História Lembranças esquecidas. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 80
Palavras 390
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Voltando


Hoje é o dia em que voltarei para o Brasil.

- Mãe,  o Brasil é um lugar legal? -digo animada

- O que posso dizer, as praias são boas,  principalmente em Santa Catarina, também tem São Paulo um  estado muito conhecido. - fala enquanto dirige.

- Nós vamos morar a onde?

- Em um lugar um pouco para o sul, próximo de Santa Catarina, Rio Grande do Sul. 

- Esse não era o estado em que moravamos? - digo perplexa.

- Exatamente, e você sabe o por que. - me olha rápido e volta sua atenção para a estrada.

- Recuperar as minhas memórias? Sério?  Ainda não está feliz com a eu de hoje?

- Claro que estou,  mas tem coisas que seria bom você lembrar,  como por exemplo, o jeito como você conseguia atrair as pessoas e sua obediência. 

- Tá,  tá mãe, eu ERA assim, as pessoas mudam. - ambas ficamos em silêncio. 

Pensamentos de Clara; Minha mãe ainda tem esperança de que eu lembre alguma coisa da infância, e que magicamente me transforme nessa menina obediente que ela tanto fala, sinceramente já perdi as contas de todas as vezes que me perguntei quem eu sou, até que um dia cansei de perguntas e falei "foda-se,  a eu de agora já esta de bom tamanho" e foi a melhor coisa que eu já fiz, porém,  minha mãe sempre está falando sobre minha infância,  e está começando a me irritar,  por que ela não entende?  Eu só quero viver do jeito que eu me sentir bem! Sem mais perguntas e mágoas, droga! Não posso chorar, estou perto dela agora,  não gosto de falar sobre isso com ela.

Acalmo meis pensamentos e vou para um dos cantos do carro e fico parada em silêncio até chegarmos no aeroporto e escuto minha mãe me chamar.

- Clara, vem me ajuda a pegar as bagagens. 

Me levanto do meu lugar e vou em direção ao porta malas, eu pego duas malas e uma bagagem de mão,  minha mãe pega suas malas e vamos para dentro do aeroporto,  ficamos alguns minutos esperando até o nosso vôo ser chamado,  entramos no avião e me sento ao lado da janela,  espero mais algum tempo e começo a ver a distância se formando entre a o avião e a cidade, acho que esse é um adeus a minha antiga cidade e um olá ao Brasil. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...