História Let her go - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexis Ren, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Bieber, Justin, Laudrauhl
Visualizações 148
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores! Peço desculpas por não ter postado no fim de semana como eu havia prometido, mas eu saí todos os dias, aproveitando meu último fim de semana de férias. Enfim, só tive como postar agora, mas espero que gostem do capítulo, fiz com muito carinho pra vocês. Ficou meio pequeno, mas o próximo vai ser maior, prometo. Boa leitura!
PS: Mudei a data do capítulo anterior porque estava errada, no caso é agosto mesmo.

Capítulo 4 - Weakness


Fanfic / Fanfiction Let her go - Capítulo 4 - Weakness

"Months pass by and i'm still the same

Can't stop saying your name

Pictures show i look so washed out

I haven't slept right for days

And i was crying "please don't be in love"

(unless you love me back)

Put on my shoes and go for a walk

But i can't escape my own thoughts

So i just keep going

Just keep going

And there's the turn

I'm so weak

I look in your eyes and die

And there's the turn

I'm so bruised

I can't tell you cos i'll lose, i'll lose"

Just keep going – Wallis Bird

Toronto, ON

Agosto de 2012

Justin Bieber's Point Of View

Acordo com uma tremenda dor de cabeça. Entro no banheiro, abrindo o armário e pegando um comprimido, que engulo rapidamente, sem tomar um gole d'água. Encaro-me no espelho, notando minhas olheiras e minha cara de cansaço. Jogo uma água no rosto, escovo os dentes e saio do banheiro, indo em direção à cozinha.

— Olha se não é o louco de ontem. – diz Chaz, que prepara algo no fogão.

— Não enche. – abro a geladeira, procurando algo pra comer.

— Estou fazendo almoço, daqui a pouco estará pronto. – eu fecho a geladeira. – Mas então, já falou com Lina?

— Não. Foi coisa de uma noite só, não tem futuro.

— Acho que ela não pensa o mesmo. – diz Jade entrando na cozinha e me mostrando o celular com uma mensagem de Lina dizendo: Será que ele vai falar comigo? – Inclusive, bom dia, Justin. – ela me dá um abraço rápido, sentando-se na mesa.

— Bom dia, Jade. Acho que vou ter que falar com ela, então. – dou uma risada sem graça. – Mas não agora, minha ressaca não permite.

Ficamos conversando enquanto Chaz termina o almoço. Chamo os outros e almoçamos todos juntos, como um grupo novamente. Está sendo bom eu ter começado a aceitar Jade como parte do grupo.

Depois do almoço decido mandar uma mensagem para Lina. Hoje iremos fazer uma noite de filmes aqui em casa, então decido convidá-la para vir aqui. Ela fica muito feliz com meu convite, confirmando sua presença.

[...]

São sete horas da noite, a hora marcada para nossa noite de filmes. Eu visto um conjunto de moletom cinza e todos estão mais ou menos como eu. Estamos esperando Lina para que possamos começar.

Escuto a campainha tocar e sei que é a garota. Levanto-me do sofá e vou atender. Lina veste um short jeans e uma blusa rosa, e seu perfume é extremamente doce. Ela me dá um selinho e vamos juntos até a sala, onde ela cumprimenta todos.

Depois de apagarmos as luzes, nos aconchegamos e colocamos o filme para tocar. Nos primeiros minutos, todos prestam atenção no filme, mas logo Lina começa a me beijar e eu acabo me esquecendo de todos ao meu redor.

Paramos de nos beijar apenas quando vemos a luz ser acendida. Jade olha para nós como se estivesse decepcionada e fala:

— Eu sei que vocês dois querem muito se pegar, mas estamos tentando assistir um filme aqui. Se quiserem fazer isso depois do filme ou ir pro quarto, vocês que sabem.

Mesmo querendo rir, eu assenti e nós voltamos a ver o filme. Não nos beijamos nem mais uma vez, ficamos apenas de mãos dadas, concentrados nas imagens da TV.

Depois desse filme, assistimos outro e depois Lina foi embora. Foi realmente algo muito bom e eu espero que se repita.

[...]

Acordo com meu estômago roncando. Pego meu celular e vejo que são apenas dez da manhã. Preparo um café da manhã e vou chamar os meus amigos para comer. Ao chegar na porta do quarto de Ryan, abro uma pequena fresta, vendo que estão todos ali, com exceção de Jade. Stella segura seu iPad e percebo que eles estão conversando com alguém que conheço bem. Chloe.

— Você quer que eu chame o Justin? – Ryan diz. – Eu acho que ele iria gostar de conversar com você.

— Acho melhor não. – Chloe responde. – Eu conheci uma pessoa aqui. Ainda não esqueci Justin, e nunca vou esquecer, ele esteve comigo por tanto tempo. Mas estou começando a gostar de alguém e não quero me sentir culpada por isso.

Lentamente, fecho a porta do quarto, tentando não fazer nenhum barulho. Tento impedir as lágrimas de escorrerem, mas é inútil. Entro em meu quarto rapidamente, jogando-me na cama.

Eu não posso acreditar que ela superou assim, tão facilmente. Ficamos quatro anos juntos e agora, quase três meses depois, ela está começando a se envolver com outra pessoa. Enquanto isso, eu passei dias e noites sentindo a falta dela, me excluindo de meus amigos para não aceitar ter Jade conosco.

Eu continuei a amando, esperando-a todos os dias, mesmo dizendo para mim mesmo que não faria isso. Esperei que ela me ligasse e dissesse que estava voltando para casa, que logo estaria em meus braços de novo.

Não posso aceitar que, enquanto eu sofria, ela estava nos braços de outro. Existe outro aquecendo-a, beijando-a, tocando-a, fazendo tudo que eu fazia, mas que nunca vai amá-la da maneira que eu a amo. Nunca vai sofrer por ela da maneira que eu estou sofrendo.

Sempre vi Chloe como o grande amor da minha vida e dói saber que ela nunca pensou o mesmo de mim. Dói saber que outro está ocupando o meu lugar. Meu peito está em chamas e eu preciso de ajuda para não me autodestruir.

Como se pudesse ler meus pensamentos, Jade entra em meu quarto. Tento secar minhas lágrimas rapidamente, mas ela nota meu ato. Senta-se ao meu lado na cama e pergunta:

— O que aconteceu? Vi que você fez o café da manhã mas não o comeu e não chamou ninguém para comer.

— Nada. Eu estou bem.

— Você pode me contar, Justin. Não precisa ficar se fazendo de forte o dia todo. Tudo bem a gente desmoronar de vez em quando. Desde que você se levante depois, claro.

— Chloe. – sinto mais uma lágrima escorrer pelo meu rosto e a seco imediatamente. – Escutei ela falando com meus amigos que ela já está com outro. Faz apenas três meses que ela foi embora e ela já está gostando de outra pessoa. – irritei-me. – Namoramos durante quatro anos, porra! Parece que eu nunca signifiquei nada pra ela.

— Ei, fica calmo. – ela fez um sinal para que eu chegasse para o outro lado da cama, o que eu fiz. Jade se deitou de frente para mim e me abraçou. – Às vezes, as pessoas tem maneiras diferentes de superar as coisas. Isso não quer dizer que não significou nada. Tenho certeza que você a fez muito feliz pelo tempo em que ficaram juntos, mas as coisas precisam acabar algum dia. Coisas boas tem que ir embora para que coisas melhores ainda possam chegar. Eu tenho certeza que você vai encontrar alguém que te faça feliz e que retribua o seu amor da mesma maneira. Ela vai ser a mulher mais feliz do mundo ao seu lado e vocês vão se completar. E eu estarei aqui para o que você precisar nesse caminho. Para te animar, te consolar. Eu sei que nós não nos conhecemos direito, mas saiba que você pode contar comigo para o que precisar. – ela beija minha bochecha. – Combinado?

— Combinado.

Ficamos algum tempo nos encarando, até que Jade acaba dormindo em meus braços. Deixo meus olhos relaxarem e, em pouco tempo, estou dormindo também. Eu não sei disso na época, mas esta é a primeira de muitas vezes que dormiremos juntos. 


Notas Finais


AAAA, já tão shippando esse casal maravilhoso? Esse capítulo foi meio paradinho, mas eles tão se aproximando mais. O próximo vai ser maior e mais animado. Enfim, espero que tenham gostado e não deixem de comentar. Na próxima quinta eu estarei de volta com outro capítulo. Beijos e até quinta <3
Cronograma: https://docs.google.com/spreadsheets/d/14W69a27Bx-KODNY_U2K8qVzb8HMqcSntqaqjG1nnsI8/edit#gid=0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...