História Let me fly away with you (yuri) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lesbicas, Romance, Yuri
Visualizações 32
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Conversas de mãe


Fanfic / Fanfiction Let me fly away with you (yuri) - Capítulo 8 - Conversas de mãe

Mel
Entramos no carro e nunca me senti tão nervosa como naquele momento.
Uma viagem de apenas 5 minutos pareceu durar uma eternidade.
Chegamos a minha casa.
-Muito obrigada pela boleia!-disse sorrindo.
-De nada!
-Até amanhã!-disse um pouco envergonhada.
Os 3 responderam-me em coro.
A Bia lançou-me um sorriso ao qual não resisto. Antes que pudesse fechar a porta o pai dela chamou-me.
-Mel, espera!
-Diga...
-Obrigado por teres comprado um gorro à Bia! Pega!-disse estendendo 2,50€
-Não, não quero o dinheiro. Eu comprei-lhe um gorro porque quis, não tem problema! Aceite a boleia que me deu como forma de agradecimento. Até amanhã!-disse sorrindo.
"A tua amiga é muito simpática; Pois é!-consegui ouvir antes de fechar a porta.
O carro começou a andar e em pouco tempo desapareceu-me de vista. Confesso que a primeira impressão que tive quando vi pela primeira vez o pai dela, há uns meses atrás, era diferente de a de agora. Embora ela diga que o pai é muito exigente eu gostei de o conhecer...
Entrei em casa, tomei um banho e vesti o pijama. Passando uns minutos a minha mãe chegou do trabalho. Cumprimentei-a e como era de esperar estava bastante feliz.
-Bem, hoje estás feliz! O que se passou?
-Ah, nada... Tirei boa nota num teste.
-Ah, muito bem... mas é tudo o que me tens para contar?
Olhei-a confusa.
-S-sim...
-Já te conheço, estás assim tão feliz só por causa de um teste?
-Então... o teste tinha sido difícil e acabei por tirar uma nota alta... Já o recebi há uns dias, mas só me lembrei hoje...
-Pois, outro dia estavas tristíssima e depois desse dia que andaste muito feliz... vá lá, o que se passa? Nunca me escondeste nada!
-Ok...
-Sou toda ouvidos.
-Ah... Eu na-namoro c-com...-disse nervosa, olhando para o chão.
-Com quem? Com a Bia?
-Como é que sabes?
-Porque tu disseste que gostavas dela e suponho que não ias namorar com alguém que não gostasses.
Soltei um riso nervoso.
Ela riu-se e pediu-me para contar como é que aconteceu. Eu contei um pouco envergonhada. Apesar de ela saber que gosto de meninas não deixa de ser estranho. Felizmente, ela sempre me apoiou nisso. Depois de contar tudo o que se passou ela abraçou-me felicíssima.
-À tarde o meu "sogrinho" deu-me boleia...
-À tarde? Mas não tinhas tarde livre?
-Pois, mas ela disse se queria ir dar uma volta e como começou a chover imenso ela obrigou-me a ir para casa no carro do pai.
-Podias ter-me avisado! E se te acontecesse alguma coisa? Para a próxima quero que me avises!
-Desculpa, mas nem deu para pensar...
-Ai que lindo! E o teu sogrinho é simpático?
-Parece ser.
-Quando for o casamento avisa!-disse fazendo uma careta.
-Ahahah, que piada!-disse irónica, acabando por me rir a sério.
-E ela dá-te muitos beijinhos?
Engasguei-me com aquela pergunta.
-Oh, que perguntas que fazes!-disse envergonhada.-isso é coisa que se pergunte?
-Claro!
-Sim, dá...-sussurrei.
Ela riu-se.
-Fogo, não consigo esconder-te nada!
-Truques de mãe!-disse rindo.


 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...