História Let In Me - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ficcção Adolescente, Romance
Exibições 9
Palavras 2.958
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 21 - Capítulo 21


Caminho até a porta de entrada da escola, muitas pessoas caminhando pelos corredores e algumas comendo na lanchonete, tinha uma rodinha em volta da mesa onde Mia e Zoe estavam sentadas, vou em direção a elas um monte de gente está perguntando o que aconteceu elas estão explicando.

-Oi. Digo.

-Oi. Elas dizem juntas.

-Summer o que aconteceu ?. Um menino do terceirão pergunta.

-Foi um acidente apenas isso, já estamos todos bem, já podemos voltar a fazer tudo que fazíamos antes. O menino saí sem perguntar mais nada em seguida o sinal toca

Subimos as escadas, Zoe está rindo com Mia, sobre um assunto do qual eu não sei.

-E o seu amado professor ?. Pergunta Zoe.

-Iiiih já percebi que está boa o suficiente para voltar a ser toda grossa e chata. Digo

-Pelo menos estou aqui chata.

-Sim, eu estou vendo que está.

-Vamos Sum, responda como está o seu querido professor ?. Ela torna a perguntar.

- Não sei, talvez vivo, talvez morto nunca se sabe.

-Ele sabe sobre o que aconteceu ?.

-Não sei, meu pai deve ter avisado a coordenação, mas ele não me mandou nenhum Email. Digo dando de ombros.

- Email? Como ele conseguiu seu email?. Não contei para as meninas que havia saído com ele, então apenas dou de ombros e respondo. -Não sei.

Entramos na sala de aula, era o professor Landon de história.

-Hoje iremos falar sobre Impérios marítimos: Creta e Fenícia e Roma: família, Direito, religião e arte, bom dia a todos, peguem as apostilas e sentem em seus lugares, por favor grupo de quatro.

Chloe, Sophie e Callum sentaram ao nosso lado, Mia, Zoe, Ethan e eu fizemos outro grupo após a sala estar toda em grupo, o professor começa a falar sobre o trabalho que irá passar.

-Vocês terão que fazer o trabalho em formato de livro, sobre a Grécia antiga e todas as suas histórias, focaram no final em apenas uma história ou seja naquela que mais gostaram e iram fazer um trabalho a parte com slides, e cada um do grupo falara um pouco sobre.

-Professor?. Diz Chloe.

-Sim Senhorita Blatt.

-Pode fazer os próprios desenhos, na capa e em cada história ?. 

-Sim, fique a vontade. Ele volta a dar aula.

-Espero que fiquem bem animados com esse trabalho. Ele passa algumas coisas sobre o trabalho na lousa, anoto tudo em meu caderno, Ethan e Mia estão praticamente colados um no outro e Zoe conversa com Callum, Sophie diz que ela e Zack estão indo bem no seu agora relacionamento.

-Quando Kate volta do intercambio ?. Kate e nossa amiga ela tem 19 anos conhecemos ela em uma rede social e ela se tornou amiga de todas nós, ela mora agora em Washington mas está fazendo intercambio na França.

-Eu acho que mês que vem Zoe. Digo.

-Estou com saudades dela.

-Estou também, ela nem sabe do que aconteceu, e não queria estragar o intercambio dela com a notícia, mas agora todos estamos bem, quando ela voltar a gente conta pra ela. O professor escreve uns textos na lousa e diz que explicara tudo na próxima aula, logo a professora de português entra na sala.

-Bom dia turma.

-Nossa ela está tão arrumada. Diz Mia.

-Sim, deve ser porque vai ter que sair depois, e não terá tempo de ir pra casa se arrumar. Digo.

-Deve ser. Diz Mia.

-A gente podia sair né. Diz Zoe.

-A gente acabou de sair de um trauma, você está se recuperando e já quer sair ?.

-AAAAH eu estou bem mas que saco em?!!!. Diz Zoe.

-Que saco digo eu né Zoe, a gente ficou mal pensando no pior, sei que está bem,mas você estava se sentindo cansada.

-Sim, mas minhã mãe ligou para o médico e ele disse que eu já estou liberada pra fazer tudo, eu só quero ir no cinema. 

-Ta bom Zoe, quando ?.

-Não sei que tal quarta ?. Zoe pergunta.

-Por mim tudo bem. Digo.

-Por mim também. Diz Mia com Ethan.

-Vocês vão?. Pergunto pra Chole, Callum e Sophie.

-Ah claro, posso chamar Zack ?. Pergunta Sophie.

-Claro fique a vontade. Chloe e Callum confirmam, a Senhorita Houston está falando sobre o passeio de John com as outras alunas, justamente Brittany, Rachel e Alicia, elas estavam me olhando e rindo enquanto a professora falava com elas, será que ele falou alguma coisa pra elas? Se ele falou eu vou dar um soco na cara daquele babaca, afinal nem lembro se tenho aula com ele hoje, não vi ele até agora.

-Ela e estranha, nunca poderia competir com a gente. Alicia fala me olhando, olho para Zoe sem entender nada.

-Ela ta falando de você ? . Pergunta Zoe.

-Eu não sei, menina louca, será que ele falou alguma coisa pra elas ?.Digo meio confusa.

-Não sei mas espero que não se não eu mesma soco a cara dele. Me viro para frente elas continuam a me encarar.

-Ela não passa de uma menina estranha, que não tem chance com ninguém, não sei como conseguem andar com ela, menina chata e irritante. Alicia continua com algumas gargalhadas, meu sangue esquenta sinto meu rosto queimar, eu não posso chorar penso, levanto da minha mesa e peço para ir ao banheiro.

-Vai chorar no banheiro neném ?. Alicia me pergunta, continuo andando até a porta. -Não aguenta bater de frente né? Que pena de você. Paro ouvindo aquelas palavras, vejo que Zoe está me olhando do fundo da sala.

-Não preciso que tenha pena de mim. Digo.

-Aaah ela fala gente. As outras meninas riem.

-Falo sim, não fico cacarejando igual você.

-Olha aqui. Interrompo ela.

-Olha aqui você Alicia, eu não sou as garotas com quem você mexe e diminui por prazer, não vou ficar abaixando a cabeça pra você, porque você não basta de uma garotinha mimada que precisa ficar diminuindo todo mundo pra ser sentir grande, ninguém precisa ter seu corpo pra ser bonito, ninguém precisa ter o corpo moldado pela sociedade infantil na qual a gente vive, sou assim e sou feliz do jeito que sou, se você não gosta o problema e seu, agora faz o favor de mexer comigo, não e só porque sou quieta que vou abaixar  a cabeça pra você. A sala está quieta, todos observam a gente.

-GAROTA VOCÊ TA PENSANDO QUE É QUEM PRA FALAR ASSIM COMIGO ?. Ela começa a gritar

-Abaixa o tom que eu não sou os capachos que você chama de amiga. Ela levanta a mão para me dar um tapa, seguro a mão dela rapidamente antes de alcançar meu rosto.

-Em mim você não encosta um dedo.

-Paga pra ver rata.

-Me respeita Alicia, já falei que não sou seus capachos.

-E você acha que eu tenho medo de você ?. Ela pergunta.

-Não, não acho e nem preciso que tenha.

-A inofensiva abandonada pela mamãe, como e em garota não ter mãe ?. Ela toca no meu ponto mais fraco e sem pensar duas vezes eu reajo, Alicia caí no chão, vejo Zoe levantar e vir em minha direção a sala toda está gritando, a professora pede silêncio,mas ninguém atende ela, saio da sala em direção ao banheiro com Zoe.

-Amiga, belo tapa ela mereceu,quem ela acha que é ?. Não respondo nada meus olhos estão cheio de lágrimas, Zoe continua falando mas não respondo.

-Amiga, fica bem ta? Não liga para o que ela falou, ela não sabe de nada, não passa de uma garota idiota. Balanço a cabeça e o sinal toca, continuamos andando pelo corredor, vejo ele, Zoe segura firme em minha mão e sussurra em meu ouvido pra mim ficar calma, ele está vestido com  um jeans azul claro e uma polo preta, com os olhos fixos em mim, parece surpreso, Zoe me olha enquanto ele vem em minha direção.

-Quer que eu vá e te deixe?. Faço que sim com a cabeça. -Não se esqueça que a próxima aula e de história e ele irá explicar a matéria toda, tente não se atrasar.

-Tudo bem, tentarei andar logo. Zoe caminha de volta pelo corredor, eu estou com a respiração ofegante, meu coração está acelerado ele vem chegando mais perto.

                   P.O.V John 

Ela está bem aqui na minha frente mais alguns passos e poderei toca-lá, aqueles lindos olhos profundos o cabelo levemente penteado e aquela saía que mesmo sendo da escola a deixava provocante, não á vejo a exatamente um mês, o pai dela avisou a coordenação sobre o ocorrido espero que todos estejam bem, embora só ela me importe, estou a pouco centímetros de seu lindo corpo, ela está sorrindo, assim que chego perto largo meu material em cima do banco e a pego no colo abraçando-a ela solta uma gargalhada em meu ouvido, como é bom ouvir aquilo novamente, depois de um longo abraço, sentindo o cheiro de flores que ela tinha a coloco no chão ela ainda está sorrindo.

-Oi. Ela diz calmamente e sorridente, até um pouco envergonhada.

-Olá baby. Digo, ela está sorrindo, meio ofegante.

-Tudo bem?. Ela pergunta.

-Sim e você ? Soube do acidente, seu pai veio na escola falar com a coordenação.

-Sim, Zoe ficou em coma um mês, foi o pior mês da minha vida, minhas amigas e meu pai são as pessoa mais importantes da minha vida, eu morreria sem eles, mas sim eu estou bem e fico feliz que você esteja também. Ela olha pra baixo.

-Senti sua falta. Digo olhando pra ela, mas ela continua olhando para o chão.

-Adoro como você mente. Ela sorri, mordendo a boca, mas porque ela acha que eu estou mentindo?.

-Não estou mentindo, pare de morder o lábio. Ela me encara ainda mordendo os lábios.

-Deixa eu morder a boca, ela e minha mesma. Ela sorri.

-Na verdade e minha boca. Ela solta uma gargalhada.

-Na verdade não. 

-Que? Achei que fosse.

-Achou errado baby. Ela está usando as minhas falas contra mim mesmo? Aaaah não.

-Isso e jogo baixo. Digo.

-Não, não é, mas agora preciso ir a minha aula de história e você precisa dar aula, então acho que precisa ir e eu também. Ela parece tão distante, e agora esta saindo de perto de mim e andando lentamente pelo corredor, vou atrás dela e pego em sua cintura.

                    P.O.V Summer

As mãos dele estão em minha cintura, escuto sua respiração ofegante como se estivesse correndo.

-Não vá. Ele diz.

-Eu preciso, tenho aula estou atrasada e você também, terei que dar uma puta desculpa para o professor. Ele ri

-Você quando fala palavrão soa tão sexy, como consegue?. Dou risada.

-Eu não sei. Começo me virar de frente, ele me observa enquanto viro.

-O que está fazendo?. Ele ri, e sinto sua intimidade em minha coxa.

-Estou virando ue. Digo.

-Pra que ?. Ele me encara. -Estava bom naquela posição.

-Para fazer isso. Beijo seus lábios, sua boca está com gosto de menta e não de café.

               P.O.V John

Sua boca toca com voracidade a minha, como se estivesse desejando aquilo, mas eu não me importava queria aquilo também, só não esperei que fosse com tanta velocidade e confiança igual ela fez, ela me surpreendia cada vez mais, sua boca macia, e agora calma, seu cheiro de flores era maravilhoso, sua mão está em minha nuca delicadamente acariciando, me sinto confortável quando estou com ela, minha mão desce até sua cintura apertando com força, ela continua me beijando com toda a sua delicadeza mas apenas aquilo já me deixava com vontade de ''mais''.

Depois de um demorado beijo, ela me solta sorrindo.

-Preciso ir pra aula. E saí correndo sem me deixar dizer apenas uma palavra, pego meu material em cima do banco e vou para a primeira sala do segundo ano.

                                             P.O.V Summer 

Ando pelos corredores totalmente sorridente, mal posso acreditar que finalmente o beijei de novo, chego na porta da minha sala um pouco sem fôlego, bato e em seguida abro a porta.

-Licença senhor Landon, posso entrar?.

-Claro Senhorita Peterson, mas onde estava?.

-A diretora me chamou para conversar sobre o tempo que não vim para a escola, apenas isso senhor.

-Ah sim tudo bem. Ele retoma sua aula, faltando apenas 3 aulas para ir embora resolvo contar a Zoe depois sobre o ocorrido. 

Minhas outras aulas foram de, matemática, informática e artes, passaram bem depressa, enfim o sinal toca, todos pegam suas coisas e saem da sala, Alicia me encara, reviro os olhos e continuo andando.

-Então porque demorou tanto?. Pergunta Zoe, olho pra ela toda animada.

-A gente se beijou, estava com saudade do toque dele.

-Aaaaah agora ta explicado. Zoe e Mia começam a rir, John surge atrás da gente.

-Falando nele, olha só. Ele encara Zoe.

-Espero que esteja bem Senhorita Pride, você também Senhorita Castellamary. Ele diz.

-Estou sim, obrigado por perguntar. Diz Mia.

-Também estou. Diz Zoe que está caindo na risada. -Isso está parecendo namorinho sério parem pelo amor de Deus ecaaa. Eu e Mia começamos a rir Ethan aparece e pega na mão de Mia.

-Do que estão rindo meninas?. Ethan pergunta.

-Nada não. Diz Mia.

-Estou com fome. Digo.

-Que milagre você com fome, deve ser por causa do grande susto que levou né amiga. Começo a rir de nervoso, John está disfarçando a risada atrás de mim, aquilo parecia um grupo de amigos, tudo normal, até eu me lembrar que ele é um cara casado.

Meu sorriso se transforma em uma cara preocupada, Zoe percebe mas não diz nada, ando mais depressa e desço as escadas correndo, vejo que Zoe olha pra ele, ele faz um gesto e ela diz não saber o que houve. Percebo que ela está atrás de mim na fila da lanchonete, meu pai irá demorar um pouco da tempo de comer.

-O que houve lá?. Ela pergunta.

-Nada não. Minto.

-Ta, se não quer falar. Sentamos em uma mesa e estávamos todos conversando e rindo sobre o tapa que dei em Alicia, mas eu perdi a razão mesmo que ela tenha ameaçado antes eu não deveria ter dado o tapa, mas ela também mereceu , terminamos de comer e a Mãe de Mia chega, Ethan vai com ela, logo em seguida a Mãe de Chloe, o pai de Callum e a mãe de Sophie, minutos depois a mãe de Zoe.

-Tem certeza que não quer que eu te leve ?. Ela pergunta.

-Meu pai vai chegar daqui a pouco eu espero, mesmo assim obrigada. Ela me da um beijo no rosto.

-Ok então, até amanhã. A mãe dela acena pra mim retribuo com um sorriso.

Sento em um banco de baixo de uma árvore e começo a ler  '' O Morro dos Ventos Uivantes'' era meu livro preferido até então adoro o jeito como o amor proibido e descrito Catherine queria os dois homens em sua vida e acaba ferindo a si mesma, ela não conseguia sair daquele tumulto emocional, e um livro que me da muitos pensamentos.

-O morro dos ventos uivantes, uau, que fantástico e um drama emocional e violento ao mesmo tempo, quem diria que você gosta desse gênero de leitura. Uma voz invade o silêncio, o vento está forte, está um dia muito quente, mas mesmo assim agradável, olho para o meu lado, John, John estava sentado lá.

-Sim e o meu favorito no momento, já li e reli mil vezes e fantasístico.

-Nunca imaginei, você é mesmo uma caixinha de surpresas. Escuto uma buzina, meu pai.

-Bom tenho que ir, até amanhã John. Ele pega em minha mão.

-Até amanhã Sum. Meu corpo estremece.

Saio andando em direção ao carro do meu pai,abro a porta e entro.

-Quem era aquele filha ?. 

-Meu professor pai, estávamos falando sobre o livro.

-Hm ok, como foi seu dia ?.

-Bom e como está indo o seu ?.

-Cansativo, muito por sinal, chegarei as 20:00, tem almoço pronto, e janta também se sentir fome pode comer, tudo bem pai.

Chegamos em casa e apenas me despeço e desço do carro, entro em casa e primeiramente tomo um banho, coloco um shorts e uma regata, resolvo ficar descalço está muito quente, tem lasanha, como, lavo a louça e aproveito pra colocar umas séries em dia,olho no relógio ainda são 15:00 horas, resolvo tirar um cochilo.

                P.O.V Mark

Estou na sala de reuniões, estamos em uma videoconferência com uma impressa chinesa, se fecharmos com eles, nossos lucros aumentaram muito.

-Espero que o senhor pense na nossa proposta, e nos de uma resposta até amanhã de manhã. Desligo e tomo um gole de água afrouxo um pouco a gravata está muito calor, Sara entra em minha sala com uns papéis para assinar de um outro investidor.

-Muito obrigada Senhor Peterson. Ela e loira dos olhos escuros mais penetrantes e tem um lindo sorriso.

-Eu que agradeço Sara. Ela saí da sala e meu telefone começa a tocar.

Ligação On.

-O que você quer ? Já disse para não me ligar mais, me deixe em paz, deixe Summer em paz.

-Sabe que não adianta mudar de número, eu sempre vou te achar Mark.

-Eu só quero que me nos deixe em paz, depois de tudo ninguém mais quer te ver, nem saber de você.

-Eu vou atrás de você e você irá se arrepender Mark disso você pode ter certeza, e quando menos se der conta irei invadir sua vida de novo e levar tudo de você novamente.

Ligação Off 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...