História Let Me Love You - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Fanfics Do Jb, Fanfics Do Justin Bieber, Justin Bieber
Visualizações 345
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não postei por conta da internet, ela foi passear e só voltou hoje, por isso, estou postando hoje mesmo.
Os personagens (principais): Justin Bieber -> Justin Bieber
Cassie Sullivan -> Chlöe Grace Moretz
Christian Beadles -> Gale Hemsworth

Capítulo 2 - Accident


Fanfic / Fanfiction Let Me Love You - Capítulo 2 - Accident

Cassie Sullivan -  P.O.V

 Que droga! Droga de mundo, droga de família, droga de vida! Eu não aguento ficar mais nem um segundo nessa casa. Cansei de ser controlada, eu já tenho 19 anos, eu não preciso disso. O bêbado do meu pai falando o tempo todo o que eu devo ou não fazer, minha mãe acompanha ele do mesmo modo e ainda apanha, é pouco por defender ele e dar dinheiro ao mesmo pra satisfazer suas vontades, eu queria tirar ela daquela vida, ela nunca quis, sempre escolheu ficar sofrendo nas mãos daquele canalha que um dia eu tive coragem de chamar de pai. Sim, eu não sei para onde eu vou. Saí com a mala, batendo o pé forte no chão de propósito, para que ele me visse. 

- Eu vou embora da sua casa Jason, nunca mais quero te ver na minha frente, NUNCA - Queria matá-lo. 

- Cassie, Cassie... para onde você vai?! Você não tem para onde ir, só tem a mim sua vagabunda! - Ele dizia me olhando incrédulo 

- NUNCA MAS ME CHAME DE VAGA... - Antes que eu pudesse terminar, ele me deu um tapa forte no rosto, ardia e doía por saber que o meu PAI fez isso

- E VOCÊ, NUNCA MAS GRITE COMIGO, RESPEITO. 

- SEU MONSTRO. - Disse por fim e fui embora daquele inferno 

Andei, andei sem ter ideia do que eu ia fazer, eu não tinha emprego, só estudava, por bolsa de estudos, como eu iria me sustentar? Eu não podia voltar pra casa, o meu orgulho falava mais alto. Eu podia ir para casa da minha amiga, a Mandy, porém ela deve estar farreando em alguma boate por aí. Meu melhor amigo, o Christian, ele deve estar com a namorada, mas, de qualquer forma, é necessário a não ser que eu queira ficar aqui e dormir na rua. 

Ligação On 

 

Alô? Cass? 

Oi Chris, teria como você vir me buscar aqui no Centro? 

Posso sim... mas Cass, são 23:45 p.m., o que aconteceu? 

- Quando você chegar te explico. estou perto do Starbucks . 

Ok, já chego.

Ligação Off 

Me sentei num banco de madeira para o tempo passar e eu esperar o Chris chegar. Meu celular não parava de vibrar, imaginei ser o Chris então peguei ele de volta, era a Prim, minha vizinha, sempre me ajudou minha mãe e a mim: 

Cassie! Onde você está? Sua mãe está desmaiada na escada de entrada da sua casa, pelo amor de Deus, ela está sem pulso. 

Meu pai, ele deve ter feito algo, só imaginava isso, fiquei tonta, tudo rodava, eu chorava, chorava muito, levantei num movimento brusco do banco, me direcionava a pista, que pelo horário, não havia carro algum. Minha mente gritava, milhares e milhares de coisas, eu não sabia o que fazer, eu só imaginava a minha mãe, meu Deus, quantas vezes eu avisei? Não, não era pra ser assim, o que ele tinha feito, eu tinha que ir salvar ela. Fui até a pista, parei no meio, vendo uma luz extremamente forte vindo de longe, o que me fez ficar mais tonta ainda, era um carro. Imaginei Christian e levantei as mãos, foi um erro, o carro me atropelou, tudo ficou escuro. 

Justin Bieber - P.O.V 

Peguei ela e coloquei no banco traseiro do carro, peguei a mala que encontrei perto dela, a única coisa que eu havia achado que provavelmente pertencia a ela, e coloquei no banco traseiro do carro. Ela estava gelada, ela ainda tremia. Levei ela para a minha casa, ela só havia desmaiado, amanhã já estaria acordada. O telefone dela não parava de tocar, mas eu também não tive a ousadia de atender. Nós chegamos e eu pedi para que um dos meus seguranças levassem a mala dela, que ela eu mesmo levaria. Subi minhas escadas de mármore até um dos quartos de hóspedes. Abri o que ficava do lado do quarto da minha filha, a coloquei na cama, percebi que ela estava com roupas apertadas e que a incomodaria. Fui até meu quarto e peguei um pijama antigo de Natalie que ainda estava ali, não sei por que ainda guardo isso. Cheguei no quarto e tirei sua roupa cuidadosamente, ela tinha um corpo lindo, esbelto, seus seios não eram nem grandes porém não eram tão pequenos, sua bunda a mesma coisa, seu corpo era proporcional. Coloquei o pijama com um pouco de dificuldade e coloquei deitada. Amanhã perguntaria o que aconteceu. 

Cassie Sullivan - P.O.V 

Acordei com uma enxaqueca horrível, meu corpo estava todo dolorido, acordei com um barulho de choro de criança. Me levantei e sentei na cama olhando para a porta. Havia uma garotinha na porta que chorava sem parar, assim que ela me viu seus olhos se arregalaram e ela correu em minha direção me abraçando em seguida. Meu Deus! Onde eu estou? Quem é essa garota? O que aconteceu?

 

Continua...

 


Notas Finais


Desculpa qualquer erro <3
Próximo capítulo será maior, postarei amanhã mesmo!
Bjjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...