História Learning to love- Jikook - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Suga, V-hope, Yoonkook
Exibições 381
Palavras 2.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Fluffy, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei, mais cheguei, espero que gostem, boa leitura...:3

Capítulo 12 - Não parei pra pensar nesse ponto de vista


Fanfic / Fanfiction Learning to love- Jikook - Capítulo 12 - Não parei pra pensar nesse ponto de vista

                                                        *JEON JUNGKOOK*                      

 

-Você gostaria de se tornar Park Jimin ?- perguntou mesmo já sabendo da resposta, meus olhos estavam cheios de lagrimas, resolvi brincar um pouco com o mesmo

-Acho melhor não, melhor eu pensar um pouco, estou em duvida entre você e seu irmão, sabia que ele está mais boni- ele me interrompe me prensando na parede

-Ele pode ser bonito, mais duvido que chegue a te foder com eu! - corei na mesma hora que ele falou aquilo, vou provocar mais um pouco

-Não parei pra pensar nesse ponto de vista, bom, se quiser eu posso descobrir, será que ele está ocupado hoje? - sorri sinicamente pra ele e ele me prensou mais ainda contra a parede

-Não brinca comigo Jeon Jungkook, eu não quero te machucar- falou deslizando uma das mãos até a barra da sua camisa afim de a tira-la, eu dei um tapa na sua mão

-Nem chega perto, eu preciso está inteiro pra corrida, eu não quero chegar mancando!- falei tentando o empurrar para longe mais ele apertou a minha cintura me fazendo arfar no seu ouvido

-Quem disse que eu vou deixar você ir? Ainda mais sabendo que meu irmão vai junto, é o caralho que você vai!- eu não consegui conter o riso e ele sorriu malicioso descendo a mão outra vez até a barra da sua camisa

-Jimin, não!- segurei sua mão e ele não sabia se olhava pras minhas coxas ou se olhava pra mim- Eu vou e ponto, e se isso te deixa mais alegre ou não, o Suga vai comigo, ele não vai deixar o Channie tocar em mim- Jimin me soltou e começou a socar o ar com raiva

-Agora mesmo que você não vai!- ele sentou no sofá e ficou olhando a caixinha vazia onde estava o anel, que está na minha mão agora

-Jimin- sentei ao seu lado e coloquei minha mão que estava com o anel de noivado em cima da caixinha, ele me olhou meio triste

-O que você quer?- eu comecei a fazer carinho na sua nuca e ele tirou minha mão de lá e levantou, indo pro quarto, consegui segurar sua mão assim que ele entrou no quarto, ele parou de andar, rapidamente me coloquei na sua frente e abaixei a cabeça pra falar

-Eu aceito, claro se o pedido ainda estiver de pé- ele passou a mão no meu cabelo e eu a tirei fazendo carinho na mesma

-Kookie eu...

- mais eu entendo se não quiser, eu não deveria ter brincado com um assunto tão sério

-Coelhinho eu...

-Tudo bem, Jimin, eu sei que você está com raiva e eu até entendo, eu posso esperar até você estiver pronto, não...

-Princesa eu...

-Não precisa falar nada eu já entendi, mais quero que você saiba que eu vou te amar do mesmo jeito, eu ach-

-PARK JUNGKOOK!- ele falou soltando um risinho no final e levou sua mão ou meu queixo levantando o mesmo- você achou que eu não ia aceitar mais casar com você? É a mesma coisa de perguntar pra mim se eu quero morrer, eu nunca vou dizer não pra você, por que eu te amo- ele me abraçou com força e eu retribuir

-Então eu posso ir pra corrida e levar o seu irmão e o Suga jun- ele me interrompe

-Não- me pegou no colo e me deitou na cama ficando por cima

-Mais você falou que- ele beija meu pescoço e se afasta um pouco

-Mudei de ideia- ele levantou da cama tirando os sapatos junto com a calça e a camisa, voltou a ficar por cima de mim- o que me diz?- sussurrou no meu ouvido e meu corpo estremeceu com a suas palavras

-J-jimin, eu já te falei não, não complique as coisas- ele bufa se levantando mais eu seguro seu braço- Fica um pouco comigo- ele assente se deita ao do meu lado, eu sento na cama e tiro a camisa deixando a mesma na ponta da cama

-Não provoca, você sabe que eu não consigo me controlar- eu deitei no seu peito e ignorei sua fala

-Eu te amo- ele ficou fazendo carinho na minha cintura com a mão

-Eu te amo mais- eu sorri levantando a cabeça e beijando seu pescoço- Assim eu vou ficar duro!- eu parei de beijar seu pescoço e subi os beijos até sua boca, mordi seus lábios pra provocar e logo ele me puxou me colocando sentado em seu colo, sentou e começou a me beijar ferozmente e eu envolvi meus braços em seu pescoço, ele me puxou pra mais perto e entrelaçou minhas pernas em sua cintura, eu podia sentir sua ereção perto da minha entrada e isso me deixava mais excitado do que nunca

 

Cada beijo que dávamos era um mais profundo que outro, ele me beijava enquanto apertava as minhas coxas e eu estava bagunçando seus cabelos e puxando os poucos cabelos da sua nuca, eu já estava ficando duro, mais meu celular tocou, eu dei um selinho demorado em Jimin e levantei colocando a sua camisa outra vez e pegando o celular, voltei para cama sentando no meio de suas pernas atendendo a ligação

 

                                                               *LIGAÇÃO ON*

 

-Oi, quem fala?- me ajeitei colocando minha cabeça no peito de Jimin

-Não reconhece a minha voz mais não?

-Oi, Suga, á que devo a honra de receber sua ligação?- Jimin apertou minhas coxas e eu as puxei sentando normalmente sobre a cama

-É que eu ainda estou na sua casa, sua omma me forçou ficar aqui, espero que não se importe se eu usar suas roupas

-Não me importo, pode usar- Jimin pegou o celular e colocou no viva-voz e depois me devolveu

-Que bom, seu Appa está muito preocupado, quando você vai voltar?- Jimin olhou pra mim e eu olhei pra ele, eu estava com saudades da Omma e do Appa, mais será que o Jimin vai ficar com raiva? Afinal eles são meus pais agora, eu devo uma explicação

-Hoje mesmo, poderia chamar meu Appa pra mim?- Jimin se levantou da cama e começou a colocar suas roupas

-Tudo bem, mais antes eu queria te pedi algo, eu estava no seu escritório e acabei descobrindo  que você tem uma grande empresa, e eu estava vendo como está indo as vendas da sua nova linha de carro e pensei que esse seria o ramo perfeito pra mim, eu tenho tantas ideias na cabeça- ele parecia empolgado

-Suga, pra falar a verdade eu ainda não tenho nenhum sócio na minha empresa, e isso é muito ruim, eu não consigo tomar conta nem de mim mesmo, imagina tomar conta de uma empresa sozinho, eu adoraria ter você como sócio, mais primeiro eu vou ter que marcar uma reunião com os encarregados que tomam conta da minha empresa quando eu não estou presente, vou chegar aí depois do almoço aí você pode me contar suas ideias- eu fiquei tão empolgado que nem tinha visto Jimin saindo do quarto- Tenho que desligar, até mais sócio- eu estava tão bobo, isso é um grande passo na minha empresa, finalmente eu vou poder deixar minha marcar no mundo, juntamente com Suga

-Mais você não vai falar com seu Appa mais não?

-Depois eu falo com ele, até mais- na verdade eu até esqueci o que queria falar

-Tudo bem, até mais tarde- esperou eu desligar a chamada

 

                                                               *LIGAÇÃO OFF*

 

Eu desci as escadas procurando ele, olhei na sala toda e não encontrei ele, escutei um barulho em um dos quartos e fui ver o eu era, abri a porta e tomei um susto- como esse cachorro entrou aqui?- tinha um cachorro dentro de uma casinha de cachorro, eu adorava cachorros, mais ele era enorme, era todo branco e parecia ser raivoso, quando ele levantou pra vim na minha direção eu fechei a porta tentando respirar- por que ele tem o cachorro do gabiroto no seu apartamento?- escutei o cão arranhando a porta então saí correndo pra cozinha, escutei um barulho de copo caindo no chão assim que entrei na cozinha- por que ele estava bebendo?- fui na direção dele e peguei o frasco de bebida da sua mão, estiquei meu corpo e coloquei o frasco dentro do armário, senti que ele estava  me prensando contra a pia, tentei empurrar ele em vão, ele era mais forte que eu

 

-Sabia que eu nunca transei com alguém na cozinha?- dava pra sentir seu bafo de bebida

-C-como você consegue ficar tão bêbado em tão pouco tempo?- tentei tirar suas mãos da minha cintura mais ele estava apertando cada vez mais forte- J-jimin, me solta agora!- ele me soltou e eu fui pra porta da cozinha mais ele me puxou pelo braço e me levou pra sala- Jimin, para com isso agora!- chegamos na sala ele me jogou no sofá e começou a tirar a sua roupa- Você não pode fazer isso Jimin, eu não sou seu objeto sexual, eu não sou!- ele me ignorou e continuo á tirar a roupa, quando ele foi tirar a calça eu o abracei- Jimin não faz isso, eu te amo- ele riu sarcástico e me jogou outra vez sobre o sofá

-Se me amasse de verdade você não ficava fazendo cú doce, eu posso ter quem eu quiser aos meus pés, mais escolhi ter você ao meu lado, por que eu te amo, você fala que é meu, mais não, isso não é verdade, o único jeito de ter você por completo é esse, eu não tenho outra escolha a não ser fazer isso!- escutei a companhia da porta e levantei rapidamente e corri para o corredor, abri a porta e vi Suga parado na minha frente, não demorei nem um segundo, o abracei com força

-S-suga, me tira daqui por favor- Suga assentiu e eu vi Jimin vindo na minha direção e Suga me colocou atrás do seu corpo pra me proteger

-TIRA SUAS MÃOS DELE AGORA!- Jimin gritou tentando me puxar mais Suga o empurrou

-NÃO, VOCÊ ESTÁ BEBADO, VOCÊ NÃO TEM O DIRETO DE CHEGAR PERTO DELE, NESSE ESTADO!-ele pegou na minha mão e fechou a porta do apartamento do Jimin com o mesmo lá dentro, depois me levou para o elevador e apertou o primeiro andar- O que ele fez com você?- eu abaixei a cabeça chorando e ele levantou meu queixo com as mãos me fazendo o olhar nos olhos- sabe que você pode contar comigo pra tudo- ele me abraçou e eu retribuí

-E-ele me v-violou um tempo a-atrás e eu o p-perdoei por que ele estava bêbado e d-drogado, mais hoje ele bebeu de novo, eu fiquei com muito medo dele Suga, mais você chegou na h-hora- Suga me separou de seu abraço e apertou o botão do elevador pra subir outra vez- O-o que você vai fazer?- perguntei vendo sua fúria nos olhos

-Vou ensinar pra ele que você não é um objeto, você é um ser humano, você tem sentimentos igual a todos- eu apertei o elevador pra descer outra vez e o abracei

-Não faz isso, por favor- ele assentiu e depois a gente foi pra casa na minha limusine que o trouxe aqui

 

                                                           ~~~~~~~~~~(*-*)~~~~~~~~~~

 

-Melhor você tomar um banho- eu assenti e ele me levou para o quarto- seus pais ainda não chegaram

-Você sabe onde eles foram?- perguntei entrando no banheiro e sendo seguido por Suga

-Acho que eles foram em um encontro, sua omma estava reclamando que eles ainda tiveram um encontro e que Namjoon só sabe quebrar as coisas, então Namjoon chamou ele pra sair- eu sorrir tirando a camisa de Jimin e jogando no chão do banheiro, Suga colocou a banheira pra encher e me abraçou- se importa se eu te der um banho?- eu neguei e ele começou a tirar a roupa

-O-o que você está fazendo?- perguntei todo corado

-Eu vou tomar banho junto com você- terminou de tirar sua roupa e entrou na banheira-vai entrar ou vai ficar aí parado?- eu respirei fundo e tirei a Box e entrei na banheira, ele me puxou para mais perto e começou a me ensaboar, ele ensaboou minhas costas e foi descendo e descendo, até chegar na minha entrada

-S-suga- soltei um gemido involuntário e ele sorriu

-Sim?- se aproximou do meu rosto- sabia que você fica muito bonito corado?- ele me deu um beijo na testa e terminou de me ensaboar e logo depois saiu da banheira, eu fiz o mesmo, fomos para o quarto e ele pegou uma cueca e um pijama de ceda pra ele, eu fui no guarda-roupas e peguei uma Box branca e um moletom branco que vai até as coxas

 

                                                       ~~~~~~~~~~(*-*)~~~~~~~~~~

 

Depois disso a gente jantou e eu fiz pipoca pra gente, a gente foi para a mini sala de cinema e  vimos um filme de terror e depois que ele acabou a gente colocou qualquer um de romance e ficamos assistindo, quando o filme estava passando um cena indecente , eu desviei o olhar da televisão e ele fez o mesmo, peguei o controle da TV pra mudar de filme mais Suga segurou minha mão, eu levantei o rosto e ele estava muito perto do meu rosto- muito perto mesmo- nossos lábios se encontraram e ele me beijou, o beijo foi ficando mais profundo e ele pediu passagem e eu deixei me levar pelo momento, dei passagem e ele invadiu minha boca me deitando no sofá, o beijo foi virando um beijo feroz e necessitado, ele começou a esculpi meu corpo com as mãos,  de repente a luz foi acesa e a gente levantou do sofá em um pulo

 

-MAIS QUE PORRA TÁ ACONTECENDO AQUI?  

 

 

 

 


Notas Finais


Gente sinto muito pelo que aconteceu no capitulo, eu estou muito mal pelo Jimin, se tiver algo errado me avisem, vou chorar ali no canto e já volto, até nos comentários :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...