História Lembre-se de não se apaixonar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs, The Walking Dead
Personagens Chandler Riggs
Tags Chandler, Chandlyn, Katelyn, Nacon, Riggs, Twd
Exibições 70
Palavras 907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá queridos, tudo bom? Tive a ideia de criar essa fic junto com uma amiga.
Não sei se conseguirei deixar ela totalmente maravilhosa, mas farei o possível e, se por um acaso a atualização demorar é por conta de minhas outras duas fanfics
Enfim, sem mais delongas, boa leitura a todos <3

Capítulo 1 - Eu sei quem você é


Atlanta, 8am

 

—Cinco minutos Senhor Riggs. Iremos gravar sua cena com o Senhor Lincoln— Uma mulher provavelmente nova na produção avisa em frente à porta de meu camarim. Acabo sorrindo por conta do “senhor”, assentindo com a cabeça.

—Ok. Obrigado. — Sorrio novamente logo me levantando e dando mais uma olhada no roteiro da cena.

 “Como sempre um garoto de poucas palavras, Carl Grimes.”

Vou indo em direção ao local onde iremos gravar quando sinto algo vibrar em meu bolso. Assim que pego o celular vejo que é uma mensagem de minha namorada.

Brianna: Não vou conseguir te encontrar mais tarde, tenho um compromisso com minhas amigas. Desculpe, eu te amo. Beijinhos

 —Não se pode ter tudo nessa vida, caro Riggs— Digo em voz alta enquanto guardo o celular no bolso novamente, voltando a ir na direção que precisava.

Era engraçado o rumo que minha vida estava tomando. Em um dia, sou apenas um garotinho tímido, com uma enorme dificuldade em fazer amigos, mas com o sonho de atuar. E hoje, olha onde estou. Sou um dos atores adolescentes mais reconhecidos atualmente, faço parte do elenco de uma das series mais assistidas mundialmente e estou prestes a entrar para gravar mais uma cena da mesma.

Minha vida não poderia estar melhor. Estou no auge de minha carreira como ator, rodeado de pessoas maravilhosas, namorando a garota por quem sou completamente apaixonado e tendo o apoio de familiares e fãs. Mesmo nem tudo sendo perfeito como parece, ainda sim era grato por tudo que havia conquistado até agora.

—Podemos começar daqui? — O diretor pergunta, mostrando a cena e nós apenas assentimos com a cabeça— E... Ação!

...

Após gravar minha cena volto ao meu camarim para me trocar, afinal, não se pode ser muito limpo em um mundo pós-apocalíptico. Tomo um gole d’água quando ouço alguém bater na porta.

—Senhor Riggs? Estão chamando todos do elenco para uma reunião de ultima hora, tudo bem? — Sorrio assentindo para a moça que insistia em me chamar de Senhor, enquanto deixo a garrafa encima da mesa, seguindo-a para fora do camarim.

...

—Estão todos aqui? — Frank entra na sala, sentando-se na ponta da mesa, segurando um copo de café— Como todos sabem, teremos alguns personagens novos na série e a maioria do novo elenco já foi escolhido, para nossa sorte, é claro— Rimos em sintonia— Alguns deles já estão aqui no set e eu gostaria que vocês fossem, digamos assim, amigáveis, tudo bem? — Rimos e concordamos.

—E quando foi que não fomos amigáveis com alguém? — Norman diz num tom sarcástico— Eu, pelo menos, sou a pessoa mais amigável desse local.

—Ah, claro! Porque sair beijando o elenco a força é ser muito amigável— Danai debocha, fazendo Norman mostrar seu dedo do meio.

—Ah, tão amigáveis. — Frank diz, revirando os olhos fazendo com que todos rissem— A propósito, Chandler— Ele vem em minha direção, tocando em meus ombros— Seu par romântico também já foi escolhido e como somos muito profissionais, peço que se torne amigo dela. Para uma melhor, digamos assim, “química”

—Hummm, parece que meu filho está crescendo— Andrew aperta minhas bochechas e eu empurro suas mãos, rindo.

—Pode deixar Frank, aqui todos seremos amigos— Passo a mão pelos meus cabelos e sorrio.

—Lembrando que pra ser amigo tem que trocar mais de três palavras com a pessoa, Chandler. Eu sei que é difícil, mas confio na sua capacidade de ser um verdadeiro tagarela— Michael diz, enquanto ri junto com os outros. Uma das desvantagens de ser um dos mais novos é ter que aturar todos te zoando.

Para quem me vê na televisão, chega até ser um pouco difícil de acreditar o quão tímido sou fora das câmeras. A dificuldade em trocar palavras com pessoas que não tinha intimidade e, principalmente a missão impossível que era eu conseguir me enturmar no meio de pessoas desconhecidas estavam presentes comigo desde sempre, eu acho.

Claro que com o tempo essas coisas mudam. A cada vez que me torno próximo das pessoas, a facilidade em conversar e até mesmo me abrir se torna mais comum.

Ouvir um “eu não sabia que você era tão tímido” já se tornou comum quando conheço pessoas tanto celebridades, como fãs em geral. Mas, muitas vezes também sou fácil de enganar. A timidez pode até fazer parte de minha personalidade, mas eu também sei controlá-la.

...

Após sair da reunião mandei uma mensagem para Brianna, mesmo que nosso relacionamento estivesse um tanto abalado, ainda queria mostrá-la todos os dias como era importante para mim.

 Assim que entrei na sala do set me deparei com cinco pessoas, provavelmente do novo elenco. Mas uma pessoa em especial me chamou atenção, mais especificamente, uma garota. Ela deveria ter aparentemente minha idade e com os cabelos castanhos tão longos que cobriam um pouco de seu rosto pálido, pude vê-la sorrir ao pousar os olhos sobre mim.

 Ela vem em minha direção ainda sorrindo e naquele momento pude ver como seu sorriso era bonito. Apesar de não ser uma das garotas mais bonitas do mundo e não ter a beleza que chame minha atenção, como a de Brianna, por exemplo, devo admitir que ela seja bonita.

—Olá, sou Katelyn Nacon— Ela estende a mão para mim— Vou fazer a Enid.

—Sou Chandler— Aperto sua mão e ela segura o riso, abaixando a cabeça— O que foi?

Eu sei quem você é, Chandler Riggs vulgo Carl Grimes. 


Notas Finais


E ai, o que acharam? Gostaria muito que comentassem a opinião de vocês ou o que quiserem.
Até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...