História Legalmente casados - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Casamento, Gay
Exibições 117
Palavras 2.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente, estamos no penúltimo capítulo da fic "Legalmente casados" TT~TT
Mas no lugar dela esta "Ela é um cara" se alguém se interessar.

O link esta a baixo nas notas finais.

Boa leitura (*3*)

Capítulo 31 - Acredite em mim


Fanfic / Fanfiction Legalmente casados - Capítulo 31 - Acredite em mim

No dia seguinte Tetsuya acordou cedo mais não levantou pois naquele dia estava de folga e logo mais a noite teria um evento da empresa para expor seus novos produtos a possíveis compradores, suspirou cansado só de imaginar toda aquela gente granfina de nariz empinado que o deixava louco e hoje teria que sorrir e cumprimentar a todos como se estivesse gostando de tudo, mas esse ano não seria tão difícil pois teria Nagisa ao seu lado para lhe dar apoio. O loiro virou o corpo devagar para não acordar Nagisa que ainda estava dormindo, ficou o admirando, vendo todas as suas feições, acariciou levemente os cabelos negros tirando-os dos olhos e sorriu levemente. "Tenho tanta sorte", pensou enquanto admirava seu esposo dormir.

Uma hora se passou até Nagisa dar sinal de que iria acordar, se espreguiçou lentamente na cama e preguiçosamente abriu os olhos vendo Tetsuya o observando atentamente todos os seu movimentos então sorriu minimamente para o marido que devolveu o sorriso.

- Bom dia. - Nagisa fala com a voz rouca por ter acabado de acordar.

- Bom dia, dormiu bem ? - Tetsuya pergunta sorrindo.

- Dormi, mas.. - Nagisa ficou sério deixando Tetsuya confuso.

- Mas.

- Mas você me deixou todo dolorido seu idiota ! - Nagisa da um tapa no ombro do Tetsuya que gargalha segurando a mão do esposo que quer bater nele de novo.

- Calma ! O que pude fazer gatinho, você estava tão lindo que não resisti. - Ria enquanto Nagisa tentava lhe bater.

- Idiota ! Só por isso vou te deixar com abstinência por três semanas.

- Nem pensar, tudo menos isso ! Pode me bater se quiser. - Tetsuya solta a mão se Nagisa.

- Você prefere apanhar do que ficar sem sexo ? - Nagisa o olha surpreso.

- Sim, pode me bater sinta-se a vontade me deixe todo dolorido se quiser, mas não de me deixe sem sexo. - Tetsuya praticamente implorava e Nagisa achou tudo aquilo muito engraçado e não conseguiu segurar o riso.

- Hahahahaha ! - Gargalhou. - Seu grande idiota pervertido. - Tetsuya suspirou aliviado.

- Ufa ! Achei que ficaria com abstinência, vem lindinho. - Tetsuya o pucha para um beijo que é prontamente correspondido pelo menor que não conseguia resistir ao charme do loiro. - Te amo.

- Eu também te amo. - Os dois continuaram na cama trocando beijos e caricias até ás onze da manhã quando decidiram levantar para tomarem café já que ambos não precisavam levantar cedo.

No outro quarto Yuji já havia acordado e tomado café e agora estava terminando de se arrumar pois em poucos minutos Ezra viria busca-lo para sair, estava um dia lindo ensolarado então ligou para o agora namorado oficial sugerindo ao mesmo para irem ao parque que inaugurou à poucos dias atras. Yuji estava com um shorts jeans e camiseta azul com uma estampa do jogo Final Fantasy, seu jogo favorito, agora já estava vestido e só faltava o tênis Nike preto com alguns detalhes em rosa. Yuji escutou a campainha tocar e logo se apreou em passar perfume, pegou sua carteira e celular os enfiando no bolso e deu mais uma olhando no espelho antes de sair correndo de encontro com Ezra que lhe esperava na sala. Yuji quando o viu sorriu e foi de encontro com Ezra que lhe deu um leve beijo nos lábios e sorriu.

- Vamos ? - Ezra pergunta com um leve sorriso, ele estava usando também shorts e uma camiseta preta com estampa, tênis Nike também preto com poucos detalhes em branco.

- Vamos. - Yuji sorri, Ezra estende uma das mãos para Yuji que a segura, os dois entrelaçam os dedos e assim saem de mãos dadas sorrindo felizes por finalmente poder fazer coisas de casal sem se importar em serem descobertos, agora eles não precisavam esconder o amor que um sente pelo outro.

Horas depois........

Já estava anoitecendo, todos estavam se arrumando para o evento da empresa, Shori queria que seus filhos estivessem com ele, Tetsuya teria mesmo que ir não tinha escapatória pois trabalha na empresa mas Yuji que ainda era jovem não era obrigado mas Shori insistiu para que o menor fosse, Yuji só teve tempo de chegar de seu encontro e tomar outro banho para sair mas teve uma condição, Yuji não iria sem o namorado, pois quando chegasse lá todos chamariam a atenção de seu pai e irmão e ele mesmo ficaria sozinho pois não conhecia ninguém e se o Ezra fosse ele não ficaria sozinho teria o namorado para lhe fazer companhia. Todos já estavam prontos Ezra iria se encontrar com Yuji na recepção da empresa Shori e Yuji foram em um carro e Nagisa e Tetsuya em outro.

- Eu ainda não sei se é uma boa ideia eu ir sabe. - Fala Nagisa nervoso.

- Por que ? - Pergunta Tetsuya sem tirar os olhos da estrada.

- Por que eu não sei como me comportar no meio de tanta gente rica, eu sou de família pobre. - Suspirou.

- Eu não ligo o jeito que vai se comportar, não se preocupe e fique ao meu lado, vai ter muitos abutres que colocaram os olhos em você. - Nagisa o olha e sorri.

- Esta com ciúmes antecipado loiro ? - Pergunta debochado.

- Claro, tenho que cuidar bem do que é meu, não quero que aqueles velhos fiquem babando em cima de você. 

- Você nem sabe se isso vai mesmo acontecer. - Sorriu.

- Sei sim. - Confirmou convicto. - Você esta lindo vai chamar atenção de muita gente, Nagisa fica vermelho com o comentário do marido.

Assim que chegaram na festa Yuji vai de encontro com o amorado que assim como o combinado lhe esperava na recepção, deram um leve selar de lábios e sorriram um para o outro entrelaçando os dedos e foram se juntar a Shori, Tetsuya e Nagisa que cumprimentava um dos convidados. O evento estava sendo um sucesso, a maioria dos empresários que foram convidados compareceram e como o loiro havia previsto alguns deles ficaram de olho em seu esposo, o loiro logo tratou de toca-los como se fossem moscas. E de longe uma certa loira metida que se achava e centro do universo estava de olho na cena e sorriu maldosa só esperando a hora certa de por seu plano em pratica.

- Eu não disse que eles iriam querer dar em cima de você. - Tetsuya comenta e Nagisa confirma com a cabeça. - Quer tomar alguma coisa ? - Pergunta.

- Sim. - Nagisa sorri.

- Eu vou buscar, fique aqui eu já volto. - Tetsuya falou dando um beijo na bochecha do menor e foi buscar algo para ele tomar, Nagisa se encostou em uma parede e ali iria esperar o marido voltar com sua bebida.

Testsuya seguiu procurando um garçom e quando passou perto de uma porta sentiu seu braço ser puxado para dentro, foi tão rápido que não teve tempo de reagir a ação, quando ele olhou para quem havia o puxado viu ser Matsumoto que usava um de seus vestidos extravagantes, essa mulher adora chamar atenção,o loiro pensa.

- O que você quer ? - Tetsuya já foi curto e grosso.

- O que acha que eu quero querido ? - Pergunta sedutora.

- Se esta tentando me seduzir não vai rolar.

- Por que ?

- Por que ? - Repete a pergunta como se fosse óbvio. - Eu tenho Nagisa.

- Ha ! Grande coisa. - Debochou com desdem. - Eu sou mais eu. - Se gabou. - E aposto que se você experimentar também concordará comigo. - Sorriu se aproximando do  loiro como uma serpente venenosa pronta para dar o bote. - O que você vê naquela coisinha sem sal ? Aposto que sou mais quente na cama do que ele. O que foi que você viu nele ? - Tocou o peitoral do loiro que recuou desviando de seu toque.

- Quer mesmo saber ? 

- Sim.

- Gosta de chocolates Matsumoto ? 

- Por que ? Vai me dar um ? - Sorriu.

- Gosta ou não ? - Tetsuya ignorou a pergunta dela.

- Sim, não entendo onde quer chegar com isso. - Matsumoto fica confusa.

- Só quero que entenda, o que eu quero dizer.

- E o que é ?

- Bem, a maioria dos chocolates mais gotosos vem de embalagens simples, Nagisa não é um socialight como você, ele é simples e gosta de coisas simples assim como ele mesmo é, é isso que eu gosto nele, e isso o torna melhor do que você, melhor do que qualquer um que esteja nesta festa hoje, ele pode ter uma embalagem simples mas é com certeza mais gotoso que você na cama ou fora dela e eu não preciso comprovar. - Miya se irrita, como ele tem a coragem de falar que Nagisa era melhor do que ela ?

- Ninguém é melhor do que eu ! - Afirma irritada.

Enquanto isso Nagisa estranha a demora do loiro que já deveria ter voltado com sua bebida, ele estava conversando com Yuji e Ezra que lhe faziam companhia.

- Bem, vou ver onde o cabeça oca do seu irmão foi parar com a minha bebida. - Nagisa fala se afastando de Yuji e Ezra que confirmaram com a cabeça. Nagisa começou a procura-lo olhando em todos os cantos achando que o loiro estava conversando com algum empresario já que ele não poderia simplesmente dispensa-los sem motivo mas não o viu em lugar algum, então passou perto de uma sala onde escutou vozes vindas de lá e uma delas ele tinha a certeza de ser a de Tetsuya, quando ele parou de frente da mesma viu Tetsuya conversando com Matsumoto, o loiro estava de costas para a porta então não viu Nagisa mas Miya o viu muito bem e sem avisar beija Tetsuya que por alguns segundos ficou sem reação Nagisa arregalou os olhos ao ver a cena, não estava acreditando no que via, Tetsuya e Matsumoto se beijando, seus olhos só podem estar lhe pregando alguma peça, ou não. - Então era por isso que você estava demorando tanto ? - Nagisa perguntou, Tetsuya voltou a si e tratou logo de empurrar Miya que sorria satisfeita.

- N-Nagisa não o q-..- Nagisa o interrompe.

- Não me venha com essa ! - Nagisa falava com a voz controlada mas era visível que estava furioso e não queria causar uma cena na frente de todos que estavam ali.

- Nagisa eu..- De novo foi interrompido.

- Não quero saber ! - Nagisa passou direto por ele e ficou de frente para Matsumoto e lhe deu um belo de um tapa que pegou em cheio sua face fazendo a mesma virar o rosto com o impacto. - Sua vadia, se esta pensando que por causa disso vou facilitar deixando o caminho livre 'pra você esta muito enganada, se você não gosta de perder, eu também não, da próxima vez que eu pegar você se agarrando com "Meu marido". - Nagisa deu ênfase a frase, meu marido. - De novo você vai precisar de plastica para concertar essa sua cara de puta que você tem. - Sem esperar a resposta vinda da loira Nagisa sai da sala passando por Tetsuya novamente sem olhar para o mesmo, Nagisa estava magoado e se sentia traído e no momento não queria nem olhar na cara de Tetsuya que saiu correndo atrás de si sem olhar para Matsumoto que estava com as marcas dos dedos de Nagisa em sua pele branquinha. Nagisa saiu do prédio sendo acompanhado pelo marido que tentava explicar o que tinha acontecido mas o menor estava furioso de mais para ouvi-lo.

- Me escuta por favor Nagisa ! - Tetsuya pede segurando seu braço em um momento de desespero.

- Me solta ! - Nagisa puxa o braço se soltando. - Eu não acredito que fez isso comigo Tetsuya ! Você disse que me amava e agora eu o vi se agarrando com aquela vaca loira ! - Nagisa já chorava.

- Eu disse que foi ela quem me agarrou, eu não esperava que ela faria aquilo foi tudo armado para nos separar, por que não consegue ver isso ?! - Tetsuya já se encontrava com os olhos cheios de lágrimas prontas para escorrerem por seus olhos. - Por favor, acredite em mim. - Pede quase que implorando. 

- E-Eu preciso de um tempo para pensar, eu não consigo pensar isso agora, minha cabeça esta uma bagunça. - Nagisa da sinal para um táxi.

- Onde você você vai ? - Tetsuya pergunta.

- Preciso ficar longe de você, por enquanto, é melhor ir se limpar, sua boca esta suja com o batom dela. - Dito isso Nagisa entra no táxi e o mesmo vai embora deixando Tetsuya para trás, o loiro passou a mão com raiva nos lábios esfregando e olhou para mesma vendo-a suja com o batom vermelho que Matsumoto estava usando, as lágrimas que estavam presas em seus olhos finalmente escorreram por sua face e naquele momento estava se sentindo pior do que lixo, estava com medo de perder a única pessoa que ele amou e ainda ama com todas as suas forças.

 

Continua....................

 

 

 


Notas Finais


Gostaram ?
O próximo será o último.
Até lá !
https://spiritfanfics.com/historia/ela-e-um-cara-7021129
>^.^<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...