História Let Me Know (VHope) - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 199
Palavras 1.627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como prometido mais um cap hoje

Boa leitura ❤

Capítulo 23 - Cap 22


Fanfic / Fanfiction Let Me Know (VHope) - Capítulo 23 - Cap 22

*Taehyung on*

Estava indo em direção a meu apartamento, pensando e refletindo se o que eu vou fazer é certo ou errado.. do mesmo jeito eu que vou ter que arcar com as consequências disso, só queria experimentar o que quase todos dizem que é bom, traz coisas boas.. mas muitas pessoas dizem que traz apenas decepção e tristeza, quando se entra no mundo da droga alguns dizem ser impossível de sair, tornando a pessoa marginal... da mesma forma eu só gostaria de me libertar de ser eu mesmo, de me aliviar de tudo o que eu estou passando, achei que isso foi a melhor forma desde então.

______________________________________________________________________________

Quando botei os pés em meu apartamento, a primeira coisa que eu fiz foi pegar as pedras que estavam envolvidas em um plástico, em meu bolso da jaqueta fui para o meu quarto, porém quando fui abrir escuto pessoas batendo em minha porta, tocando a campainha e fazendo muito barulho.. logo vou atender e ver quem é.. eu realmente não esperava da visita dessa pessoa. Rapidamente escondo a droga, colocando ela em baixo do meu travesseiro

- Ah.. Oi mãe eu não esperava te ver aqui, agora - falo me afastando e logo percebo que ela me olha com uma cara estranha

M - Filho, você está bem? parece que mudou muito.. o seu olhar esta diferente - ela fala se aproximando de mim, passando a mão em meu rosto

- Impressão sua, mãe eu estou ótimo - falo fazendo um sorriso forçado

P - Filho, estou com saudades - vejo meu pai vindo em minha direção me abraçar

- Ah.. Oi pai, não sabia que o senhor viria aqui - Falo meio desanimado

P - Eu estava com saudades de você, meu rapaz - Fala ainda me abraçando, mas minha mãe percebe que eu não queria retribuir o abraço

M - Bem, vamos fazer algo para te animar afinal estamos aqui - fala dando um sorriso e indo para a cozinha, cheio de sacolas com comidas... eu realmente não estava com fome naquele momento

P - Nos vamos fazer algo para te alegrar, afinal somos seus pais, você deve estar feliz com a nossa presença - Fala se dirigindo a cozinha junto com minha mae

Tranquei a porta do meu quarto, eu não queria falar mais não estou nada feliz com a presença deles, ainda mais agora que eu ia começar a... bem, do mesmo jeito a minha mãe percebeu que eu não queria eles aqui, não agora, e logo tenho certeza que ela ia ir em bora daqui, a minha mãe me conhece... mas meu pai deve nem ter notado.
   Pego o meu celular tentando esquecer disso tudo, mas apenas me da mais tristeza ainda... quando vejo fotos minha e do Hoseok (foto da capa ) quando ainda estávamos juntos, aquilo de certa forma acabava comigo.. é como se meu coração partisse a cada vez que lembro dele, eu realmente queria me desculpar.. mas isso será melhor para ele...
  Sem me dar conta eu ja estava caindo em lágrimas, estava chorando muito.. até que minha mãe bate em minha porta.. enxugo minhas lágrimas e vou atende-la novamente

Então ela entra e chama o meu pai, eu não sei o que fiz pra merecer isso.. só queria ficar em paz hoje

M- filho, você estava chorando não estava? - fala passando a mão nos meus olhos

P - Nos diga filho o que houve? - ele fala vindo me abraçar

- Sabe o que houve? Querem saber mesmo? Tem certeza que não vão se decepcionar com o seu filhinho? Eu tava chorando mesmo idai? - falo em um tom de voz grosso

M - Só nos diga o porque que está chorando... somos seus pais, você sabe que nunca sera uma decepção para nós, só seria se...

Antes de ela terminar a frase eu a corto

- Se vocês soubessem que seu filho fossem gay? É isso?

M - Meu filho, como assim.. você ta dizendo que gosta de um homem?

- Sim eu sou uma decepção pra vocês, saiam daqui por favor

Naquele momento meu pai me olhou com uma forte expressão, eu estava com medo.. mas os dois vieram e me abraçaram

P - Olha filho, não importa se você seja gay ou não, nos sempre iremos te amar, do jeito que você é.
Ouvindo aquelas palavras vindo do meu pai me fez chorar, eu achava que ele não ia aceitar isso, eu só falei da minha sexualidade.. mas escondi o porque eu estava chorando.. o real motivo disso.

M - isso mesmo, Tae, tenho os mesmos pensamentos do seu pai.. mas como eu ia terminar a frase.. você só seria uma decepção para nós se usasse drogas, isso seria uma decepção enorme para mim...

Aquilo me fez chorar mais ainda, depois daquilo eu jurava que nunca mais queria ver meus pais, eu não queria que eles descobrissem que eu era uma verdadeira decepção para eles, mas não tinha outro jeito

- O-olha, eu tenho que sair daqui - saio correndo, ouvindo os gritos de minha mãe.. mas quando eu vi ja estava muito longe dela

M- TAEHYUNG, TAEHYUNG.. AONDE VOCÊ VAI - ouvia a voz de desespero da minha mãe, mas nem me importava com isso

Fui rumo a casa de Taeyong, vou tentar fazer com que ele me deixe por um tempo lá, era muita coisa pra minha cabeça continuar..

Chego na casa de Taeyong e bato na sua porta

J - Taehyung? O que está fazendo aqui? - ele fala me olhando com uma expressão de desconhecimento

*Hoseok on*

Estava indo dormir, já eram 00:40, e bem eu precisava ir pra aula, mas o que tinha acontecido comigo, foi coisa de mais pra minha cabeça...

*Flashback on*

Terminei de comer meu lanche, mas meus pensamentos ficavam em Tae o tempo todo.
Chanyeol também havia terminado de comer
Ele percebe meu olhar atormentado

Chan- O que foi Hobi? – Ele diz me olhando fazendo com que eu levantasse a cabeça que antes estava abaixada
- Será que Tae vai achar que temos algo? – falo um pouco nervoso

Chan – Provavelmente ...

Não sei se aquilo era possível mas enfim, eu e ele resolvemos nos afastar certo? Na verdade não, aquilo não estava certo, eu o amava...

- Eu preciso falar com ele... essa historia de ficar sem poder o abraçar, de ficar juntinho a ele, essa historia me estressa, não vou conseguir

Depois de falar me levantei rapidamente com a intenção de ir atrás de Tae, mas de repente senti uma forte dor nas costas, muito grande, que fez com que eu tivesse que me apoiar na mesa pra não cair
Chanyeol sem pensar levanta e me ajuda

Chan – Hobi ta tudo bem, o que aconteceu? – ele diz preocupado me sentando na cadeira de volta

- E-eu não sei, uma dor forte nas costas – disse meio desnorteado

Chan – Quer ir no médico?

- Acho que não vai ser preciso, pode ser porque tive educação física hoje

Chan – Não sei não em, de qualquer maneira vou pedir uma água pra você – ele chama o garçom que logo trás uma garrafa de água

Bebi um pouco da água e me levantei de volta

- Chan não precisa se preocupa, eu já estou melhor, vou ir até a casa de Tae agora
Chan – Ta louco, você não está em estado de ir agora, você está pálido e com dor, vou te levar de carro até sua casa, já que não quer ir no hospital

- Eu já estou melhor – eu disse aquilo, mas sábia que não estava, minhas costas realmente doíam muito e estava um pouco tonto

Chan – Não está não Hobi, venha eu te deixo em casa

Acabei concordando e ele me levou até meu apartamento
Me ajudou a subir até meu andar

Chan – Pronto... não ouse sair de casa agora, de noite eu e Baek viemos te ver ok? – assenti com a cabeça – Meu horário de almoço já deu, infelizmente preciso ir, se cuida Hobi, e por favor se precisar me ligue

Ele diz e sai, e eu vou me deitar até minha cama, com dificuldade ainda de andar por conta da dor
Deito e pego meu celular e tento ligar pra Tae, mas as ligações foram em vão, ele não me atendeu, deve ter ficado magoado pelo o que viu hoje mais cedo.

Acabo tomando um remédio pra dor, que da sono e acabo dormindo

______________________________________

Acordo com o barulho de alguém batendo na porta, e vejo que já eram 20:00hrs
Abro a mesma e então vejo que era Chanyeol e Baekhyun

Baek – Hoseok como você está? – ele diz entrando e me abraçando – soube o que aconteceu

- J-já estou melhor, não precisa se preocupa

Chan – Que bom que melhorou, fiquei preocupado, não é normal sentir uma dor assim

- Acho que não era nada de mais

Baek – Bom, acho que não te contei, mas sou excelente na cozinha – ele sorri, e ergue duas sacolas que estavam na sua mão – então resolvi prepara uma refeição pra você o que acha?

- Se-sério que estão fazendo isso por mim? – disse completamente surpreso

Baek – Claro! Hobi você é muito especial, e não vamos te deixar nessas condições sem comer

- Muito obrigado – abro um sorriso

Baekhyun cozinha uma sopa de legumes, e prepara um suco natural de laranja
Nós comemos, conversamos um pouco e depois eles foram embora
Fiquei realmente feliz em ver o quanto se importam comigo
Eles eram meus amigos que faziam papel de pais pra mim, os pais que, eu hoje, não tinha mais a presença...

* Flashback off*


Notas Finais


Garanto mais emoção nos próximos capítulos e-e

Bjuus

~isa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...