História Let it be (Imagine BTS) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Dezoito, Drama, Férias, Hentai, Hot, Imagine, Imagine Bts, Imagine Jimin, Imagine Jungkook, Jimin, Jungkook, Long-fic, Namjin, Romance, Taehyung, Viagem, Yoonseok
Visualizações 19
Palavras 1.473
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu realmente estou tentando ter um cronograma para postar, mas não está rolando. Mas saibam que caps não vão faltar.
Boa leitura💛

Capítulo 4 - Birthday


Fanfic / Fanfiction Let it be (Imagine BTS) - Capítulo 4 - Birthday

Acordo com a conversa sobre a minha festa de aniversário.

-As pessoas do bar precisam ser mulheres!-Ouço Namjoon falar a em um tom mais alto que sua voz normal.

-O aniversário é dela, não seu Namjoon! Até onde eu sei, ela gosta de homens!-Disse Hoseok parecendo irritado de ter que discutir isso no dia do evento.

-Não é só ela que vai se beneficiar com isso, não é?-Respondeu o de cabelos claros.

-Isso não vem ao caso.-Hobi rebateu um pouco envergonhado, até que Nam me viu acordada.

-Bom dia!-Diz se sentando ao meu lado na cama, onde eu também já estava sentada.-Feliz aniversário pequena!-Ele me parabeniza, me abraçando fortemente.

-Obrigada Nam! A briga tava feia aí, por que estavam falando daquele jeito?-Pergunto já me soltando do abraço.

-Não foi nada, já resolvemos.-Disse Hoseok antes de me tirar da cama e me dar um abraço.-Parabéns anjo! Eu te amo, nunca se esqueça disso!-Fala carinhosamente.

-Obrigada Hobi! Eu também te amo muito!-Digo retribuindo o confortável abraço.

-Vá trocar de roupa! Suas pernas estão muito à mostra. Só tem uma pessoa gay nesse quarto!-Disse Namjoon, tentando fixar o olhar em meu rosto. Apenas tentando mesmo.

-Namjoon!-Grito com ele e pego uma coberta da cama para cobrir meu corpo.

-É sério!-Disse rindo. Pude ver Hobi rindo também.-O efeito dos 18 anos já tá funcionando hein?

-Primeiro: eu estou fazendo 18 anos e não entrando na puberdade. Segundo: isso já está ficando constrangedor, chega.-Digo tentando não soar grossa. Mas ele realmente precisava parar. Eu estava muito vermelha.

-Ok ok, eu paro.-Diz rindo e se virando pro outro lado da cama, ficando de frente com a porta da sacada. Hoseok estava perdendo o ar de tanto rir.

-O que é tão engraçado?-O encaro.

-Eu realmente não sei o que é mais! Namjoon pervertido ou você parecendo um tomate!-Riu mais ainda mais ainda.-O dia começou ótimo e parece que vai ficar cada vez melhor!

E realmente iria.


(..)


São quatro da tarde e eu já comecei a me arrumar pra festa que começa as 19:00, mas tudo bem. 

Tomei meu banho, lavei o cabelo, sequei, fiz chapinha para variar um pouco o visual, me maquiei e coloquei a roupa que eu e Hoseok havíamos escolhido antes de viajar.

É um vestido preto bem colado. É acima do joelho, aberto no meio das costas, com várias alcinhas pretas e um decote até que caprichado. Imagina a animação de Hobi ao me ver com aquele vestido na loja e multiplica por 30. Ele havia amado... E eu também. Por fim, coloquei um salto preto de 15 cm. Estou muito alta, alta demais. Mas tudo bem, hoje pode. Preciso me deixar ser um pouco de cada coisa para saber quem sou. Já passou da hora de eu tentar coisas novas.

Pego uma bolsa prata e subo para o salão de festas. Antes mesmo de entrar pela porta (até então fechada), já era possível ouvir uma música muito alta.

-É agora. Se deixe ser outro tipo de pessoa garota! Quem sabe essa não é você de verdade?-Digo para mim mesma e entro pela porta. Eram 19:36 pelo meu celular, então várias pessoas já haviam chegado. No momento que entrei ouvi muitos gritos. Pelo jeito as pessoas já me conheciam, achei a situação um tanto quanto engraçada. Entro sorrindo e agradecendo à várias pessoas que me parabenizavam. Mesmo não as conhecendo, tento ser o mais gentil possível e é divertido ser o centro das atenções uma vez.

-Uau hein.-Disse Namjoon chegando perto de mim e me observando.

-Não começa!-Digo rindo e o abraçando.-Obrigada por isso! Está demais! E onde tá o Hobi?

-Está falando com uns caras no bar! Aliás...-Ele pega duas bebida de um garçom que passava.-Já pode começar!-Me entregou uma das bebidas com um sorriso um tanto quanto malicioso no rosto.

-À primeira de muitas!-Digo fazendo um brinde com Nam. Brindamos e bebemos de uma vez. Logo saímos para a pista e começamos a dançar. Eu estava tão solta que seria impossível dizer que aquela garota era a mesma garota que tinha medo de falar com garotos na escola. Eu estava me libertando, vendo quem eu era por dentro. Claro que com um leve empurrãozinho do álcool, mas ainda era eu.

Hoseok aparece e começa a falar alto por causa do barulho da música.

-Você tá linda! Não só de estética. Está linda dançando assim, toda livre, leve e solta!

-Obrigada Hobi! Você tá muito gato também! Já pegou algum boy?-Olho o mesmo maliciosamente.

-Já peguei 3, mas isso não importa dona. Quantos drinks já bebeu?-Perguntou me olhando um pouco desconfiado. Não sei direito o por quê.

-Pelas minhas contas eram 10, mas a última vez que contei foi à algumas horas atrás!-Digo rindo e ele ri também. Voltamos a dançar e logo Namjoon se juntou a nós. Eu gosto de todo tipo de música, sempre fui muito eclética, mas quando começou uma música específica, eu não aguentei e me empolguei ainda mais.

-Vem Nam!! É Despacito!-Grito para Namjoon o puxando para dançar. Hobi estava pegando algum cara muito gato e eu e Namjoon começamos a dançar. Não sei o que aconteceu, mas naquele momento parecia que havia apenas eu e ele naquela pista de dança.

A dança estava bem sensual, como a música era. Estávamos olhando um nos olhos do outro e sentindo toda aquela batida, quando sem parar de dançar, seu olhar alternava entre meus olhos e minha boca. Eu sabia exatamente o que ele queria e naquele momento eu queria também. 

Encarei sua boca também e sem muito aviso, ele puxou minha cintura com um braço e com outro, segurou em minha nuca, selando nossos lábios. Segurei seu rosto com minhas mãos. O beijo começou necessitado e depois foi se tornando mais selvagem. Ele explorava cada canto da minha boca com sua língua e ia apertando cada vez mais minha cintura, como se precisasse daquilo para sobreviver.

Paramos apenas por falta de ar. Ele olhou em meus olhos e ambos estavam arfando.

Mesmo no fundo eu sabendo que isso era errado, eu me deixaria ser a garota que fica com o melhor amigo por um dia.

Sem demorar muito, peguei em seu braço e o puxei para o banheiro. Olho se há alguém no mesmo. 

Vazio. 

Tranco a porta e Namjoon me cola na mesma, fazendo um barulho um tanto alto. Ele começa a me beijar novamente, mas dessa vez com mais intensidade. Uma de suas mãos estava em minha cintura e a outra estava entrelaçada em meus cabelos. Minhas mãos estavam em seu peito, que logo iam desabotoando os botões de sua camisa social, que quando aberta, caiu no chão. 

Ele me pegou em seu colo, segurando forte minhas coxas e me colocando sobre a pia. Eu segurava em seu rosto e ia o puxando cada vez mais para perto de mim, até que sinto ele ele puxando o zíper do meu vestido e puxando a parte de cima do mesmo para baixo. Ele abre meu sutiã e massageia meus seios enquanto ainda me beija. Ia beijando meu rosto, meu pescoço, minha clavícula e logo, chegando a meus seios, os chupa com vontade, alternando entre um e outro. Gemo baixo, apoiando meus braços ao lado de meu corpo.

-Se estivéssemos em outro lugar, veria do que mais essa língua é capaz de fazer.-Disse olhando malicioso para mim.

-Tem que compensar com outra coisa então.-Digo sorrindo e abro sua calça, apertando seu membro ereto por baixo da cueca box. Um gemido rouco foi arrancado do mesmo.

-Como quiser, pequena.

Ele levanta a parte da saia do meu vestindo e pega um pacotinho no bolso de sua calça, antes de tirá-lá juntamente com sua box vermelha. 

Seu membro agora exposto, não era muito grosso, mas o tamanho era de tirar o fôlego. Colocou a camisinha e abaixou minha calcinha um tanto quanto molhada. Em um movimento rápido, me pegou no colo novamente e me encostou em uma parede. Ele iria dizer alguma coisa, mas o cortei.

-Eu não sou virgem Nam, e você sabe disso.-Digo e logo volto a beijá-lo.

Ele posiciona a cabeça de seu membro na entrada da minha intimidade e vai penetrando até nos encaixarmos. Senti uma leve dor por causa do tamanho, mas eu estava tão estática, que era suportável. 

-Quero ouvir você gemer. Geme meu nome, pequena.

Ele começa com movimentos lentos, arrancando suspiros de ambos. Aquilo estava bom, mas eu precisava de mais. 

Muito mais.

-Está me torturando!-Digo manhosa, o fazendo sorrir abertamente.

-Vai ter que implorar.-Sussurrou em meu ouvido e resmunguei baixo, mas logo cedi. Estava sedenta por aquilo.

-Nam.. Namjoon-oppa... Mais rápido!-Digo entre gemidos. Ele sorriu satisfeito e aumentou as estocadas. Gemi alto e logo estávamos num ritmo bem rápido.

Ele massageava rapidamente meu clitóris, me fazendo arfar de tanto prazer. 

Cheguei ao orgasmo e gozei, o que não demorou muito para ele fazer o mesmo.

O mesmo sai de dentro de mim e colocamos nossas roupas. Meu cabelo estava totalmente bagunçado e eu ainda estava meio zonza por causa da sensação maravilhosa que Namjoon havia feito eu sentir.

Que grande presente de 18 anos eu ganhei.


Notas Finais


Meu primeiro hot, então se ficou um lixo, me perdoem e relevem.
Obrigada pela leitura❤✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...