de apaixonar por alguém que ame. - Falou a Rainha.
- Mas se ela estiver grávida?
- Eu sei que não é você Cecília, porque você prometeu não contar para ninguém sobre isso. - Falei.
- Parece que sabe quem eu sou não é deusa Nut?
- Sim, você é Gaal, uma guerreira de Pangeia.
- Acertou! E eu ainda sou filha dela! E agora se curve perante a minha mãe! - No mesmo instante, Pangeia apareceu.
- Não irei se curvar à sua mãe Gaal!

Até que minha avó Kali apareceu e atacou ela com as suas foices, matando Gaal, até que ela veio até mim, e disse:

- Você está bem Lay? Ela te fez algo?
- Ela contou uma coisa!
- Que coisa? Já saquei a coisa...e é normal tipo, duas pessoas se amarem e fazerem aquilo. Não se preocupe!
- E o vovô voltou?
- Ainda não, mas ele falou que vai voltar amanhã...
- Que bom! Porque tô com saudade dele!
- Também sinto falta dele!

Todos ficaram olhando para mim e para a minha avó, até que Shaka perguntou:

- A sua avó é uma...uma divindade?
- Sim, Shaka...ou melhor a reencarnação de Buda!
- Como você sabe disso?
- Eu sabia desde o início sobre isso, mas o que importa é que os nossos panteões são aliados.
- É! É só isso que importa. Mas qual o seu panteão?
- Panteão Hindu!
- Então somos aliados!
- Sim, agora terei que ir! Tchau!!!

Ela voltou para a Índia e eu fui para o quarto dormir, mas o Mu-San pegou meu braço e disse:

- É Lay-San, e agora que Pangeia sabe aonde você está, o que vamos fazer?
- Nada, e ela será derrotada em breve!

Fui para o meu quarto e durmi. E eu tive sonhos esquisitos, mas o que importa é que dessa vez eu consegui dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...