História Leave Like That - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags 1t!¡1f, Bts, Hopemin, Jihope Friendship, Jikook, Jimin!bottom, Jungkook!top, Kookmin, Namjin, Vkook Friendship, Yoonmin Friendship
Visualizações 63
Palavras 1.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi zent rs

Capítulo 3 - .fool


Jimin estava saindo de casa, com uma expressão sonolenta e tentando não dormir em pé. O rosado dormiu como um anjo – mas mesmo assim estava com sono –, talvez por quê estava cansado e seu sono era incrivelmente pesado; mas sem sempre fora assim. Só de lembrar quando seus pesadelos eram frequentes o Park já sente o estômago embrulhar. Aquela época foi a pior fase da sua vida, pelo menos até agora. Jimin ajeitou sua jaqueta jeans de lavagem clara e colocou as mãos gordinhas no bolso da calça jeans. O vento batia em seu rosto e não de modo ruim, era uma brisa gostosa.

Andando vagarosamente, Jimin nem percebeu que o Hoseok estava logo atrás de si. O ruivo corria tentando alcançar o rosado que por mais que estivesse andando mais devagar que uma tartaruga, estava bem mais a frente que o Hobi – esse que acordou atrasado – Assim que conseguiu finalmente alcançar o amigo, o tocou nas costas, fazendo Jimin dar um sobressalto, assustado. O rosado virou para trás com os olhos esbugalhados, mas ao ver que era somente um Hoseok arfando pela falta de ar, revirou os olhos.

— Que susto, cacete! Se quer me matar, me dê um tiro que é mais fácil, Hobi. — o ruivo revirou os olhos, respirando fundo, tentando estabilizar a respiração – cujo essa que está descompensada.

Ambos voltaram a caminhar, Jimin ouvindo Hoseok o enchendo para contar logo o que acontecera ontem, e o Hoseok atormentando o rosado. Quando finalmente viu que não conseguiria arrancar nada de Jimin por agora, o garoto começou a tagarelar sobre o quão ruim é o atendimento do Hospital particular de Busan. Por mais que o hospital fosse particular, o Jung comentou que deixaram sua irmã por mais de uma hora sangrando e chorando sem parar; fora a maior burocracia para atender Jisoo. Não tinha como não negar que Jimin concordava plenamente com isso já que com sua mãe sempre foi assim. E Hoseok é o que mais sabe disso já que sempre estava com Jimin nesses momentos.

— Pelo menos ela melhorou da virose — comentou risonho.

— Pelo menos isso, né? Ela estava, na verdade ainda 'tá me enchendo o saco ‘pra saber quando você vai lá em casa pra brincar de casinha com ela.

Jimin gargalhou, tirando uma gargalhada do amigo também. Uma vez, o rosado teve ficar de babá da meninha por que os pais de Hoseok não estava em casa, e o ruivo queria comprar ingressos para o show de um girlgroup que Jimin e ele gostam; então o Park se ofereceu para ficar com a criança enquanto o amigo acampava no lado de fora da loja – Hoseok pegou uma gripe mas valeu a pena – Jimin acabou brincando de casinha com a morena e desde então sempre que alguém toca no nome do Jimin ela já quer brincar. E também por quê o irmão não brinca com a mesma.

— Sua irmã é um amorzinho Hobi. Sábado eu apareço por lá, 'aí a gente aproveita pra jogar videogame. — Hoseok assentiu e sorriu.

Continuaram a conversar e quando viram, já estavam em frente ao colégio. Ambos entraram no mesmo, como de costume, a presença deles não fazia diferença nenhuma. No corredor principal, perto da sala de Química, estava Jungkook, esse que quando viu o de cabelos rosa passar perto de si apenas ignorou sua presença. Não falou um oi, ou fez a menção de acenar. Simplesmente o ignorou, como se nunca tivesse falado com o menino.


Finalmente, Intervalo.

Jimin e Hoseok estavam no lugar de sempre, afastados de todo mundo. Jimin encarava Jungkook, esse que estava com Kim Taehyung –  o garoto que mais fala em todas as aulas. Taehyung é muito bonito, cabelos vermelhos, pele mais bronzeada, sorriso quadrado. Era muito cobiçado naquele ninho de cobras que chamam de escola – e Min Yoongi; o capitão do time de basquete e também conhecido como garoto encrenca. O trio maravilha; se fosse qualquer dia Jimin não veria nada demais naquilo. Mas não. Jungkook estava fingindo que nunca falou consigo, e de certa forma isso deixou Jimin desapontado. Talvez ele tenha pensado que os dois seriam amigos agora, mas pelo jeito não. Ele apenas se iludiu, nada de novo sob o sol.

— Eu sei que você tem uma queda pelo Jungkook, mas sério, você não costuma ficar o encarando tanto assim. O que aconteceu? — Jimin desviou o olhar da mesa onde estava o trio e encarou o amigo, esse que tinha a boca cheia de pizza.

— Hum… — o rosado voltou seu olhar para  a o moreno, esse que comia batatas fritas e ria com os amigos — ontem Jungkook veio falar comigo na hora da saída. Ele me disse que a tia dele é a dona da lavanderia que eu trabalho. Quando eu fui trabalhar, ele já estava lá. E bom, ele está trabalhando lá agora. Acabamos por ir embora juntos, e ele tinha me dito que falaria comigo hoje. Pensei que pudéssemos ser amigos agora, mas pelo jeito eu fui tolo novamente.

Hoseok estava com os olhos esbugalhados se revezando entre olhar Jimin e o Jeon. Ele não poderia acreditar que o moreno tinha feito tal coisa com o Jimin. Se ele queria apenas um clima bom na lavanderia, não precisava fingir ser amigo do rosado. Era só ter o respeito de ambos que a harmonia estaria ali.

— Que filho duma dama da noite, bicho. — xingou enquanto mordia a pizza que comprou para comer no almoço — mas nem ligue pra esse animal, Chim. Quem precisa dele quando se é íntimo do próprio Sol?

— Que sol? — questionou o Park se fingindo de desentendido, arrancando uma expressão incrédula do amigo; esse que estapeou Jimin.

— Eu né, Park Jimin! — Jimin riu da expressão emburrada que o amigo fez, o abraçando de lado.

— Eu sei, trouxa. Estava brincando.

Os dois continuaram a comer e a conversar; de vez em quando Jimin se pegava olhando para o Jeon, mas quando isso acontecia o mesmo se repreendia mentalmente. O sinal finalizando o intervalo tocou, fazendo Jimin e Jungkook se levantarem das arquibancadas – essa que tem visão privilegiada para o refeitório – onde estavam e começaram a andar em direção a saída, já que hoje sairia mais cedo; pelo motivo que teria reunião de professores. Jimin arrumou a mochila nas costas e entrelaçou o braço com o do amigo, saindo assim do colégio.

O rosado passou ao lado de Jungkook, tendo uma troca de olhares rápida com o mesmo. Nenhum dos dois se atreveram a dizer algo. Na verdade nem tinha o que dizer. Novamente Jimin se sentiu um tolo por acreditar que poderia, talvez, criar uma amizade com o Jeon.


Notas Finais


lalala

Eu amo a amizade JiHope e irei protegê-la de todo o mal desse mundo amém.

bezineos e até o próximo essizê


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...