História Let me love you - Imagine Sobrenatural Jeon Jungkook - Capítulo 14


Escrita por: ~ e ~annaclara1530

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 72
Palavras 737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Jungkook tem uma voz maravilhosa


Bom...o meu dia, em resumo, foi assim. Jimin e Anna se assumiram, Yoongi arrumou uma peguete que eu acho que o seu nome era Júlia, Jin e Nam saíram não sei pra onde, Hoseok e eu ficamos em casa, Tae e Kook foram para o mercado.

— Que tédio! — exclamei.

— Tem alguma idéia do que fazer?

— Não.

— Vamos pra praia?

— Não vai dar.

— Por que? Você tá mens...

— Sim. — disse com a cabeça baixa e com as maçãs do rosto ruborizadas.

— Tudo bem.

— Chegamos! — disse Tae adentrando a casa juntamente com Jungkook.

— Oi amor. — disse abraçando o meu lindo e maravilhoso namorando.

— Oi minha linda. — disse colocando as sacolas no chão e retribuindo meu abraço.

— Nossa, minha glicose chegou subir agora. — disse Hobi.

— Chatos. Deixa eu curtir meu namorado. — disse agarrando a mão do maior e o levando para o nosso quarto.


— Tava com saudades. — disse o beijando e logo pedindo passagem que o mais alto logo cedeu.

— Kookie. — disse manhosa — O que nós podemos fazer?

— Não sei. Também tô no tédio.

— Ain. — disse baixinho.

— O que foi?

— Tá doendo. — disse colocando a minha mão em minha barriga.

— É cólica?

— Uhum. — disse me sentando na cama — Aí! Dor dos infernos, vai infernizar a sua mãe não eu. Eu nunca te fiz nada. Para por favor. — disse me contorcendo todinha na cama e a essa altura, eu já estava a ponto de chorar, é sempre assim, começa com uma dorzinha de nada e um segundo depois parece que tem uma pessoa batendo com um taco de beisebol na minha barriga.

Bom, geralmente, eu não tenho cólicas, mas quando elas vêem, doem muito e não passam com remédios, na maioria das vezes.

— Quer que eu vou comprar algum remédio? — disse tentando parecer calmo mas eu sei que ele tá bem desesperado e sem saber o que fazer, afinal, não é todo dia que a sua namorada fica se contorcendo na cama por causa de uma cólica, maldita cólica.

— Não vai passar.

— Mas não custa tentar.

— Não adianta. Fica aqui comigo.

— Tá bem. — disse ele se deitando ao meu lado e me abraçando, começando a cantarolar alguma musiquinha, nunca tinha o ouvido cantar mas só sei que conseguiu amenizar um pouco de minha dor, só um pouquinho.

 I used to believe

We were burnin' on the edge of somethin' beautiful

 Somethin' beautiful

 Selling a dream

 Smoke and mirrors keep us waitin' on a miracle

On a miracle

 Say, go through the darkest of days

 Heaven's a heartbreak away

 Never let you go, never let me down

 Oh, it's been a hell of a ride

 Driving the edge of a knife

 Never let you go, never let me down 

Don't you give up, nah-nah-nah

I won't give up, nah-nah-nah

 Let me love you

 Let me love you

 Don't you give up, nah-nah-nah

 I won't give up, nah-nah-nah

 Let me love you

 Let me love you

 Oh baby, baby

 Don't fall asleep

 At the wheel, we've got a million miles ahead of us

 Miles ahead of us

 All that we need

 Is a rude awakening to know we're good enough

 Know we're good enough

 Say go through the darkest of days

 Heaven's a heartbreak away

 Never let you go, never let me down

 Oh it's been a hell of a ride

 Driving the edge of a knife

 Never let you go, never let me down

 Don't you give up, nah-nah-nah

 I won't give up, nah-nah-nah

 Let me love you

 Let me love you

 Don't you give up, nah-nah-nah

 I won't give up, nah-nah-nah

 Let me love you

 Let me love you

 Oh baby, baby

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go

 Never let you go (oh no no no no)

 Never let you go (yeah yeah)

 I'll never let you go

 Don't you give up, nah-nah-nah

 I won't give up, nah-nah-na

  Let me love you

 Let me love you

 Don't you give up, nah-nah-nah

 I won't give up, nah-nah-nah

 Let me love you

 Let me love you  

E foi assim que essa música virou a minha favorita.

— Me deixa te amar? — perguntou ele fazendo um cafuné em minha cabeça.

— Sim. — disse quase dormindo, ainda com um pouquinho de dor.

Continua.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...