História Learning to love- Jikook - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Suga, V-hope, Yoonkook
Exibições 323
Palavras 2.325
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Fluffy, Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem por ontem, mais eu estou de volta e com um capitulo fresquinho...

E OBRIGADA PELOS 100 FAVORITOS, ESTOU QUASE ME MATANDO DE TANTA FELICIDADE!!!

Espero que gostem da capitulo, boa leitura e até ás notas finais...

Capítulo 16 - A quanto tempo ele está grávido?


Fanfic / Fanfiction Learning to love- Jikook - Capítulo 16 - A quanto tempo ele está grávido?

                                                             *JEON JUNGKOOK*

 

-Eu estou grávido, appa, eu estou grávido do Park Jimin!- Ele não respondeu nada, me abraçou com muita força tentando me consolar, isso é muito doloroso, era como se um flashback de tudo de bom que aconteceu entre eu e o Jimin passa-se diante dos meus olhos,quando eu olho pra cama eu sinto nojo de mim mesmo, como eu pude me entregar tão fácil assim? Como eu pude acreditar nas suas mentiras? Era isso que ficava girando na minha cabeça, me fazendo desabar em lágrimas

 

                                              *UM MÊS E UMA SEMANA DEPOIS*

 

Avia se passado três semanas, eu ainda sofria toda vez que via ele na escola, o mesmo nem olhava na minha cara, isso me tocava fundo, a única vez que eu falei com ele, foi pra avisar que eu não precisava da ajuda dele para o trabalho e que a gente ia tirar notas boas porque eu já avia escrito a música- na hora de apresentar ele só tocou as notas enquanto eu cantava, aquela música transmitia a dor que eu estava sentindo no momento, quando a música avia acabado a professora e alguns alunos estavam chorando como eu, Jimin não abriu a boca pra falar nada, apenas se levantou e sentou-se no seu lugar- eu não sei o que eu faço da minha vida, ela está acabada, estou esperando um filho de um vagabundo

O sinal do intervalo entrava nos meus ouvidos me fazendo gemer de dor, levantei guardando meus matérias, de repente bateu um enjoo e eu corri para o banheiro mais perto da sala de aula, não me importei se tinha alguém lá, entrei no banheiro e fui pra primeira cabine colocando todo café da manhã pra fora, terminei de vomitar e fui lavar a boca, senti estar sendo observado mais preferi fica na minha, eu nem avia notado que eu estava com a mão na barriga me olhando no espelho enquanto falava

 

-Sabe me bebê, eu tenho sofrido muito esses dias, como eu pude ser tão idiota a ponto  de querer tirar a nossas vidas? Eu sei que é a terceira vez que eu falo isso, mais é que eu me sinto inseguro com isso tudo que está nos acontecendo, prometo que eu vou te dá todo meu amor e carinho, você não sabe como eu estou feliz por ter você comigo, eu vou ser forte por você- levanto minha camisa para fazer carinho na mesma- nem dá pra notar que você está aí- sorrir bobo imaginando a cena de dois bebês correndo pela praia enquanto eu estou sentado ao lado de Jimin com as mãos entrelaçadas com o mesmo, sentir lágrimas quentes descerem pelo meu rosto e caindo na pia- Por que eu sou tão idiota?- falei sem esperar resposta

-Porque você deixou ele te usar e depois te descartar como se você fosse lixo, e você sabe que ele nem se importou com você, acho que nesse momento ele deve está transando com alguma garotinha mimada, que acha que só porque ele tirou a virgindade dela, ele vai querer ficar com ela o resto da sua vida de mer- eu interrompo chorando

-P-por favor, pare!- eu caio no chão sentado e Suga vem me socorrer- eu sei que ele queria só me usar pra se satisfazer, mais eu não sei o que fazer, eu estou confuso, tem tantas coisas que eu queria esclarecer pra ele, eu nem sei se ele sabe que eu estou grávido ou se ele me deixou pelo mes- ele me interrompe

-Eu tenho certeza que ele não sabe, eu conheço o Park muito bem, eu sei que no momento em que você falar que está grávido dele, a primeira coisa que ele vai fazer é assumir a criança, mais não vai ser por você que ele vai fazer isso, vai ser pelo bebê- ele me ajuda a levantar -somente pelo bebê que você carrega em seu ventre, eu sinto muito- eu sinto lágrimas vindo e o abraço com força tentando esquecê-lo

-Suga, eu não sei o quê fazer, uma hora ou outra ele vai acabar sabendo- Suga me afasta minimamente me fazendo olha-lo  no olho

-Eu serei seu porto seguro a partir de agora! Eu não quero ver a pessoa que eu amo sofrer por uma pessoa que nem se importa se você tá vivo ou morto, eu te amo, eu te amo muito, eu queria tanto que o bebê fosse meu- ele falou sorrindo, parecia que estava vendo algo em sua mente que o fazia sorrir alegremente

-Suga, eu também queria que fosse seu, mais infelizmente não é- falei meio triste e ele sorriu segurando meu rosto

- Se você me desce uma chance, eu daria todo meu amor a ele ou a ela, mais isso tudo depende de você, eu estou disposto a enfrentar o mundo por vocês, eu protegeria vocês como se fossem dois diamantes preciosos, eu queria tanto colocar meu sobrenome em vocês, para as pessoas saberem que vocês são meus- ele faz um sorriso de esperança aparecer em meu rosto- espero que você esteja entendendo a onde eu quero chegar...eu quero ser o pai dessa criança, ninguém precisa saber que ele é o pai, se perguntarem eu falarei que é nosso, somente nosso!- ele se ajoelha na minha frente e tira uma caixinha preta de dentro do bolso da calça- Eu sei que você ainda sente algo por ele e tal, mais eu quero fazer você feliz, e farei se você me der uma chance, eu quero ter você ao meu lado, não somente você, mais também o bebê que vai nascer, eu quero me casar com você, quero torna-lo meu, o que me diz?- será que é o que eu estou pensando?- quer se casar comigo?

 

Eu não sei o por quê, mais eu senti vontade de chorar- Suga realmente me faz feliz- depois que Jimin me deixou, eu contei minha gravidez para Suga, o mesmo começou a me tratar com carinho e amor, e eu não sei como, mais eu acho que sinto algo a mais por ele, e não estou falando como amigo, mais sim como homem, ele foi meu ponto seguro, quando eu não conseguia dormir ele ia na minha casa e dormia comigo pra me acalmar, me trazia pra escola e ficava esfregando na cara de todos o amor que ele sentia por mim

 

-É o que eu mais quero!- ele levantou e colocou o anel no meu dedo e eu fiz o mesmo, eu estava tão feliz que distribuí um monte de beijos pelo seu rosto arrancando alguns sorrisos do mesmo, ele segurou meu rosto e me deu um beijo afoito e necessitado, depois deu algumas mordidas no meu pescoço, deixando a marca, eu rir e o empurrei lentamente e entrelaçando nossas mãos

 

                                                              ~~~~~~(*-*)~~~~~~

 

A última aula se passou correndo, o sinal tocou e eu peguei o meu material, sentir algo apertando minha mão, olhei ara ver quem era e meu coração quase saiu pela boca, ele estava me encarando intensamente, mais logo depois apertou minha mão com mais força- quase a quebrando- quando viu a marca do chupão que Sua deixou no meu pescoço

 

-O que é isso no seu pescoço?- perguntou Jimin olhando para o meu pescoço com uma fúria nos seus olhos que eu não conseguia distinguir

-F-foi o Suga- falei assustado mais logo lembrei que devo ser forte pelo bebê, e agora por Suga- Ele e eu estamos noivos!- falei com um sorriso bobo nos lábios ao lembrar da declaração do mesmo

-Não acredito nisso!- ele viu a aliança no meu dedo e me puxou com força pelo braço e tentou me beijar, mais eu virei o rosto e pensei em uma desculpa qualquer pra poder sair dali o mais rápido possível , eu não queria ficar perto dele nem mais um segundo

-EU ME ENTREGUEI PARA ELE!-Eu não fazia ideia de onde eu tirei essa desculpa, mais isso fez com que ele me largasse e ficasse me olhando incrédulo- EEU ME ENTREGUEI POR COMPLETO, DEIXEI QUE ELE ME POSSUÍSSE, QUE ME TIVESSE DO JEITO QUE ELE QUISES -Ele me jogou com brutalidade sobre a mesa do professor e subiu em cima de mim

-VOCÊ NÃO PASSA DE UMA PUTINHA QUE QUER DÁ PRA TODO MUNDO, E EU VOU TE MOSTRAR QUE NÃO SE DEVE BRINCAR COM PARK JIMIN!- Ele tentou tirar minhas roupas e eu tentava o tirar de cima de mim

-PARA JIMIN! PARA POR FAVOR!- Escutei a porta sendo aberta rapidamente e vi Suga entrando com uma fúria que eu nem sabia como distinguir, ele jogou Jimin no chão e começou a socar o mesmo, Jimin ficou tentando processar em sua mente que estava apanhando, mais logo revidou os socos, eu pulei de cima da mesa e entrei na frente de Yoongi- NÃO SE ATREVA A COLOCAR UM DEDO NELE!- Jimin me empurrou com força, fazendo eu bater a cabeça na ponta da mesa e apagasse

 

                                                                    ~~~~~~(*-*)~~~~~~

 

Acordei com uma dor na cabeça insuportável na cabeça, tentei levantar mais logo fui impedido por Suga que dormia tranquilamente com a cabeça sobre minha barriga enquanto me abraçava, olhei em volta e vi o mesmo médico que tinha me avisado sobre a minha gravidez entrar pela porta com outro sorriso

-Ele já te contou?- perguntou sentando da ponta da minha cama

-Contou o quê? Eu perdi o bebê? Me diga isso por favor!- ele riu um pouco e depois me encarou meio hesitante

-Você está grávido, mais não só de um bebê, mais sim de dois bebês- ele riu e eu fiquei o encarando  desacreditado

-Você está brincando não é?- ele negou- Dois bebês?- ele assentiu se levantando

-Seu noivo ficou muito feliz quando soube que você estava grávido de gêmeos, ele ficou pensando nos nomes dos bebês até acabar dormindo, ele se recusou a sair do seu lado, ele é muito gentil, vocês serão ótimos pais- ele sorriu outra vez saindo pela porta

 

                                                              *PARK JIMIN*  

 

Depois de um tempo que Suga pegou Jungkook inconsciente no colo e correu pra fora da escola eu fiquei ali parado olhando pro nada, só vendo a hora passar, e nem avia notado que já estava de tarde- eu não acredito que fiz isso com ele, eu sou um monstro, eu machuquei a pessoa que eu amo por ciúmes, ele não é mais meu, ele se entregou pra outro, ele avia me falado que era só meu, mais isso não passou de conversa- levantei e vi alguém me olhando da porta

 

-O que você quer Kim Minseok ?- ele sorriu entrando e colocando seus braços em volta do meu pescoço

-Eu quero você- deu um beijo na minha bochecha e eu tirei seus braços do meu pescoço e andei pra porta e sentir alguém segurando meu braço

-PORRA! VOCÊ QUER QUE EU QUEBRE A SUA CARA? SEU BOS- Ele me interrompe com um beijo que eu jogo interrompo o empurrando pra trás

-Melhor você parar de bancar o difícil- ele se aproximou mordendo o lóbulo da minha orelha- acho que você não vai gostar que eu conte pro seu precioso Kookie que você comeu um monte de garotas quando estavam noivos- sussurrou tentando voltar a me beijar mais eu seguro a sua mão

-Por que não contou ainda? Ele não me quer mais, ele está noivo do meu pior inimigo, faz o que você quiser eu não me importo com mais nada, só quero que você suma da minha frente antes que eu quebre sua cara- ele assente e vai pra porta, mais volta logo depois me tirando sério e segurando na argola da sua camisa- eu vou falar a última vez, su- ele me interrompe

-Parece que você ainda não sabe, mais eu quero te contar uma coisa meu amor- eu aperto seu pescoço pra ele parar de me chamar assim-t-tá...parei, m-me solta se não eu não vou te contar nada!- eu o soltei e ele passou a mão na roupa tentando a ajeitar- seu querido Kookie está grávido, e parece ser de gêmeos, bom, foi isso que meu amigo, que é médico dele me disse antes de eu vim pra cá- em engoli em seco, Jungkook está grávido, está esperando dois bebês, mais ele me falou que dormiu com o Suga, então tem a chance dele ser o pai

- A quanto tempo ele está grávido?- a última relação que a gente teve foi á um mês e duas semanas se eu não me engano

-Eu não sei, mais o médico as- eu o interrompo

-Me dá seu celular agora!- ele pega seu celular do bolso e eu tomo de sua mão- Qual o nome dele? Fala!- pergunto olhando na sua lista de contatos

-Huang Zi Tao, mais aí está só Tao- eu acho o número dele e aperto chamada

 

                                                                  *LIGAÇÃO ON*

 

-Oi, posso saber o motivo da sua ligação?-sua voz parecia está alegre

-Sim, eu quero saber de quantas semanas o paciente Jungkook está- pergunto ansioso

-Sua voz tá diferente, você tá doente?- parecia preocupado

-Não! Responde logo!- ouvi alguns barulhos

-Senhor Jeon Jungkook?- perguntou

-Esse mesmo, e aí quantas semanas?- pergunto quase quebrando o celular de tão nervoso que estou

-Ele está com...um mês e duas semanas de gestação- desligo o celular na hora

 

                                                                *LIGAÇÃO OFF*

 

Eu corri pra fora da escola e entrei dentro do carro indo pra casa do Kookie- eu vou ser pai, eu vou ser pai dos filhos do Jeon!- aquilo ficava martelando na minha cabeça-Eu não vou deixar ele se casar com aquele Açúcar sem gosto, de jeito nenhum! Ele é meu, não importa se ele dormiu com outra pessoa, eu também fiz isso, e pior doque ele, eu dormir com varias, mais a partir de agora eu vou fazer de tudo para ter ele nos meus braços outra vez- cheguei na casa do Kookie e bati na porta, e ela foi aberta e eu abri um grande sorriso que logo foi desfeito

 

-COMO VOCÊ TEVE A CORAGEM DE VOLTAR AQUI?

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e desculpem pelos erros...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...