História Let It Burn - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Boss, Harry Styles, Sam Montéz, Secretária, Sexo
Exibições 424
Palavras 2.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


INHAÊÊÊÊ MINHAS VIADAS \o \o \o
Nem demorei tanto pra postar agora viu...
Tive uns probleminhas ai com o computador, MAS... roubei o notebook da minha mãe por essa semana ahsuhausha
Awwwwwwnnnn minhas lindonas, eu queria agradecer tanto o carinho que vocês demonstram ter por mim a cada capitulo que eu posto.... e pra demonstrar isso, resolvi dar um presente do dia das crianças para minhas leitoras Goooooxxxxxtoooosaaasss <3
SIM MEU POVO ISSO É UM CAPITULO DE LIB, E JÁ AVISO QUE IRÃO CHORAR HORRORES E ME XINGAR HORRORES TBM u.u
Quero agradecer aos novos favoritos, SEJAM MUITO BEM VINDAS (OS) *U*
E agradecer mais imensamente ainda as minhas Liamdas, perfeitas, maravilhosas, princesas, Goooooxxxxxxtooooosas, que comentam e fazem do meu dia a dia especial, ESSE AQUI É O DESTAQUE DE VOCES: ~SelPetrova, ~AndreiaLLopes, ~jessie_07, ~luh_ana, ~loveyougoodbye, ~Mrs_Mills, ~anacmigliano, ~Leonel10, ~PekenaMalik, ~Leniiis, ~MariaAMarcondes, ~AnaHarryGirl... <3 <3

Ps: no meio do capitulo terá a tradução de uma musica que amo muito e que veio a calhar com o capitulo, vou colocar o link nas nas notas finais e se eu fosse vocês iria dar uma conferida no clipe pq é tão triste ou mais que o nosso capitulo de hoje *u*


BOA LEITURA!!!!

Capítulo 25 - Vazio...


Fanfic / Fanfiction Let It Burn - Capítulo 25 - Vazio...

Pov’s Samantha Montéz

 

A dor era demasiadamente arrasadora, mas ao mesmo tempo era anestesiante. Eu sentia aquele aperto no peito, mas também sentia o vazio dentro de mim. Uma ambigüidade de sentimentos.

 

Sim, eu acredito
Que um dia estarei, onde estava
Bem aqui, bem perto de você
E é difícil, os dias parecem tão escuros

 

 

Louis me segurava em seus braços e tudo o que eu conseguia fazer era chorar, chorar e chorar mais ainda.

Louis tinha se encarregado de avisar Liam, Mckenna e Zacky.  E eu continuava enterrada totalmente em um estado catatônico. Matt estava morto, meu corpo fraquejava constantemente, meu coração sangrava e minha alma chorava pela perda de uma pessoa tão especial.

Eu não era dona do meu corpo. Não conseguia fazer meu cérebro processar nada. Nada além dessa frase: “Matt está morto!”

 

A lua, as estrelas, não são nada sem você
Seu toque, sua pele, por onde começo?
Nenhuma palavra pode explicar o jeito que estou sentindo sua falta
A noite, esse vazio, esse buraco em que eu estou
Essas lágrimas, contarão suas próprias histórias

 

 

 

E agora? O que farei da minha vida?

Estou sozinha novamente. Sozinha e com duas crianças para cuidar. James e um bebe de Matt que carrego.

Sei que Louis nunca me abandonaria. Mas ele tem seu relacionamento. E nunca iria arrastar meu melhor amigo para o fundo do poço que é onde estou.

Matthew!

Ah Deus! Como posso sobreviver a isso? Como conseguirei viver sem o apoio e amor incondicional dele?

Porque me castiga desse modo? O que eu fiz para merecer isso?

Zacky entra em minha linha de visão e posso ver as linhas de dor e tristeza em seu rosto.

Além de mim e Jimmy, eu sei que ele é a pessoa que mais sofre. Pois foi quem cresceu junto de Matt, viveu a vida toda ao lado de seu melhor amigo. E agora o tinha perdido para sempre. Tinha perdido seus dois melhores amigos, sabia que o coração dele estava tão agoniado e sofrido quanto o meu. Eu sinceramente não sei o que faria se perdesse Louis assim.

Ele me puxa para seus braços e me aperta fortemente, chorando contra meu pescoço.

- Sinto muito Zacky. – digo com a voz embargada.

- xiii. – ele me aperta mais. E continua a chorar e a me abraçar.

Depois de um longo momento, Louis me tira dos braços de Zacky e me leva para o estacionamento, em seguida me enfia dentro de seu carro e sai do estacionamento.

Quando finalmente chego em casa, a realidade me abala.

Jimmy está encolhido no sofá e seu rostinho está banhado em lágrimas.

Louis recomeça a chorar e sem pensar em mais nada corro para meu filho e o abraço.

- ele se foi não é mamãe? – sua vozinha embargada devido ao choro pergunta tristemente.- Tio Liam disse isso pla tia Alice no telefone. Eu ouvi tudo.

Respiro fundo e tento me controlar para responder.

- sim meu amor, papai foi para o céu. – aliso seus cabelos e enxugo suas lágrimas.

- ele me disse que ia molar com o papai do céu, e que ela pla mim cuidar de você e de Diana. Que ele olharia por nós todos os dias.

Volto a chorar e coloco meu filho no meu colo o abraçando apertadamente. Desabando completamente, sofrendo meu luto por Matthew.

- Está tudo bem mamãe, eu vou cuidar de vocês duas.

Ainda soluçando, seguro o rosto do meu filho e o beijo com todo o carinho que existe dentro de mim.

 

 

 

Você me disse para não chorar quando você se foi
Mas o sentimento é avassalador, é pesado demais
Eu posso me deitar do seu lado? Perto de você, você
E ter certeza de que você está bem...

 

 

(...)

 

O velório de Matt aconteceu em nosso jardim, ao ar livre, assim como ele queria.

Ele estava de terno e gravata, assim como ele se vestia todo dia para ir ao trabalho, deitado em um caixão de madeira branco. Parado, pálido e frio.

Nada parecido com meu Matt alegre e cheio de vida.

E assim como meu humor, o tempo estava nublado e o céu cheio de nuvens carregadas que pronunciavam a forte chuva que viria logo.

Muitas pessoas estavam ali.  Zacky com sua esposa Genna, Louis e Josh, Liam e Alice com sua filha, Mckenna e Niall. Todas as pessoas que se importavam com Matt.

Jimmy estava sentado ao meu lado, e chorava baixinho assim como eu. Sua mão estava entrelaçada na minha e a apertava com força, como se estivesse com medo de que eu a soltasse.

Eu cuidarei de você
E eu não quero ficar aqui se não puder estar com você, hoje à noite
Estou procurando por você
Você consegue ouvir o meu chamamento?
Essa dor pela qual passei
Estou sentindo sua falta, sentindo demais sua falta

Mas a grande surpresa desse dia foi ver Harry Styles caminhando pela extensão de meu jardim. Caminhando diretamente até mim.

Louis deu um passo para impedi-lo de chegar até mim, mas Josh o segurou com firmeza. Balançando negativamente a cabeça.

Harry parou a minha frente e me encarou durante um longo tempo como se não me reconhecesse.

Mas se fosse outra pessoa além dos meus amigos que me acompanharam nesses últimos três meses, ninguém me reconheceria realmente. Estava visivelmente mais magra, o rosto abatido e sofrimento estava demarcado em cada linha de expressão.

- eu sinto muito Samantha. – a voz rouca dele parecia transmitir tristeza. Ele se ajoelhou na minha frente e de Jimmy e segurou nossas mãos que ainda estavam unidas. – e-eu... – ele gaguejava. – e-eu não vou tirá-lo de você nunca Sam, eu juro.

Ele falou isso olhando para James, com os olhos marejados.

James o encarava com o cenho franzido.

- eu me lemblo de você senhor. – Jimmy disse fungando. – você conhecia meu papai?

Harry fechou os olhos e pude ver uma lágrima deslizando por seu rosto solitariamente.

- sim James eu conhecia seu pai. – a voz de Harry quebrou no final da frase ao dizer “pai”. – e sinto muito pela perda de vocês dois.

Ele passou a mão pelos cabelos de James e olhou para mim como se estivesse se despedindo. Então sorriu tristemente e se afastou, seguindo para a rua.

Podia ver seus ombros sacudindo conforme os soluços tomavam conta de seu corpo. Mas ele não se virou para me olhar novamente, apenas entrou em seu carro, o Motorista fechou a porta e foi embora.

 

Eu cuidarei de você
E eu não quero ficar aqui se não puder estar com você, hoje à noite
Estou procurando por você
Você consegue ouvir o meu chamamento?
Essa dor pela qual passei
Estou sentindo sua falta, sentindo demais sua falta

 

Olhei para Louis e ele apenas me encarou franzindo o cenho.

Depois se aproximou de mim, e sentou-se ao meu lado, e colocou sua mão em cima da minha e da James que estavam unidas e assim, ficamos o resto do velório.

Me deite hoje à noite, me deite do seu lado
Me deite hoje à noite, me deite do seu lado
Posso me deitar do seu lado? Perto de você, você

(Musica: Lay Me Down – Sam Smith )

 

 

 

Harry Styles.

 

 

 

Ela estava sofrendo, e meu coração não agüentava ver angústia em seus olhos.

Podia sentir dor irradiando dela e de James. Não conheci Matthew Sanders, mas pelo visto era muito amado por todos ali.

Não somente Samantha e James, mas Louis, Josh e todos os outros pareciam sofrer em um nível desconhecido por mim.

Ela precisava de apoio e segurança, e foi o que ofereci.

Prometi nunca tirar James dela.

Ainda sentia meu corpo tenso, e a punhalada de dizer que conhecia o “pai” de James.

E o sabor amargo persistia ali. O lembrando o quanto ele foi um imbecil, o quanto Samantha sofreu por sua culpa. E o quanto ainda sofre.

Tudo poderia ser diferente. Ela podia ser a esposa dele, James saberia que ele era seu pai, e o amaria incondicionalmente. Samantha agora estaria apenas sofrendo por um amigo perdido e James não estaria de luto pelo Homem que achava ser seu pai.

Tudo minha culpa!

Não a valorizei, a humilhei, escolhi outra, e a perdi...

Droga! A perdi completamente!

Algumas lágrimas ainda corriam por meu rosto, mas não soluçava mais.

Sofrer por eles era o que eu merecia.

Sofrer a morte de um cara que ficou com a mulher que eu amo, com meu filho, e que teve a vida que poderia ter sido minha.

Samantha. Minha Samantha.

Tinha mudado tanto.

Tinha se fortalecido, se tornado uma mulher de negócios, mãe e esposa.

Nada nela lhe lembrava aquela mulher doce, tímida e obediente. E na verdade, não sentia falta daquela outra Samantha. Gostava muito mais dessa nova Samantha. Atrevida, forte, decidida.

Ah Deus como eu queria voltar no tempo e mudar todas essa burradas.

E agora eu não era nada além de um passado que ela queria desesperadamente esquecer.

Um cara que a magoou e tinha escolhido outra ao invés dela.

- DROGA! DROGA! DROGA! – bati minhas mãos em minha coxa repetidas vezes.

Eram tantos desgostos, tanta dor e sofrimento acumulado dentro de si, que ele estava desnorteado.

Ele somente queria esquecer.

 Queria esquecer que a mulher que ama com tanta intensidade estava sofrendo pela perda de outro homem. Aquele que fora seu marido e que a apoiou quando ele, Harry Idiota Styles, a abandonou.

Queria esquecer que tinha acabado de abrir mão de seu filho, para que uma parcela de dor fosse retirada de cima do peso que Samantha carregava.

E esquecer completamente a dor que sentia por ter perdido os dois.

- está melhor senhor? – Julio me encara pelo retrovisor do carro.

Apenas aceno positivamente para ele, que desvia o olhar em seguida.

Posso ver sua preocupação, mas sei que ele não fará mais perguntas.

- siga para casa de Lunna, - minha voz sai controlada.

Seco as lágrimas em meu rosto. E passo as mãos pelos cabelos.

Julio segue com o carro em direção ao endereço dito por mim, e quando estaciona na frente do prédio, apenas suspira alto. Então sai do carro e abre a porta para mim.

Mas antes que possa sair, ele me surpreende dizendo:

- sei que você a ama senhor. – ele me encara nos olhos, parecendo mortalmente sério. – sempre a amou. Samantha trouxe vida aos seus olhos e em seu coração. Você errou ao escolher sua ex-exposa, não faça isso novamente. – ele desvia o olhar e entra no carro.

Surpreso demais para pensar em algo para retrucar. Somente o encaro enquanto ele se ajeita em seu banco de motorista e fecha a porta.

Sigo para dentro do prédio e pego o elevador para o sexto andar.

Lunna me atende vestida apenas em um robe de cetim vermelho.

Robe vermelho!

O primeiro Robe que Samantha usou para mim era vermelho. Foi há tanto tempo atrás, mas ainda tinha a lembrança viva do primeiro encontro do nosso acordo sexual.

- Você está bem Harry? – A voz de Lunna me tira dos devaneios.

A encaro, e só então me dou conta do que Júlio tentou me dizer.

Ela não ajudaria. Ela não era Samantha. Não era quem eu realmente queria. Estaria fazendo a mesma coisa que fiz a quatro anos atrás. Escolhendo transar com outra mulher, quando na verdade queria somente uma. Somente Samantha.

Não iria errar novamente.

Era Samantha, sempre foi ela.

Sem conseguir me conter, me viro e recomeço a andar rapidamente para o elevador, como se estivesse com muita pressa.

E na realidade eu estava com muita pressa.

Pressa de escolher a mulher que amo. De poder lutar e reconquistar tudo aquilo que deixei ir tão facilmente.

Faria tudo certo agora. A apoiaria, se dedicaria completamente a ela, e a amaria acima de tudo e de todos. A ela e ao filho deles. E amaria aquela criança que ela carregava. Por que também era uma parte dela. E a amo completamente. Toda e qualquer parte dela.

Se Matt amou meu menino como seu filho legítimo, eu também amaria sua filha como minha filha legitima.

- Harry! – Lunna corre atrás de mim e parece exasperada. – o que está acontecendo?

Sorrio largamente e digo: - Não podemos nos ver mais Lunna!

- O que? Como assim? – ela pergunta confusa. – veio até aqui só para dizer isso?

- não, eu não sabia o que fazia quando pedi ao meu motorista que me trouxesse aqui, mas agora eu sei o que quero e não é com você Lunna, me desculpe mesmo.

O elevador se abre e entro nele apressadamente. Ainda posso ver o rosto confuso e irritado de Lunna. Mas não ligo.

Quando as portas se abrem novamente, sigo para fora do prédio com passadas largas.

Avisto meu carro no mesmo lugar, e me aproximo.

Julio sai do carro e abre a porta de trás antes mesmo que eu alcance o carro.

Mas antes de seguir para o interior, faço algo que surpreende até mesmo a mim.

O abraço fortemente. – Obrigado! – digo sorrindo largamente.

Entro no carro e coloco o cinto de segurança.

Julio se acomoda em seu lugar e me encara pelo retrovisor com o cenho franzido.

- Para onde senhor? – sua voz se mostra incerta. Ele deve estar me achando um maluco, quando apenas alguns minutos atrás estava chorando e agora um sorriso enorme rasgava meu rosto de um lado ao outro.

Sorrio largamente.

- Para casa meu bom amigo. Vamos para casa!

 


Notas Finais


HELLO AGAIN \o \o
Gostaram do final né? Aposto que as do Team Harry estão enlouquecendo agora ashuashaushuasa
Julio ( o motorista ) é um grande sábio, pois nem Josh, nem Niall e nem a própria irmã do Harry conseguiram fazer ele entender que quem ele realmente quer é a Sammy, mas esse cara é foda <3 <3 <3
Meu povo eu tinha dito que só faltavam dois capitulos para acabar, mas é o seguinte, esse é o penúltimo capitulo e depois virá o ultimo e por fim um epílogo, então não se desesperem...
Todas sabem que o Louis é meu xodó na fic, pois então saibam que esse gay maravilhoso é inspirado no meu melhor amigo, Henrique <33 #viadochatoqueamo <33

Link da musica do cap: https://www.youtube.com/watch?v=HaMq2nn5ac0

Então meninas, por hoje é só espero que tenham curtido e comentem muuuuiiitoo
Malikisses no bumbum das minhas Goooooxxxxxtoooosaaassss :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...