História Let me love you - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girls' Generation, VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Ravi
Tags Rabin
Exibições 84
Palavras 1.298
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeira vez que escrevo uma fanfic entao nao me matem pelos erros de portugues e tudo mais, obrigado.

Capítulo 1 - Problem


Era mais um daqueles dias de tédio na escola, eu estava apenas la existindo, sem fazer nada já que eu era um dos melhores da classe. 

Já havia feito tudo o que eu precisava, mas ainda assim o professor insistia em chamar minha atenção por estar lendo em aula, não era minha culpa, eu havia feito tudo que deveria, sem falar que fiz meus trabalhos e entreguei antes da data. Eu merecia um tempo para ler. 

Eu acabei me perdendo em meus devaneios enquanto lia e não percebi que meu amigo Leo estava tentando chamar minha atenção. -Hongbin, a aula acabou vamos, não quero ficar preso aqui até amanha.- Guardei todo meu material enquanto Leo esperava na porta da sala impaciente.

 -Novamente eu tive que te avisar que a aula terminou.- ele disse me olhando com a expressão séria de sempre. -Você sabe como eu sou. Eu começo a ler e esqueço de tudo ao meu redor.- ele me olhou e sorriu. -percebi.-

 O dia estava nublado e parecia que iria começar a chover, e eu mal podia esperar por isso, eu adoro quando chove. Após me despedir do Leo fui andando para minha casa. 

Passei em um mercado proximo a escola e finalmente começou a chover, eu pensei em esperar a chuva parar. 

Enquanto esperava, reconheci meu amigo Hyuk. Cumprimentei ele e ficamos conversando, sua mãe estava junto dele. Ela se ofereceu para var pra casa e eu aceitei de bom grado.

 Durante o caminho conversamos sobre os livros que estávamos lendo. Ele perguntou se eu ja havia feito os trabalhos do semestre e eu assenti. o tempo passou rápido. Quando percebi ja estava em casa. 

Me despedi dele e de sua mãe e entrei em casa. Minha avó parecia preocupada, ela me esperava na sala sentada e foi correndo ate a porta quando cheguei. -Hongbin, onde estava? Fiquei preocupada, você se molhou?- ela fazia perguntas seguidas e não me deixava responder -Estou bem, não precisa se preocupar.- respondi sorrindo. Ela sorriu e disse para eu me trocar.

 Ela ia fazer o jantar então aproveitei para ficar no meu quarto um pouco. Voltei a ler o meu livro e fiquei la por um tempo. Decidi parar um pouco e revisar  as materias da escola e me organizar para as proximas provas de final de ano.

 Ela estava me chamando na porta do quarto. Desci as escadas e fui jantar, eu não podia acreditar, minha avó havia feito curry, minha comida favorita. -Muito obrigado vó.- eu disse e logo abracei ela, ela sorriu e nos sentamos para comer. 

Terminei o jantar e ajudei minha avó com a louça, logo depois arrumar meus livros para não esquecer nada.  Logo depois fui escovar os dentes e dormir.

Eu havia acordado cedo então decidi fazer meu café e o da minha avó. Após terminar Meu café eu escovei os dentes e me arrumei pra sair. minha avó acordou cedo como sempre, me cumprimentou e tomou o café. 

Eu fiz meu caminho tranquilo até a escola. Quando cheguei, vi Leo conversando com Hyuk e Ken, fui cumprimenta-los e começamos a conversar. 

O dia estava nublado, porém estava quente e abafado, parecia que eu ia morrer no calor. Finalmente o sinal tocou e nós fomos para a sala.

 Sentamos no nosso grupo e continuamos a conversa. A primeira aula seria de história. Eu estava animado já que era uma das matérias que eu mais gostava.

 O sinal tocou para a hora do intervalo. Eu e Leo ficamos andando pelo pátio e então sentamos em um dos bancos que ficam perto do ginásio da escola, onde sempre ficamos conversando. 

Depois de um tempo, algumas pessoas começaram a se juntar no meio do pátio. Nós ficamos curiosos e logo fomos ver o que estava acontecendo. Parecia ser uma briga. Eu reconheci um dos alunos, Ravi, como sempre estava brigando com alguém. Pra falar a verdade ele sempre discutia, eu nunca vi ele brigar com alguém. contavam historias sobre quando ele brigava pra valer. 

Diziam que era perigoso irritar ele nesse nivel. Eu fiquei preocupado, nós raramente conversávamos, e lá estava ele batendo em outro garoto. A coisa ficou séria quando os amigos do outro garoto se juntaram.

 Ravi estava em desvantagem e não conseguia se defender. Eu não podia ver aquilo, então fui Tentar separar a briga, um dos monitores da escola apareceu na hora certa. Porém Ravi iria ficar na detenção após o final da aula. 

Logo depois eu o levei ate a enfermaria já que ele estava com vários hematomas pelo corpo e um corte na testa. A enfermeira não estava lá então eu mesmo cuidei dele. Leo me ajudou a carrega-lo até lá. 

Eu limpei o sangue que havia no corte, e pedi para Leo ir para a aula avisar o professor que eu não estava me sentindo bem e que não poderia assistir a aula. 

Ele foi correndo e eu fiquei cuidando dos machucados do Ravi. -Onde eu estou?- ele perguntou parecendo tonto, -Calma, estamos na enfermaria, a enfermeira não esta aqui então eu estou cuidando de você.- respondi, ele estava ficando pálido. 

Eu decidi chamar alguem para ajudar. -Por favor fique aqui Ravi, vou buscar alguém, você não parece nada bem.- Ele concordou e então eu fui chamar alguém. Entrei correndo com um monitor atrás de mim , Ravi parecia estar com febre, ligamos para o hospital e uma ambulância chegou rapidamente na escola. 

Um dos paramédicos disse que ele iria precisar passar a noite no hospital para fazer os exames. -Ele vai ficar bem?- ouvi Leo perguntar -Os paramédicos falaram que ele iria precisar passar a noite no hospital. Ainda estou preocupado.- Respondi. -Ele vai ficar bem, relaxa.- Leo disse tentando me acalmar. 

Voltamos para a aula já que não havia motivo para faltar hoje. O tempo não parecia estar a meu favor, 5 minutos pareciam seculos. Quando a aula acabou eu e Leo fomos para minha casa.

 Quando chegamos, cumprimentamos minha avó, subimos até meu quarto, -Onde eu deixo minhas coisas?- Leo perguntou -Em cima da cadeira ou no chão se quiser.- Ficamos jogando videogame ate a hora do jantar, estava chovendo bastante e parecia que não iria parar tão cedo. 

Descemos enquanto minha avó trazia espaguete com curry, ela notou que eu sorri de uma orelha a outra. Leo e eu comemos rapido. Depois que terminamos, eu e Leo ajudamos ela com a louça e fomos jogar mais um pouco. 

Tínhamos que dormir cedo já que teríamos aula de manha cedo, fui escovar os dentes e logo após deitei. Quando Leo voltou do banheiro, ficamos conversando e fomos dormir depois. 

Acordei mais cedo do que deveria e não conseguia dormir, então fiquei na janela observando a chuva ate que comecei a desenhar aquela paisagem. Vários morros com nuvens negras, a chuva intensa e bela. 

Quando terminei o desenho eu olhei a hora e fui acordar Leo para nos arrumarmos para a aula. A chuva havia parado então nos apressamos pois não sabíamos se iria chover mais. Chegamos na escola e nos encontramos com Ken e Hyuk.

 Estávamos conversando quando vimos os garotos que espancaram Ravi. Fiquei em silencio enquanto encarava eles. não conseguia acreditar que eles haviam sido capazes de fazer o Ravi ser hospitalizado. Voltei a conversar com meus amigos que pareciam espantados ao olharem para mim.

– o que aconteceu? Tem algo errado? – Perguntei nervoso para eles e então Leo respondeu. -você ficou encarando eles com uma cara assustadora binnie, não viu o que ele fez quando você virou, ele fez o sinal de que iria espancar você também.- 

Eu fiquei extremamente nervoso pois não sabia que eu havia olhado para ele com uma expressão raivosa. Em parte eu estava com medo, pois não queria confusão com ninguém mas eu também me senti bem por enfrentar ele. 


Notas Finais


Deixem criticas construtivas de como posso melhorar a historia e obrigado por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...