História Let Me Love You - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Exibições 10
Palavras 1.807
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Into You


Pov. Mila

Mentira eu fiquei em silêncio enquanto Jason falava e depois quando ele saiu fazendo com que eu criasse coragem de procurar ele vejo ele beijando Paulina, sim Paulina. Eu voltei pro meu quarto e depois de chorar baixo e acabei caindo no sono, acordei no meio da noite com minha sobrinha mais velha vindo dormir comigo, mas depois logo amanheceu e eu acordei de vez, depois de um banho e me arrumar colocando um biquíni, preparei o café de todos e depois de arrumar tudo e cuidar das minhas crianças fui para piscina, vejo Ethan entrando pelos fundos da casa e o mesmo pula na piscina, depois de alguns mergulhos juntos saímos da piscina sentando na mesa arrumada do lado de fora e eu pego um morango mordendo o mesmo, vejo Paulina se aproximar com uma camisa de Jason e com o mesmo e ela fala

- Bom dia, coisas lindas.

Sorrio fraco com a boca cheia e Ethan me olha arqueando a sobrancelha depois de dar bom dia para ela, logo depois os outros se juntam a nós, Paulina começa a me perguntar coisas sobre a festa, mas eu estava sempre com a boca cheia até que a mesma pergunta

- Você está bem? Aconteceu algo? Nunca te vi comer tanto quanto hoje.

Mordo mais um pedaço da minha melancia e pisco para a mesma, vejo Zoe se aproximar sorrindo cantando a música brasileira 50 reais, rio observando a cena enquanto ela dançava no ritmo, Ethan comemora o rebolado dela e logo vejo Linda, Ricardo e Dan se aproximando, meu celular começa a vibrar ao mesmo tempo que o do Ethan em cima da mesa, olho para o mesmo vendo que era do Presidente avisando que estava precisando de nós, olho para o Ethan que me olha esperando uma resposta, respiro fundo falando

- Te encontro no aeroporto em uma hora, peça para deixarem o avião pronto e avise que eu não tenho muito tempo.

Ele assente levantando saindo dali, tiro o chip do meu celular destruindo e minha mãe fala

- É aniversário da sua sobrinha, você vai mesmo entrar naquele avião hoje? O quão egoísta vai ser hoje?

- Meu pai biológico está na cidade, o que atraiu atenção de um público elevado e todos estão atrás de mim, se eu sair daqui eles vão seguir a mim e ninguém vai se machucar, acha mesmo que eu sou egoísta? Acha que eu quero essa vida para os meus sobrinhos? Que eu quero colocar eles em perigo só pelo fato de eles estarem perto de mim? Tem um motivo para eu ter negado morar na casa do meu irmão quando ele se mudou, um motivo para eu não ficar tão próxima de todos em lugares públicos, isso faz com quem queira me machucar queira apenas me machucar, não a vocês. Caralho será que dá para uma vez na vida me apoiar em uma só coisa? Eu não jogo na cara de vocês tudo o que eu passei para essa família continuar intacta, a cada briga de cada um de vocês eu resolvi o problema.

- Se você não existisse não teria problemas, seríamos uma família perfeita.

Fala a mesma enquanto vejo Jake entrar ali com sua nova namorada, pelo jeito chegaram de viagem. Respiro fundo vendo que todos estavam tensos na mesa, sorrio fraco para minha mãe e levanto, meu irmão ia falar algo já que escutou o que ela falou, mas pouco importava, eu já tinha saído dali e estava já no meu carro, ligo o mesmo saindo cantando pneu dali seguindo até o aeroporto.

Já era três horas da manhã e mesmo exausta aqui estava eu acordada esperando a única coisa que me motivava, logo vejo Ethan chegar com meus sobrinhos, sim ele foi buscar eles em outro país, eu estava em um novo lugar por causa da segurança, só que ninguém sabe exatamente onde fica onde eu estou, o mesmo entra na casa e traz até o andar de cima os pequenos no colo dormindo os deitando em minha cama, ele me dá boa noite e segue até seu quarto, vejo Emily entrando e a mesma se aproxima com lágrimas nos olhos, falo para ela fazer silêncio e pego a mão dela saindo dali, levo ela até o lado de fora onde estava uma linda noite cheia de estrelas, me sento no balanço de madeira e ela senta ao meu lado, abraço a mesma de lado respirando fundo e a mesma segura minha mão e ela fala baixo

- Eu achei que você ia nos deixar, fiquei com tanto medo... tive de fingir estar bem a festa toda, eu só queria chorar e chorar.

- Eu jamais deixaria vocês, ao meu lado vocês vão ter uma vida difícil, cheia de obstáculos, ter de se mudar as vezes por questão de segurança, mas eu prometi ao seu pai que faria de tudo para manter vocês bem e em segurança, ainda não chegou a hora, mas se precisar sim, eu me afastarei se for preciso para que vocês possam ter uma vida normal, ser apenas os netos de um coroa famoso e bem rico.

Ela me olha e eu sorrio fraco beijando o topo de sua cabeça, tiro do bolso do casaco uma caixinha entregando para ela e falo

- Esse presente é o mais importante que vou te dar, tem quatro opções pra combinar com os looks.

Entrego para ela a caixinha com os colares (1) e a mesma abre, ela toca no mesmo deixando uma lágrima cair falando

- Igual o da minha mãe.

- Eu fiz para ela quando tinha 14, seu pai estava sempre trabalhando e viajando, ele monitora seus batimentos e dá a sua localização, é algo que ninguém jamais desconfiaria de um colar e assim, quando estiver com medo, triste, brava, correndo perigo eu vou saber e vou saber como te encontrar, é uma maneira de te manter segura e quando precisar eu sempre estarei pertinho de você, esse colar também é uma chave, todas as nossas casas tem um local de segurança no subsolo que ninguém sabe, ele abre a porta apenas se você, seus irmãos, seus avós ou seus tios abrirem, apenas, é uma maneira de manter todos a salvo, mas por enquanto só você tem a chave.

- Eu prometo usar sempre.

Sorrio para a mesma e ela logo vai descansar, quando todos dormem e geral tinha voltado para suas casas, entro no meu carro saindo dali e dirijo por algumas horas até chegar em um prédio chique bem longe da onde eu morava, Jason era dono da cobertura e bom ele estava lá agora sozinho, ele ficava lá quando ele foge de alguma garota e da sua família/ amigos, quando me deixam entrar subo até a cobertura, quando chego finalmente na cobertura toco a campainha dele e escuto a porta destrancando, o mesmo abre apenas de toalha enrolada na cintura e outra secando o rosto perguntando o que queriam, ele para pra me olhar surpreso e segundos depois ele dá espaço para eu entrar ainda sem entender o que estava acontecendo, olho em volta vendo o quão lindo era a cobertura, porém volto a olhar para o mesmo que joga a toalha que estava secando o cabelo no sofá e quando ele ia falar algo tiro o moletom que estava usando ficando com a lingerie que ele mais gostava, cinta liga, o mesmo me olha de cima a baixo e eu solto o cabelo olhando para o mesmo que fala 

- Eu declaro para você e você fica em silêncio, depois me ignora e vai embora.. eu faço parte de algum jogo e não sei?

- Quando você saiu do meu quarto eu fui atrás de você e encontrei você beijando Paulina, eu estava pronta para falar que desejava você mais do que tudo nesta vida, mas sabe o quão foi broxante ir atrás de você pra dizer que estou apaixonada por você e te encontrar com outra novamente? Eu posso ser muitas coisas, mas não sou idiota. Porém sei que Paulina está tentando ficar com o Ryan e te usou pra fazer ciúmes para ele que assistia ao beijo, então aqui estou eu novamente. Sem medo, sem vergonha alguma, para falar para você que...

Me aproximo lentamente do mesmo o sentando no sofá e me sento em seu colo, beijo seu ombro até orelha falando

- Que eu quero você e que eu sou melhor que todas essas vadias que dão em cima de você, que eu posso proporcionar não só diversão a você quanto muitas outras coisas, que não importa quem eu tenha que enfrentar, eu vou lutar e ganhar o seu coração, McCann.

Falo em seu ouvido e depois olho em seus olhos, o mesmo sorri me deitando no sofá ficando por cima, o mesmo começa a beijar meu pescoço e dar lentos beijos por cima do meu sutiã, arfo e o mesmo rasga meu sutiã jogando longe, sorrio mudando de posição ficando por cima e tiro sua toalha jogando no chão, tiro o resto das minhas peças antes que ele as rasgasse, o mesmo senta me observando enquanto eu ainda estava eu seu colo, nossos rostos perto, lábios quase encostados, respiração pesada demonstrando nosso desejo, olho em seus olhos mordendo seu lábio, o mesmo volta a beijar meu pescoço e eu gemia em seu ouvido seu nome ignorando as marcas que ficariam dos chupões tão prazerosos, até que finalmente nos beijamos enquanto nos encaixamos, acabo gemendo entre o beijo junto com o mesmo e paramos pra nos olhar, começo a me movimentar gemendo por impulso e ele geme meu nome, deito o mesmo no sofá.

Oito horas da manhã e eu estava no colo de Jason no banco do motorista do carro dele, o mesmo estava beijando meu pescoço enquanto eu abotoava minha camisa social, eu tinha deixado o meu carro na casa nova e tinha seguido no carro do Jason até perto da casa onde eu moro um pouco escondido e fiquei com ele no carro, o mesmo me olha me apertando em seus braços e fala 

- Passa o dia comigo, para eu desfrutar mais um pouco de você antes que você vá e eu tenha que te dividir.

- Meu pai vai vir aqui para assegurar que estou bem, ele vai ficar com as crianças para eu sair, vou estar na cidade para encontrar Paulina e Ryan, vamos dar uma volta para beber algo e dançar, Ryan disse que levaria os meninos então talvez ele convide você, vá e assim podemos nos ver mais tarde, mas agora você tem meu número e meu endereço, só não fale pra ninguém, é segredo.

Beijo o mesmo e saio do colo dele descendo do carro, volto a beijar ele e depois de um selinho sigo meu caminho.

...

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...