História Let Me Love You One More Time - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~damasdanoite123

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Cana Alberona, Carla (Charle), Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Virgo, Zeref
Tags Bixanna, Gale, Gruvia, Jerza, Miraxus, Nalu
Exibições 18
Palavras 1.891
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, pessoas como vão? Esta fic, é algo que estou testando junto com a Dama, se vocês gostarem do primeiro cap eu continuo, comente pfv o que acharam, eu pessoalmente estou muiiittoo animada com esta fic, mas enfim, espero que gostem, bjs <3

Capítulo 1 - Alfa


Fanfic / Fanfiction Let Me Love You One More Time - Capítulo 1 - Alfa

Estava nublado, ela não enxergava direito ela só tinha a impressão de que estava sendo seguida, ela viu alguns olhos brilhantes, estava cercada, mas o que eram aquelas criaturas? Eram lobos gigantes. Um deles foi se aproximando e parou numa distância de aproximadamente 6 passos, ele olhou no fundo dos olhos dela, e ela fez o mesmo, mas num estranho momento ela poderia jurar que viu um homem no reflexo do olho dele.

Ela fechou os olhos e quando os abriu estava em seu quarto deitada em sua cama, ela estava suando, isso foi um sonho um sonho? Mas parecia tão real, esse tipo de pensamento que cercavam sua cabeça, ela se sentou e olhou para o relógio em cima da cabeçeira, mascavam 5:30, ela se deitou novamente na esperança de conseguir dormir, mas não, o sonho, ela não conseguia parar de pensar nele. Quando finalmente fechou os olhos, o despertador tocou eram 8:00 da manhã, era sábado, então não avia escola, ela arrumou a cama, fez sua higiene matinal e se trocou, desceu as escadas indo em direção a cozinha.

-Bom dia Lucy. - Disse Mira, umas das amigas de Lucy que morra com a mesma, ela estava fazendo panquecas.

-Oi, - Suspiro - Que bom estava mesmo precisando comer suas panquecas. - Ela se sentou em umas das cadeiras da ponta e grudou os braços em cima da mesa.

-O que você tem? Não dormiu bem? - Fala Mira pegando a espatula e retirando a panqueca da frigideira.

-Não muito, tive um daqueles sonhos estranhos.

-De novo? É a terçeira vez esta semana, o que você sonhou dessa vez? - Ela colocou a panqueca num prato junto com uma calda e umas frutas e serviu pra Lucy. - Pronto, e estou terminando de fazer o resto.

-Obrigada. - Ela cortou um pedaço e o comeu. - Desta vez sonhei com uns lobos, e eu estava na floresta.

-Floresta? Que floresta? - Mira sentou-se do lado de Lucy.

-A floresta da morte. - Essa floresta, tinha este nome pois todos que entravam na mesma desapareciam, e alguns dizem que existem algumas alcateias de lobisomens por ali, mas é verdade. 

-Que? Mas por que você estaria lá?

-Eu também não sei. - Mas ela se sentia estranha, desda noite passada.

-Bom dia. - Erza estava descendo as escadas.

-Bom dia. - Disseram juntas.

-Sobre o que vocês etão conversando? - Erza foi ate o fogão e pegou uma panqueca e se sentou.

-A Lucy teve outro sonho, e dessa vez ela estava na floresta da morte. - Explicou Mira num tom de suspense.

-E teve mais alguma coisa? - Disse Erza, e logo em seguida tomou um gole de suco de maça.

-Havia alguns lobos gigantes. - E ela deu a última garfada.

-Pera oque? Lobos? - Mira surpresa. - Será que você enlouqueçendo de vez?

-Parece a história da Alfa. - Disse Lucy.

-Que? Não me fale uma coisas dessas. - Mira se levantou surpresa.

-Aff, você parece a minha tia. - Lucy estava saindo de casa e Mira continuou gritando. Ela não se importava com isso, ela gostava afinal aquelas duas eram suas melhores amigas e ainda moravam juntas. Mas aquele sonho era apena um sonho, certo? Quando ela percebeu ela estava na frente da floresta, que não ficava muito longe de sua casa, cuja dizem ser amaldiçoada, a floresta estava escura e com aspecto sombrio como sempre. Ela estava olhando fixamente para um ponto qualquer da flores, e ela viu um par de olhos vermelhos, só que pareciam de um humano, ela o encarou, ele a se virou e foi sumindo pela floresta. Aquilo mecheu com ela, ela não conseguia deixar de pensar naquele sonho, os olhos que ela viu eram os mesmos do seu sonho, mas os olhos não eram de um lobo e sim de um humano.

Ela continuou andando, ela estava totalmente confusa, ela foi tirada de seus pensamentos quando alguém a chamou, ela olho para trás, e viu Laxus, um dos seus melhores amigos, eles se consideravam irmãos.

-O que você faz aqui a essa hora? - Já avia andado tanto que nem percebeu que estava parada em frente a uma casa de madeira.

-Preciso falar com ela, eu tenho tido uns probleminhas. - Ela respirou fundo, não estava preparada mentalmente pra isso.

-Problemas?....Ata, os sonhos tô sabendo. Eu vou com você, se você quiser é claro. - Ele era, uma boa pessoa, sempre que ela precisava de alguém ele estava lá junto com, Mira, Erza, e Natsu.

-Obrigada, vamos. - Na quela casa morava uma velha senhora, desçendentes de bruxas, mas nem todos sabiam, quando ela soube no começo deste ano, ela vem vindo uma vez por semana as vezes, ela abriu um pequeno portão e foi em direção a porta.

-Sra. Wilians? (Peguei um nome aleatório o mesmo com a pessoa, ou seja ela não faz parte do anime ou algo do tipo) Ei a senhora esta em casa? - Eles entraram e fecharam a porta. - Vem ela deve estar no porão. - Eles desceram pela pequena escada que leva ao porão.

-Sra. Wilians, a senhora esta aqui em baixo? Acho que a senhora não ouviu agente batendo na porta por isso entramos.

-Sim, estou aqui, sentem-se. - Uma doce voz vinha do fim da escadaria. Quando chegaram na pequena sala, se sentaram muna mesa redonda com uma toalha preta com algumas velas em cima.

-Estava esperando você, o que tem ocorrido?

-Como a senhora sabe quando eu tenho uns daqueles sonhos eu ligo e conto, mas o sonho de hoje era diferente. - Lucy estava séria, momentos como estes eram raros.

-Continue conte o sonho. - Lucy contou tudo datalhadamente, sem faltar nenhum detalhe.

-Bom, parece que seus sonhos estão ficando cada vez mais estranhos, pingue uma gota de seu sangue nesta água. - A senhora entregou uma agulha e a taça onde estava a água, Lucy pegou a agulha e furou seu dedo, e pingou uma gota de eu sangue na água.

-Pronto me de isto, eu irei guardar, se alguma coisa acontecer eu ligarei. - A senhora pegou a taça e a colocou em uma estante.

-Obrigada. - Lucy se levanta . - Mas o que tinha na água? 

-Tinha algumas coisas que eu uso para fazer algumas poções.

-Entendo, ate mais.

-Ate.

Eles saíram da casa, e foram em direção ao parque ficava apenas algumas quadras.

-Não sei você mas aquela velha me dá arrepios. - Laxus se sentou nem banco.

-Pra mim ela é uma pessoa normal, só você tem essas coisas. - Eles ficaram ali por um tempo, se despediram e  Lucy foi andando ate sua casa, ela abriu a porta, a casa com as janelas fechadas e com as luzes apagadas, as meninas aviam saído, ela subiu ate seu quarto, fechou a porta, pegou seu celular e seu fone, sentou-se na cama e ficou ali, olhando para a janela e ouvindo suas musicas.

            Autora-off/Lucy-on

Fiquei ali na quele quarto escuro, com apenas um pequeno feixo da janela o iluminando, de repente a musica parou, olhei para o celular era a Sra.Wilians me ligando.

-Sim. - Atendi o telefone.

-Lucy, sabe o caliçe que você pingou a gota do seu sangue? - A voz dela estava rouca e ela parecia preocupada.

-Sim, o que aconteceu? - Eu estava preocupada, meu coração estava acelerado e minha respiração estava fraca.

-A água ficou preta, no caliçe eu avia colocado um acônito chamado mata lobos. Os antigos bruxos e bruxas faziam a mesma coisa para descobrir quem era um lobo em épocas mais antigas, e quando encontravam, a água onde avia o mata lobos misturada com o sangue ficava preta. - Ta ai a prova de que eu não deveria sair de cama hoje.

-Então a senhora, esta dizendo que e-eu sou um lobo? Que? Isso não é possível.

-Venha qui para conversarmos melhor.

-Ok,estou indo ai. - Me levantei da cama, peguei uma blusa um pouca mais quente, e desci as escadas, mas quando eu abri a porta. - Cana? Virgo? O que vocês estão fazendo aqui? - Diante de mim estava Virgo que cuidou de mim quando os meus pais morreram e Cana, ela é como se fosse minha irmã mais velha.

-Nós temos que conversar. - Disse Cana séria e entrando em casa.

-Claro, podem entrar. - Falei irônica, todas entraram e logo depois nos sentamos na mesa de jantar da cozinha.

-O que aconteceu? - Perguntei.

-Temos que contar uma coisa pra você, você falou com a senhora Wilians? - Perguntou Virgo.

-Sim, eu estava indo lá falar com ela, quando vocês chegaram.

-Então passamos lá antes de vir aqui, ela nos contou o que aconteceu, e isso é verdade.

-Pera, o que? Mas como assim? Isso não faz sentindo. - Isso não pode ser verdade eu nunca conheci ninguém que era um lobo, ou muito menos fui pra floresta.

-Você já ouviu a história da Alfa? Ela foi o primeiro ser humano a se tornar um lobo, um dia ela se apaixonou por um humano, mas naquela época os lobos e as bruxas estavam em guerra, e para se vingar da Alfa, uma bruxa matou seu amado e amaldiçoou sua alma e fez o mesmo com ela. - Explicou Cana.

-Mas o que a Alfa fez para a bruxa? E qual maldição a bruxa lançou?

-A Alfa matou a família inteira da bruxa, ela ficava fora de controle durante a transformação. A maldição que ela lançou no humano era que nas próximas reencarnção, eles iriam se tornar um caçador, mas ele não iria caçar ursos, ou coisas do tipo, a maldição dava a eles, força e habilidades muito além da capacidade humana, eles iriam caçar lobisomens, já a Alfa a alma dela foi selada dentro de uma humana e de filho em filho ela ia se passando, ate que chegou a você. 

-Então quer dizer que ela esta ''trancada'' dentro de mim? A humana que a bruxa selou a Alfa em minha tataravó?

-Sim. - As duas responderam juntas.

-Essa maldição tem  como objetivo, nunca deixar a alma da Alfa e a do humano ficarem juntas. - Terminou Virgo.

-Então vocês querem dizer que eu sou um lobo certo? E como que eu não me transformei em um ainda?

-Por causa da sua parte humana, um exemplo: Se eu for uma loba e tiver um filho com um lobo, o bebê ira nascer 100% lobo, mas se eu tiver um filho com um humano só terá 50% de ser lobo e 50% de ser humano, mas no seu caso as chances são de 15% pois você tem a alma de uma loba com você, o único jeito de você virar uma loba é se ela despertar, porque ai ela vai quer tomar o controle do seu lindo corpinho. - Cana, terminou a frase e logo olhou para Virgo, a cara dela não estava muito boa.

-Cana! - Virgo estava com uma cara séria.

-Ela iria ter que saber uma hora ou outra, eu só falei o que ela iria ouvir depois.

-E quem são os caçadores? - Quando fiz esta pergunta todos se calaram e ficaram sérios.

-Somos nós. - Ouvi uma voz vindo atras de mim, aquela voz parecia com, não poderia ser, não é? Não é possível, parecia a voz do.....Natsu.


Notas Finais


Então gente só isso por hora, se vocês gostarem eu continuo, espero que tenha ficado fácil de entender e me desculpem pelos erros de português =3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...