História Let me be brave - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Doctor Who
Personagens 12º Doctor, Clara Oswald
Tags 12th, Clara Oswald, Doctor Who, Face The Raven, Love, Season 9, Shouffle Girl, The Girl Who Died, The Impossible Girl, Twelve, Whouffle
Exibições 19
Palavras 402
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Spoilers, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais uma drabble whouffle sobre esse episódio porqur eu ainda não superei :/
Espero que vocês gostem :)

Capítulo 1 - Brave


Let me be brave... Let me be brave... Let me be brave...

Ela continuou a dizer para si mesma, porque se parasse, não tinha certeza se poderia fazer aquilo. Ela não queria morrer. A verdade é que ela estava aterrorizada, mas não queria admitir isso para ele, o homem já sofreria o suficiente com a sua morte. Ele não precisava vê-la chorar e implorar por sua vida, até porque não havia nada a se fazer. Além do mais, ela queria ser corajosa. Queria que ele se orgulhasse dela, porque afinal, eles eram um só, e esse sempre foi o seu desejo.

E é por isso que eles se davam tão bem. Ele era sua alma gêmea. Eles eram tão parecidos... Ambos acreditavam na vida e estavam sempre prontos para se sacrificar pelos outros a qualquer momento, eles eram inteligentes e brincalhões, eles jogavam um jogo perigoso, eles eram imprudentes... e para ser sincera, isso  a mataria.

O que acontece quando a gente morre? Ela sempre se perguntou. Dói? É frio? O que acontece depois? Mas nesse exato momento não estava nem um pouco ansiosa para descobrir. Clara não queria morrer, e o que mais assustava não era o fato de que estava prestes a fazer isso, e sim o fato de que ela estava prestes a perdê-lo para sempre.

Morrer agora significava, os dias que ela nunca teria com ele, as pessoas que ela nunca salvaria, o amor que ela nunca viveria, mas de alguma forma tudo isso deixou de importar quando o corvo gritou e começou a voar. Morrer pelo motivo certo, ela se lembrou.

Ela queria olhar para trás e vê-lo pela última vez, mas não o fez, porque sabia que se fizesse não enfrentaria o seu destino. Dizem que quando você morre um filme da sua vida passa diante dos seus olhos, entretanto, a única coisa que ela conseguiu ver foi ele, todas as suas faces passando diante de seus olhos. Uma música cruzou a sua mente e ela achou irônico o fato da letra dizer “ Rest now, my warrior”.

O corvo gritou novamente e Clara abriu os braços. Ela estava pronta, porque ele lhe ensinou a fazer o que era preciso, e era isso o que ela faria, encararia o corvo e morreria pelo motivo certo.

E foi o que ela fez, porque no final, Clara Oswald morreu do mesmo jeito que viveu, com coragem.

 

 


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...